Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 14 de junho de 2012

O AMOR ESTÁ NO AR


Bem podia ser todos os dias... Achei tão lindo que não resisti em dividir com vocês. Na Praça da Liberdade, num dia qualquer, para celebrar o amor... que deveria ser exercitado todos os dias! Os mais antigos de divã sabem que sou avessa a dias de... Mas, quando me dou conta, estou pressionada pelas propagandas, com as perguntas do tipo: já comprou o presente? Vão comemorar como? De qualquer maneira desses dias celebrativos o da última terça-feira me afeta muito. É que um dia, aqui mesmo, uma Mi_nina amaaada minha escreveu e imortalizou num selinho: Regina, um jeito AMOR de ser. Milene percebeu-me com mais propriedade que eu mesma! É que amor, para mim, é ingrediente que não falta na minha despensa de ser. Não sou santa, missionária, nem mesmo daquelas que dá a outra a face, que fique claro. Sigo aprendendo - fazendo as lições - todos os dias no que creio ser minha evolução por aqui. É bem verdade que ainda apanho pra caramba. É cada "surpresa" que me aparece pela frente... Valha-me D'us! Já seria suficiente para de-sis-tir de ser assim, mas não consigo. Não nesta vida. Amar é desejar. E desejo é sempre pelo que falta. Pelo que não temos, pelo que não somos, ou pelo que não conseguimos realizar. Assim, aquele que pauta a própria vida pelos amores acaba flutuando entre uma falta desejada e uma presença indesejada. Que sinuca! Para escapar dela temos que assumir o controle da vida. Porque buscaremos o que é indiscutivelmente bom. E você, apreensivo, pergunta:
- E se eu não for senhor assim da minha vida? Se não tiver ainda encontrado na minha alma as verdades absolutas tão importantes para o bem viver?
Bem, aí há fortes chances de você acabar vivendo como todo mundo. À deriva. Enquanto pensa, siga amando... do jeito torto, reto, mas siga. Nos finalmentes nos encontramos!

20 comentários:

  1. Olá, RÊ!

    Pelo calendário que nas últimas décadas "adoptámos", por aqui o Dia dos namorados já lá vai.
    Hoje em dia, há dia de tudo, até mesmo um específico dedicado ao amor.
    Coisas da publicidade e do marketing, pois que tem loja aberta precisa de vender...
    Pena que amor não seja coisa que se compre quando faz falta, pois que de tudo ele é o que mais falta faz para viver.

    Bonito texto. Um dia com muito amor!

    Beijinhos amigos.
    Vitor

    ResponderExcluir
  2. Regina querida,
    Que lindo texto, vc sempre fala com o coração aberto.Também não gosto desses dias que o comércio nos faz engolir.
    Desistir nunca, acho que sempre o amor valerá a pena rsr Vamos seguir amando.

    Beijos e boa quinta,
    Sheyla.
    P.S - Amore, estou fazendo uma lista das amigas blogueiras,então vc poderia me mandar seu email de contato? Obrigada.

    ResponderExcluir
  3. Querida Rê,
    Também tenho alergia a dias disto e daquilo, embora adore o dia do pai e da mãe.
    Quanto ao amor e às bofetadas, o que dizer? Parece que sou perita nessas coisas, embora haja amores que valem sempre a pena, mais que não seja porque nos fazem aprender...e continuar em frente.:)
    beijinhos mil

    ResponderExcluir
  4. Querida Regina,
    Estamos contigo neste negócio de dia disso e daquilo, não gostamos de coisas rotuladas, entretanto este é o único dia em que fico envolvida, pois vejo nele a possibilidade de envolver mais pessoas neste sentimento lindo, maravilhoso, que é o Amor.
    Olha, que sacada genial o Shopping teve! Vale muito mais do que propaganda em Tv, pois encantou a todos, inseriu muitos, até os que não tinham namorados, mas ficaram olhando de longe e fez para aqueles namorados que ali estavam, sentirem-se no clima parisiense que é realmente todo amor. Aquela magnífica cidade exala amor, porque tem justamente este jeitinho simples e chic de envolver as pessoas no maior sentimento universal.
    Amei! Vou levar pro Face, ok.
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  5. Desculpa o texto mal escrito, mas tô correndo aqui para sair e não consigo deixar de comentar nos blogs que mais amo.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Amei o vídeo, fico feliz pois ainda existe gente inteligente e criativa além da mensagem ser linda!
    " Enquanto pensa, siga amando... do jeito torto, reto, mas siga. Nos finalmentes nos encontramos!"
    Assino embaixo
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  7. Nem se preocupe com as verdades absolutas, elas mudam a cada segundo...

    Pra mim Regina sempre foi e será "um jeito amor de ser" e esse encontro foi tramado pelos deuses e perpetuou-se, amém!

    Você escreve com voz suave. É lindo!
    Beijo...

    ResponderExcluir
  8. Doçura de palavras...
    "Amar é desejar. E desejo é sempre pelo que falta. Pelo que não temos, pelo que não somos, ou pelo que não conseguimos realizar."
    ...como dói toda essa nossa condição vulnerável, como canta por aqui um cantor romântico:
    ...amar é ter prazer de sofrer,lálálá...
    ...mas a vida sem amar é sem sentido, completamente
    beijo

    ResponderExcluir
  9. Oiee, te achei na blogosfera...
    Ameiii seu bloguinhooo ")

    Tô te seguindoo..

    Me visita tbm, vou adorar.
    http://lidiepaulo.blogspot.com.br/]

    Beijocas :*
    Ótima 5ª Feira ")

    ResponderExcluir
  10. Para colecionadores de frases bonitinhas:
    "Quando não se tem o que se ama, é preciso amar o que se tem."

    Para colecionadores de VIDA:
    "Quando não se tem o que se ama, é preciso correr atrás."

    Beijos, colecionadora de coisas preciosas. Siga correndo, tropeçando, caindo e se levantando... siga sempre! Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá, Regina!
    O Bom gosto impera aqui!!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  12. Concordo também que verdades absolutas são um saco, mudam...
    E essa de dia disso e daquilo também é puro comércio. O bom é fazer nossos festejos, sem entrar na dos gastos, presentes, se embananar com contas. O que vale é o amor seja como ele for e espalhá-lo muito...Precisamos disso! O mundo precisa de amor. Coisas feias e cinzas, sem, cor, já temos muitas. Ele é iluminado...beijos,chica e tudibão!rs

    ResponderExcluir
  13. Pelo jeito, eu continuo à deriva, pois nunca encontrei essas tais "verdades absolutas", que segundo a Milene, vivem mudando.
    Mas, como os mineirinhos são românticos! Distribuem queijos e vinhos na praça para os namorados!
    Bonitas imagens, para ilustrar mais um texto genial!
    Bjs, Rê!

    ResponderExcluir
  14. Minha querida

    As verdades nunca são absolutas e no amor também o que hoje é amanhã pode ir tudo por terra, amemos enquanto puder-mos, que a vida é um instante.

    Beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Sabes Rê, gosto normalmente de visitar blogs amigos ouvindo música do meu, por acaso (será?)passei aqui e vi este belo vídeo enquanto ouvia (do meu) Deer Hunter (O caçador) lembras?!! foi um post que gostas-te, e achei que a música encaixava de forma quase divina.
    Obrigado por esta casualidade e por mais um muito interessante post.
    Bem hajas por ser tão "coração".
    Bjs, fica bem.

    ResponderExcluir
  16. Regina, adorei o comentário do Leonel, do Barcellos, curto muito ler o que os blogueiros pensam... A tua postagem tá excelente, eu também não gosto de comemorar essas datas*, mas postei...
    Parece "obrigação"; na verdade, faço como na Escola, pois temos q comemorar dia de "tudo: da Consciência, do Circo, da Ciência, da Avó, dos Pais, das Mães, da Ecologia, do Palhaço e etc
    Verdadeiro o que disseste no final do texto, "acabamos à deriva", mas eu entro no clima*...Ah, a *Sonhadora disse tudo!

    Regina, preciso te dizer que o meu Blog tá com problemas, alguém clonou meu link, é uma moça portuguesa(Anjígua¨¨ ou Esther; ela posta muito, então se você está vendo outras postagens eu não sei te explicar, acho que todos os meus seguidores veem e estão confusos, mas eu só tenho um blog: Mery*/Rio de Janeiro.
    Beijo, boa noite; e um ótimo fim de semana.
    Mery*

    ResponderExcluir
  17. Tem uma música que o velhíssimo Nelson Gonçalves canta que fala de todo tipo de amor, inclusive amor bandido. Ele gostava. Se não for com dor, todo amor está valendo, enquanto durar. E quando acabar, tem mais ali na frente, oh, logo ali... que amor é bom demais. Beijinhos, Angelinha
    Vamos nos encontrar na semana que entra.

    ResponderExcluir
  18. Ahhhhhhhhhhh consegui publicar de novo. Não pode é desistir...

    ResponderExcluir
  19. Regina, vim ler o seu blogue. Um espaço Avassalador e de encantos mil.
    Aproveito para lhe convidar a ir até o meu, muitissimo simples. Aprovieto ainda para lhe desejar um fim de semana agradavel.
    Um abraço abrasilerirado

    ResponderExcluir
  20. Olá Regina, todo ano, no mes de fevereiro, tenho um grande amigo que me deseja um Happy Valentine's Day! E em Junho... rssss... ninguem! Tudo bem! rsss..


    Beijos

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget