Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 18 de junho de 2009

São Paulo/Sobremesa


Sanduiche de mortadela e mezanino do Mercado Municipal de S.P.
13a Parada do Orgulho LGBT
O Mercado Municipal de São Paulo é outro ponto gostoso de ir. Comer, no mezanino do mercado, o famoso pastel de bacalhau ou o sanduíche de mortadela, acompanhados por um “chops” valeu por todas as calorias adquiridas (ai,ai,ai).
Quando percebo, começam a passar o DVD do Victor e Leo e eu, sem a menor cerimônia, começo a cantar e a dançar. Paulistano é sério, mantém a pose até mesmo comendo sanduíche de mortadela no mercado!!! Pode? Pois não é, que na minha alegria e filosofia de que, a vida é agora, primeiro os garçons, caixas, atendentes e logo depois os, até então, sérios paulistanos, se uniram a mim e deixaram fluir? Foi uma alegria só, que durou até o fechamento do mercado às 18hs.
Fomos assistir também a peça “Como passar em concurso público”, da G7 Companhia de Comédia. Não criamos muitas expectativas, pois era uma das poucas peças que conseguimos ingressos para o dia. O espetáculo gira em torno das tentativas de José Brasil, um concurseiro, cujo sonho é se tornar técnico judiciário, de conseguir uma vaga em uma repartição. Desde que nasceu, José ouve de seus pais que esse é o melhor caminho. Em uma sequência de esquetes que misturam caretas - às vezes hilárias, como a tradutora evangélica para surdos possuída pelo diabo, às vezes exageradas -, e piadas que pegam os pontos fracos dos concurseiros, a companhia faz uma paródia do desespero dos candidatos, mostrando os segredos para se conseguir uma vaga no funcionalismo. São dicas "valiosas": estudar 24 horas por dia, 7 dias por semana, e, na dúvida, marcar a alternativa correta. Também pode funcionar a folha branca do descarrego do gabarito do concurso, vendida por um pastor, ou matar o japonês da primeira fila. Só não adianta apelar para Deus, porque, ao menos para a G7, ELE não sabe a diferença entre direito tributário e trabalhista. Demos muitas risadas para além de nossas expectativas!
Outro ponto que me chamou a atenção foram os preparativos da 13a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. Com o tema "Sem homofobia, mais cidadania - Pela isonomia dos direitos" toda a Av.Paulista foi cuidadosamente preparada para o evento. Não sei se, atualmente, esse evento atinge seus objetivos maiores de lutar contra a violência e o preconceito. Percebi que se tornou mais uma "atração turística" de S.P. e que muitas pessoas vão para se divertirem. De qualquer maneira, ainda penso que devemos falar, conversar, debater, perguntar, ouvir, esclarecer, tirar dúvidas, demistificar sobre tudo que está ligado à homossexualidade (assunto que escreverei em breve).
Terminei essa ida a S.P. totalmente www.todentro.com. saboreando, o menu de degustação do Arábia (mais calorias...) e ouvindo como resposta de minha irmã, que queria tirar retrato - "você não vai me fazer pagar esse mico?" - com o ator Eduardo Galvão (ele tb atua em Gloriosa) e estava sozinho na mesa ao lado: "ninguém aqui paga as minhas contas!"
Realmente, Mary, você tem toda razão: ninguém paga suas contas e sua vida te pertence, mas que eu fiquei aliviada, enquanto você procurava a máquina na bolsa e o "Edu" foi embora, lá isso eu fiquei! Até a próxima SAMPA.! Obrigada por dias tão deliciosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget