Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

A GRIPE QUER TE PEGAR... PROTEJA-SE!


É com essa frase, no final do comercial, que o governo de Minas veicula propaganda preventiva. Não teve jeito. Não para mim. Me pegou no primeiro espirro! Estava feliz. Acreditei que, pela primeira vez em minha vida, esse ano passaria incólume por ela. É meu calcanhar de Aquiles. Vulnerabilidade pouca é bobagem. Fico péssima. Ela vive atrás de mim, sempre que eu me descuido, ela me possui, toma conta de mim e não me deixa fazer nada. Ela me joga na cama, me cansa, me esquenta, esgota minhas energias, me isola do mundo, não deixa ninguém chegar perto e faz de tudo para ficar o máximo de tempo que puder, mas essa é uma relação unilateral, porque eu não gosto dela, quero-a longe de mim. Dores generalizadas, tosse, coriza, nevralgia, febre e tudo mais que dá direito esse pacote não contratado. Minha mãe dizia: tá por olhos e por nariz, filha! Rapidinho chegava à casa munida do seu arsenal antigripal: chá de limão cortado em cruz, alho e mel, gemada, sopa de músculo, muita água e amor. A gripe não resistia e ia procurar outra freguesia. Ô saudade! Quis saber quando tinha sido abatida por ela e foi aqui que descobri. Poderia copiar e colar. Mas há uma grande diferença: não há muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, desordem e confusão mental em minha vida, como explica Louise Hay para gripes e resfriados. Pelo contrário! Tudo tão ordenado e acontecendo va-ga-ro-sa-men-te que chego a pensar, muitas vezes, que é uma outra vida - que não a minha - que estou vivendo. Talvez seja mesmo isso. Ainda criança, lendo um poema de Cecília Meireles, descobri que viver é questão de escolha. Ou isto ou aquilo: "Ou se tem chuva e não se tem sol ou se tem sol e não se tem chuva! Ou se calça a luva e não se põe o anel, ou se põe o anel e não se calça a luva." Fiquei aturdida. Eu teria que escolher sempre. Sim, as escolhas acercam-se de mim o tempo todo. Da hora em que acordo até a hora de dormir, só o que faço são escolhas. Até quando não escolho nada, trata-se de uma escolha, considerando as possibilidades de tudo. Não é diferente com você. Agora, mesmo, escolhi um começo assim, porque eu precisava de certa cumplicidade para seguir. Vim aqui e depois lá. Mas escrever também é uma questão de escolha. No final, tudo não passa de variações sobre o mesmo tema. Dito isso, prossigo com a confidência: se desde criança sei que devo escolher, nos últimos meses, minhas escolhas refletem o desejo de mudar alguns hábitos, que, talvez, tenham nascido lá nos tempos de menina. Isso significa que estou escolhendo um novo modo de vida. Parece simples, mas não é. Mudança de hábito beira à tortura. Só quero um pouco mais em paz, de saúde, produtividade e equilíbrio, mas, para isso, preciso escolher o novo o tempo todo. Isso implica perder o conforto, o poder e até o controle. E a menina às vezes faz birra e fica gripada! Enfrentar desafios – como fazer novas escolhas – dá medo, cansa e até adoece. Mas depois de vencer uma batalha, o prazer é imenso. Não tem nada a ver com o prazer de ter o nariz desentupido, tem a ver com crescimento, com descoberta e com compromisso. Com essa gripe aprendo que a felicidade tem a ver com escolhas, mas, sobretudo com compromisso. Comprometida com a saúde, vou ali fazer um chá de limão em cruz e volto logo!

27 comentários:

  1. A vida é feita de escolhas como diz a Cecília Meireles ! :))
    Neste caso tens que escolher outro governo para Minas, que este atrasou-se uma semana na propaganda preventiva ! eheheh

    Beijinhos ! :))
    .

    ResponderExcluir
  2. Aqui ela andou forte e firma..Vacinas acabaram.Ainda bem que no Neno tinha feito já em março, pois ele é uma coisa, tenho que cuidar sempre e muito!! Por exemplo: nos meses de inverno,não o levo a shoppings nem aniversários infantis... Cuidados! beijos,fica bem, melhoras!!chica

    ResponderExcluir
  3. Genial Rê!!!
    Genial!!!
    Gosto imenso das tuas aventuras, acima de tudo porque consegues sempre que elas sejam atuais.
    Bjs.
    Tou quase indo de férias.

    ResponderExcluir
  4. melhoras para vc e que essa gripe vá embora logo.

    adorei o post! pela cadência do texto, uma delícia. e por vc lembrar a gente que a vida boa é feita de escolhas e compromisso. e não é fácil não...

    gosto mto dos livros da Louise Hay.

    fique bem! mta saúde!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Regina
    São muitas escolhas, né mesmo?? Até escolhemos estarmos com vida...Mudança de hábitos é dolorosa demais por menor que seja.
    Só posso lhe desejar saúde para a gripe e boa sorte na vida!!

    beijos

    ResponderExcluir
  6. atchimmm!! atchimmm!!
    minha solidariedade gripal:)
    beijinho Regina

    ResponderExcluir
  7. Oi Regina! Muito interessante como você descreve os desafios da vida. Espero que essa gripe passe logo! bjss e ótima quinta!

    ResponderExcluir
  8. Re, escolher é difícil, por que sempre gera dúvidas e a gripe mostra que qualquer coisa pode nos derrubar e mudar o rumo das coisas.
    Limão em cruz??? Que mineirice é essa?
    bjs e melhoras
    Jussara

    ResponderExcluir
  9. Melhoras pro cê minha amada amiga!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Tá melhor, menina? Chá de limão é bem ruim e se tiver alho, então, euzinha coloco tudinho pra fora.

    Ah, as escolhas. Por que, né? Eu as odeio, embora tenha que enfrentá-las a todo momento, feito você disse.

    Se cuide, Rezininha.
    Fique boinha logo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Olá Rê.
    Dois comentários:
    1- "O que nos define, são nossas escolhas".
    2- Você está fotografando muuuiiito bem.
    Melhoras dessa gripe.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. É incrível como até de uma gripe consegues fazer um texto genial!

    As melhoras, querida Rê.
    Queres a receita do nosso creme?:))

    bji gde

    ResponderExcluir
  13. Amada Rê,
    De certeza as melhoras estão chegando se é que já não estás recomposta. O chá de limão em cruzes não sei, nunca experimentei, mas de limão e mel alivia e muito e é delicioso de se tomar.

    Beijo e kandandos a atravessar tanto mar... Inté

    ResponderExcluir
  14. Com saudades estou fazendo minha
    visita na sua casinha virtual.
    Sei, que Domingo não é Dia dos Pais
    em Portugal mesmo assim tenha um Domingo feliz .
    Que Deus abençoe grandemente sua familia
    paz amor e luz.
    Convido você a pegar dois selinhos a esquerda
    do meu blog.
    Estarei sorteando 2 livros meu para Portugal
    o endereço dos blogs esta com link no selinho.
    basta colocar o selo no seu blog e
    fazer inscrição no blog de Portugal
    dizendo quero participar do sorteio do livro.
    O sorteio será feito em Portugal
    no dia 10/09/012 Dia do meu aniversário.
    Minha festa esse ano será com minhas amizades virtual.
    Conto com seu apoio para essa linda festa .
    Beijos no coração,Evanir.

    ResponderExcluir
  15. Iluminadamadagripadaaaaaaa!!!!
    Com gripe, sem gripe, fazendo suas escolhas ... sempre espalhando sabedoria e graciosidade do seu ser!
    Ah... duas novidades:
    1. Fui para a serra e adivinha, voltou a mardita gripe. Por que ??? Belzonte é pertindo de Nova Friburgo, é? Pegou, viu? Voltei correndo pro RJ.

    2. Melhoras, minha luz!

    3. Sei que eram duas , mas essa é a que vc tanto queria:
    Desenferrujei e voltei!!!
    Memórias de Vidas Passadas re-abriu!!!!!!! Aleluia!!!

    E quarta, que não é novidade nenhuma:
    EU TE AMO!!!!!!!

    ResponderExcluir
  16. Mudar de hábito é uma tortura mesmo, achei a descrição perfeita. E sou uma das pessoas que mais pega gripe no mundo, sem exageros. Aliás, nem gripe e sim resfriado, ou os dois, enfim. Adorei o post. Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Olá Regina e demais participantes!
    Quanto à gripe, comprei um dos melhores antivírus que há: trabalhar com crianças a 20 anos (sou professora alfabetizadora).
    Quanto às escolhas, não dá para saborear o sorvete e continuar com ele.
    Acabei de tentar acordar (infrutiferamente) o "Fiotão", dizendo que não pode passar na prova que deseja e continuar dormindo como um adolescente...
    Meus respeitos a todos,
    Cri.

    ResponderExcluir
  18. Oi Regina, tá melhor?
    Tome mesmo esse seu chazinho aí e fique logo boa para novas escolhas.
    Essa é a vida.
    Bom final de semana com saúde.
    Xeros

    ResponderExcluir
  19. Tadinha da amiga!
    Mas mesmo gripada, entupida, dolorida, consegue fazer um texto tão lindo, poético até, reflexivo, você é dez, mesmo toda avariada. kkkkkkkk
    beijinhos cariocas e melhoras!

    ResponderExcluir
  20. Olá Rê! Estimo melhoras
    Logo passa rs
    Beijos da Sol

    ResponderExcluir
  21. Regina, tem uma gripezinha sem graça que tá me espreitando, eu fujo dela, ela me cutuca com vara curta, eu vou escapar em breve! rsss


    BEIJOS e OTIMA semana a todos!

    ResponderExcluir
  22. Escolhas...afff não é fácil para quem como eu não gosta de perder..rs, pois se escolho isso irei perder aquilo...rs quanto a gripe, faz 2 anos que tomo a vacina e não tive mais, só uns resfriados. Mas assim como vc o que sinto, reflete muito em minha saúde e se não estou bem aí já viu... Desejo que vc fique bem e que essa gripe saia logo, vá embora! Um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  23. Xô, vírus! Saúde, Rê!
    Acho que o bipolarismo entre "livre arbítrio" e "estava escrito" é de uma artificialidade assustadora. Penso que nossas escolhas ficam em algum ponto entre esses dois extremos, e esse ponto não é fixo - desloca-se para lá e para cá. E nós temos que dançar na corda bamba...

    Beijos (soprados de longe)...

    ResponderExcluir
  24. Querida amiga

    Quando as palavras
    encontram sentimentos
    que fazem com que elas
    encontrem seus sentidos,
    nossa vida se enfeita
    com as cores da esperança.

    Obrigado por sua amizade.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  25. Minha querida

    Espero que essa gripe já se tenha ido embora...gostei muito do texto como sempre.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  26. Oi Re.... a geipe ja foi né? atchimm..rs a sua.. a minha ta começando..rs
    Sempre bom te ler..

    bjs

    ResponderExcluir
  27. É bom ter um serviço médico. Se não, é complicado, quando você tem um dor de cabeça, gripe, angina, qualquer doença. Eu chamo aos médicos de amil e sempre vem.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget