Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

domingo, 30 de outubro de 2011

DAS HABILIDADES E COMPETÊNCIAS

Sempre gostei das palavras. Dos seus significados e significantes fico umas tantas vezes, cativa.  Concretas, abstratas ou simbólicas vão construindo meu dizer diário. Quantas vezes elas se embolam numa saída atropelada que o remédio é um não foi isso que quis dizer! Outras escapam criteriosas, e mesmo assim somos mal interpretados. E não pensem vocês que o silêncio é solução. Claro que é melhor se calar quando não temos ou sabemos o que dizer. Não é por acaso que temos dois ouvidos e uma boca! Mas, até mesmo no silêncio, elas dizem de nós. A expressão oral e escrita é, realmente, uma arte. Outro dia empaquei numa: habilidade. Acreditava que quem possui a tal, por si só, supunha-se competência. Ledo engano. Competência é quem faz de suas habilidades um diferencial. E entenda-se aqui diferencial = dinheiro. Saí dessa reunião, onde me corrigiram no que as coloquei sinônimas, tristinha mesmo. Nem adiantou o consolo do meu – constante - amigo Aurélio. Disse-me ele: se você é hábil é apta, capaz, competente sim! Ora, pois, retruquei na minha decepção, competência é qualidade de quem é capaz de apreciar, resolver certo assunto e fazer determinada coisa di-fe-ren-te-men-te. Eu acreditava como você, amigo Aurélio, que eram sinônimas. Mas entenda-se, aqui também, que diferentemente = dinheiro ou o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes que, quando integrados e utilizados estrategicamente, permite atingir com sucesso os resultados que dela são esperados na organização (Dicionário de Termos de Recursos Humanos/Benedito Milioni). Ah, então falamos das organizações? Pensava na vida. Desculpa aí!  E quais as competências que fazem a diferença? Competitividade, produtividade, agilidade e racionalização de custos são as principais. Além disso, as mais apreciadas atualmente no mercado de trabalho são a capacidade empreendedora, saber trabalhar sob pressão, ser comunicativo, criativo e inovador. E ainda: saber negociar, ter capacidade para planejar, organizar e liderar. Ser assertivo na hora de tomar decisões, tendo flexibilidade e agilidade em situações inesperadas. UFA! Viu como não são sinônimas? Chego à conclusão que administrar o dinheiro do mês, planejando, organizando os gastos, liderando a família, requer de mim uma flexibilidade comparável a de Nádia Comaneci. Agilidade com as situações inesperadas - estragos domésticos, inflação, doenças e outras coisinhas mais – nem lhe conto. Uma coisa posso assegurar: há que se ter competência nesse sobre_ viver diário! Mas agora sigo, insistente, em transformar o que creio serem minhas habilidades em competências! Será que consigo? E você? É habilmente competente?! Então,compete a você transformar seu domingo num dia lindo de viverrr!(RR)

18 comentários:

  1. Não sei se consigo, querida Rê, mas que é uma tentativa diária, lá isso é!
    Gosto tanto das tuas palavras!:))
    Um excelente domingo!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Querida Rê
    Não me canso de a ler, sabia?
    Vc é hábil com as palavras, que usa com competência :)
    Concordo que nem sempre é fácil usá-las, e em casos complicados, para evitar o silêncio que é de ouro, é necessária muita agilidade para não ficar empacada:)

    Esforce-se por fazer o seu domingo feliz, que eu vou tentar o mesmo...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Como tudo se aprende, penso que transformar, com competência, as habilidades em feitos que resultem satisfação garantida, é possível.

    Enquanto lia pensava na competência que vc tem quando, habilmente, organiza os pensamentos e faz uso das palavras, irmiga...fica assim uma reflexão convidativa, indiscutível produção de boa comunicação, assertiva e criativa. São boas habilidades que usa com grande competência.

    GOSTEI!

    Bjãozão, amada, lindo domingo pra ti!

    ResponderExcluir
  4. Belas palavras, aprendizado diário, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto como sempre.
    Olha aí o cacófato.
    Viajei nas lembranças, e fui buscar um dito da minha avó, hoje com 97 anos.
    Sua alma, sua palma, sua capela de pindoba.
    Ou seja, você é responsável pela condução da sua vida.
    E quase um Antoine de Saint-Exupéry, da Caatinga.
    Bem, vou nessa o dia está lindo,o mar está verde como dizem ser os teus olhos, e vai ficar melhor ainda.
    Bjs.
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. É isso mesmo, tudo depende do contexto. E nosso amigo José Luiz costuma dizer que a linguagem é manhosa, porque pode ser, digamos, 'distorcida' pelo falante e suas intenções. O que penso é: todo mundo que tem competência, tem habilidade; mas, nem todo mundo que possui habilidade possui, também, a competência. O que você acha, Rê? Vivendo e aprendendo. Temos, entre muitas outras coisas em comum, essa paixão pelas palavras. Ai de nós não fossem elas... Beijos, Angelinha

    ResponderExcluir
  7. Competência em dindim se mede?
    Isso é interessantíssimo!
    Político que cheira ou fede
    É tudo competentíssimo!

    Beijo, Leoa!

    ResponderExcluir
  8. Veja só, Rê:
    Eu conheci pessoas muito habilidosas e criativas com certas coisas, mas que não tinham competência para obter lucros com elas!
    E já vi pessoas muito competentes em executar o que lhes era atribuído (dentro da organização!), embora fossem incapazes de criar algo de novo e criativo!
    Agora, pessoas habilidosas, criativas e competentes, não vi muitas.
    Casualmente, conheci na blogsfera certas pessoas criativas, habilidosas e ainda por cima competentes para serem bem sucedidas e conquistar as outras pessoas com suas palavras!
    Se não me engano, estou escrevendo para uma delas!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Amiga Regina, no soy pariente de esos amigos tuyos de Barcelona, pero aquí me tienes a mi para lo que gustes mandar, desde valencia En España.
    Muy interesante tu blog y te voy a colocar con tu permiso como amiga de mi Blog ¿Vale?

    ResponderExcluir
  10. Re
    Não sou habilmente competente, pelo menos não dentro dessa leitura.
    Boa semana procê.

    ResponderExcluir
  11. Ei Regina!
    Sempre vi habilidade e competência no mesmo sentido, mas aprendi mais uma por aqui.
    Boa semana para você.
    Gdbeijo

    ResponderExcluir
  12. Hoje em dia tem que ter bem mais que habilidades e competências para viver. rsrs
    A situação está difícil. É o verdadeiro se vira nos 30. Todos os dias.

    Acredito que todas as pessoas sejam capazes de realizar tudo o que desejam. Tudo mesmo, sem limites. Chame isso de habilidade, competência, ou qualquer outra coisa.

    Nós, filhos de Deus, podemos realizar tudo.

    Uma boa semana minha colega.

    ResponderExcluir
  13. Querida Re você como sempre rasgando o verbo...Adorei o texto espero que seu domingo tenha sido esplendoroso tanto quanto sua reflexão.
    Beijos Perfumados
    http://nelmanogueira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá querida e amada Rê.

    Habilidade nasce com a pessoa, ou será que com treino vai?
    E quando a habilidade não casa com a competência de se saber promover, que fazer com a habilidade?
    Mera realização pessoal é o que vai sobrando pela certa.

    Complicado mesmo!

    Um resto de dia feliz.
    Beijo e kandandos a atravessar tanto mar...

    ResponderExcluir
  15. Oi amadinha,

    Somos muito mais que isso, somos mulheres, e por isso já somos seres capazes de fazer tudo o que desejarmos.

    Então é claro que podemos fazer do nosso domingo um dia lindo e de todos os outros dias também.

    ;0) beijinhos no coração Binis.

    ResponderExcluir
  16. Lindo de viverrrr....
    é passar por aqui, para te ler.
    Competências?!! O que é isso afinal??
    Itens? Diplomas? Certificados?
    Ora, ora, competência não vem em embalagens não!! Pelo menos aquelas que os outros pensam ser importantes ... para eles.Competência é ser amado, apreciado, crescer interiormente e ... ser capaz de "ver" alguém grande como tu, lá por dentrooooooo!!!!!!
    Bjs, fica bem!
    Ufa, já falei muito ...

    ResponderExcluir
  17. OLà, RÊ!

    Para tentar fazer do meu domingo um dia feliz já não há habilidade ou competência que me valha: já passou, é terça-feira...Mostrar a competência que cada um possui depende muitas vezes do lugar e da oportunidade, que por si já dependem da habilidade para as criar...

    E quanto às expressões hoje em dia usadas, há uma coisa que me "aflige": a linguagem técnica, fria, usadas nos meios de negócios aplicada ao nosso dia a dia:assim como ter um filho ser um projecto, como se estivéssemos a falar de engenharia...

    E este tema dava para estar aqui uma semana...gostei!

    Beijinhos amigos.
    Vitor

    ResponderExcluir
  18. Menina, as escolas públicas, ou melhor, o sistema público de ensino também adota essas tais palavras. Nos diários dos professores da rede municipal, o que antes se denominava "conteúdo", agora são habilidades ou competências.

    Ah, as nomeclaturas e suas chaticezinhas.

    Beijo, minha amor.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget