Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

terça-feira, 14 de maio de 2013

TRASEIRA DIFERENTE




Tenho algum vizinho de rua que é caminhoneiro. Nas horas mais impróprias – para meu sono restabelecedor da beleza perdida – ele estaciona seu possante ou esquenta o motor para cair nessas estradas, nada maravilhosas, desse país gigantesco. Ou chega à calada da alta madrugada ou sai antes do galo dar seus primeiros acordes. O danado do caminhão faz um barulhão, dispensando qualquer tipo de despertador. Aliás, um não! São muitos até se aquietar por completo. Ontem, pela primeira vez, vesti meu penhoar (alguém aí ainda usa?) longo e desci. Seu Adair, porteiro noturno, quase teve um piripaque diante daquela aparição: cara mais amarrotada do que nota de dez em bolso de pinguço, cabelos desgrenhados, e um óculos de lentes grossas, as quatro da matina em plena portaria. Ô dó do moço... senti depois.  Aconteceu alguma coisa DonRegina? Perguntou-me o pobre, que mal continha o desejo de cair na risada sob sua metade assustada. Vem comigo lá fora! Quero conhecer esse caminhoneiro-despertador duma figa, pedi (?) braba que só.
Rua deserta. Graças a todos os santos! Bem depois que fui pensar nessa cena grotesca. De verdade? Você conhece alguma mulher que levante linda, maquiada e penteada, camisola longa, de-co-ta-da, esvoaçante e penhoar combinando? Vejo somente nas novelas com suas atrizes irrepreensíveis. Nem um fiozinho sequer fora do devido lugar! Então, podem imaginar o "looking" dessa que vos escreve. Voltando à rua deserta... Só Seu Adair e eu, de penhoar velhinho, descendo alguns metros de ladeira para ficar bem de pertinho com o caminhão e seu proprietário. O dono escafedeu-se pelas brumas do bairro. Para mim, para meu espanto, e do meu fiel escudeiro de aventuras, sobrou essa frase no vidro traseiro (ainda voltei pra pegar papel e caneta e copiar): “Não é possível conceber coisa alguma no mundo, ou mesmo fora do mundo, que sem restrição possa ser considerada boa, a não ser uma só: a boa vontade”!
Quem escolhe uma frase dessas para enfeitar seu ganha-pão só pode ser mesmo um sujeito muito gente fina. Fui dormir com essa e nem vou me importar mais em ser acordada. Usarei de minha boa-vontade sem moderação com o tal caminhoneiro.
Que diferença, né?! Apesar de ser beeem verdadeira.
(Imagens: internet)

21 comentários:

  1. rsssssssssssssss....

    Muito legal e divertido te ler. Concordo que ninguém merece um caminhão acelerando à noite perto de nossa janela... Nem ninguém imagina que levantamos lindas, com cara de modelos...

    Adorei a frase dele e é preciso mesmo BOA VONTADE!,rs E a outra? Muito legal, ri muito aqui. Beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. É mesmo Rê, só com Boa Vontade.
    Gostei de sua prosa, ilustrativa e divertida.
    Estou aí cheia de Boa Vontade, enfrentando esse mundão (não é mesmo o que vocês falam aí? É que com as novelas brasileiras e todos os brasileiros que vivem por aqui, já falo tão bem português do Brasil, como português de Portugal, rsrs) Este rsrs, por aqui, costuma ser eheheh ou ahahah.
    Estranho, mesmo, é que tenho saudades suas, mesmo sem nunca ter estado consigo.
    Beijão minha irmã

    ResponderExcluir
  3. Adorei ,Regina.Você escreve tão gostoso,que a gente vai visualisando tudo e "viaja" nas palavras.Parabéns !
    Abrs
    Vilma

    ResponderExcluir
  4. A - D - O - R - E - I !
    Regina, que presente gostoso, ler você.
    Caminhoneiro com seus caminhões, logo cedo, incomodam mesmo.
    Por aqui já teve um desse tipo, mas acho que a vizinhança caiu em cima. Coitado.
    Xeros

    ResponderExcluir
  5. Menina, que legal, adorei demais. Os caminhões em algum momento são insuportáveis, mas alguns letreiros são hilários e bem inteligentes rsrsrs
    Bjos, sua linda e uma maravilhosa semana.

    ResponderExcluir
  6. Hahahaha... Muito bom, sua doida despenteada. A conclusão a que chego é: que bom que o seu Aldair, gente boa, mora aí pertinho de ti, e não cá pras minhas bandas, porque eu nem porteiro teria pra ser meu fiel escudeiro.

    Tu é contadeira de história das boas, galêga.

    Beijo!!!

    ResponderExcluir
  7. Vc descabelada só mesmo na madrugada, né irmiga??

    Deu pra te ver de penhoar, esbravejando teu sono interrompido... a cara do porteiro foi de dar dó... eu tive...rsrrss... agooooraaaa... a frase é um "calaboca" de classe, vamo falá...rsrsrs

    Rê, delícia te ler, transformando uma chateação num texto quase global (o continuísta ia ter trabalho, ó coitado!!...kkkkkk)

    Bjãozão, queridona!

    ResponderExcluir
  8. Gostei mais da frase da foto do que a do seu vizinho barulhento!
    Quanto à tua reação, eu lembraria uma frase que o ex-presidente americano Kennedy tinha no seu gabinete (não é de autoria dele):
    "Dai-me forças para mudar as coisas que podem ser mudadas, resignação para aceitar as que eu não puder mudar, e sabedoria para diferenciar umas das outras!"
    Ainda bem que o mala já tinha ido embora quando chegastes...senão talvez o teu aborrecimento fosse maior...
    Bjs, Rê!

    ResponderExcluir
  9. Eu acho que você deveria voltar lá uma noite dessas.
    Quem sabe possa render mais um post divertido.
    E se serve de consolo, quanto ao Look.
    Vai aí mais uma frase de caminhão.
    À noite, todas as pardas são gatas.
    Bjs.
    Wilma

    ResponderExcluir
  10. Olá, RÊ!

    Afinal sempre valeu a pena levantar a essa hora imprópria e conhecer esse condutor: que não é só filósofo, mas ainda cheio de sentido de humor...

    Gostei!
    Beijinhos amigos; boa semana.
    Vitor

    ResponderExcluir
  11. Amiga querida embora nossas postagens são diferentes confesso aprecio muito
    tudo que li na sua postagem.
    E delicioso ler essas placas de estrada senti saudades quando viajava
    por horas na RODOVIA CASTELO BRANCO.
    Beijos lino final de tarde,Evanir.

    ResponderExcluir
  12. kkkkkk
    Pela minha longa experiência garanto, camisola longa e decotada e pegnoir combinando só é fabricado para ser usado em cena. Até as atrizes riem disso, por que ninguém levanta linda e maquiada ainda mais as 4 da matina para brigar com caminhoneiro,
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  13. Gostei deste humor inicial minha amiga, voce me fez dar uma boa gargalhada tentando criar a imagem,que me fez lembrar uma irmã que faria o mesmo.
    Aqui tenho um encontro marcado com o caminhao da Limpurb tres vezes na semana às 2 horas da madrugada. Ele faz questão de ligar aquela coisa do esmagador e acelera e acelera.
    Gosto de ler as frase de caminhão com estas tiradas de porta de buteco.
    Gostei Regina.
    Um abração carinhoso amiga.
    Bjo de paz.

    ResponderExcluir
  14. E viva a boa vontade! Gostei do relato. É assim, como um toque para despertar. Um beijo

    ResponderExcluir
  15. Muito bom, aonde vamos parar....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  16. Cá virei com tempo...

    Bjo, querida RÊ :)

    ResponderExcluir
  17. Que história ótima, Regina. Aliás, tão boa quanto a frase do para-choque do caminhão que vc colocou. NADA MAIS REAL!!!!!! Já a frase do caminhão do Seu Adair merece uma boa reflexão. Beijos e boa sexta!!!

    ResponderExcluir
  18. Regina Amadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

    Merecia ler um pos assim

    bzixxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    viva la vie

    ResponderExcluir
  19. Ai Regina, essa foi demais heim!
    Que frase inteligente, ainda não tinha visto uma assim!
    Por aqui passa um caminhão que lava ruas, aliás só lava uma determinada aqui em frente, eu aquilo faz um barulho danado também.
    E olha, eu também uso penhoar viu!
    beijinhos cariocas


    ResponderExcluir
  20. Que bom que você tomou essa iniciativa. Assim conheceu um outro lado de um alguém que "atazanava" seu sono. Há impulsos de "boa-vontade" que valem por mil conselhos, palavras, imagens...

    Bjoss, querida RÊ :)

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget