Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 7 de junho de 2012

DESAFOROSO



"...que a importância de uma coisa não se mede com fita métrica nem com balanças nem barômetros.
Que a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós.”
(Manoel de Barros)
Gosto de sair caminhando pelas ruas da cidade sem pressa, desagendada. O único compromisso é manter meus sentidos aguçados. Foi assim, um desaforoso - desaforo gostoso – ver aquele rosa explodindo bem na minha frente. Mas que dia é hoje? Que mês? Já?
Devia ser proibida - nesses meses de floração dos ipês - a limpeza das ruas, avenidas, alamedas e praças. Garis e formiguinhas teriam suas vassouras confiscadas até o término da estação. Ou então sairiam de férias coletivas. Andaríamos descalços sobre os tapetes – rosa, roxo, amarelo e branco – despojados da pressa cotidiana. Descobriríamos assim que o tamanho das coisas há que ser medido pela intimidade que temos com elas. Sou íntima, chegada mesmo nessa belezura divina!

19 comentários:

  1. Querida Rê, nunca antes conheci uma médica tão poeta como tu!
    Lindo o que escreves!:)
    beijinhos, querida

    ResponderExcluir
  2. Duas!:)
    Tb sou garrada de paixão neles!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Eu li uma vez que nas floradas dos ipês, principalmente o amarelo, que transpare alegria e elegante formosura, assemelha-se ele a uma árvore ornada de magnífico manto dourado, conferindo um ar de corte onde se encontra, são sóis que reluzem em meio ao verde da mata, e suas flores reunidas em cachos de ouro estão a nos transmitir uma mensagem de esperança no porvir, nas promessas de Deus ainda não realizadas, mas que se cumprirão a seu tempo, não é lindo isso Regina.
    Obrigada pelo dia.
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. "Inté meRmo um "bronco" igual EU, ficou com vontade de andar descalço cos dedãos ispaiados por de cima das frôzinhas.... rss

    Êita Rêzininha, muié de sensibilidêis afrôrada...

    Beijo
    Tatto

    ResponderExcluir
  5. Querida e amada Rê!

    É isso aí... o sentir está no tipo de relação que se consegue atingir com essa beleza divina. Eu perco-me nessa contemplação.

    Beijo e kandandos a atravessar montes e vales... até às Gerais

    ResponderExcluir
  6. Re
    Ri muito com o desaforoso.
    Quando vejo uma dessas assim escandalosamente florida eu digo:
    Metida, exibida!
    .. e babo, babo muito e meu coração se enche de alegria de ver como elas são desaforadamente lindas e não estão nem aí pro frio.
    (suspiro)

    beijinhos amadinha

    ResponderExcluir
  7. Lendo isso, querida Regina, fiquei com saudades do lindo Ipê amarelo que desabroxava perto de minha ex casa... ficaram as fotografias anuais para não esquecer o que um dia a minha filha, pequenina, apontou e me mostrou!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Olá, Regina!
    Tem toda razão, a gente até se sente importante, uma celebridade, quando vê aquele tapete lindo pela frente!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  9. Se existir alguma espécie de paraíso, certamente as ruas serão cercadas por ipês e flamboyants, para deixar o chão colorido...
    Para as leoas passearem descalças, perfumando o ar em volta...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Minha querida

    Uma explosão da natureza esse florir sem medida...como sempre lindo.

    Deixo o meu beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  11. Seu desaforo é maravilhoso!! Suas poesias encantam..Bjs. Sandra

    ResponderExcluir
  12. Que lindeza de texto, lírico, sensível, é mesmo desaforoso (adorei o neologismo, vc é mesmo craque nisso).

    Não sei o que tá rolando em relação ao desencontro emeesseênico, vou deixá-lo no confessionário do Face, mas acho que o que falta pra funfar é um encontro verde entre nós, porque no meu rol você conta, bonitinha, com frase de subnick e tudo.

    Beijo, pessoa inspirada.
    Que não se varra o colorido florido dos ipês.

    ResponderExcluir
  13. E eu tô contigo, minha lírica amiga!
    Uma belezura dessas nem as folhas deveriam ser varridas, poderiam ficar como um tapete macio para nossos pezinhos cansados de guerra. rsss
    Bom dia e muitos beijos, cariocas

    ResponderExcluir
  14. Rê,lindona, sabe que adoro essa floração de ipês?? Aqui em frente de casa tem um rosa fantástico.

    Aproveitei pra viajar neste feriadão e estou pertinho de ti, nas Minas Gerais, em Monte Sião. E da janela do meu apatamento no hotel tenho a visão de vários ipês rosas - to em casa kkkk!

    Mas tu tem lá tua veia lírica hein Dra? No trecho criado vc desenhou direitinho o tapete floral, eu vi! rs
    bjão grandão pra ti loura!

    ResponderExcluir
  15. Rê Amiga,
    Ipês, são flores da sua predileção [recordo um post em que também evocou os ipês]. Eu vou aprendendo e já gosto desses ipês amarelos, símbolos de felicidade.
    Grato pela sua radiosa e amiga aparição no Azimute.
    Um xião
    J

    ResponderExcluir
  16. Fui no "link" e viajei no tempo. Encontrei pétalas e denises antigas e curti as belas fotos do toforatodentro, ao som de Toquinho. E se você ainda não fez a crônica prometida, faça-a. Vai ser de parar o trânsito.

    Beijos, Rê.

    ResponderExcluir
  17. É gostoso caminhar assim,,,sem pressa, curtindo a vida,,,olhando paisagens,,,sentindo perfumes...beijos de linda semana pra ti minha querida.

    ResponderExcluir
  18. Amei tudo; texto¨¨*imagem linda e até os comentários, todos têm razão ...
    "Sou íntima, chegada mesmo nessa belezura divina*.
    Que bonito ver assim a Natureza isso é viver bem*¨¨ é querer o Bem*
    Fez bem pra minh'alma te ler.
    Beijo e ótima tarde de domingo.
    Mery*

    ResponderExcluir
  19. Uma semana toda colorida de poesia pra ti minha amiga...beijos e beijos.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget