Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

domingo, 23 de outubro de 2011

CABELOS NOSSOS

Uma mulher gasta por dia, em média, 35 minutos cuidando de suas madeixas. Foi lendo essa pesquisa que senti estar absolutamente fora. Minha filha, diferentemente, não os herdou lisos e esse descontentamento genético faz muito mais que minutos serem perdidos em sua adolescência. Existem revistas, e creiam até mesmo blogues, especializados em cabelos. O que comprar, usar, como, quando, os especialistas dizem as leitoras desesperadas com seus cabelos indóceis. Cabelos crespos, cacheados ou ondulados são o top da lista. Muitas vezes fico com impressão de que a autora do texto é uma lisa escorrida, que não imagina os perrengues que passam essas mininas - e suas mães no auxílio - para sair de casa com um cabelo minimamente ajeitado. Sei que parece exagero para quem não se liga muito nesse assunto, mas as donas de cabelos não lisos sabem o quão tortuoso pode ser o caminho para viver em harmonia com seus fios. Festas, viagens, encontros românticos... Tudo vira um estorvo se o cabelo não colabora naquele momento – e cabelo cacheado ou os crespos tem um humor próprio, vocês sabem.
Mas voltemos aos cabelos em geral e sua manutenção – verdadeiramente deprimente – gasta diariamente. Por vezes acho que não precisar mais se preocupar com os cabelos é o que o pós-vida terá de bom para muitas mulheres. Diga-me a verdade. Você não fica por aqui com os seus cabelos? Não se cansa de lavá-los e secá-los? Conheço gente que lava os cabelos todos os dias e não entendo por quê. Tenho amigas que gastam uma hora por dia, sete dias por semana, só para lavar e secar os cabelos. Como conseguem levar algum tipo de vida é um mistério para mim. Quero dizer, estamos falando de 365 horas por ano! Nove semanas de trabalho! Talvez isso fizesse sentido quando éramos jovens, quando o tempo que gastávamos para nos embelezar tinha certa correlação com o número de horas que gastávamos transando (que era, afinal, uma das razões para gastar tanto tempo nos cuidando). Agora, porém, que estamos mais velhas (e a palavra é essa mesmo), a quem estamos enganando? Mas deixemos essa consideração para um outro dia.
Além disso, você tem tentado comprar xampu ultimamente? Boa sorte! É dela que vai precisar para encontrar alguma coisa cujo rótulo diga, simplesmente, xampu. Há xampus para cabelos secos, mas oleosos na raiz, xampus para cabelos ásperos, mas finos, para tirar o frizz ou para dar volume sem o tal frizz. Com sal e sem. Depois há os condicionadores, alisadores e os que dão vo-lu-me (ainda não descobri de quantos decibéis) aos cabelos. Que nível de dano devem ter sofrido os pobres para serem considerados “danificados”? Por que há xampus para louras? Seus cabelos são diferentes das ruivas? Chego a ficar zonza examinando prateleira após prateleira de produtos e não encontrar nenhum que seja capaz de dar conta do recado sozinho. E tenho saudades de D.Lucy, que lavava os dela – e provava para suas seis filhas mulheres - com um pedacim de sabão de côco (tira a sujeira e oleosidade), uma colherinha de vinagre na água do enxágue para fazê-los brilhar e se possível em água fria.
Enfrento tal confusão adotando medidas draconianas para reduzir o tempo gasto com os meus cabelos. Jamais cuido deles sozinha, se puder evitar, e faço o possível para fugir de situações que exijam isso de mim. Tenho a maior admiração pelas colegas que fazem nos cabelos cortes mágicos que praticamente não exigem manutenção. Invejo as asiáticas – quero dizer, algum dia vocês viram uma asiática que tivesse cabelos feios?
Outro dia numa conversa luluzinha uma amiga sentenciou: Não irei, jamais, na África! E por quê? Perguntei ingênua. Não há cabeleireiros na selva! Piadas à parte sei que, essa dependente de secadores, chapinha e afins, falou sério mesmo.

Por essas e outras que vou a um salão e peço para lavarem e secarem meus cabelos. É muito mais barato do que fazer psicoterapia por conta deles e muito mais revigorante. E mais, leva muito menos tempo do que lavar e secar os cabelos em casa todos os dias, principalmente, se, como eu, você morar em uma cidade grande onde haja um salão bom e barato a cada esquina.
Ainda assim, quando terminar o ano, terei gasto pelo menos umas oitenta horas só para manter meus cabelos limpos e penteados. Mas uma coisa é fato: não precisamos dar uma de Dalila para deixar os meninos, amados nossos, caidinhos e sem força, por nossas madeixas e claro, suas donas. E não pensem vocês que os mininos estão fora dessa via crucis! Só os carecas. E são deles que elas gostam mais, diz a música. Penso que é por não terem que disputar o secador! Já cuidou do seu hoje? Então, deixa para outro dia, e aproveite seu domingo ganhando um cafuné gostoso!(RR)

30 comentários:

  1. Querida Rê
    Seu texto é uma delícia.
    Dá vontade de ler de novo, para sorrir mais um pouco.
    Temos que concordar que o cabelo arranjado é meio caminho andado para um rosto bonito. Eu detesto ver-me despenteada. Vou à cabeleireira uma vez por semana, e consigo manter-me mais ou menos :)
    Não tenho jeito nenhum para tratar dos cabelos.

    Um feliz domingo. Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Também me fizeste sorrir!:)
    O meu cabelo dá-me pelos cabelos desde que peguei na escova/pente pela primeira vez.
    É encaracolado, logo é um fardo tê-lo pequeno e gosto dele longo.
    De há uns tempos para cá sou eu que o arranjo, bem melhor do que a cabeleireira, devo dizer, à exceção da frente, onde ondulam mais depressa e me arreliam!:))
    Hoje não haverá arranjo para ninguém. Fico de pijama sozinha, por isso ninguém me vê!:))

    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Que legal de ler o teu texto! Eu não gasto muito com eles.Apenas o que me racha a cara é que de 15 em 15 dias devo refazer a tintura, senão branqueio total,E isso,é um PORRE! Mas, fazer o que?

    beijos,lindo domingo, hoje bem escabeladinha!rs chica

    ResponderExcluir
  4. Oi, eu não fico horas cuidando do cabelo, nem vou a cabeleireira, mas adoro cabelos ondulados ou crespos, rejuvenescem:)
    Cuido em casa mesmo, o meu é crespinho, é só manter o corte...
    Ótimo domingo.
    bjussss

    ResponderExcluir
  5. Oi Regina!

    Eu não nasci com o cabelo indígena misturado com japonês da minha mãe (só o cabelo dela é assim, ela é goiana...rs). Por ironia nasci com cabelo pouquíssimo, fino, mas armado e enrolado. Quer dizer, antes do secador e tintura era encaracolado, agora é um negócio indefinido que não me permite sair de casa com ele molhado e secar ao natural sem ficar parecendo a Elba Ramalho no meio do caminho. Sofro! rs

    E pela oleosidade excessiva, tenho que lavar e secar todo santo dia, um porre! A sorte é que basta um ventinho no secador e ele fica bom, não é muito crespo.

    E os shampus? Afff, acredita que ontem mesmo tava pensando nisso, na variedade de nomes que te obrigam a ficar hooooras em frente a uma prateleira imensa escolhendo algum que seja adequado para você, mesmo sabendo que não cumprirá o que promete o rótulo.

    Pro marido então, aí sim que é difícil. Dava pra existir simplesmene um neutro? Antigamente tinha.

    Enfim, sou dessas meio escravas das madeixas, ou não, porque tem dias que um bom elástico salva.

    Ótimo texto!

    Beijos.

    Clau

    ResponderExcluir
  6. Muito bacana teu texto. Parabens!!

    Meu cabelo ERA encarolado..

    Mas de tanto fazer escova..foram se embora os caracóis..rs

    Eu cuido do meu cabelo. Hidrato.
    Mas ta caindo que é uma beleza.

    Acho bacana a mulher se manter cuidada. Não em excesso..mas para elevar sua auto estima.

    Um beijinho;..linda semana a vc!!

    ResponderExcluir
  7. Re do céu.
    O meu é lisinho, lisinho. A maior das frustrações de minha mãezinha era quando queria que a filhinha lindinha tivesse cachinhos, mas qual o que...Sabe o que ela fazia, a cada semestre uma permanente. Imagina uma criança com bigudinhos e aquele cheiro de amônia por horas pra "enrolar" os cabelos???
    Hoje eu mando tosar e assim ... lavo e seco ao vento, no melhor estilo TONEMAÍ.

    Amoteamigamada.

    Beijinhos e vamos curtir o domingão

    ResponderExcluir
  8. Olá Rê ! :))) Que maldade. Fizeste-me "ter pena" das mulheres, coitadinhas,... que trabalhos ! O que elas fazem para ser belas ! :)))
    A vida é mesmo dura ! :)))
    Nós homens precisamos de 5 minutos ! :)))
    O teu texto está ótimo !
    .

    ResponderExcluir
  9. Querida Leoa Jubada,
    Pode um marmanjo dar sua opinião sobre as melenas femininas? Pode?
    Gosto de vê-los compridos ou curtos, lisos, crespos ou cacheados, em tranças, coques, rabos-de-cavalo, marias-chiquinhas, pajens e franjas, com fitas, laços, apliques e flores. Gosto dos negros, dos louros, dos ruivos, castanhos e mesmo daqueles com fios prateados. Gosto sobretudo de acariciá-los, cheirá-los e beijá-los, num abraço quente, apertado, demorado e gostoso.
    Como esse que te mando agora.

    ResponderExcluir
  10. 35 minutos? sério isso? se eu gastar 35 segundos já foi demais...kkkk....beijos querida e boa semana pra ti,,,com cabelos atrapalhados pelo vento...

    ResponderExcluir
  11. rs...
    Eu presencio isso diariamente com as mulheres de minha casa. - rs

    Abração,

    Rodrigo Davel

    ResponderExcluir
  12. Me sinto um ET... Eu gasto com meus cabelos o tempo lavá-los com xampu (também tenho sofrido para encontrar algum que seja apenas e tao somente um xampu)penteá-los e secá-los rapidamente com a toalha. A não ser que tenha uma festa no AP, daí me submeto à infame quentura do secador no quengo. Ai, como odeio aqueles puxões de cabelo e orelha queimando.

    Acho que vou me mudar pra África.

    Beijo, Regininha penteadinha.

    ResponderExcluir
  13. Os meus são lisos e mantenho-os curtos. Portanto, é só lavar e deixar o vento fazer o resto. rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  14. Os cabelos femininos representam um importante setor da economia mundial principalmente no ocidente, gerando empregos no ramo de serviços (salões), fabricação e comercialização de produtos.
    E acho que será sempre um mercado inesgotável, exceto na África, onde em algumas tribos as mulheres raspam a cabeça...
    Abraços, Rê!

    ResponderExcluir

  15. Eu nunca tive problemas com meus cabelos até perdê-los com a quimio e eles inventarem moda de nascer preto e enrolado, crescia só para o alto, um horror. Fiquei doidinha, pois não tinha como sair de casa sem lavar passar creme e tentar domas aquele balaio rs... não era eu... Mas resolvi alisar. Agora a raiz tá nascendo lisa. Mulher sofre amiga, cabelo enrolado dá muito trabalho. Desejo que você tenha uma ótima semana cheinha de alegrias e muita paz! Bjssssssssss

    ResponderExcluir
  16. rsssrsrsrssss!!!
    He! He!
    Não penses que os homens ficam fora dessa "guerra", não ficam não!
    E cabelos rebeldes, só ficam ótimos quando a gente não vai sair de casa para nada.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  17. É faz tempo que não tenho problema com cabelos, tive que cortar as minhas tranças a 4 anos atrás, as vezes bate saudade mas aí lembro da trabalheira, beijão Regina :-)

    ResponderExcluir
  18. Oi Rê, fiquei sem graça agora rss eu levo 3 longos minutos para cuidar dos meus cabelos sobreviventes kkkkkkk
    Bjos da Sol

    ResponderExcluir
  19. Re, as prateleiras de xampu também me deixam tonta, meu cabelo é liso, normal e bem curtinho para não dá trabalho, estou a um passo de me render ao sabão de cocô,rs
    bjs e boa semana
    Jussara

    ResponderExcluir
  20. Oi amadinha,

    Lendo seu post tive que rir, é que aqui em casa acontece o mesmo, eu tenho os cabelos naturalmente lisos, já a minha filha herdou o cabelo do pai que é ondulado e com muito volume, daí já viu né, o que nunca tive que fazer no meu, tenho que fazer no dela, vários produtos para tirar o volume, domar os cachos, um verdadeiro arsenal de cosméticos....rsrsrsrs

    ;0) beijinhos e boa semana, Binis.

    ResponderExcluir
  21. O meu cabelo não se decide. Ele quer ser liso as vezes, ondulado de vez em quando... enfim... rsrsrs.

    No meu caso, o problema é o volume. Constantemente acordo me sentindo cantora de MPB com Cabelo de Gal Costa ou Maria Bethânea.

    O negócio é levar no humor ou pedir para o Papai Noel um cabeleireiro 24 horas.

    Bjinhossssssssss

    ResponderExcluir
  22. Oi Rê, gostei. Falar de cabelos é qualquer coisa leve, embora deixe muita gente "doente" enquanto luta com eles.
    Bem, nem mesmo as siamesas são completamente iguais. Eu, já há alguns anos, só vou ao cabeleireiro duas vezes por ano, para cortar De resto lavo em casa, ponho amaciador, seco com a toalha e se estiver calor, dou uma penteadela com pente e já está, se for inverno viro a cabeça para baixo tiro o excesso com o secador e aí vou eu. Esse corte de cabelo que eu tenho há alguns anos dá para fazer isso e ele fica quase sempre igual. Sorte a minha. Abreijos Tê

    ResponderExcluir
  23. Regina.
    Amei a resposta do Everton Russo.
    Na próxima reencarnação eu vou pedir ao pai para nascer com muito cabelo, lisos, sedosos, brilhantes, macios, hidratados, queratinizados, sem o Tal Frizz
    Bem, se ele achar que eu estou querendo muito.
    Sabe como é, homem de saco grande.
    A paciencia é curta.
    Fácil.
    Deus
    Pode me fazer Homem.
    É tão mais simples.
    Bjs.
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Concordo com você Rê!!Salão é bem mais prático...Bem quanto a sua visita...sei sim que por essas bandas tem muito Divino...minha "mamis" é daí, mais do sul, de Guaxupé...e eu passei boa parte da minha infância e adolescência nas Minas Gerais, que não esqueço jamais...então por isso também gosto dimais!!!
    Bjs

    Zu

    ResponderExcluir
  25. Eu ri muito...
    Não consigo me ver assim.
    Não dou muita bola pra cabelo.
    As vezes muito raramente rsrs..

    Beijo na alma querida minha...

    ResponderExcluir
  26. Mulheres, sempre mulheres... o visual acima de tudo. Meu cabelo é" bandido" ou está preso ou armado. Realmente é uma novela. Imagine que minha mãe com 83 anos fazendo quimio... já falou por favor: quero uma peruca ou lencinho , não quero ficar carequinha. Isso já vem do tempo de Adão e Eva enquanto o Adão comia a maçã a Eva enrola alguns fios esperando e reclamando do vento do paraíso rsssssssssss Bjs minha amiga do coração.

    ResponderExcluir
  27. Minha Querida
    Curiosamente o cabelo nunca foi problema de maior,desde muito novita e apenas com um contra: tinha o cabelo ondulado e eu queria-o liso; agora, tenho-o liso e queria-o ondulado! Os meus amigos rapazes, diziam-me: gostamos de te ver meia despenteada! Ficava bem a quem era meia maria rapaz!!
    Nunca fui muito de ir ao cabeleireiro e hoje continuo na mesma: apenas para uma ou outra festa mais produzida. Mas há uma coisa que não dispenso: a maquilhagem! Se não a tenho, parece-me que vou nua para a rua...
    Coisas da idade!!!!!
    Beijocas
    Graça

    ResponderExcluir
  28. Cuido do meu cabelo desde criança e ele agradece sempre.
    Adoooooooooooooooooro loja especializada em produtos pra cabelo!
    Adoooooooooooooooooro uma frescurinha!
    Bjs minha flor.

    ResponderExcluir
  29. Só mesmo mulheres para entender este post....mulher sofre!!!Diz-se e é bem verdade que nunca estamos satisfeitas co aquilo que temos...as que têm cabelo liso, querem ter cachos....as que têm cachos ou ondas querem liso...eu definitivamente sou daquelas que gostam dele liso....fica mais arrumadinho mesmo...:) e claroambém sou daquelas que gasta mto do seu tempo a alisar...:( racionalmente não faz sentido, mas fazer o quê??mulher....e convenhamos que o cabelo mudar tudooooo.bj!por fala nisso, hj é dia de alisar....:(

    ResponderExcluir
  30. OI

    So para esclarecer a querida luluzinha,a Africa eh um continente, composto por mais de 50 paises e dentro destes, ha imensos saloes de cabelereiro. Entao se for a selva de certeza que nao vera saloes, mas se for as cidades africanas, podera ter acesso a diversidade de saloes e produtos para o cabelo.

    Bjossss da Selva!

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget