Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

terça-feira, 22 de novembro de 2011

E AGORA?

Acordei acompanhada da ausência...
Falta saudosa...
Ruidosa.
Embolada nos lençóis de uma memória
entranha...
estraño.
Fragmentos oníricos
vividamente vividos.
A minha necessidade é singular e única. Tem rosto, tem toque, tem jeito bem feito de tessituras novas que me vem de mim mesma.
Quem preencherá minhas faltas?
     meus desejos insatisfeitos?
     minhas procuras?
     meus encontros e desencontros?
Há gritos vindos de minha alma com tamanha vibração e intensidade que me sinto em horizontalidade no mundo.
Como quem dorme ou descansa, repouso.
Longe é um lugar onde não estou.
Em qualquer lugar que eu esteja, sou amor.
Abraço forte, beijo doce, carícia farta.
São superações propostas em antagonismos crônicos.
Dia                         noite
Forte                       fraco
Crente                      cético
Vida                        morte
Certo                       errado
Falso                       vero
Longe                       perto
Amor                        ódio
Calo                        falo
Um                          outro
Eu e você.
Você e eu.
Pura necessidade e desejo. Superação.
                           Proposição.
                           Preposição.
                           Conjunção.
                           Unção.
                           e
                           Bênção!
Abençoada sou por mim mesma.
Permitida sou pela minha visão clara.
Eu me concedo essa alegria nova guardada no segredo de minhas antiguidades raras.
Ainda que ninguém veja (os homens são cegos) eu me concedo a harmonia deste viver tão pleno.
Amém.(RR)

24 comentários:

  1. Maravilhosa tua prosa, reflexiva, linda!!!Saber ver os antagonismos e se sentir plena, mesmo com ausências...beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Paixão, amor e saudade. Salada fria, fogo na alma. Bjs, Angelinha

    ResponderExcluir
  3. "Ainda que ninguém veja (os homens são cegos) eu me concedo a harmonia deste viver tão pleno."

    Sem comentários! Lindo!

    ResponderExcluir
  4. O mais belo poema, o mais profundo pensamente, a mais sublime verdade nada são, se escritos com tinta da mesma cor do papel.

    Belos contrastes, Leoa. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Depois desse comentário do Rodolfo........................

    Que te digo, amada minha??
    Tb a mim saltaram ao olhos os contrastes, a forma leonina de arrancar as vestes e partir pra outra fase, abençoada por si mesma, e ainda que ninguém veja, essa plenitude é presente.

    LINDO DEMAIS!!!!
    Bjãozão, cheinho de admiração!

    ResponderExcluir
  6. Amiga... aqui sinto e leio nas entrelinhas muito mais !
    É a expressão dum sentimento de não saber... não poder abraçar quem faz parte de nós e nosso carinho não consegue enlaçar com o tanto de amor que podemos dar.
    Não vejo dual ... vejo amor precisa sair do peito.
    Sinto profundo amor ...
    Faç o das suas... minhas palavras!
    "...eu preciso saber da tua vida...
    peça alguém prá me falar sobreteus dias....
    eu só preciso saber como vai você !!!
    beijos n.a.

    ResponderExcluir
  7. Muito lindo,,,mas quando acordamos assim, também temos a chance de refletir,,,sonhar acordado, e porque não...recomeçar a partir daquela saudade vazia....beijos de bom dia pra ti amiga querida.

    ResponderExcluir
  8. Apesar da minha cegueira masculina, posso vislumbrar a criatividade e a liberdade que tivestes ao jogar palavras para todo o lado, agrupando-as em tão belas combinações e ideias!
    Um beijão, Rê!

    ResponderExcluir
  9. Simplesmente lindo e qualquer coisa que eu possa falar aqui estraga.
    Beijos perfumados

    ResponderExcluir
  10. Olá, RÊ!

    Pensando alto, e também profundo, olhando para os dois lados da mesma moeda, que afinal são duas...
    E é muito bom pensar assim, com toda essa auto-estima - que faz imensamente bem à alma.

    Beijinhos amigos.
    Vitor

    ResponderExcluir
  11. Rê, querida siamesa. pena é que somente aproveitem esse mundo imenso de amor que temos para dar, mas não saibam devolver na mesma medida e, às vezes, em medida nenhuma. Mas pronto, não se preocupe. Nós somos o máximo. Fique bem Abreijos Tê

    ResponderExcluir
  12. Me rendo à tua sensibilidade, garota. Não me surpreendo, mas me encanto mais a cada pensamento poético que sai dessa cabecinha linda.

    Beijos, meuzamô!

    ResponderExcluir
  13. Linda demais sua reflexão...deixo aqui algo que escrevi

    Encontro


    Pare, medite, sinta o silêncio
    No mais íntimo momento de você
    Sentirá o amor palpitando
    A voz do próprio coração
    Todo o sentido do seu ser

    Abra os olhos devagar
    Deixa a lágrima rolar
    Divino esse depurar
    Para um novo tempo começar

    Agora sua certeza absoluta
    Um renascimento
    Por toda a sua vida o amor reinar


    xxxxxxxxxx

    ResponderExcluir
  14. Amiga Regina, Recursos no te faltan, pero mas que Humanos Recursos Divinos, por lo bien que lo dices.
    Bonito de verdad, me alegro de tenerte como amiga en la distancia, pero como dice la canción "pero yo no concibo esa razón" La Distancia de Manzanero ¿Recuerdas?
    Un beso amiga muy afectuoso

    ResponderExcluir
  15. Olá querida e amada Ré!

    Quem não gostaria de conceber tal oração aqui partilhada, vinda da alma?
    Mas não é para todos colocar nas palavras tal sentido e emoção.

    Beijo e kandando com carinho, atravessando tanto mar...

    ResponderExcluir
  16. Querida amiga

    Fiquei sem palavras
    diante do redemoinho
    de sentimentos...

    As vezes estamos assim.
    Sinal de que
    não desistimos da vida.


    Viver é se fazer eterno
    para o coração de alguém.

    ResponderExcluir
  17. Amém!
    que linda composição!
    Tão cheia de verdades duras e beleza!
    Só tu loira, só tu mesmo.
    Beijos e saudade de prosear com você.
    Nem tão anônima assim,
    Si.

    ResponderExcluir
  18. Re

    A impressão que tive é que você fez um rasgo da cabeça aos pés e renasceu repleta de tua própria benção.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Lindo poema... Caudalosa vertente de imagens inquestionavelmente eloquentes!
    Adorei!
    beijinho
    ;-)

    ResponderExcluir
  20. Linda mensagem amada, amei.

    Bom final de semana.

    ;0) beijinhos no coração.

    Binis

    ResponderExcluir
  21. Só posso dizer amém diante de tamanha permissão de vida dada a si mesma.
    Abraço forte minha linda!
    Bom fim de semana.
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  22. Diante de vc assim...
    Aplaudo te de pé!

    Beijo meu pra vc na alma..

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget