Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

MODELITO PÓS FIM DE ANO

Ou Maria Abana Banha

A gente sabe que é uma mentira essa estória de que engordamos com os excessos das festas de final de ano. A gente sabe que a verdade se encontra entre o natal até a chegada do próximo natal, ou seja, ao longo de todo o ano. Fico pensando nesses dias iniciais de um novo ano no que deixei de fazer: exercício físico há exatos cinco meses (tudo por conta do tal ombro). Mas me restaram as pernas. Então por que não fui caminhar, caminhar e caminhar? Sei lá! Gostava da academia e de pegar pesado com a turma. É, não agrado de nada solitário. Só de alguns pequenos deleites que agora não vem ao caso. Outra coisa: peguei, melhor, pequei na gula. Minha amiga Angelinha, já apresentada a vocês, passou o ano inteirinho dando dicas bacanérrimas em sua cozinha. Até receitas rápidas, saudáveis, de liquidificador - pra essa cozinheira de meia tigela – me presenteou.  Por que não segui? Sei lá! A falta da doméstica pra fazer aquele grelhadinho acompanhado de legumes ao vapor e uma saladinha básica de entrada, serve de desculpa ideal. Percebo que não tenho disciplina. Onde será que perdi? Se é que um dia a tive. É que sinto um prazer em comer que me perco pelos caminhos... Desde um arroz soltinho e bem temperadinho com um ovo frito por cima até aquele prato sofisticado – feito pelo chef importado - do restaurante ba-da-la-do! Fazer uma boquinha é convite irrecusável. Só me resta enfrentar o espelho e umas questões misturadas que me habitam: a ideia de que valemos o que pesamos? De que nossa respeitabilidade adviria de um senso concreto de acúmulo... Como se para “ter peso” fosse preciso ter peso? Por hora me chegam alguns reflexos/respostas dessa imagem especular. Obesidade tem menos a ver com o conceito magro/gordo, do que com o de leve/pesado. Obeso é aquele que é pesado em diversos níveis. Para tratar nada de regime. Dieta! E entendo que dieta não é uma prática para se ficar mais magro, mas sim para se ficar mais leve. Definitivamente decido pela leveza!(RR)

22 comentários:

  1. Adorei a mocinha daí! Será a Maria Abana Banha?rsrs

    Tantas verdades aqui...beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. really adorable animation... sooo looove it!!! very subtle and powerful... following you now... . am sorry if my first registration to your blog did not get through... kissess!!!

    ResponderExcluir
  3. Rêzininha...

    O gonócio é engordativo meRmo e começa no Natal de um ano e acaba no reveillon do outro ano... sacumé né?

    Só pra num ser repetitivo...
    Ah!.. PEGA LEVE MÊU..!!!! kkkkkkkkk

    Um aVaCaGá DIET pra tu muié...
    Beijo
    Tatto/Xipan

    ResponderExcluir
  4. Ei Re!
    Fazer dieta realmente não é fácil, o prazer da comida nos pega pelo pé...ops,pela boca! Depois de 02 filhos, apesar de magra, peguei uma barriguinha,e céus, como é difícil perdê-la! Não faço dieta, mas tenho procurado comer menos do que comeria aos 17 anos, nunca faço uma grande comilança,como tudo que quero, mas em quantidades menores do que a minha gula. Assim tenho conseguido manter meu peso,não emagreci os dois quilos que queria,mas também não engordei.
    Só para ressaltar, você não está precisando emagrecer não. Mas a opção por manter uma vida com mais leveza é a mais sábia.
    Gdbeijo

    ResponderExcluir
  5. Ai ai ai ...prefiro não comentar tá Rê!!!Vou abafar esse caso rsrsrsrsrrrs...adorei sua visita !!!!
    Bjs

    Zu

    ResponderExcluir
  6. Bingo! Nosso corpo também reflete nossa capacidade de acumular 'peso' mental, emocional, dentre outros. Eu não sou exatamente uma mulher slim; tenho, digamos, um corpinho curvilíneo, mas não engordo, nem emagreço: há anos o peso é exatamente o mesmo. Penso que isso é um bom sinal, não venho acumulando 'gorduras', sejam elas físicas ou morais rsrsrs. Disciplina!!! Difícil é, não resta dúvida. Mas o esforço ajuda a perder peso. Boa sorte! Beijos, Angelinha

    ResponderExcluir
  7. Lady's nightmare...ahahahaha
    A bonequinha não tá nem aí, ela tá a curtir a vida...
    Esse assunto é delicado pois há quem leve muito a sério essa coisa de balança no toillet, olhar-se ao espelho de alto a baixo todos dias e conseguir ver + 100g onde só ele(a) vê,enfim...
    Vale tudo, desde que estejamos bem connosco e o resto é música,lol
    beijinho n.a.

    ResponderExcluir
  8. "Mas me restaram as pernas. Então por que não fui caminhar, caminhar e caminhar?"

    Me diz minha querida, como posso fazer a partir de terça feira. pois vou ser submetido a uma cirurgia ao meu joelhinho direito.!

    Beijinhos meus.

    ResponderExcluir
  9. Aiiiiiiiiiiiiii Rê!!!! que vergonha rsssssss...engordei. E o pior não gosto de fazer promessas! Deixa pra lá...mudemos de assunto kkkkk
    Beijos da Sol

    ResponderExcluir
  10. Tantas coisas nos restam entre um Natal e outro não é Re, e que vão muito além do peso ou do esxesso dele. Então vamos curtir a leveza da vida e dar uma banana para a falta dela em nosso corpo, que tal...rs...

    Minha linda, ando afastada desse mundo virtual, mas desejo a você e a todos que fazem parte do seu mundo, um ano repleto de coisas boas e leves, onde o dom da vida possa ser comemorado diariamente, gorda ou magra, mas feliz e realizada tá!

    Gostaria muito de "dar uma prosa Kocê", se não se importar. Deixo meu email para quando tiver um tempinho entre uma caminhada e outra...rs...bjs.

    fatimasavioli@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  11. Texto leve, com o peso da autoridade de uma leoa semi-selvagem.
    Bon apétit... beijo.

    ResponderExcluir
  12. Quando eu leio matéria tão complexa como essa, automaticamente desconexo e recorro a minha sobrinha linda e maravilhosa, que em momentos como esse, responde as amiguinhas de plantão.
    Emagrecer eu posso, basta eu querer!
    E você consegue ficar bonita?
    AH! Seja Feliz, bora.
    Bjs.
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. A insustentável leveza do ser que não se faz de rogado diante de um bom prato...
    O insustentável peso de quem está se lixando pras dietas...
    Será que o peso do planeta também varia, com tanta gente engordando ou emagrecendo?
    Belo texto, Rê!

    ResponderExcluir
  14. Os mais velhos por aqui dizem assim: "coma, meu filho, coma, porque quando se fica doente, a primeira coisa que se perde é o apetite"...

    Escreveria direitinho uma novela com esse enredo. E a pior parte é quando se quer comer e o oorganismo diz que não, aí lascou tudo.

    Mas se a questão é a gente (tu, no caso) não se aceitar com o meio quilo a mais, vai lá correr, mulher. Corre, Regina, corre!

    Beijos...

    ResponderExcluir
  15. O modelito é bonitinho,,,a modelo nem tanto...rs..rs...beijos de bom final de semana pra ti minha amiga querida....

    ResponderExcluir
  16. Obrigado por me ajudar a carregar o Baú vamos caminhar juntos! Adorei aqui já peguei um lugar na janelinha volto com mais calma assim que conseguir um tempo com mais qualidade!

    ResponderExcluir
  17. OI, Regina!
    Pois é, no mundo de hoje, com tantas opções de delícias, tendemos a ficar indisciplinados mesmo.
    Voltei na semana passada pra Academia e me sinto com a consciência mais tranquila, embora não tenha perdido quilo nenhum até agora, mas o que acontece, é que com o tempo, voltamos a nos disciplinar, sem contar que é uma maneira excelente para liberarmos endorfinas, coisa que preciso muito nestes últimos dias.

    Não tenho notícias novas, são as mesmas, mas o que precisamos renovar todos os dias é a emanação de boas energias para nossa amiga, portanto não se esqueça nunca, ok.
    beijinhos cariocas

    ResponderExcluir
  18. RÊ AMIGA,
    A boa disposição que a sua escrita proporciona faz passar para segundo plano qualquer excesso de peso. A dieta é para os doentes. O que é preciso é fazer exercício físico e... caminhar, desde que haja pernas para andar.
    Obrigado, obrigado mesmo, pelas suas entradas e comentários amigos no Azimute.
    Um xião.
    J

    ResponderExcluir
  19. Hehehehehe!...Amei a Maria Abana Banha!...:)
    Só sei, que depois que a gente adentra os "enta", fica bem mais complicado se manter magrinha.

    Regina, após ter ficado um mês afastada da blogosfera, estou retornando, e vim te agradecer a linda mensagem que deixou no mosaicos, por ocasião do Natal.

    Aproveitando o ensejo, te desejo um belo e feliz final de semana.

    Beijo fra[terno],

    Cid@

    ResponderExcluir
  20. Sobre a questão da leveza: dizem... que a consciência pesa e por conseguinte, engorda! Melhor comer sem consciência pesada!
    Outro dia me pequei pensando sobre isso e comparando os dias atuais de antigamente. Eu nunca ouvi a minha mãe dizer que estava fazendo dieta e diet só entrou em casa quando o meu filho postiço, ficou diabético, do tipo hereditário. Sempre gostei de uma saladinha ou melhor, do alimento fresco arrancado da terra. Mas é disso que a minha mãe e todo mundo da sua época falava: Tem que comer coisa fresca.
    Atualmente a obesidade avança assim como os hormônios e pesticidas - O conselho é: Faça uma horta em casa, mesmo vertical, pois além das calorias perdidas na jardinagem, terá verduras sem mijo de gato! (rs*)
    *Dizem que mijo de gato engorda.
    Bom fim de semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  21. Eita amiga! Acho que nesse post você deve ter pensado em mim, rsrsrs Brincadeirinha... Mas, apesar de saber que eu não posso pensar em certas abstnências no momento que vivo, simultaneamente estou comendo até pedra, e o pior, erradamente. Vou refletir e me lembrar sempre do que você escreveu. Afinal, fiz mastectomia mas minhas pernas também estão sãs né?
    Bjus no core minha linda.
    Cris

    www.angellove40.blogspot.com

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget