Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 30 de abril de 2009

FIM DE MÊS

O mês termina hoje. Com ele minha dor ainda não findou. Passo agora por momentos estranhos. Tento retomar meu trabalho no hospital, hospital que mamãe esteve internada, hospital que trabalho há quinze anos. Preciso entrar no CTI e encarar o Box onde ela esteve por oito longos dias. Me disseram que é assim mesmo: difícil, mas que irei conseguir.
O trabalho não espera minha dor diminuir... São vidas que entram e saem todos os dias, me dizendo que é vida que segue.
Vou seguir... Estou seguindo... Um dia de cada vez e agora para o próximo mês, outra estranheza – Dia das Mães!
Dia das mães sem você, mãe. Dia das mães com meus filhos, por que sou filha sou mãe.

A música desse mês de abril é para todas as mães e filhos : "é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar para pensar, na verdade não há!"

Um comentário:

  1. tia, passo pra deixar meu beijo... sempre que posso leio suas postagens... (como já tinha te dito!).
    Esses dia das mães será mesmo muito estranho sem a vovó... mas como te dizem, e como você mesma disse, é vida que segue. E o que fica é TUDO que ela deixou. Aliás, o que fica da vida é realmente o que construímos.
    Beijo! Nanda

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget