Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

domingo, 6 de março de 2011

BOICOTE (IN) CONSCIENTE (?)...CACAGADA DE ARARA II

“Escrevo sem pensar, tudo o que o meu inconsciente grita. Penso depois: não só para corrigir, mas para justificar o que escrevi”. (Mário de Andrade)

Eu deveria ir por este ou por aquele caminho? Alguns dias a gente está completamente seguro de nossas decisões e no dia seguinte não está.  A espiritualidade nos ensina a sermos pacientes, pois a rota mais fácil não é necessariamente aquela que nos leva aonde queremos ir. Confiar que estamos exatamente onde precisamos estar e encontrar a paz que está nisto. Tarefa difícil. Exercitar a paciência e confiança quando o tempo - em sua urgência - nos diz que não há mais tempo. Quando tomamos a decisão, devemos concentrar a energia nesta escolha. Quer se trate de um relacionamento, de um trabalho, de uma viagem ou qualquer outra coisa em nossa vida. Foi o que fiz. Foco, foco e foco. Exercitei a afirmação “Eu estou em paz e cheia de alegria a cada passo que eu dou.” Nem preciso dizer que as pernas nos levam para frente na vida. Que os pés representam nossa compreensão de nós mesmos, da vida e dos outros. Que problemas com eles – pés – são a representação no corpo de nosso medo do futuro e de não ir em frente! Saio da paralisia com passos pequenos, tímidos de uma andarilha iniciante. Mesmo assim fico feliz em começar a caminhar.
Recebo uma mensagem que reforça esse instante:“Você está em um Momento Cósmico de grande oportunidade. É neste momento do Agora, que você tem a habilidade de criar todos os seus sonhos, seus desejos, e trazê-los à fruição na glória de seu Eu Divino que é quem você é. Você deve criar dentro do amor do seu Coração Sagrado. Você deve permanecer no amor, na alegria, e você vai abrir as portas a tudo o que você deseja. Pedimos que mantenha seus pés firmemente plantados (grifo meu) em cima de sua amada Mãe Terra, mesmo que você se esforça para voltar às dimensões superiores. Você está aqui para criar o Céu na Terra, vocês está aqui para ajudar seus irmãos e irmãs, mais uma vez, trazer harmonia e equilíbrio em suas vidas. Mantenha-se focado no momento do Agora, no amor incondicional por todas as almas, para toda a vida, e irradiar Amor e Luz para todos ao seu redor, e para a terra, e todas as formas de vida. Você vai levantar todos os outros, a terra, e toda a vida com você. Você é mais poderoso do que você sabe.” (Arcanjo Miguel em Anjos de Luz)
Envolvida somente por minha vontade descartei daquele que – realmente – nos guia. Jamais DELE! Mas, não deveria ter desvalorizado o poder “d’isso” /inconsciente. Após tantos anos enquanto analista e analisante: saber que o inconsciente existe e que nunca se tornará transparente por inteiro é um primeiro passo para a compreensão de nós mesmos e de nossas ações ou falta de atitudes. Estima-se que mais de 90% da nossa atividade mental se processe em modo não consciente, isto é, sem a nossa percepção e conhecimento. É fácil de entender, por exemplo, que milhares de memórias e conhecimentos estejam fora do nosso alcance consciente, mas estão algures guardados no cérebro. Basta lembrarmos como, de repente, temos uma ideia ou uma solução que buscávamos sem sucesso. Podemos afirmar que o mundo inconsciente da nossa psique é enorme, atemporal e não ocupa espaço no cérebro. 
                                                (Imagem: Vitor Molev)
Está lá e não está. Há toda uma atividade mental, incluindo emoções, que desconhecemos e que interferem na nossa vida consciente.
Mais impressionante ainda: está demonstrado cientificamente que tomamos as nossas decisões meio segundo antes de sabermos o que decidimos. É como se uma inteligência inconsciente agisse em nosso nome pondo em causa a ideia de que somos seres independentes e que mandamos nos nossos pensamentos. Parece que não é bem assim que as coisas se passam. Os processos inconscientes ajudam a automatizar gestos. Por exemplo: depois da aprendizagem e treino, muito, uma aluna de academia executa os exercícios de forma natural, sem necessidade de pensar o que fazer a não ser manter-se concentrado. Mas o conteúdo da competência foi aprendido e depois age sob o efeito do inconsciente cognitivo.
Todos os dias os nossos sentidos captam milhões de informações: imagens, sons, cheiros, etc. A maior parte dessa informação nós não damos conta dela, pois é recolhida de forma não consciente. Ela fica guardada na memória. O registro é automático, quer queiramos, quer não. Depois, mais cedo ou mais tarde, esse material vai alimentar ideias, pensamentos, intuições e sonhos. E sobre a tomada de decisões? Você acredita que as decisões, por muito racionais, lógicas e conscientes que lhe pareçam não são influenciadas pelo inconsciente, incluindo emoções não percebidas conscientemente? São influenciadas e muito, na verdade!
Com os pés firmemente plantados – acreditava eu – resolvi pular corda. Meninei e na quarta-feira pela manhã, fazendo o tal circuito funcional esborrachei no chão! E lá estava eu no Pronto Socorro do meu hospital. Os meninos, amados, da ortopedia não acreditaram. Quase um ano depois a mesma perna, porém locais diferentes: tornozelo e pé! Dores horríveis se misturaram a raiva inicial desse boicote. Perna para cima, anti-inflamatório, analgésico potente não minimiza o “não será necessário operar”, “repouso absoluto”, “proibido encostar o pé no chão”, “sem dirigir” e a tal DEPENDÊNCIA. Não me importo com o carnaval. Está certo que perdi minha reserva – tão ansiada – para o nosso ESTERCUFOLIA II. Importância tem em ser a semana daqueles aguardados resultados de controle de ET e a derradeira visita - até os próximos seis meses - ao mastologista. Importância tem em ter que adiar (depois que enfrentei meus medos e me vesti de coragem) uma entrevista agendada com a possibilidade de viabilização de um sonho acalentado. Importância tem ler os significados e sentidos que a leitura corporal - desse pequeno acidente de percurso – faz:

O pé
“É o nosso ponto de apoio sobre o solo, a parte na qual todo o nosso corpo repousa e confia quando se trata de mudanças, de movimentos. É ele que nos permite "crescer", e, por conseguinte avançar, mas pode também bloquear nossos suportes, e, por conseguinte manter firmemente as nossas posições. Logo, o pé representa o mundo das posições, a extremidade manifestada da nossa relação com o mundo exterior. Ele simboliza as nossas atitudes, as nossas posições declaradas e reconhecidas, o nosso papel oficial. Não devemos colocar o pé na porta para bloqueá-la. Ele representa os nossos critérios quanto à vida, até mesmo os nossos ideais. Trata-se da chave simbólica dos nossos suportes "relacionais", o que explica a importância do ritual de lavagem dos pés em todas as tradições. Tal coisa purificava nossa relação com o mundo, até mesmo com o divino. Enfim, é um símbolo de liberdade, pois possibilita o movimento.”

O Tornozelo
“É graças a ele que podemos "crescer" sobre os nossos apoios no solo (pés) para avançar melhor e mais rápido. As referências e suportes conscientes das nossas relações com o mundo. Ele representa a articulação das nossas posições, das nossas crenças reconhecidas e estabelecidas em relação aos outros e a nós mesmos. Ele é a "barreira dos nossos critérios  quanto à vida" e simboliza, enfim, a projeção da nossa capacidade para "decidir", para dar início às decisões e às mudanças (de posições, de critérios) na nossa vida e para nos envolvermos nas coisas. É a "porta da Implicação" no sentido da decisão. A estabilidade e a mobilidade dos nossos apoios sobre o solo (que simboliza a realidade), assim como a flexibilidade e a desenvoltura deles, dependem dos nossos tornozelos. Eles vão ser, por conseguinte, a projeção fiel da estabilidade, da rigidez ou da flexibilidade das nossas posições e dos nossos critérios quanto à vida.”
E finalmente, importância tem em sentirmos que não estamos tão sós quanto imaginávamos! É vida que segue... Aos trancos, barrancos, boicotada e temporariamente de pernas para o ar. (RR)
(Imagens: Google Internet)







24 comentários:

  1. Re
    Sabe o que mais me dói neste mundo virtual?
    É não poder estar perto de alguém que eu sinto, poderia ajudar de alguma maneira.
    Pelo menos ir lá acarinhar, fazer rir ou simplesmente silenciar.
    A análise tá toda aí, agora é integrar o momento e sair mais fortalecida da situação.
    Meu pensamento está contigo.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga, nunca se sabe exatamente o porquê de uma parada obrigatória, embora, num nível mais acima ela seja programada para que se obtenha esclarecimento para as tomadas de decisão. Não temos paciência mesmo, estamos acostumados ao imediatismo e há sempre tantas coisas por resolver... Fora a dor, a imobilidade e a dependência - logo nós que somos tão independentes e sempre provedores...
    Sinto que os resultados do ET serão favoráveis, que o caminho para o projeto já está pavimentado e que o medo, a pre-ocupação estão pedindo um tempo para serem esmiuçados e compreendidos e deixarem o cenário. Querida, não somos uma fortaleza inexpugnável, somos gente, com sonhos, percalços, receios, alegrias, tristezas e o mais que a vida oferece a todos. Você sabe disso melhor do que eu. Pular corda é voltar no tempo e talvez você, com tudo isso, tenha voltado, para tomar as atitudes necessárias com base naquilo que criança tem de melhor: intuição. Estou bem aqui, do ladinho . Beijos, Angelinha

    ResponderExcluir
  3. Caramba Rê, vou ter que ler de novo...muitos flashes invadindo a minha percepção nessa tua perfeita análise. Vc mencionou aspectos que englobam tanta coisa, espiritualidade, expervivências, o Eu Superior, sonhos, crenças, vida, "sintomas e somas"...o cê tá com os pés pra cima e a mente acelerada, então...?...rsrs

    Sério...vou pensar (programão pra domingo...rs) sobre muitas coisas, irmiga - agora, a agenda foi freada por alguma razão, sabe disso né? e ó, cá pra mim (isso brotou aqui agora) tem a ver com o sonho...não te inquiete, pode ter sido providencial (ainda que vc tivesse preferido outras alternativas, né?)

    Vamos falando, tá bem?
    Bjãozão e carinho pra aliviar essa impaciência...rs

    ResponderExcluir
  4. É TEMOS EXPLICAÇÕES PARA TUDO NÉ.MAS ESTE TAL SUBCONSCIENTE É EXTENSO DEMAIS..E É BEM VERDADE QUE AS VEZES QUEREMOS UM CAMINHO CORAÇÃO OUTRO CEREBRO OUTRO E LA SE VÃO OS PÉS ..DEIXANDO TODO MUNDO PRA LÁ AFINAL QUEM DIRIGE É ELE...MAS SABE, SABER A POTENCIA DO NOSSO CEREBRO E SULRREAL ..DEPOIS QUE FIZ ESSE BLOG EU TODO DIA ME LEMBRO DE CADA PASSAGEM DE PESSOAS QUE HA TEMPOS NÃO ME LEMBRAVA...LEMBRO DE FATOS SIMPLES DA VIDA QUE PASSOU ESSES DIAS ESTAVA PENSANDO POR QUE SERA?E ACHO QUE AS VEZES ALGUEM ME LEMBRA DELAS...NO FUNDO DO MEU SUBCONSCIENTE ..QUANTO A VOCE ,SINTO MUITO POR TER MACHUCADO OS PÉS E PERDIDO POR HORA A INDEPENDENCIA ..MAS VOCE SABE QUE ESSA PARADA COM CERTEZA ALGUM MOTIVO TEM E DE PROTEÇÃO COM CERTEZA....E RELAÇÃO A TORNOZELOS E PÉS....A IMPORTANCIA DELES JA TINHA LIDO EM UMA REVISTA ORIENTAL DA SEICHO NO-YE E ACHO QUE É MESMO ...A FERRAMENTA QUE NOS IMPULSIONA PRA FRENTE..E TAMBEM ONDE SE ALOJA OS PONTOS DAS EMOÇÕES...TODAS...UM PEDACINHO DA GENTE QUE AS VEZES NÃO CUIDAMOS TANTO NÉ?MAS DEVERIAMOS CUIDAR MAIS...
    BEIJOS QUERIDA

    BOM REPOUSO PRA VOCE..FIQUE BEM...

    OTILIA...

    ResponderExcluir
  5. Olá! menina cheia de nuances cósmicas!
    Hummm
    Gosto de você por sua vesatilidade, garotinha!

    Bjs, mas agora licença!
    Vou cuidar do fígado e derrubar algumas cervejas.

    ResponderExcluir
  6. Oi Rê, gostei desse texto que fla de pés e caminhadas, esse tipo de coisa. Tenho a tendência a tirar os pés do chão, mas ai vem uma batelada de contas pra eu pagar e coisas do tipo, dai os pézinhos voltam pro chão, e meia dúzia de garras pra fora.....ah, se eu não tivesse de lutr pra sobreviver, ia pendurar os pézinhos na nuvens.....mas isso é difícil, somos predadores...rs..
    Beijos

    PS:Aproveito pra avisar que a acanhada Narroterapia foi atualizada por mim.

    É o 3º capítulo da saga Autópsia de uma Corneada.

    Te espero por lá com seus comentários.


    http://narroterapia.blogspot.com/2011/03/autopsia-de-uma-corneada-iii.html

    ResponderExcluir
  7. Tem outro jeito a não ser ficar quietinha, tem não, né? Então facilita as coisas aí pros teus pezinhos e tornozelos. Comporte-se como uma boa menina e deixe que o tempo se encarregue do resto. Sei que nesse tempo de quietação forçada muita coisa bacana pra ponta do lápis.

    Beijinhos no seu dodói.

    ResponderExcluir
  8. Querida Rê, não sou psicóloga nem psicanalista, mas sinto, e no meu sentir, já tive vários insights nesse sentido, de que nos boicotamos, seja fazendo escolhas erradas, seja machucando o pé...Ainda bem que meus pezinhos andam lépidos e fagueiros...já a alma...essa anda precisando de um comprimidos de freud pra aplacar a dor da espera...beijos e melhoras!

    ResponderExcluir
  9. Olá, Regina!
    É por esses posts e muitos outros, que não deixo de ser seu fã!!!!!!!!!!!1
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  10. Caramba, Rê!
    Você conseguiu explorar todas as reflexões, possibilidades, alternativas e implicações decorrentes de uma lesão no tornozelo!
    Veja a coisa pelo lado positivo: agora você vai ter que ficar blogando para passar o tempo até se recuperar! E assim, vamos ter muita coisa boa para ler e comentar!
    Mas, assim mesmo, desejo uma boa e rápida recuperação, e veja bem onde põe esses pézinhos!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. É tudo bem verdade. Com a maturidade...digo os quase enta chegando, euvejo as coisas por prismas diferentes. Mas tem o tal do boicote sim..e pior, pessoas querendo ainda boicotar... Hoje eu vivi este teu trecho todo. Cheguei a tomar conta de mim...enfim deixei de viver do meu consumismo e me ajudar.. investir e tal. Quando dei o passo de contar isso aki em casa...a palavra de atraso ...de te levar pra tras foi maior. Mas eu logo reagi..digo, coloquei o consciente pra te antenar no insconsciente...do tipo ..olha lá..estão querendo furar teu queijo. E aquela voizinha espiritual dizendo: --- Vai que agora é tua Taffarel - . ... o Caso no caso..é que eu estou querendo investir num carro novinho só pra mim e assumir estas prestaçoes..e parar de gastar com bobagens..entende?. Aí maridao me viu crescendo..loguinho dando jeito de sabo´tar... hehehe.. Mas minha mente nao deixou nao. Fiquei firme e forte nos meus ideais. Quanto sua perna minha flor..agora uma vez sabotada...sossega..e logo estára de volta e pronto.

    ResponderExcluir
  12. - Espero que essa leoa
    - Bem falante e mal domada
    - Trate de ficar logo boa
    - Da sua perna entortada;

    - Rê, fico torcendo pro seu sonho virar projeto, pro seu projeto virar realidade. Seu subconsciente (ou seja lá o que for) está te dando um recado: hora de parar pra RÊpensar, moça!
    - Tudo vai dar certo, cara... Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Concordo com Memem tem que ficar quietinha pra sarar logo..
    Ver um amado da gente assim com'dores dói o coração.. e mais ainda por esta assim longe...
    Dai agente só pode torcer e pedir o papai do céu que te melhore logo...

    beijo amada minha..

    ResponderExcluir
  14. Será que o subconsciente de algum leitor seu "praguejou" para que de uma forma ou de outra você não se ausentasse do blog?
    Creio que não, mas já que você está de resguardo, seus dedinhos poderão muito bem dedilhar o teclado.
    Boas, rápidas e eficazes melhoras são os desejos de todos nós.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Hola Regina,

    preciosa tu reflexión, como siempre... es verdad, no estamos tan solos como imaginamos...

    Me encantó leerte.

    Te dejo saludos argentinos,

    Sergio.

    ResponderExcluir
  16. vc é sensacional , criativa .. seus textos trazem o ludico .. nesse humor gostoso que é a sua escrita e a sobriedade dos temas que vc escolhe ...pbéns ...

    ResponderExcluir
  17. As vezes as vias da vida são assim mesmo,,,sem rumo,,,sem direção,,e nós ali,,,bem no meio do nada....esperando uma setinha....beijos de boa semana.

    ResponderExcluir
  18. Rê amada


    Kadê meu comentário que tava aqui??????????

    quem pegou??? quem foi??? me devolve já!!


    que seu dodói sare logo...

    que seu coração se aquiete...

    beijocas


    Loisane

    ResponderExcluir
  19. Tava lendo e me lembrei de vc.

    TROPEÇAR E CAIR

    Todos tropeçam e caem, especialmente quando estão caminhando e buscando mudanças - seu caso.
    Todos se machucam e sangram, por fora ou por dentro, mesmo quando querem somente viver a vida plenamente - seu caso.
    Todos se sentem exaustos, um dia ou outro, e param a caminhada para descansar quando não conseguem dar nem mais um passo - seu caso.

    Seu caso, meu caso e o caso de todos os que estão vivos.
    Ninguém disse que nossa aventura de viver seria fácil mas, apesar dos tropeços,
    quedas, dores, tristezas, ferimentos, solidão e exaustão, ainda assim você é mais forte.
    Mesmo quando derrubado, ou derrubada, você pode levantar e continuar.

    Você é mais forte do que suas aparentes limitações e a prova disso é que sente quando algo está limitando sua vida. Se não fosse mais forte, nem notaria.
    Você é mais forte do que seus ferimentos, razão pela qual busca curar-se o mais rapidamente possível para voltar ao combate na vida, na família, na empresa,
    na escola ou onde quer que seja necessário o seu retorno.
    Você é mais forte do que a tristeza porque, no fundo, deseja que ela se vá para
    dar lugar à alegria e felicidade.

    Você é bem mais forte.

    Mais forte do que pensam os outros, por melhor que conheçam você.
    Mais forte do que pensa você, por mais que acredite conhecer-se.
    Mais forte do que qualquer um sobre a Terra possa achar que você é.
    Sua força não pode ser medida em aparelhos, não pode ser guardada nem vendida.
    Ela está ai dentro e só você pode usa-la, quando achar que deve, quando achar que pode, quando achar que vai.

    Suas derrotas não são permanentes, como diz Marilyn vos Savant ao afirmar:
    "Ser derrubado é freqüentemente uma condição temporária.
    Desistir é o que a torna permanente".
    E você não vai desistir, porque você é mais forte,
    e sempre será mais forte.

    Mostre isso ao mundo hoje e se, por qualquer razão, você tropeçar e cair,
    lembre-se: você é mais forte.
    Respire fundo, levante-se e não desista.
    Desistir é o que torna toda derrota permanente.
    Levantar-se é o que torna toda derrota somente
    mais uma lição em direção ao seu imbatível sucesso.


    Aldo Novak

    ResponderExcluir
  20. Zizi amaaaaaaada!
    MISERICÓRDIA...Tens uma bola por aí, né? Leu minha essência nesse instante, foi?! És bruxa mulher, daquelas que enxergam onde todos, simplesmente, veem...onde ouve quando poucos escutam...e principalmente Zizi és generosamente AMOR-DOAÇÃO! Nem precisava dizer, mas vou...OBRIAGADA MINHA QUERIDA...OBRIAGADA!!!
    Beijuuss, gratidão, n.c.

    ResponderExcluir
  21. Espero que os seu pé fique logo curado, para continuar a sua caminhada. Pena que você, um dia, (gostaria de saber por que) resolveu não caminhar mais ao meu lado.
    Te desejo tudo de bom!
    Chaveirinho

    ResponderExcluir
  22. Querida amiga, nada mais contraditório que ser mulher....
    Mulher que pensa com o coração,
    age pela emoção e vence pelo amor.
    Feliz Dia Internacional da Mulher.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  23. Mamae...como eu gostaria que etivesse aqui pertinho neste momento, aposto que me ajudaria....é que mesmo virtualmente acerta sempre!este post vem mesmo a calhar...há momentos em nossas vidas em que ficamos de facto desorientados e confusos, e sentimos coisas que nunca imaginaríamos...a dificuldade é mesmo manter os pés no chão, os princípios bem fincados na realidade...

    ResponderExcluir
  24. Olá amiga Regina,

    que linda a tua reflexão...
    Oxalá melhores rapidamente e os resultados de controle do ET vão ser óptimos... vais ver.
    Que o teu sonho acalentado se torne realidade, aliás, estou segura disso...

    Desejo-te rápidas melhores e deixo-te um beijinho enorme...

    Obrigada pelas flores e pelas tuas palavras de carinho.

    Beijos.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget