Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

terça-feira, 18 de outubro de 2011

NOSSA ESCOLA

DIPLOMAS DE BASE
Sábado foi dia dos professores. Merecem homenagens, diárias, na mesma proporção que enfrentam os tais ossos de um ofício tão desvalorizado! Fiquei pensando em como fazer...  Olhei para parede da sala de TV e vi meu diploma - antigo - de pré-primário e do 3º período de meus filhos. A mesma escola. A que comemora esse ano 50 anos educando. A que traz na lembrança mestres amorosos, competentes, e a possessividade, rara, de se chamar NOSSA!
Acredito que uma das tarefas difíceis para pais é escolher uma escola para seus filhos. Antigamente talvez fossem a proximidade com a casa, alguns amigos, disciplina, bons professores, o que determinava a decisão. E só. Hoje, a lista é tão grande e cheia de requisitos a serem preenchidos para – supostamente - atender as exigências dessa pós-modernidade, que se esquece do básico. Meu filho está feliz? Brinca? Tem amigos ou só coleguinha?
Acho que foram essas as perguntas que D.Lucy - minha mãe - se fez, quando me matriculou na ETH. Não estava preocupada com a linha pedagógica, nem com um supermoderno laboratório, muito menos com as atualizadíssimas publicações na biblioteca. Vocês poderão dizer: mas os tempos são outros! Nem tanto. Repeti a dose, duplamente, com meus filhos e desejo que assim seja, um dia, com os netos. Não é em qualquer estabelecimento educacional que se cumpri a máxima de que escola é a extensão da sua casa. Mas por favor, não confundi-la com responsável única pela educação do seu filho! O papel da ETH na construção partilhada dos valores morais, éticos e também judaicos foi fundamental em nossas vidas.

Foi lá que aprendi a ouvir/sheket=silêncio e ser ouvida/braço erguido pedindo a vez para falar. A respeitar um professor e ser respeitada enquanto aluna. A desenvolver o ser em detrimento do ter. A comer de tudo porque os lanches e almoços eram feitos pelas mãos mágicas da Bá. Nem precisava de um cardápio desenvolvido, elaborado e balanceado por nutricionista. E se a gente não gostasse, ficava com fome, porque era o que tinha para comer. Éramos bem saudáveis e obesidade era sinônimo de excesso de risadas. Aprendi o gosto pela leitura e a viajar, ainda mais, com minha imaginação. A ter responsabilidade, ser organizada e pontual, mas também a brincar de um jeito sensacional. Criávamos com o que tínhamos e partilhávamos com os amigos. Das amizades nem consigo falar... Cada um tomou um rumo, mas quando os caminhos resolvem nos cruzar, vem aquele sorriso nos olhos que diz muito mais que um simples “foi meu colega de escola”. É com um abraço gostoso, envolvido pela saudade e cumplicidade, que acontece o encontro. Foi com esse mesmo olhar, que vi minha filha reencontrando, dia desses, a diretora da Escola. Nem precisei acionar a tecla SAP. Estava lá a emoção de uma saudade que jamais ela irá curar. Aliás, não é assim também definida: "saudade é o amor que fica"? E tenham certeza, é muito amor!
Minha mãe também não se preocupou quando era chegada a hora de sair de lá, classes pequenas, e cair nos colégios gigantescos com turmas de cinquenta alunos. Estaria eu preparada para enfrentar essa realidade? Não teria sido super protegida? Estaria em pé de igualdade? Acredito que ela sentia, e mães são sábias, que o se faz com amor verdadeiro cria o melhor dos escudos protetores para enfrentar a vida!

VALE A PENA ESTUDAR AQUI!
A Escola tem defeitos? Lógico! Até porque se não os tivesse, teria que ter outro nome. Escola é lugar de ensinar e aprender constantes. E se você conhece uma perfeita, por favor, me apresente.
O slogan da E.T.H. é: “Desde 1961 formando pessoas brilhantes”. Confesso que nunca gostei muito dele. Talvez por que me soe meio presunçoso. Coisa que a minha/nossa E.T.H. não é. De qualquer maneira, não sei se somos, meus filhos e eu, pessoas brilhantes* (famosa, ilustre, notável). Mas que a Escola nos fez feliz, posso assegurar!  Tôdentro da E.T.H. Parabéns por esse ouro construído, nosso amor e gratidão... Sempre!(RR)

22 comentários:

  1. Lindo de ler, aprender e refletir ! Linda homenagem e reconhecimento essa escola que te fez feliz...beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Feliz foi você, Rê, de ter tido o privilégio de estudar numa escola tão fiel aos princípios da educação.
    Mas, é claro que isto foi também a extensão de uma boa formação familiar, onde os valores básicos morais e éticos foram assimilados desde a mais tenra infância.
    Estas coisas são bem difíceis para quem perde o bonde...ou melhor, o trem, uai!
    Provavelmente, seus filhos acompanharam seus passos em casa e na escola.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Muito engraçado: quando era pequena tinha uma amiga, que morava em frente à minha casa e estudava na Theodor. Eu morria de inveja do que ela contava e perguntava meus pais por que não podia estudar lá também. Acabei estudando num colégio católico igualmente conhecido pela pedagogia calcada nos ensinamentos de Dom Bosco: o Pio XII. Valeu também porque passou valores sólidos! Outros tempos: a gente estudava muito, porque serviço de menino era estudar. Boas lembranças. Beijos. Angelinha

    ResponderExcluir
  4. Conheço a escola Rê!
    No meu curso de magisterio fiz um trabalho sobre educação israelita la na E.T.H e fui muito bem acolhida.
    Guardo boas recordações!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Angelinha amada
    Naqueles tempos não podia rsrs. Já faz 25 anos (ou mais, não sei) que "agora poooode"! Tomo por base as turmas de André.
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
  6. Regis nunca ouvi falar desta escola. Vou ver o site...muito legal o que vc disse.
    bjos bjos
    eidia
    www.oquevivipelomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Regina, deu gosto em ler cada uma de suas palavras, elogios e sabedoria.
    Você tem toda razão, não existe escolas perfeitas, mas pode existir um lugar para fazer nossas crianças felizes.
    Adorei o post.
    Também sinto saudades por onde passei.
    Xeros

    ResponderExcluir
  8. Escola e Templo são instituições abençoadas. É onde se multiplicam milagrosamente amizades e sabedoria, como se fossem meros pães e peixes...
    Abraços, Rê.

    ResponderExcluir
  9. Que linda homenagem, Regina!
    Se todos pensassem como tu, não estaria o ensino tão enxovalhado.
    beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Escolha é fundamental na vida de qualquer pessoa...
    É o berço de uma vida melhor!

    Beijinhos amiga!

    ResponderExcluir
  11. SP. 18/10/2011
    Re querida!
    Como sempre eu apanho um bocado p/ postar qq coisa p/ vc. Nunca consigo acertar.
    Incrível que fiz um texto todo carinhoso, cheio de emoção e lá se foi ele p/ o brejo.
    Mão importa... Começo de novo.
    Parabéns pelo belíssimo texto. Como professora até me senti homenageada.
    Mas o que mais me deixou feliz é poder ter lido o mesmo apos aquela nossa conversa de domingo. Eu senti como a sensação do dever cumprido. Vc. conseguiu fazer um texto super bacana, expressando emoções e fatos marcantes. Espero que outras pessoas ao o lerem sintam o mesmo.Pais que puderem deverão continuar colocando seus filhos nessa escola, pois ela vai de fato "ensinar": dar limites, educação , respeito, cuidado e demais caracteristicas p/ a formação de nossas crianças. O que não é possível em escolas muito grandes e com turmas de até 40/50alunos dentro de classe, como as que eu costumo lecionar.
    Beijo grande no seu coração!!
    Mary

    ResponderExcluir
  12. Regina, genial falar da escola, pois é justamente o lugar onde os professores brilham.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  13. Que lindeza de relato. Eu se fosse escrever minhas memórias escolares, não sairia coisa tão bacaninha não. Qualquer dia conto meus traumas. Rsrs... E por favor não me coloque de castigo atrás da porta.

    Beijos, maluquete mais linda.
    Hoje que estive, você não foi.

    ResponderExcluir
  14. "A escola é a única alavanca capaz de elevar o povo ao nível da moral."

    beijo.

    ResponderExcluir
  15. Re
    Quanta saudade eu tenho das escolas que frequentei.
    Na época achava um porre, pois era tudo muito "militar", mas hoje, vejo o bem que fez na minha vida.

    Bons tempos, quando os professores eram respeitados.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. igualzinho no meu tempo.
    Minha escola se chamava Alvaro Botelho.
    Era grande cheia de crianças, que nem tinham ouvido falar de computador. No recreio agente brincava de pique de cabra cega, de roda. Eramos crianças se comportando como crianças. O respeito pelos professores era o mesmo que tinhamos pelos pais, sem tirar nem por.
    Amavamos nossas professoras.
    carregavamos os livros, cada dia era a vez de uma. E isso pra nós era motivo de orgulho. Nnguem achava graça no bobão da sala.
    Saudades... Bjos flor e um dia lindo pra ti.

    ResponderExcluir
  17. Certos valores são, quer queiramos quer não, intemporais e decididamente comprovados.
    Mas também são cada vez menos usados e apreciados pelos mais novos (claro).
    Somos já cafonas, caducos '!!
    Eu nãaaaaaaoooo!!!

    ResponderExcluir
  18. Linda homenagem, Regina. A Escola depois da família é onde a criança deve se sentir abrigada, mas você sabe disso tão bem quanto eu. Adorei vir por aqui. Coloquei no "De olhos fechados" o Outubro Rosa e o clic, mas não consegui o código do " doando palavras ", você tem? Se puder me mandar eu gostaria.obrigada.

    ResponderExcluir
  19. Bacana demais esta homenagem Rê... queria eu ter lembranças assim de minha escola, mas... fazeroquené?
    Beijos Moça, saudade de papear contigo...

    ResponderExcluir
  20. Ah... em tempo! Tem uma versão que diz que "Saudade é o amor que espera..."

    ResponderExcluir
  21. Olá, RÊ!

    É bom quando se tem uma lembrança assim da escola, dos colegas, dos professores, do tempo lá passado.
    E quando, fazendo o balanço,se conclui que a escola teve um impacto positivo na nossa vida.
    É assim que devia ser todas as escolas, mas são-no cada vez menos, pelo menos aqui...
    É linda a homenagem que faz, prova de que lá foi feliz.

    Beijinhos amigos; bom fim de semana.
    Vitor

    ResponderExcluir
  22. A escola é o início do convívio social para todos nós. Mas ela com certeza não deve ser a única responsável pela educação, principalmente moral e dos valores para nossas crianças, donas do futuro.
    As escolas estão muito desvalorizadas e um país só consegue crescer com boas escolas.

    Mas fala a verdade....eita tempo bom quando a gente estudava....rs

    Uma boa semana.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget