Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 7 de julho de 2011

FESTA JULINA

Entrada da Fazenda Xodó
Os finais de semana em junho não foram suficientes para as inúmeras festas juninas. Atualmente os clubes, por aqui, competem entre si no que se tornou um mega-evento. Não vou mais. Gostava dos tempos de minha infância, quando os vizinhos de rua preparavam tudo em suas casas. Haja panelas com grude para tanta bandeirinha. Cada família se ocupava de um item: caldinho de feijão, mandioca, quentão, pipoca, cachorro-quente, pé-de-moleque, cocada.  O quarteirão era fechado, as barraquinhas montadas, a fogueira e o espaço para a quadrilha só aguardando os casais. Era uma alegria aconchegante! Risadas concorriam lado a lado com as roupas caipiras – verdadeiro desfile -  e a noite transcorria leve. Nesse último final de semana pude reviver esses tempos. Foi o II Arraiá do Xodó. Os donos da fazenda, Fatinha e Roberto, prepararam tudo com o toque mineiro do bem receber.
Os anfitriões da noite
Nem o frio de São Brás teve vez. Também, com uma fogueira enorme e quentão da Elisa só se estivéssemos no Polo Sul.
Existe uma tradição, segundo a qual Isabel teria combinado com Maria que acenderia uma fogueira sobre um monte, para avisá-la do nascimento de João, seu filho. Naquele tempo não existia correios, telefone, né messs? Por isso se acende as fogueiras nas Festas de São João.
A quadrilha foi um dos pontos altos da festança. É bem verdade que quase deu baixa em alguns desavisados: era preciso ter fôlego para acompanhar o puxador e o terreno irregular. Academia básica sem catraca.
A quadrilha veio para o Brasil seguindo o interesse da classe média e das elites portuguesas e brasileiras do séc.XIX por tudo que fosse a última moda de Paris...Anarriê...Alavantu!
Do desfile de trajes típicos houve capricho em cada produção. Os fashionistas de plantão - euzinha - elegeram o casal abaixo como mais que perfeito.
A mesa com as delícias típicas estava ali, à minha disposição, para pecado nenhum botar defeito.
Irmiga Syl e eu... só alegria!

A música, apesar de não ser ao vivo, arrancou muitas risadas. Também, quem resistiria a um chamado desses: Aprecie sem moderação...DJ Mulher Tantão!
E apreciamos, tudim, até depois de virarmos abóbora. Que venha o III Arraiá.(RR)

BOTA PREÇO NESSE TREM


Fim de semana eu tô solto na balada
como quem não quer nada prontinho pra xavecar
rolou um clima por mais que seja arisca
depois que mordeu a isca, ajoelhou tem que rezar
Correu noticia que o meu pai tem sobrando
em todas que eu tô chegando já me vem com nhenhenhem
Cheque assinado não me importa o valor já que não vai
por amor
bota preço nesse trem
Porque só no blablablá
elas me vem com nhenhenhem

Já que não vai no blablablá
Bota preço nesse trem
Bota preço nesse trem
e chega de nhenhem nhenhenhem nhenhenhem
bota preço nesse trem
e chega de nhenhem nhenhenhem nhenhenhem
Já que não vai no blablablá
Bota preço nesse trem

No blablablá se eu não conseguir alguém
Mas nunca me falta um bem
é duas, três por noitada
Tenho um carrao e roupa só de etiqueta
Meu pai tem uma grana preta
E nos meus braços meu pai nunca deu breque
Em branco ele assina cheques
O que eu quiser eu resolvo
Uma princesa que no meu plano eu não tinha
Hoje ela caiu na minha
diz que amanhã quer de novo
Mas se eu for no blablablá
ela me vem com nhenhenhem

Já que não vai no blablablá
Bota preço nesse trem
Bota preço nesse trem
e chega de nhenhem nhenhenhem nhenhenhem
Bota preço nesse trem
e chega de nhenhem nhenhenhem nhenhenhem
Já que não vai no blablablá
Bota preço nesse trem









20 comentários:

  1. "En avant! En arrière! Tour!"
    Sodades...

    Beijão, Rê.

    ResponderExcluir
  2. Que legal e bem animado arraiá!!! Tão legal isso! Aqui no Sul não tem graça alguma essas festas. Falta animação de verdade...
    Lindo dia,beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Amanhã será finalizada e publicada a postagem coletiva em homenagem ao Xipan Zeca com o título “Cada macaco no seu galho”.
    Estamos no aguardo da sua participação via e-mail ou comentário mesmo!

    Grande beijo para ti!

    http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Eita, que Dona Feliz anda toda prosa pelaí...coisa boooooaaaaaa, irmiga!
    Adoro um fuzuê desses, a fogueira...me hipnotiza, e quadrilha libera minha criança livreeee...eita lele, vida boa!!

    Beijão, amada minha!

    ResponderExcluir
  5. Beleza de arraiá!
    E no meio de tudo, eu acho que vi uma gatinha...vi, sim...Ah, se vi...!
    Ótima reportagem!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Festa animada minha querida...

    Beijo meu.

    ResponderExcluir
  7. Adoro as festas de São João por cá e por aí e...viva a alegria que tristezas não pagam dívidas, como diz o povo!!
    beijocas e bom fds.
    Graça

    ResponderExcluir
  8. Então houve festa da rija e cumpriu-se a tradição, amiga Regina.
    Fiquei a saber mais umas novidades da tua região bem típica, bonita e rica, por sinal.

    Estás linda na foto, junto ao panelão:)

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, Rê, amiga!

    Fiquei a conhecer a explicação para a fogueira de São João; confesso que não sabia. Sabia melhor saltar por cima dela, em tempos que já lá vão...
    E é verdade; hoje quase tudo é organizado comercialmente, e sabe bem melhor o convívio mais chegado com com os amigos, se possível à roda duma fogueira.

    Beijinhos amigos.
    Vitor

    ResponderExcluir
  10. Regina amada!
    Não tem nada melhor que celebrar a vida e momento como esse faz um bem danado pra gente!
    Alevantu!
    Agora deu uma baita vontade de ir numa festa junina.
    Gdbeijo

    ResponderExcluir
  11. Que massa, menina! Se fartou, heim? São essas delícias que valem apena, a alegria é quem dita as regras e o povo todo se ispaia numa felicidade só.

    Que bacaninha ver coisinhas sua com retratos de bem-viver.

    Beijo, moça que amo.

    ResponderExcluir
  12. Re
    Festa de rua era tudo di bão.
    Muita saudade da rua onde eu morava, que era sem saída, então ficava muito melhor se esparramar pela rua.
    Devia se assim o ano inteiro, nénão?
    beijinho

    ResponderExcluir
  13. Eita trem bão....Que festança!!! O sorriso "discreto" da Regina com certeza já aqueceu a festa.
    Esses momentos de alegria e partilha voltamos para nosssa criança interior e abastecemos nossa vida para caminharmos com fé.

    Bjs para você e para o pessoal do Arraiá .

    ResponderExcluir
  14. Muito bom curtir ua bela festa junina, ou julina.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  15. Acredita que eu fui só uma vez na vida em uma festa junina? Aqui no Sul o povo é mais chegado a rodeios e outras gauderiadas.

    Mas deve ser legal. E viva São João!

    Abraços do Gaúcho (tirando o pó do blog)

    ResponderExcluir
  16. Que saudades que tenho das festas Juninas, ou Julinas... dos arraiais!!!
    Aqui em Portugal comemora-se, mas não é a mesma alegria! Lembro-me bem... de todos os preparativos, ensaios, comidas, roupas, maquilhagem... tudo aquilo é tão mágico!
    Vi este seu post e relembrei os bons momentos passados...

    ;)

    Obrigada por retribuir a visita e pelo comentário querido que me deixou.

    Abraços!

    Aninha.

    ResponderExcluir
  17. Delícia de blog viu!!! Demoro passar por aqui, mas faço questão de ver em qual post parei e continuar a ler...rs... Festa Junina é tudo de bom!! Eu adoroooo!!! Forrozinho bom demais essa viu...kakakakaka.... adorei tudo!!! bjo,

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget