Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

sábado, 6 de agosto de 2016

DAS OLIMPÍADAS E DAS EMOÇÕES



Foi em frente a uma tela plana que meu orgulho, em ser brasileira, despertou. Já faz algum tempo que fazer parte das manchetes diárias, principalmente internacionais, foi anestesiando esse sentimento que jamais deveria adormecer.
Foi em frente a uma tela plana assistindo à abertura dos jogos olímpicos Rio/2016 que o “sou brasileira, com muito orgulho, com muita raça...” se agigantou e fez rolar umas tantas acanhadas lágrimas.
Também foi em frente às telas, celular, computador e TV, que leio comentários, trechos de reportagens, maledicências, desaforos e, felizmente, também leio frases sábias, pedidos de calma, votos de amor e paz. É uma lástima que estas últimas sejam tão poucas. Há muita estupidez no ar, muito ego inflado, há falta de vontade de se colocar no lugar do outro, há egoísmo e, pior que tudo, há ódio declarado ou muito bem disfarçado.
Meu coração andava oprimido neste mundo virtual que sabe ser tão cruel. Internautas se imbuem de uma tal coragem, que se permitem digitar posts deselegantes num impulso, sem refletir. Eu também já digitei frases cheias de razão, conhecimento e fúria. A diferença entre mim e alguns sábios virtuais é que, passada a raiva, engolido o orgulho e respirando fundo, tão fundo que toco minha consciência e o meu coração, fica impossível clicar em: publicar. Sempre deleto. Fica apenas o exercício de desabafo e, depois, não fica nada. Pensando bem, sim, fica alguma coisa e é o que me comove, fica a tristeza.
O que posso fazer? Sou romântica, ingênua e o meu bom senso se cala para a leveza da alma. Não responder não é minha covardia, é apenas o meu jeito de mostrar que o silêncio é mais sábio e valioso. Mas, a tal ponto as notícias e comentários me tocam que vou dormir me perguntando: será que essa pessoa que provoca, julga, condena e pune tão duramente vai dormir feliz? Será que, na calada da noite, congratula-se por ter razão e provas? Será que acorda com o coração leve e a alma lavada? Eu não.
Sinto-me parte de algo maior, como se todos nós fôssemos um único organismo, pulsando, existindo. Sinto isso quando medito e ouço pulsar o coração do mundo. É nele que me acolho. Por isso, acredito que tudo precisa funcionar para que o mundo fique bem. Não consigo ficar satisfeita se milhões de pessoas vivem em privação, sem paz, sem chão, sem dignidade, sem necessidades básicas atendidas. Por toda parte, vejo pessoas que carecem de um olhar, de um movimento, de uma mão e fico triste.
Apesar de tudo isso, foi diante de uma tela plana e da beleza da abertura das olimpíadas 2016, na nossa cidade maravilhosa, no nosso país, que minha fé - e a cor verde- iluminaram minha sala!
Que a torcida do meu Galo me permita e que os marqueteiros do Obama também: #eu acredito# e #sim, nós podemos#. Vaiiii Brasil! Que voltemos a brilhar como uma chama que jamais se apaga!
(Imagem:Guilherme Bcheche) 

11 comentários:

  1. Te entendo bem,Regina!Tantas são as notícias ruins, criadas ou reais que ouvimos de nosso país que ficamos como adormecidas.. Ontem, quando da abertura, tão linda, bem elaborada, parece que acordamos e nos moostraram que quando o Brasil quer, ele pode! Quem sabe acreditar fará bem? beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. É isso mesmo Chiquita! Nós podemos ter e fazer um Brasil muito melhor...apesar de tudo. Temos eleições este ano né?! Bjao

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Adorei minha amiga! Você conseguiu expor de forma delicada tantos sentimentos controversos e extremos que nós brasileiros vivemos nos tempos de hoje. E nossas reações diante deles! Que prevaleçam as boas intenções, a educação, a generosidade e a esperança! Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom vê-la por aqui Li. Uma honra, devo confessar. Esse divã é muito especial para mim e todos aqueles que aqui aparecem já tem um lugar reservado e especial. Beijuuss

      Excluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Iluminada amiga!
    Imagina o que eu senti, aqui nesta cidade, tão linda mas tb tão maltratada pelos seres q a habitam.
    Tudo que vc colocou tão sabiamente, foi uma reflexão sobre todos os sentimentos controversos. E toda a nossa reação interior que surge , lá de dentro, nos compelindo a ser diferente, a superar esse absurdo!
    Graças à Vida!
    Que nos ensinou a definitivamente escolher o bom é o belo.
    Muitas vezes tb deleto o que escrevo.
    Embora em mundo virtual tenho conseguido me afastar do que me faz mal. É fácil deletar.
    Mas a vida real está aí nos mostrando q aqui é o seu reflexo.. Com tanta dor pelo mundo.
    Tanto desequilíbrio ambiental. O homem não respeitando o outro e nem a Terra que habita.
    E foi nessa Abertura__ nesse momento _ que senti - me feliz por ter pessoas corajosas que enviaram ao Mundo todo , com uma simplicidade esplendorosa, uma mensagem de que temos uma história, somos um povo miscigenado. E que o mundo precisa tb mudar! Salvar a Terra!
    Esta talvez a razão de , apesar de tudo, encontrarmos nas nossas raízes, a força para chorar e sorrir.
    Para sermos dóceis e felizes__ "apesar de".
    Eu não sei o Amanhã, amiga, mas tudo que tem sido feito aqui está nos beneficiando.
    Apesar de__ tenho fé ainda nesta nossa terra para onde nossos ancestrais nos trouxeram para nascer.
    Lindo texto, como sempre iluminad_amada!!!!!!
    E para não ficar só vendo memes e etc__ voltei a blogar.
    Olha lá : Renasço Ocaso.
    http://renascoocaso.blogspot.com
    Grata por ser assim, Regina linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iza amaaaada, foi assim desse jeitim que me senti. Há que se ter fé colorida fortemente de verde. Depois vou lá dar uma espiada amiga. É que ando distante mesmo da blogosfera rsrs
      Beijuuss nessa sua alma iluminada

      Excluir
  8. É isso aí Regina, temos que saber ponderar. Admirar e criticar na hora certa faz parte da cidadania, mas tudo com muito respeito, o que muitas vezes é raro no mundo virtual ou midiático!
    Beijinhos querida e um bom domingo!!!

    Bia <º(((<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Bia, anda carente esse mundo nosso, em todas as esferas, de RES-PEI-TO! Mas a gente insiste e persiste, né? Beijão

      Excluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget