Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

CAVALO SELADO PASSA MAIS DE UMA VEZ


Desses tempos de vacas magras, entre tantas coisas que amo fazer, viajar e beber das artes são as que mais sinto falta. Carência pouca é bobagem. Claro que existem shows, apresentações gratuitas, mas nada que se compare ao nosso desejo e escolha. Por motivos de saúde, uma de minhas muitas irmãs, Léa me presenteou com seu ingresso para assistir à Filarmônica de Minas Gerais. Cavalo selado passando fácil na minha porta. Montei sem fazer força, claro!
Peguei o ingresso e li: Regência de Fábio Mechetti e solista convidado (violino) Joshua Bell. Conheço esse nome – pensei. Sem saber de onde, guardei-o na carteira esperando a noite, sempre no mínimo agradável, de ouvir o Concerto para violino e orquestra em Ré maior, op.35 (1881) de Piotr Ilich Tchaikovsky. Ao chegar ao Palácio das Artes, vendo e encontrando muitos conhecidos, recebo o caprichado programa, sento na poltrona e começo a ler: “Joshua Bell tem encantado plateias em todo mundo com seu tom de rara beleza e um virtuosismo de tirar o fôlego, qualidades que lhe renderam o título de superstar da música clássica... O artista apresenta-se com um violino Gibson ex-Huberman Stradivarius de 1713.”
BINGO!!! Fiquei boquiaberta - e rindo da “coincidência”- ao constatar que iria ouvir, ao vivo e a cores, aquele UM que tocou numa estação de metrô e que tinha partilhado aqui com vocês a história. Lembram-se? O mesmo que, privilegiados, pagaram a bagatela de U$1.000 dólares por ingresso para ouvi-lo, na noite anterior, em local apropriado. Quis contar pro meu cunhado, mas ele estava - segundo si mesmo – extasiado, de alma cheia. O menino – deve ter uns trinta e poucos – é de tirar o fôlego! Não tenho palavras. Queria ter... Para adjetivar o que minha escuta captou. Um diálogo musical belíssimo, com um sabor exótico de um mundo distante. Um jogo constante de acelerar e desacelerar que parecia uma festa cigana, onde o violino tocava como se estivesse improvisando o tempo todo... Tamanha perfeição. Músico e instrumento se fundem e a música adentrou fazendo festa na alma. Foi ovacionado por mais de cinco minutos, não só pela plateia como por todos os seus colegas. Deu uma canja que foi minha ceia final. Já estava mais que satisfeita. Mas imaginem se dispensaria essa última iguaria?! O burburinho da saída era um só: maravilhoso, fantástico, sensacional! Nessas horas sinto e penso em tantas pessoas que gostaria que estivessem ali também... De uma maneira mágica, como a música que entrava, trouxe todas para bem pertinho de mim. Em estado de GRAÇA peguei o celular para agradecer minha irmã e dizer-lhe que esse cavalo selado será, eternamente, inesquecível.
Deixo abaixo, para os apaixonados dessa arte, o menino e seu violino. Apreciem sem moderação!

29 comentários:

  1. Bravo Regina!
    Um presente desses na porta, foi realmente sem igual.
    Música boa, de qualidade.
    Gosto muito.
    Lembro de ter lido a reportagem sobre essa canja numa estação de metrô.
    Não poderia ter sido melhor, hein?!!!
    Muito boa a sua partilha.
    Bom final de semana.
    xeros

    ResponderExcluir
  2. Faaabuloso Rê! Que dizer???
    Conhecia, e já li sobre ele aqui no teu blog. Bom ouvido minha amiga, muito bom!
    Fica bem.

    ResponderExcluir
  3. Ai Re, tem presente que nem vivendo a vida toda a gente consegue pagar.
    Acabo de receber um agorinha mesmo.
    Os detalhes vão via e-mail.
    Bençãos vindas de mãos escolhidas por vc sabe muito bem quem.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Regina, tive a grata oportunidade de estar por aqui quando compartilhou o vídeo. E fico imaginando seus entusiasmo com o fato: que maravilha!

    Adorei a postagem; abração,

    Rodrigo Davel

    ResponderExcluir
  5. Cavalinho passando de novo e você, esperta dessa vez, pulando rápido pra cima dele! Upa!
    Amei o tal de Joshua quando o vi na surpreendente apresentação no metrô e não imaginava que, um dia, apareceria aqui nas Gerais. Obrigada pela degustação. Beijinhos, Angelinha

    ResponderExcluir
  6. Que legal! Lembro de ter recebido um email com essa mensagem dela no metrô!

    Deve ter sido o máximo!!!Coisa boa! beijos,tudo de bom e lindo fds,chica

    ResponderExcluir
  7. Lindo Regina, que presentão hein! Esses momentos ficam guardados em nossos corações, são mágicos. Tive ausente, mas agora to de volta viu? Desejo que estejas sempre bem e feliz! Obrigada pela visita no blog! Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Cavalo violinista de metrô é um trem baum dimais. E a Memem, em vez de te chamar de surtadinha, vai te chamar de sortudona. Oxente!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Lindo demais, Regina!
    Ah, a música, a enlevar a alma...
    Também me lembro da reportagem.
    Dizem que cavalo selado não passa dus vezes e você, além de nos alegrar, ainda derruba uma teoria...
    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  10. Ei Regina,
    A música clássica não é um hábito na minha vida, mas essa é de fato de elevar a alma, extasiante!
    Que mais cavalos selados passem pela sua vida...
    Bom final de semana!
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  11. Parabéns por este presentão!
    Não foi cavalo, foi uma carruagem!
    E não virou abóbora!
    Só falta ter perdido o sapatinho...
    Abraços, Rê!

    ResponderExcluir
  12. Que lindo, Regina!
    É preciso estar de olhos abertos para a vida mesmo que, por vezes sem força... Você sabe,é nessas oportunidade que respiramos, sentimos e nos tornamos menos gente diante de tanta beleza e por poucos momentos na vida ser menos é ser mais!!!!!!! Muito mais!


    Amiga, estou de férias do meu blog, atarefada com a vida, quem sabe o cavalo selado nao está a caminho...
    *risos
    Mas, fiz questao de vir te dar um beijo nesse 27 de agosto.
    Nosso dia! Nosso? Nem sempre...

    Que sua arte contineu tecendo palavras e colhendo caminhos!

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  13. Rsrs... Rodolfo tem razão, hoje a minha surtadinha virou sortudona. Oxalá se assente aí do teu lado esse cavalo selado e te leve pra um tantão de passeio feito esse.

    Espero que vc tenha pensado em mim pra ter estado aí compartilhando dessa belezura, senão vc já sabe, traumatizo.

    A propósito, amamando foi fantástico.

    Beijos, linda amazona de cavalos selados.

    ResponderExcluir
  14. Para variar, gostei imenso e aprendi algo de novo.
    Cavalo selado passa mais de uma vez ?

    Se o diz é porque é verdade.

    Beijinhos Regina.

    ResponderExcluir
  15. Me faltam palavras ,pra agradecer sua atenção
    comigo.
    Ser sua amiga é um presente de Deus na minha vida.
    Agradeço a cada uma de suas visitas todas
    elas me deixaram muito feliz.
    Que seja abençoada por Deus nossa amizade para sempre.
    Desejo um feliz final de semana beijos com infinita ternura e paz..
    Evanir..

    ResponderExcluir
  16. olá querida e amada Rê!

    que maravilha...
    fez-me lembrar uma ocasião que ao visitar um pequeno museu em Sintra e já de saída ficámos a saber que daí a pouco havia um concerto de violino e contrabaixo tocado com arco. o espectáculo chamava-se |contrastes|, se bem me lembro.

    para ajudar à "sorte", até era gratuito e tê-lo degustado tendo do ao meu lado a companhia com quem desejaria compartilhar, foi como a cereja em cima do bolo.

    .

    a coincidência de o artista ser o mesmo da tua postagem no metro, foi demais.
    a vida surpreende a cada momento.
    feliz por ti amiga querida.

    beijo e kandandos a atravessar tanto mar... inté

    ResponderExcluir
  17. Ai que invejinha boa, amo o Joshua Bell, fico navegando pelo youtube pra ouvi-lo, é um mago ele...Bjos achocolatados e lindo final de semana pra ti querida

    ResponderExcluir
  18. Iluminaaaaaaaaaada!
    Mas que presente!!!
    Amo violino! Amo música clássica assim como esta.
    Realmente violino e homem num só movimento.
    Mas, querida, VC MERECE!!!
    VC MERECE TUUUUUDDO DE MAIS BELO E DIVINO QUE EXISTA NO MUNDO!
    E coincidências não existem... um presente de aniversário, claro não tão bonito como a foto tua e da filhota e o fotógrafo, o filhão(as luzes do teu coração), mas complementam a felicidade!
    Toda a plenitude do Amor sonhado!
    Beijos Beijos Beijos e mais Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Ah... amei o 'cavalo selado',
    esta eu não conhecia aqui pelas terras cariocas!!!
    ;))))))))
    Mais beijos!

    ResponderExcluir
  20. Regina,
    a luz do teu blog
    banhou minha manhã

    te seguindo
    desde já carinho

    beijos,
    do menino-homem

    cá retornarei...

    e continuemos

    ResponderExcluir
  21. Olá, Regina, bom dia! Passeik pra lhe conhecer e saio daqui enlevada com tanta beleza. Já sua seguidora fiel, deixo-lhe um beijo grande. Voltarei!

    ResponderExcluir
  22. É lindo querida Regina!
    Adorei e como gostaria de ter assistido!

    Também venho agora de um lugar lindo onde tem uns versos para ti de um poeta não menos famoso... Rodolfo Barcellos.

    São lindos e tu mereces!

    Um beijo enormeeeee.

    ResponderExcluir
  23. Re....

    Vc ganhou um presente.. e nós também com a lindeza da sua escrita e desse video.

    Estou indo dormir extasiada..com a alma lavada..
    Obrigada por compartilhar o seu presente.

    Um beijo...semana iluminadaa a vc..

    ResponderExcluir
  24. Abraão e Milla
    Sejam muito bem-vindos! Fico feliz de terem encontrado esse divã em meio a tantos blogs maravilhosos. Voltem sempre que quiserem e puderem. Sempre haverá lugares, amorosamente, reservados procês.
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
  25. Isso que eu champ de sintonia vibratória.
    O universo definitivamente conspira ao nosso favor.
    O nosso querer está sempre no ar.
    E o nosso desejo pode alcançar os nossos sonhos e a nossa cura.
    Esse cavalinho injetou na sua veia arte pura.
    E nos ganhamos a sintonia na sinfonia.
    Quarta-feira eu irei te escrever NOTÍCIAS OBJETIVAS, porque por enquanto elas são positivas mais subjetivas.
    Segundo minha assessora para Células Enlouquecidas Angela Fonseca, posso respirar tranquilamente.
    Bjs.
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Querida Regina. Não é só vc que não consegue acompanhar mais de um blog, amiga; eu tb não consigo manter mais de um, juntamente com os demais compromissos que tenho na internet. Por isso, ontem mesmo,
    antes até de ver seu comentário, eu já o tinha deletado, permanecendo apenas com este, o Páginas de Poesia, que é o meu xodó. Dá pra se dizer tudo em um só blog, não é mesmo? Agradeço ter vindo me conhecer e espero seu retorno, assim como estou selando este compromisso aqui no teu, que é lindo! Ótima noite, querida, beijo grande.

    ResponderExcluir
  27. É!!!

    O meu mais parece uma mula manca.... rss Mas como diria bratz... É o que tem pra hoje!

    Deusssssssssssskiajude
    Tatto

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget