Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

terça-feira, 11 de março de 2014

PÓS ESTERCOFOLIA

Essa bateria começava bem cedim.


Sempre que volto da fazenda gosto de sentar, escrever e mostrar para vocês as novidades.  Mas sem internet, e aguardando a visita técnica – boa vontade - da Dona Net, demorou esse cadim tempão. Ainda estou sem, mas hoje, domingo, estou na casa de uma irmã e deixei programada esta postagem A seca dos últimos meses prejudicou as plantações e as florações de Santa Matilde. Mas a chuva despencada na semana que antecedeu os dias de folia nos brindou com uma resposta imediata da Mãe Natureza: tudo verde de doer às vistas! Domingo foi dia de feijoada do Zé, para celebrar seu aniversário. Arrumamos a varanda com criatividade e com que encontramos pela casa, pasto, pomar e jardim. É nessas horas que a gente descobre que bom gosto e a arte de receber moram é dentro da gente. Espiem só as fotos. 
Carro de boi, caho de banana, lampião, flores da paineira e o aniversariante!
Folhas de bananeira, chitão, Syl e D. Letícia anfitrionando.
Na gamela forrada com folha de bananeira canudinhos e o bolo delicado!
Esse moço soube soprar seus 56!
Todo mundo com algum adereço...afinal era carnaval!
Um bule, umas flores de árvores e...um arranjo floral!

Na terça-feira gorda (alguém sabe me contar o motivo desse nome?) fomos recebidos pelo casal Andréa e Nem. Tudo inspira amizade, bem-querência, afeto e expira bom gosto, leveza e aconchego. Eles nos colocam tão a vontade que a frase “sinta-se em casa” é pura redundância. Andréa é de um capricho com seu lar que dá gosto apreciar! O menu? Comidinha mineira - of course- feita pela Rita: arroz, tutu de feijão, costelinha de porco, angu, quiabo sequinho, couve quase invisível de tão fininha e salada. Acabo de escrever a frase e me dou conta do termo terça-feira gorda! Nem sei mais onde vai parar minha exuberância de ser. Os mais antigos, com certeza, vão se lembrar dessa casa mineira linda de viverrr! Uma jardinagem perfeita, artesanato não só daqui, peças únicas de arte e claro, a alma dos donos espalhada nos quatro cantos da casa. Além disso, o ingrediente que, em minha opinião, não pode faltar: a alegria amorosa em receber! Confiram abaixo.

Prato esmaltado...mineiridade pura


Alfazemas

Só um pedacim do fogão de lenha com as delícias


Só alegria!
Cantinho de orações e gratidão
Pousando de chef ao lado de Rita, a verdadeira!
E aí na quarta-feira de cinzas, nada de carne, nos acabamos nessa bacalhoada espanhola feita pelas mãos de minha irmiga Silvana. Toquei castanholas e minha exuberância de ser disse amém! Estercofolia que passou voando. Também é sempre assim... dias felizes correm soltos! Mas já fiz pré-reserva para Semana Santa.
Misericórdia!!!

18 comentários:

  1. Tem lugar pra mim por lá? Posso fazer uma reservinha? Brincando,mas é isso que temos vontade.Estar num lugar legal assim, cheio de gente que recebe bem, festa e festa com simplicidade e rodeadas de amor!ADOREI as fotos e babei pelo doce com canudinhos do aniversariante, pra quem mandoium abraço!

    beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Oh my God, isto sim é um lar de verdade! Quanto carinho em cada cantinho, amei o S .Francisco no jardim!
    Deve ter sido uma delícia passar este feriadão com amigos tão queridos. Que venham mais feriados então!
    Beijo carioca

    ResponderExcluir
  3. As fotos ficam mais iluminadas aos sorrisos divinos da família reunida entorno do verdadeiro amor! abraços

    ResponderExcluir
  4. Ô bênção, benza Deus! Cada dia mais bonito esse lugar. Feliz de você que está sempre por lá. Amei as fotos. Beijinhos, Litle Angel

    ResponderExcluir
  5. Pelo jeito, foi um carnaval espetacular!
    A batucada das galinhas d'angola, uma casa que mais parece uma pousada, muita gente amiga e...a cozinha mineira!
    Show de bola!
    Estimo que a NET te libere logo!
    Bjs, Rê!

    ResponderExcluir
  6. Quando li o título do post anterior, me perguntei:
    Que doença é essa?
    Afinal foi só coisa de viver com qualidade e alegria, que bom...
    Obrigado por seu comentário, fiquei curioso sobre o ensaio de final de análise
    beijinho Regina

    ResponderExcluir
  7. Re
    Que bom!
    Dá prá sentir daqui todo o carinho que rola entre as pessoas.
    Acho que "ousei" sentir o cheirinho da comidinha também.
    hummmmmmmmmmmmm
    babando.....
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Que qualidade de tudo....beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  9. Olá, RÊ!

    Que sítio encantador. E ambiente a condizer, provado pelas muitas e bonitas fotos aqui mostradas. Boa comida e sã amizade, são combinação difícil de bater...especialmente numa terça feira gorda.

    Já quanto à gordura da mesma, ela tem a ver com o muito que em épocas passadas se comia nesse dia.E aqui vai a explicação encontrada na Internet:

    - A última terça-feira "de gorduras"
    A terça-feira gorda não cai nunca numa data fixa. Mas é sempre uma terça-feira, como o nome indica. Esse dia depende da data da Páscoa, e é definido exatamente para 47 dias antes. Com efeito, na tradição cristã, a terça-feira gorda concluía antigamente uma semana «gorda» que precedia uma Quaresma de 40 dias - a Quaresma é um período de jejum que implica «comer magro» até a Páscoa. A terça-feira gorda dava, pois, a oportunidade de esvaziar as dispensas e de festejar para acabar com todos os alimentos «gordos» da casa, como a carne e os ovos.

    Beijinhos amigos
    Vitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vitor
      Obriagada pela resposta e pesquisa cuidadosa. Realmente não sabia e não tinha ido buscar a explicação (preguiça rsrs e falta de internet).
      Beijuuss

      Excluir
  10. Oi Regina, não vou há uma fazenda há séculos, rs.
    Família feliz no lugar perfeito.
    E que menu, hein, deu água na boca!!!!!

    Beijinhos

    Bia
    www.biaviagemambiental.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Que beleza Regina recordar esta Minas tão Gerais.
    Ver a gastronomia mineira desfilando nestas mesas é de me dar água na boca.
    A Terça é gorda porque é o ultimo dia de liberação da comida,carne a valer. Lembro que quando estava por ai, na terça feira de carnaval era disputado os churrasquinhos e pasteis de carne antes da meia noite.
    Que saudade desta Minas Regina.
    Um lindo fim de semana a voce.
    Meu abraço mineiro de flor.
    Beijo de paz e luz amiga.

    ResponderExcluir
  12. Querida amiga

    Em cenas assim,
    o coração fica pequeno,
    para tanta alegria...

    Ser feliz é fazer a vida de alguém
    intensamente feliz.

    ResponderExcluir
  13. Amei o altar, e quase posso jurar que senti o cheiro das flores, da cera no chão (acertei?), e das comidas, lóóóóóógico... tudo lindo, cheio de capricho, um toque pessoal aqui e ali (o banco sob a árvore muuuuito convidativo!!) ... tem mais é que voltar e aproveitar os doces que a Páscoa há de trazer...
    Bjos com saudade daqui deste divã, de sua Diva... amada minha!!

    ResponderExcluir
  14. Chef Re,

    Voce esqueceu de me levar. Eu poderia tanto ajudar a soprar velas, como tambem a comer.... lindas, lindas, lindas fotos.

    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Regina, quanta comidinha gostosa.
    Lugares agradáveis e pessoas felizes.
    Tudo isso renova o viver.
    Um xero grande
    e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  16. Oi, Regina!!
    Que carnaval delicioso!! :D Terça-feira gorda? Não sei o que significa, mas notei o carinho, aconchego, criatividade, alegria em todos os instantes que estive lendo seu post. Que saudade das Gerais!!
    :)
    Parabéns pro Zé!! Um brinde ao amor e amizade!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  17. Belíssima introdução, chamativa para as fotos (maravilhosas, coloridas e apetitosas); segue-se o elogio bem afetivo a anfitriões tão dignos desse nome (as fotos são bem a prova do facto - as alfazemas são bem parecidas às de um canteiro do meu jardim...); finalmente, o apetite redobrou - essa bacalhoada é manjar de deuses!
    Muito bom quando se vivem dias como estes! Que se repitam na Semana Santa, sim!
    BJOS, querida Rê :)

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget