Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

PALAVRAS EMUDECIDAS

As palavras um dia paridas de mim
cortaram o cordão 
                      e apartadas 
voam livres por aí
                              Enquanto as procuro
Faço meu dicionário
                   vivente
SILÊNCIO.(RR)


24 comentários:

  1. Bom dia Reginaaaa!!!!
    Fiquei sem palavras.
    Xeros

    ResponderExcluir
  2. Ser mãe é extraordinariamente bom...mas tão doloroso.
    Beijinhos nossos e força aí!

    ResponderExcluir
  3. Tem dias que são bem assim....um silêncio cheio de ruídos internos...mudas, só as palavras, aparentemente apartadas de si!

    Bjãozão, minha linda...

    ResponderExcluir
  4. Lindo Rê!
    E é no silêncio que muitas vezes dizemos tantas coisas.
    Tenha um lindo dia!
    beijinhos hots, cariocas

    ResponderExcluir
  5. As palavras voltarão um dia
    Enriquecidas com novos significados;
    (E não perderão os antigos.)
    E nelas, e com elas, teu coração cantará
    E nelas, e por elas, tua alma se alegrará
    E terá chegado o tempo da colheita.

    Abraço carinhoso, leoa-coruja.

    ResponderExcluir
  6. o silencio propicia o retorno dos entes etéreos ao nosso convívio, a nossa alma, a casa...
    beijinho

    ResponderExcluir
  7. "Tua ausência fazendo silêncio em todo lugar", canta O Teatro Mágico...

    Posso sentar, quietinha do teu lado, e segurar tua mão?

    Beijos, pedaço de amor de mim.

    ResponderExcluir
  8. As vezes amiga ficamos sem palavras mesmo. Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  9. Força aí, amiga Regina!

    Amanhã é outro dia e vais-te habituar, como eu.

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. E melhor que seja assim essas palavras emudecidas ficam alojadas no corpo, na forma de dores, doenças, tensões musculares, inibições de prazeres e sentires, entre outras coisitas.
    Bom mesmo é que elas sigam o vento.
    Bjs.
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Reginaaa
    Sua sopa de palavras , me deixou sem palavras|!
    bjokas

    ResponderExcluir
  12. que lindo, Regina. pensar nas palavras como seres vivos que seguem pelo mundo... as palavras que criamos, que soltamos ao vento.

    lindo mesmo!

    bom dia!

    ResponderExcluir
  13. Há o tempo de falar e o tempo de calar. Vamos vivendo. Beijinhos, Angelinha

    ResponderExcluir
  14. É neste vai e vem que as palavras ditas no silêncio nos revelam.
    bjs

    ResponderExcluir
  15. É neste vai e vem que as palavras ditas no silêncio nos revelam.
    bjs

    ResponderExcluir
  16. "Voam livres por aí" .... Como as encontras ? ... Não conseguirás !

    "As palavras têm a leveza do vento e a força da tempestade".
    (Victor Hugo)

    Beijinho e bom fim de semana, Rê ! :))
    .

    ResponderExcluir
  17. Que as palavras voem soltas, e se espalhem com o vento, para serem colhidas pelos nossos olhos e ouvidos...
    Servirão como sementes para mais ideias, e novas palavras...
    Abraços, inspirada felina!

    ResponderExcluir
  18. Rê Amiga,
    É por isso que... "sempre quis estar perto das palavras"...
    Um xião,
    J

    ResponderExcluir
  19. Sem palavras.... Somem e se perdem e nos encontram...Sempre!

    beijo

    ResponderExcluir
  20. O acaso, se é que existe, me trouxe até aqui e ainda bem.
    Deliciei-me com belas poesias e, sobretudo, adorei a simplicidade e frontalidade.

    ResponderExcluir
  21. "-Tampe bem pertadin as zôreias que vais iscuitá-las... Não estão emudecidas, apenas siscundidinhas... Quêu sei!"

    BeJuInsurdecedores... rss
    Tatto/Xipan

    ResponderExcluir
  22. Rê, cadê tu loura linda?

    Espero que esteja tudo bem contigo.
    Estamos aqui, te esperando...
    Eu tb to voltando só agora,aos poucos...

    beijo procê lindona!

    =)

    ResponderExcluir
  23. Ei Re!
    O silêncio as vezes faz bem!
    Linda semana para vc!
    Gd beijo

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget