Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

MIMOS E MIMAGENS

Desde a criação do Divã (2009) fui ganhando selinhos dos amados que aqui chegaram. Devagar vou trazendo-os para cá... No coração já estão colados, feito tatuagem. Mimagem que não tem preço! Não tive como colocá-los pela ordem que chegaram, mas afinal no coração é tudo des_ordenado mesmo. Pelo menos no meu só sigo uma: AMOR.

Recebi esse também da Sol. O 1º com url (www.divadaregina.blogspot.com) novo e fiquei feliz dimaiiisss!

Esses ganhei da Sol (23/08/11) sorriso lindo de viverrr, guerreira em todas as frentes. E a regra é simples. Citar cinco coisas que me tiram do tédio. É verdade que disso não tenho nenhuma intimidade (Graças a D'us) rsrs. Mas vamos lá:
  • Viajar...viajar e viajar.
  • Trabalhar com alegria, produzindo resultados em muitos.
  • Caminhar na praia ... De preferência com o nascer ou pôr do sol.
  • Mercado em qualquer cidade do mundo.
  • Rir, sem hora e motivo, de uma bobagem qualquer acompanhada de amados.


Esse ganhei da minha Minina-ternura, eterna Pétala Rosadinha, que insiste no seu lado agri de ser. A mim não me engana...é doçura rosada. Foi ela, professora aplicada e insistente, que me ensinou, passo-a-passo, a fazer essas - que chamo - abinhas do blog rsrs. E sou-lhe gratidão!
Da minina-ternura que perfuma meu Divã!
Feito por Pétala Rosadinha e recebido com coração inchado de amor.
Essa coleção abaixo ganhei da Denise. Em momentos diversos ao longo desses anos de Divã. A moça que Tece Ideias do jeito mais amoroso que já tive conhecimento. Denise, que virou Dê,  que se transformou em irmiga e  que hoje é uma irmigamada instalada na alma.
Da Dê irmigamada
Esse recebi em dose dupla: da Carla que faz um barulhão no meu coração e da Dê irmiga que tem livro inscrito em minh'alma.
Ganhei da Xará que balança minhas horas, da Dê que tece ideias no meu ser e do Miguelito que faz do meu lado B um abcedário completo!
Primavera tecida pelas mãos amorosas da Dê  
Esse recebi da amada Dê

Ganhei da Dê...apaixonante irmigamada
Tem selos que vieram de longe. Uns do outro lado do Atlântico...mais precisamente de Portugal. Ganhei esses do Miguel, da minha "filhota" Isabel, do Vitor. Outros da Bélgica do Manuel, do Sérgio da Argentina e da Amélia também de Portugal.
Doado pelo Miguelito, duplo anjo, amado e recebido com coração aquecido.
Ganhei do amado Miguel

Esse ganhei do amado Miguel Ângelo
Esse ganhei da diva, amada, Isabel
Recebido dos amados Amélia e Sergio em nome da amizade sem fronteiras
De uma constância que habita Manuel
Esse ganhei do amado Vitor

Todos os abaixo recebi de amados. Alguns não frequentam mais o divã, outros fecharam seus blogs, e uma única está em outro plano. Contudo, todos continuam morando no meu coração.
Esse foi o primeiro. Ganhei da minha amada Rebeca
Ganhei do amado Edson Carmo
Ganhei da Cris, amada, do blog Minha história
Ganhei do mininu Marcos, amado, que rebobina memórias.
Ganhei esse duplamente da Dani do Prá chamar de meu e da Lois do de Tudo um pouco. Ambas fofas, ambas amadas minhas!
Ganhei da minina pura essência...Essência em palavras, essência de SER!
Ganhei da Carlinha do Petit Coin
Mimo da Déya...costureira de emoções
Recebi da Xará que balança, mexe e remexe com minhas horas!
Essas lindezas ganhei da iluminada Izabel Viégas
Esse ganhei da amada Mariza
Esse ganhei da amada Renatinha...E daqui enxergo você brilhando...Saudades!
Só mesmo Izabel, fabulosamente iluminada, para me presentear!
Da mestra, amada, Mariza



















































































































































































































































































Ocorreu um erro neste gadget