Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

sábado, 14 de janeiro de 2012

O Ciclo do ANO 5 (parte I)


Sexta-feira é aquele dia que, há quase um ano, aguardo com uma certa ansiedade: faxineira! Deu oito, oito e meia e nada daquela que me alforria aparecer. As nove e vinte o celular toca, ligação a cobrar, e ela me informa (quanta consideração né mesmo?) que não virá. Ok. Quer dizer, depois de uns tantos palavrões praguejados assim que desliguei, passei a mão no arsenal e fui à luta faxina. Fazer o quê?! Ainda estava xingando quando ouvi:
- Bem-viiiiinda ao excitante e imprevisível ciclo do ano 5. Sua energia é a da mudança, da liberdade, da variedade, da escolha, do súbito e inesperado, do incomum e do físico. Este ano será uma verdadeira experiência para você – uma experiência nova.
- Já está sendo.... Nesse exato momento. Balde, vassouras, pano de chão e de poeira é variedade para ninguém botar defeito.
- Agora você se encontra no ponto intermediário de todo um ciclo de nove anos da sua vida. Os primeiros quatro anos ficaram para trás de você. Os quatro anos seguintes ainda estão por vir. As circunstâncias deste ano permitirão que você saiba a diferença entre o que foi no passado, o que é no presente e o potencial que tem para o futuro. Espere que algumas mudanças significativas na sua vida, ou uma sucessão de mudanças menores, a leve a um modo de viver inteiramente novo.
- De mudanças menores posso dizer que comecei lavando os banheiros no lugar de arrumar os quartos.
- Você estará cercada de oportunidades o ano inteiro, mas deverá ser capaz de reconhecê-las quando aparecerem. Isso irá requerer uma mente aberta e aventureira. Aprenda a se definir e a escolher com cuidado entre as várias opções. Escolha só as que têm a ver com os seus desejos verdadeiros, e não só com os seus caprichos temporários. Se tentar tirar proveito de todas as oportunidades que se apresentarem neste ano, a confusão causada pela grande diversidade limitará a sua capacidade de se concentrar. Isso poderá impedir o sucesso em qualquer setor.
- Tô concentradíssima... Esfregando o chão, lavando o blindex, pia e privada.
- Se as suas energias cíclicas pudessem ser vistas como estradas ou rodovias, a rota nº5 seria a mais larga e a mais movimentada. É aí que todo o trânsito busca algumas mudanças de direção. Sem uma meta básica ou um senso de direção, acontecem acidentes e as pessoas se vêem em lugares que não gostariam de estar. Comece com uma ambição definida na mente, um sentimento estabelecido de um destino. Mas seja flexível. Até mesmo os melhores planos podem mudar ou ser mudados sem o menor sinal de advertência. Lembre-se: o 5 é o número do súbito e do inesperado.
- Tô de saco cheio dessa estória de metas. Pronto falei!
- Agora você se encontra numa jornada rápida que está cheia de excitação, oportunidades e ação. É uma aventura na vida. É hora de descobrir o que existe na vida para você, experimentando coisas que não tinha experimentado antes. Uma oportunidade poderá cair direto no seu colo, ou você poderá se surpreender indo de um lado para outro, em todas as direções, enquanto considera se uma determinada mudança de rumo é o que você quer ou não. Será preciso tomar uma decisão e você irá precisar de coragem.
- Já faz mais de um ano que coloquei meu colo em prontidão, mas nesse momento a mudança de rumo é: dos banheiros pros quartos.
- O mundo se abre para você. Ele a convida a viver a vida plenamente. Sim, a vida em si é o que lhe é dado neste ano. Para desfrutar esse dom, talvez seja preciso cometer alguns erros. No entanto, lembre-se de que um erro se transforma em experiência quando a lição que contém é aprendida e não mais repetida. Agora você terá de praticar o processo de aprender com os seus erros e permitir que eles se transformem em experiência.
- A experiência canta... Lerê, lerê, lerê, lerê...
- Por exemplo: Alexander Graham Bell inventou o telefone sem querer. Na verdade, ele estava tentando inventar um aparelho auditivo. Um dos maiores erros que você poderia cometer neste ano seria o de desistir de alguma coisa que lhe interessa muito sem dar a oportunidade de fazer todas as experiências que quiser em total li-ber-da-de. Nem sempre você precisa perder o que tem para conseguir o que quer. É a culpa, disfarçada de medo, que a faz sentir-se dessa maneira.
- Angustiada? Ensandecida com o “como será o amanhã?”
- Relaxe e sinta a liberdade que existe dentro de você, independentemente da situação exterior.
- Tem jeito nauumm. Como relaxar com contas e contas a pagar??? Você me ensina?
- Não rejeite as mudanças que o ano 5 lhe proporciona. Sem mudança, estagnamos. Algumas acontecerão de repente e inesperadamente, enquanto outras serão iniciadas pelo seu esforço. Espere o inesperado. Esteja preparada para tudo. Preocupe-se em sentir-se livre e com sorte. Entenda que você está onde está para poder aproveitar essa experiência!
- E que experiência, hein?! Móveis encerados, chão brilhando e você derramando seus sábios conselhos. Isso é que uma mulher SOR-TU-DA!!! (continua)

19 comentários:

  1. Eu "gustiado" e "trocendo" pra continuar meRmo... rss

    Muiiiito inriquecedô! kkkkk
    TÔ...SSPERANDO... OK

    Beijo
    Tatto/Xipan

    ResponderExcluir
  2. aahahahahahahhahahahhahahahahhahahahahahhha
    amei !!!

    ResponderExcluir
  3. Regina,
    Adoreiiiii, amei suas comparações rsr
    Sei o que é isso de faltar a faxineira, no dia TÃO esperado.Esperarei a segunda parte desse ato.
    Belo final de semana, bjoss
    Sheyla.

    ResponderExcluir
  4. Lembra-se de nossa conversa de outro dia? Obrigada por ter publicado sua conversa com o 'amigo', serviu para mim também. Beijos, Angelinha
    Amo você!

    ResponderExcluir
  5. kkkkkk, me desculpa amiga, mas achei hiláriooo! Acho nota mil essa sua forma irreverente, eclética de se expressar, me identifico também em muita coisa com você. Am mesmo tempo que você informa, nos faz refletir e coloca nosso humor para o alto.
    Adorei...Esperando a parte II ok?
    Bjinhosssss
    Cris

    www.angellove40.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Limpeza e baldeação geral,rsrsrsrs.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Pois é amiga, estas coisas acontecem!!!
    Mas ... aí dá para descobrir sempre mais um faceta em nós, não é?
    Sempre que leio os teus post´s (quase sempre!!) imagino-te nas ditas situações, acho-te o máximo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Ola Regina, como esta, espero que bem, kkkkk ilario, realmente em cituações como essas a ultima coisa que precisamos é de lições de auto ajuda rs muito bom.

    ResponderExcluir
  9. Ficar sem nossa ajudante na limpeza da casa é triste mesmo. Quando a gente conta com alguém e aí não aparece dá uma raiva....já passei por isso também, mas fico no aguardo dos próximos capítulos hein! Um ótimo domingo! Bjsssssssss

    ResponderExcluir
  10. Do que você está reclamando?
    Está sem tempo de ir à academia ou quer turbinar o treino em casa? Isso mesmo. As tarefas domésticas podem fazer parte de sua aula particular diária de ginástica sem precisar gastar um tostão por isso e, o que é melhor, torrando calorias, tonificando os músculos e, claro, deixando a casa um brinco.
    Deixar o abdômen contraído ao realizar todas as tarefas pode render uma barriguinha definida. A contração proporciona tonicidade a região e ainda protege a coluna.
    Do que mesmo você está reclamando?
    Bjs.
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. E não é que mudou? Você passou de Sinhá pra escrava. Da Casa Grande pra senzala. Tenho até medo da segunda parte!

    Abraços,

    Gaúcho.

    ResponderExcluir
  12. Hahahaha! A imagem foi tudo! Imaginei você lindamente mau-humoradinha assim, feito o Garfield.

    E as tuas respostas pro teu outro eu são fantásticas.

    Beijos, minha surtadinha mais zangadinha do mundo.

    ResponderExcluir
  13. Muito bem!!!Mas é preciso faxinar o velho para chegar o novo não é Rê....rsrsrrsfaz parte...adorei o ciclo do ano 5 pois é o meu também....não tinha lido tão interessante assim!!!aguardadrei a continuação...
    Bjs

    Zu

    ResponderExcluir
  14. Um domingo cheio de carinho e muita poesia pra ti minha amiga, e uma semana de muito amor...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  15. rssssssssss...morri de rir aqui, ainda mais que estou em FÉRIAS,rsrs bjs,chica

    ResponderExcluir
  16. Minha querida

    Como sempre ler-te é uma lufada de ar fresco.
    Quem dera a muita gente levar a vida assim, com boa disposição.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  17. Impossível sair daqui sem um sorriso que perdura...Adorei ler teus últimos posts!!!
    Bjo :)

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget