Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

sexta-feira, 6 de julho de 2012

INSUFICIÊNCIA DE RECURSOS E OUTRAS MAIS...


Sempre gostei das palavras. As palavras, originalmente, eram mágicas e até os dias atuais conservaram muito do seu antigo poder. Por meio delas uma pessoa pode tornar outra feliz ou levá-la ao desespero, por palavras o professor veicula seus conhecimentos aos alunos, por palavras o orador conquista seus ouvintes para si e influencia o julgamento e as decisões deles. Palavras suscitam afeto e são - de modo geral - o meio de mútua influência entre os homens. Foram elas meu instrumento de trabalho.  Nunca soube dourá-las mas, admiro quem fala o que precisa ser dito usando dessa técnica. Com o tempo descobri que faz uma diferença enorme esse douramento. Dia desses percebi, lá com minha Mi_nina e seu primo, uma nuance que muito me agradou: Insuficiência de recursos. Ah como ficou chique essa mudança de categoria! No lugar de pobre, to dura, sem grana para fazer isso ou aquilo, é só dizer: estou com insuficiência de recursos. Bem mais rico! Já tinha tentado esse dourado com meu sobrepeso. No lugar de tô gorda uso, quase sempre, minha exuberância de ser... E sigo, momentaneamente, me sentindo emagrecida! Outro dia aprendi, fazendo palavras cruzadas, mais uma. Perguntava lá: gorduras localizadas, e indesejadas por todas as mulheres. Rapidinho respondi: celulite! Mas não cabia, até que apareceu a resposta: a-d-i-p-o-s-i-d-a-d-e. Vamos combinar? É bem mais bonitinho ter adiposidades do que as já gastas celulites! E ainda, coincidência à parte, recebi um dicionário (talvez muitos já o conheçam) com palavras coloridamente definidas que partilho com vocês. Se tiver alguma(s) outra(s) escreva aqui. Dessas que fica mais fácil de dizer e gostoso de ouvir. Que provoca riso e leveza na vida. Quem sabe conseguimos redigir um dicionário?!

*Amigo: 
É alguém que fica para ajudar quando todo mundo se afasta. 
*Amor ao próximo:
É quando o estranho passa a ser o amigo que ainda não abraçamos.
*Caridade:
É quando a gente está com fome, só tem uma bolacha e reparte.
*Carinho:
É quando a gente não encontra nenhuma palavra parra expressar o que sente e fala com as mãos, colocando o afago em cada dedo.
*Ciúme:
É quando o coração fica apertado porque não confia em si mesmo.
*Cordialidade:
É quando amamos muito uma pessoa e tratamos todo mundo da maneira que a tratamos.
*Doutrinação:
É quando a gente conversa com o Espírito colocando o coração em cada palavra.
*Entendimento:
É quando um velhinho caminha devagar na nossa frente e a gente estando apressado não reclama.
*Evangelho:
É um livro que só se lê bem com o coração.
*Evolução:
É quando a gente está lá na frente e sente vontade de buscar quem ficou para trás.
*Fé:
É quando a gente diz que vai escalar um Everest e o coração já o considera feito.
*Filhos:
É quando Deus entrega uma joia em nossa mão e recomenda cuidá-la.
*Fome:
É quando o estômago manda um pedido para a boca e ela silencia.
*Inimizade:
É quando a gente empurra a linha do afeto para bem distante.
*Inveja:
É quando a gente ainda não descobriu que pode ser mais e melhor do que o outro.
*Lágrima:
É quando o coração pede aos olhos que falem por ele.
*Lealdade:
É quando a gente prefere morrer que trair a quem ama.
*Mágoa:
É um espinho que a gente coloca no coração e se esquece de retirar.
*Maldade:
É quando arrancamos as asas do anjo que deveríamos ser.
*Netos:
É quando Deus tem pena dos avós e manda anjos para alegrá-los.
*Ódio:
É quando plantamos trigo o ano todo e estando os pendões maduros a gente queima tudo em um dia.
*Orgulho:
É quando a gente é uma formiga e quer convencer os outros de que é um elefante.
*Paz:
É o prêmio de quem cumpre honestamente o dever.
*Perdão:
É uma alegria que a gente se dá e que pensava que jamais teria.
*Perfume:
É quando,  mesmo de olhos fechados, a gente reconhece quem nos faz feliz.
*Pessimismo:
É quando a gente perde a capacidade de ver em cores.
*Preguiça:
É quando entra vírus na coragem e ela adoece.
*Raiva:
É quando colocamos uma muralha no caminho da paz.
*Saudade:
É estando longe, sentir vontade de voar, e estando perto, querer parar o tempo.
*Saudade:
É quando o coração que parte deixa a metade com quem fica.
   
*Sexo:
É quando a gente ama tanto que tem vontade de morar dentro do outro.
*Simplicidade:
É o comportamento de quem começa a ser sábio.
*Sinceridade:
É quando nos expressamos como se o outro estivesse do outro lado do espelho.
*Solidão:
É quando estamos cercados por pessoas, mas o coração não vê ninguém por perto.
*Supérfluo:
É quando a nossa sede precisa de um gole de água e a gente pede um rio inteiro.
*Ternura:
É quando alguém nos olha e os olhos brilham como duas estrelas.
*Vaidade:
É quando a gente abdica da nossa essência por outra, geralmente pior.
(Do livro: O homem que veio da sombra de Luiz Gonzaga Pinheiro·.)

33 comentários:

  1. Curiosa a diversidade de conceitos que uma simples palavra pode encerrar !
    Interessantíssima colecção delas ! :))
    Gostei de te ver por "lá" ! :))
    Como deves ter constatado estive um mês fora da blogosfera e não pude visitar os amigos ! :(((

    Beijinho, Rê ! :))
    .

    ResponderExcluir
  2. *Ilusão: “É quando um ser idêntico se comporta diferente diante dos iguais”

    ResponderExcluir
  3. Ei Rê, bom dia loura! Coisa bonita tudo isso minha miga :)

    Vai aqui uma palavrinha pra ti:

    "AJUDA"
    é quando alguém precisa do teu olhar que sabe enxergar almas

    meu afeto*

    amodoru!

    ResponderExcluir
  4. Adoro o poder das palavras, tudo muda ao mudar uma única palavra, fica mais rico ou mais pobre.
    A definição de simplicidade é genial.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  5. Aqui vai a minha:
    Intuição é um momento que vem lá do futuro pra falar ao nosso coração qual o melhor caminho a seguir.

    Gostei dimais da conta disso.

    Beijinhos RE

    ResponderExcluir
  6. Ah, gostei demais do vocabulário! Demorei, pq tava dodói mas já melhorei e vim aqui te ler e foi bom, só me acrescentou...*
    Adorei a definição ou o "significado da *cordialidade e da "simplicidade, "que bom q é ser simples* e agir assim...
    O post tá tão genial q dá vontade de colar; muito obrigada por partilhares.
    Se puderes dá uma olhadinha no meu post de hoje, vê a minha definição de "saudade", bem diferente da que está no teu vocabulário.
    Beijo grande e ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  7. Regina, voltei fui conferir e quero te dizer:
    "o que mais gostei foi entendimento*... Lindo demais!
    Eu me confundi, coloquei no comentário acima "simplicidade* que é bem legal também; difícil escolher um só ... rs)
    Até!

    ResponderExcluir
  8. MEnina, que sintonia!
    Enquanto eu estava aqui você foi me visitar, que legal!

    ResponderExcluir
  9. É como se diz na própria Bíblia, cada palavra tem a força e o valor de quem a pronuncia,,,elas transmitem sim desejos,,,carinho e todos os sentimentos,,,por isso é melhor que usemos bem mais a palavra amor...beijos de bom final de semana pra ti amiga querida...

    ResponderExcluir
  10. Sonho: embrião da realidade, visto no ultrassom da esperança.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  11. Ao ler sua postagem me lembrei de muitas palavras ou colocações que, com o tal do politicamente correto, passaram a ser usadas sem traduzir, para todos, seu real significado.
    Dessas definições, ressalvo a de "simplicidade", porque sua riqueza só é percebida e admirada com a sabedoria. Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Há palavras que nos beijam,amada Rê.

    Beijinhos meus e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  13. Que legal esse post. Fica mesmo tudo bem mais bonito!!Adorei as palavras e definições. Hoje não sai nadica da minha cachola...

    Ela está parecendo "um pedaço do corpo rachado no meio, rs, pra não dizer Bunda,rsrs


    beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  14. Silêncio : É quando ouvimos o que ninguém precisa nos dizer.

    Foi o que, de imediato, me ocorreu (rss).

    Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Minha querida

    As palavras entrelaçam carícias...murmuram ternura...gritam ilusões e sussurram amor...são a tua alma tatuada no tempo...são o útero do pensamento.
    adorei este texto, como sempre.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  16. Vim correndo deitar no Divã....sô loka de desobedece ocê???rsrsrs

    Serve uma, pra começar?

    Encanto: é o suspiro que a alma dá e que a gente escuta e sente.

    Pódi voltá váááááááárias veiz???....rsrsrs

    ResponderExcluir
  17. Que vocábulário massa! Agora, esse da fé, faz não, viu? Dá uma raiva daqueles caras que sobem aquilo tudo só pra morrer lá em cima e dá trabalho a quem fica.

    Eu nem vou dizer nada, afora o momento desinspirativo, já tem a "insuficiência de recursos" do meu primo... Peguei até carona.

    Beijo, Rêzina.

    ResponderExcluir
  18. Essas eu achei lá no Tecendo...

    ALEGRIA, o recreio das emoções!

    DESPEDIDA, rascunho da tristeza que vai chegar.

    MELANCOLIA, é quando a gente não sabe mais o tamanho da tristeza.

    Promessa cumprida, irmiga...taí minha pequena contribuição.

    Bjoooo!

    ResponderExcluir
  19. Nunca tive poder com as palavras, o meu forte é a espontaneidade. Nunca sei de onde vem as palavras e quando tenho que pensar sobre, as palavras nem sempre aparecem.
    No momento, em meu relax de início de final de semana, estou ouvindo música e se há definição para algo que tanto nos inspira, tomo como minhas as palavras de Victor Hugo "A música é o barulho que pensa"
    Bom fim de semana!! Beijus,

    ResponderExcluir
  20. Querida Rê,
    Adorei este dicionário.
    Não me ocorre nada para o completar, mas vou pensar e cá voltarei.:)
    Hoje é dia de receber os meus pais, por isso estarei ocupada o fds.
    Feliz fds para ti
    mil beijinhos

    ResponderExcluir
  21. Um belo sábado pra ti minha amiga,,,paz e carinho sempre...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Gostei muito do post, estes "douramentos" são de fato importantes nas nossas vidas.
    OK, cá vai um meu para ajudar à "missa"

    LAR ... é onde o nosso coração estiver!

    Bjs, fica bem.

    ResponderExcluir
  23. Palavras são símbolos que representam ideias, sentimentos, sensações...
    Só funcionam porque os humanos são capazes de imaginar e recriar os sentimentos, ideias e sensações expressas pelas palavras...
    Além das definições mostradas, podem haver outras para as mesmas palavras...
    Um post que abre espaço para muito mais...
    Bjs, Rê!

    ResponderExcluir
  24. Regina simplesmente amei esse post!! Estou refletindo até agora sobre palavras e novos significados!! Bjs. Sandra

    ResponderExcluir
  25. tava lendo o seu post anterior, uma delícia. eu amo a vida rural, campo, acho que não conseguiria mais voltar pra São Paulo rs. aqui onde moro é beem tranquilo, bem campo e paz, adoro.

    mto legal refletir sobre as palavras...brincar com elas, construção de idéias, sentimentos, tantas coisas que as palavras representam né?

    por causa das palavras, adoro mantras rs. gosto do significado embutido em cada som, o meu preferido é "om mani padme hum"

    (abaixo a definição via Wikipedia)

    Om fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses. O sofrimento do reino dos deuses surge da previsão da própria queda do reino dos deuses (isto é, de morrerem e renascerem em reinos inferiores). Este sofrimento vem do orgulho.
    Ma fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses guerreiros (sânsc. asuras). O sofrimento dos asuras é a briga constante. Este sofrimento vem da inveja.
    Ni fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino humano. O sofrimento dos humanos é o nascimento, a doença, a velhice e a morte. Este sofrimento vem do desejo.
    Pad fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino animal. O sofrimento dos animais é o da estupidez, da rapina de um sobre o outro, de ser morto pelos homens para obterem carne, peles, etc; e de ser morto pelas feras por dever. Este sofrimento vem da ignorância.
    Me fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos fantasmas famintos (sânsc. pretas). O sofrimento dos fantasmas famintos é o da fome e o da sede. Este sofrimento vem da ganância.
    Hum fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino do inferno. O sofrimento dos infernos é o calor e o frio. Este sofrimento vem da raiva ou do ódio.

    bjs e bom domingo!

    ResponderExcluir
  26. Olá, RÊ!

    O meu obrigado pela visita e simpáticas palavras.

    Beijinhos amigos.

    Vitor

    ResponderExcluir
  27. Se todos tivessem noção da força das palavras,com certeza pensavam três vezes antes de dizê-las.

    ResponderExcluir
  28. É, minha linda, as palavras douradas ficam mais elegantes e sonantes (...gostei da adiposidade!! e vou começar a usá-la). Gostei do teu novo dicionário com tanto significado em cada palavra!
    Apontei algumas porque vale a pena usá-las e...praticá-las!!
    Beijocas e uma semana feliz.
    Graça

    ResponderExcluir
  29. Minha modesta contribuição:
    SAUDADE é uma ilha com saudade de barco.
    Bjins, Angelinha

    ResponderExcluir
  30. Passei pra conhecer seu blog e gostei imenso.
    Muito lindo e real esse vocabulário.
    Vou ja esta seguindo pra voltar.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  31. Nossa, que bacana este dicionário!
    Adorei tudo o que li aqui!
    Eu não sou lá grandes coisas com as palavras, prefiro ler o que colocou aqui e pensar, pois são traduções muito mais interessantes do que as do dicionário tradicional.
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  32. Bem, Rê, as palavras são o meu pão...

    É sempre bem melhor usar um eufemismo do que as palavras já gastas e desprovidas de personalidade.

    Está quase a fazer um ano que escrevi uma entrevista a pedido da editora,. Vou deixar o link e, se puder, dê uma olhada. Tem algo a ver com o poder das palavras.
    http://www.worldartfriends.com/pt/entrevistas/entrevistada-do-m%C3%AAs-de-agosto-de-2011-odete-ferreira
    Bjos. amiga RÊ :)

    ResponderExcluir
  33. Maravilhoso, Regina

    Vou voltar muitas vezes aqui para reler.
    Um lindo domingo para você.

    Beijos

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget