Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

REENCONTRO VIA INTERNET

Já melhorei muito, mas ainda sou uma BIOS – Bichinho Ignorante Operando o Sistema! Quando penso que estou chegando lá... empaco e preciso sempre da ajuda dos filhos, sobrinhos e amigos. São tantos os recursos oferecidos para que estejamos todos pertinhos, que meu “processador” de aprendizado está sempre defasado. Orkut, face book, my space, msn, caixa postal, sites, links, blogs, twitter… Ufa! E para checar todos eles? Impossível para mim que, até o momento, tento administrar minha caixa postal e meu blog.
Mas nessa última semana aconteceu algo virtualmente real! Recebi um e-mail da minha amiga Elaine, para participar de um “Clube de Receitas” e lá fui eu. Entre patês, mousses, bolinhos de sobras, carnes quebra-galho reencontro uma amiga dos tempos de colégio:
Oi Regina Rozenbaum!
Quanto tempo menina!
(amei a menina) Tudo bem com você??? Você lembra de mim??? (a Síndrome de P.I.A. ainda não me atacou taaanto) kkkkkk
Não pude acreditar quando recebi um e-mail da Maria Clara Paiva Izidoro, a Clara da Plena Empresarial (não sei qual é a sua ligação com ela) de um intercambio de receitas (ligações nada perigosas), ai vi seu nome e não pude acreditar. Será mesmo a Regina do Santo Tomas de Aquino? Na dúvida, resolvi escrever para me certificar. Esse mundo virtual tem dessas coisas, né? (essas e outras) A gente acaba descobrindo pessoas que ha mil anos não vemos. Se for você mesma, (sou!!!) responda dando noticias, assim podemos manter contato, ok?
Beijão enorme e prazer em revê-la!
Patrícia Campos Lima
Mais de trinta anos depois, ela lá na Bahia – numa vila de pescador – e eu aqui em Beagá. Já começamos a tricotar por e-mail, pois ainda tenho que aprender o manejo dos outros recursos que Patrícia e o resto do mundo já utiliza.
Às vezes me horrorizo com a internet e sua assustadora, abusiva, intrometida utilização – golpes aplicados, spams invasores, alertas e por aí vai.
Outras me encanto pelas informações encontradas em fração de segundo, pesquisas, visitas a lugares tão distantes e inimagináveis, atualizações de qualquer parte do mundo!
Agora mesmo meu filho entrou no google para achar o fone do Mano Gil para poder cortar seu cabelo e, pimba, como num passe de mágica estavam lá várias páginas... "O quê não achamos no google, né mãe?"
É! Encontramos, reencontramos, buscamos, somos buscados, compramos, vendemos. Fico lembrando dos tempos que só tínhamos um telefone em casa. E tudo não acontecia? E agora se pretendermos dar um sumiço, vai ser um trabalhão sair desligando todas essas conexões... Quem sabe ir para uma Vila de Pescadores na Bahia não seja um começo? Mas até lá tem internet! E foi assim que Patrícia pôde me reencontrar.

2 comentários:

  1. Patricia Campos Lima4 de agosto de 2009 17:16

    Amei voce ter postado o nosso reencontro!!!
    Beijao enorme "menina"!!! kkk
    Patricia

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget