Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

domingo, 8 de abril de 2012

RECEITA DE BEM VIVER


Estava numa lojinha artesanal de chocolates e outras guloseimas - escolhendo um mimo para levar de presente para a anfitriã dessa páscoa - quando meus olhos foram atraídos pela receita abaixo. Bem viver e viver bem são realmente um ofício diário e que, necessariamente, temos que por as mãos na massa. Os critérios são pessoais e não há unanimidade na definição: o que é para mim não é para você. Independente das diferenças, todos sem exceção, buscamos bem viver. Uma páscoa abençoada para você e seus amados é o meu desejo!

RECEITA DE BEM VIVER
INGREDIENTES:
1 kg de amor
1dz de felicidade
3 xícaras de afeto
500g de tolerância
200g de compaixão
100 ml de carinho
1 pitada de sensibilidade
Misture tudo, deixe dobrar de tamanho e reserve.

RECHEIO:
1 xícara de alegria
200 ml de humor
1 colher bem cheia de ternura
100g de delicadeza
Misture bem devagar e reserve.

COBERTURA:
1dz de sorrisos
1 pitada de luz.

MODO DE FAZER:
Coloque em forma untada com sonhos, recheie e ponha a cobertura. Asse em forno da vida a 380º por uma eternidade, de preferência, e pronto. Saboreie bem devagar e viva gostosamente FELIZ!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

GLORINHA AMADA



Faltam as palavras. Impera a tristeza. Mais um gol a favor dessa doença traiçoeira. Fico com o jogo, vividamente vivido por Glorinha, da vida eterna! Deixo aqui sua última postagem, em dezembro de 2011, quando ela diz do amor. Voa Glorinha... um dia a gente se Rê_encontra!


Hoje não quero falar da minha doença ou do que tenho passado ou sequer do que vem por aí...
Hoje quero falar de AMOR. Mas daquele AMOR no sentido mais amplo, mais abrangente, mais transformador.
Gostaria de dar um abraço muito apertado em cada um de vocês, meus amigos e amigas, que têm me mandado sua energia e pensamentos bons, na forma desse AMOR. Gostaria de acarinhar cada cabeça e encostar a minha em cada ombro, ser como um polvo de mil braços e abraçar apertado cada corpo, cada um/a que tem me deixado tão feliz e emocionada a cada vez que leio meus emails ou meu blog.
Passei aqui, rapidamente, para dizer que, apesar de tudo, não perdi a esperança. Que vou lutar, que vou enfrentar e que muito ainda terá que ser feito. Ou, quem sabe não? Quem sabe a cura será rápida e surpreendente?
Como já disse várias vezes, não tenho medo da morte em si, pois acho que a morte é um sono eterno (tomara que eu esteja enganada). Tenho medo e pena de ter que deixar a VIDA. Deixar meus filhos, meu marido, meus amigos, não conhecer meus netos, não fazer o que desejo...Mas enfim, isto não está nas minhas mãos. O que me cabe é ter esperança, enxergar um caminho que possa ser percorrido com a força que tenho em mim e mais o AMOR, ele de novo, que tenho recebido, como dádiva, de todos os meus amigos, amados, parentes.
Não sei como será meu Natal, pois estou impossibilitada de fazer qualquer coisa...o pessoal aqui de casa vai ter que se virar...fazer uma ceia, encomendar, sei lá eu o que eles farão. Nestas horas é que vejo como a dona da casa faz falta, seja para delegar ou fazer o que tem que ser feito. A mãe é a agregadora, como diz minha filha e sei, que estou fazendo falta...
Não vou pensar que este poderá ser o último Natal...vou imaginar sim, que todos vocês estarão ao meu lado neste dia 24/25 de dezembro. Que cada palavra, cada frase, cada mostra de amor por mim, estará aos pés da minha árvore iluminada ou entre seus galhos enfeitados, pendurados como prendas, alegrando o meu Natal.
Quero também, compartilhar um pouco da minha força e esperança, a quem, como eu, vem passando por momentos difíceis: NÃO DESISTAM! Enquanto há vida, há esperança. Olhem para a doença como um aprendizado e entreguem-se ao AMOR. Ao amor por si mesmos, principalmente, e deixem vir, entrar, tomar conta de todos os espaços, o amor dos outros. Ele é um bálsamo curativo, poderoso, que tudo pode.
E que o Natal de cada um de vocês, meus amigos, seja como o meu, cercado de AMOR verdadeiro, cheio de LUZ, celebrado com muita PAZ e UNIÃO.
Esse é o meu desejo. E que assim seja e esteja escrito nas estrelas.
Grande, enorme beijo a todos.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

TRATAMENTO DE MERECIMENTO

Não tenha dúvidas...Você merece tudo de bom!


Dez anos de análise e mais um século – como diz minha irmã Mary – e a gente não aprende! Por que é tão difícil aceitarmos que somos merecedores de um tudo?! Receber o que nos é de direito? Nada de migalhas ou esmolas! Vou espalhar esse tratamento em todos os lugares possíveis, deixar alertas para me lembrar de tomá-lo várias vezes ao dia e à noite também, até estar curada dessa culpa doença de não merecimento para todo o sempre! Não se esqueça: você é um merecedor(a) tanto quanto ela, ele e eu. Lambuze-se de tudo que é bom!!!
Posologia: Afirmar várias vezes ao dia.
"Sou Merecedora. Mereço tudo o que é bom.
 
Não uma parte, não um pouquinho, mas tudo o que é bom.

Agora, afasto de mim todos os pensamentos negativos e restritivos.
 
Liberto e deixo ir as minhas limitações.

Agora me transporto para um novo espaço de consciência onde estou disposta a me ver de maneira diferente.

Estou decidida a criar novos pensamentos sobre mim e sobre a minha vida.
 
Agora sei e afirmo que sou una com o Poder da Prosperidade do Universo.
 
Assim, prospero de inúmeras maneiras.
 
Está diante de mim a totalidade das possibilidades.

Mereço vida, uma boa vida.
 

Mereço amor, amor em abundância.
 

Mereço boa saúde.
 

Mereço viver com conforto e prosperar. 

Mereço alegria e felicidade.

Mereço a liberdade de ser tudo o que posso ser

Mereço mais do que isso.
 

Mereço tudo o que é bom.
 

O Universo está mais do que disposto a manifestar as minhas novas crenças. 

Aceito esta vida abundante com alegria, prazer e gratidão, pois sou merecedora.
 

Eu a aceito e sei que é verdadeira.

Sou grata a D’us por todas as bênçãos que recebo." (Louise Hay)
(Imagem: internet)
Ocorreu um erro neste gadget