Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

sábado, 27 de setembro de 2014

ANO NOVO EM SETEMBRO



Acho um privilégio ter dois anos novos para celebrar. Afinal são duas chances, inteirinhas, para desejar e rechear os desejos com intenção. Faço limpeza da casa, faxina diferente, para o novo. Um ritual trabalhoso, mas que gosto imenso.
Limpei todos os cantos, joguei fora papeladas antigas que amarelavam em desuso. Estou mudando, inovando a vida. Então, por que acumular tantos registros do passado??? Bastam algumas peças para ilustrar a história. Guardei pouco, apenas o valioso de mim. A limpeza foi completa. Doei roupas, arrumei armários, inovei nos cantos e nos enfeites da casa. Saí de cena e fui para rua desfazer da tranqueira. Quando voltei, abri a porta, respirei fundo e confesso que havia no ar um quê de leveza, mas também uma coisa meio parada. Faltava abrir as janelas? Talvez.
No dia seguinte, o primeiro do meu 5775, Reginete completou a limpeza. Aí circulei pela casa me sentindo a dona do pedaço e feliz com isso. Em cada cômodo, eu vi meus modos, escolhas e esperanças. Depois pensei: “Chegou a alma da casa!”. Claro, a casa sou eu e fico feliz de saber que, nas gavetas e prateleiras, há espaços de sobra para o novo entrar. Então, sim, eu posso sonhar. SHANÁ TOVÁ! Que seja bom e doce o ano novo. 
P.S: se você tiver interesse em saber mais sobre o ano novo judaico é só clicar aqui (é uma postagem que escrevi em 2011).

8 comentários:

  1. Gosto muito de saber sobre as tradições judaicas. Lindo e feliz ano novo pra ti e teus! um bj e tuuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom! chica

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Rê ! … e também para ti um Shaná Tová e Umetuká !!!
    ... com a casa mais limpa e arejada , no início de um Novo Ano ! :)))

    ResponderExcluir
  3. Esse ritual de limpeza energética funciona e permite que o fluxo da vida se expanda - talvez pq não encontre entulhos pelo caminho.
    E muito representativa essa faxina, eu tb sinto o ar mais leve sempre que descarto o que está em desuso, mas primordial mesmo é desobstruir a vida, abrindo espaço para o novo, a vida flui, né irmiga??

    Que seja maravilhoso o ano novo, este e o outro, um bjãozão, com saudade!

    ResponderExcluir
  4. Olá, RÊ!

    Pois que seja bom mais este Ano Novo, a meio do ano...Que sendo comemoração, e´ também razão para deitar fora o que já é velho, e ficar só com o novo.

    Beijinhos e boa semana.
    Vitor

    ResponderExcluir
  5. Já nos falamos por telefone e trocamos votos. Agora, depois de pintura da casa e uma boa faxina de Angelete, cá estou para comentar. Também faço essas renovações vez por outra. Muita leveza! Shaná Tová mais uma vez. Beijinho. Litle Angel

    ResponderExcluir
  6. Feliz ano novo judaico, Regina! E que nossas energias se renovem todas.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi, Regina!
    Gosto dos rituais que reforçam as tradições e os laços de afeto!
    Shaná Tová Umetuká!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  8. Havia um tempo que não vinha ao teu cantinho (não sei porquê mas não me aparecem as notificações das tuas postagens) e foi curioso ler este texto, pois tenho andado, desde há uns tempos, a livrar-me de papelada e, depois das obras na casa, aligeirei a "decoração" e continuo nestas "mudanças" (como viste no meu texto "Raízes". Por conseguinte, só resta dizer-te que me identifico...
    Bjuzz, querida RÊ :)

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget