Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

BATE-PAPO ou INSPEÇÃO

Os grandes feitos não são realizados por impulso, mas por uma série de pequenos feitos unidos.” (Vincent Van Gogh)
 Eu estava realmente envolvida e absorvida na faxina. Repentinamente, sem tocar a campainha, veio inspecioná-la. Inspeção é temida. Será que cada cantinho está limpo o suficiente? Nenhuma sujeira colocada debaixo do tapete por ser mais rápido e menos incômodo?
- Você poderá estar querendo saber qual deveria ser seu próximo passo...
- No mês passado você não apareceu e agora, bem no meio da faxina, quer insinuar qual seria o próximo passo?
- Procure não reagir muito agressivamente ou muito passivamente. Na verdade, a sua maneira de reagir aos atrasos que teve, talvez seja mais importante que o que vier acontecer de verdade.
- Não sou libriana... Essa balança tem como comprar?
- Está na hora de ser organizada. Você pode ter criado em você uma tendência a basear seu conhecimento em boatos em vez de na verdade. Determine os verdadeiros fatos sobre tudo na sua vida neste exato momento, incluindo a aparência de determinadas pessoas cuja presença não parece ajudar muito em relação aos problemas.
- Organização? Não é o que estou fazendo? E ainda diz para que eu tenha mais atenção na aparente ser daqueles que me rodeiam?
- Priorize. Estabeleça uma agenda nova. Coloque todos os detalhes nos seus respectivos lugares. Não deixe que os atrasos e as distrações a faça esquecer que é para a felicidade – a graça da vida – que você está trabalhando.
- Pensei que fosse para jogar no lixo a agenda! Mas talvez esteja entendendo... A agenda nova é aquela que não precisa ser escrita. Está tudo inscrito dentro da gente e  nessa ,não nos esquecemos de nenhum compromisso!
- Trate de cada situação que for surgindo de uma maneira descontraída, confiante e digna. Crie um sistema que simplifique, não que complique, a sua vida. Seja eficiente, prática, metódica e entusiasmada.
- Mais descontraída? Mais entusiasmada? Vão me internar, pode ter ser certeza! Agora, tenho que admitir: de métodos e metodologias sempre me esquivei.
- As relações sociais ainda são uma parte importante das suas atividades. Use-as para aliviar as tensões. Ou talvez seja necessária alguma ordem dentro da sua rede de relações sociais. Num ano em que a amizade foi um fator tão importante, ainda há muito que aprender a esse respeito.
- Você não teria outra palavra que não fosse ordem para me ordenar? Aprender, aprender e aprender!!!
- Você precisa fugir durante algum tempo para poder entender as coisas sozinha, formar as suas opiniões e tomar decisões que são certas para você? Ou você é tão distante dos outros que nunca os escuta, mesmo quando sabe que os conselhos deles são oportunos e benéficos? É preciso criar um equilíbrio entre suas aspirações e o seu medo de rejeição.
- Agora acabou de desarrumar o que – supostamente – já estavam em seus lugares...  Deve estar satisfeito(a)! E vem você novamente com essa história da balança... Sou leonina, lembra-se?  Além disso, quem em sã consciência não quer ser amado, aceito incondicionalmente?
- Observe como você arranja mais problemas para si teimando em fazer as coisas a seu modo, quando realmente há métodos mais simples e mais eficientes. Fique longe dos chamados para participar de futilidades e da mediocridade! Concentre-se no que realmente interessa... Siga somente a seu próprio chamado: você já sabe como ouvir! Ouça...ouça com sua escuta mais apurada...Afaste-se dos barulhos externos.
- Lá vem você com os tais métodos! Ok vou me esforçar para não atender a esses chamados. Preciso de mais tempo!
- Tempo? Deixe que os outros sejam o que são ou que fingem ser – você precisa se organizar para poder continuar a avançar. Sinta como a sua Vontade é poderosa quando está livre. O tempo é agora! Agora é o momento de assumir o controle da sua vida tomando decisões que, antes, você achava impossível tomar. Esse é um período para se levar muito a sério, assim como seus sonhos!
- Então está decidido! Pode ir embora... agora, no presente momento, pois vou levar
ainda mais a sério meus sonhos!!!(RR)

21 comentários:

  1. Nessa vida tudo é combinado,,,temos que ceder em alguns momentos pra termos sim novos caminhos....beijos de bom dia.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Regina!
    Obrigado pela gentileza em querer por música no post, achei ótima a ideia, porém não sei fazê-lo.
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  3. - Pessoalmente, gosto mais de um gramado mal-cuidado, com uma bicicleta largada no chão, uma bola suja num canto e um cachorro espreguiçando-se ao sol do que um desses maravilhosos jardins de telenovela ou anúncio imobiliário. O primeiro é vivo, respira, conta histórias.
    - Rê, vc é tudo, menos "divagar". Mande essa neura voltar para o "reclame" da TV, e vá cuidar dos seus sonhos. Eu não tenho divã, mas meu tamborete tem uma almofada puída.
    - Fique à vontade, e um abraço, moça.

    ResponderExcluir
  4. Olá, bom dia!
    Senta e peça uma cerveja.
    Que analista legal, principalenete se for diante da praia.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Regina,

    amiga mui querida...

    SEJE AMADA...OU...TEJE PRESA!!! (Milenezinha, do meu coração, sei que é tua essa ordenança, mas não me bata por favorrrrrrrr...hoje ela é da Rê, visse?..)

    E vá pensando aí, com carinho desdobrado na sobremesa 'comunitária', viu, princesa queridaaaaaaaa

    Porque, como cê sabe...promessa não somente é dívida...tem que ser CUMPRIDA!!

    E acho que o Rodolfo, a Dona Maria Helena, o Jair, o Leonel, a Milene...e todos os outros amigos dele lá, além de convidados vão adorar a nossa comidinha minêra, né messssss????????

    Abraços!!!
    Beijossss
    Eu te gosto de montãoooooooo

    ResponderExcluir
  6. Às vezes a gente precisa mesmo desses puxões de orelha, para retornar ao nosso centro. Nós duas parecemos estar no mesmo movimento: descartar o que é fútil e investir no que é útil. Por isso, saio pouco de casa, evito lugares muito agitados, para não quebrar minha energia. Gosto de estar com minha família - minha referência - e os poucos amigos que valem a pena. Muitas vezes, em função da minha rotina, não posso estar com eles o tanto que gostaria, mas, cada um tem suas contingências. Deus a abençoe e ilumine as escolhas certas. Beijos carinhosíssimos. Amo você!

    ResponderExcluir
  7. Mesmo querendo nossas vidas arrumadinhas e organizadas devemos deixar folgas,espaços pra criar e mudar, sonhar...beijos,chica

    ResponderExcluir
  8. Interessante este diálogo entre a porção intelectual e a instintiva!
    Bem mais complexo que o da "neura da limpeza" do comercial da TV.
    Ótima matéria, Regina, cada vez que eu leio, vejo surgirem mais coisas escondidas nas entrelinhas!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Oie RÊ!
    Beijossssssssssss muitos beijosssssssss prôce!

    ResponderExcluir
  10. Olá querida e amada Rê!

    Diálogo interessante.

    Eficiente quanto baste. Como um relógio não muito obrigado, convém mudar a forma como fazemos as coisas no sentido funcional, por ventura menos directo e preciso, mas enriquecendo a nossa vivência e dando colorido aos nossos dias.
    Ser-se prático e não complicar é óptimo, por vezes é difícil.
    Ser-se metódico, depende das alturas, para não virar-mos diapasão, sempre na mesma batida é aborrecido.
    Entusiasmados, é meio caminho andado para desbravar no desconhecido e melhor enfrentar as surpresas menos boas.
    Ponto a ponto... avançar e, não viver o que supomos virá a ser. Pois ao fim de cada etapa, o que se nos apresenta a seguir, possivelmente terá de ser enfrentado de forma diferente da que nos preparámos previamente.
    É desperdício sofrer antecipadamente pelo que ainda não se sabe se irá acontecer, ou como.
    Quando bem formados e sabendo o que podemos "oferecer" de boas energias ao nosso universo, então que os sonhos se vivam intensamente, deixando acontecer aquilo que o cosmos de nós lê e dará retorno... pois só poderá vir coisa boa daí.

    Para ti tudo de bom.
    Beijo e kandandos a atravessar tanto mar...

    ResponderExcluir
  11. Tudo já está traçado...

    Pô, vir aqui e deparar-me com uma excelente postagem e no fim com a Tia Ana Carolina e Seu Jorge, ah não vou mais sair daqui...kkkkkk

    Bjuxxxx linda...

    ResponderExcluir
  12. Regina, querida,

    Lindo texto para refletir... "Fique longe dos chamados para participar de futilidades e da mediocridade! Concentre-se no que realmente interessa..." É preciso, necessário e urgente que seja assim, ao menos para mim. Esses toques da consciência nos aproximam do prumo.

    Obrigada, beijo

    Carla

    ResponderExcluir
  13. ...você arranja mais problemas para si teimando em fazer as coisas a seu modo, quando realmente há métodos mais simples e mais eficientes.
    Regina.
    Eu estou dodoi complicou muito, acho que é melhor eu voltar para a cama.

    Beijos meu amor.

    Wilma

    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Amor,

    Como tem vida própria mesmo estas mensagens,rsrsr.
    Enviei um monte para você e sumiuuuuuuu.
    Quero saber como você está. Recebeu meu email?
    Fica com Deus.
    Beijocas.

    Virna
    www.superandocancerdemama-virna.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá Rê!
    Bem ... eu sou "balança", de facto vejo muito neste diálogo de um "balança". É complicado quando se vive bem numa desorganização organizada (mesmo não parecendo!), conviver com alguém que só funciona bem numa "organizada desorganização" (para o outro!). Mas que complicação!
    Que tal um meio termo? Não quer arrumar? Não arrume o dos outros. Quer arrumar? Arrume o seu.
    Uma coisa é certa, o "arrumado" vive sem o "desarrumado", já o contrário ...

    ResponderExcluir
  16. Olá, Rê...

    Adorei o seu texto! Me fez refletir muito sobre mim mesma... rs

    Beijos, querida.

    ResponderExcluir
  17. Olá Regina, Passei para conhecer o seu espaço e gostei. Vou voltar viu? Adorei o diálogo. vou explorar outros posts.

    Ficaria muito contente de você visitar o meu cantinho. Passa lá para um drink.

    Beijo grande

    ResponderExcluir
  18. vixi Rê

    Eu sou balança...mas deve tá desregulada...uma bagunça só...


    beijocas


    Loisane

    ResponderExcluir
  19. Querida amiga...Maktub...Beijocas

    ResponderExcluir
  20. Minha cara, sou libriana, mas não queira essa balança não, porque ela confunde tudinho!
    Adorei o banquinho com almofada puída do Rodolfo.
    E teje presa sim, se não tiver felizinha agora, visse bichinha?
    Um tantão de beijo e dengo pra ti, sempre!

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget