Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

domingo, 29 de maio de 2011

XX FESTA NA RUA

Já contei para vocês que adoro festas na rua. Sempre que posso não deixo de ir. É uma maneira de conhecer culturas, costumes, comidas tipícas, de países e povos sem sair de Beagá. Além disso encontramos os amigos, revemos colegas dos tempos de colégio e até ficamos quase íntimos do governador do Estado! Acabei de chegar de mais uma e trago as fotos para partilhar com vocês e com os amados que não puderam ir.
O palco onde as apresentações de danças e músicas correram livres e soltas. Ao fundo nossas montanhas...Na realidade, o que restam delas!
Uma visão do povo ainda por volta das 11:30hs da manhã...Depois deu uma preguiça de sacar a máquina e levar uma trombadona. 
Paz (Shalom), amor(Achavá), sorte(Mazal) desejado por jovens, lindos de viverrr, tem uma força maior! Esses se preparam para -  em 2012 -  fazerem um intercâmbio de trabalho e estudo.
Deputado estadual, federal e nosso governador Antônio Anastasia (mão no queixo) que fez um discurso rápido e bacana. Queria comer as comidinhas tipícas e pleiteou, já que a festa é anual, que os amigos o presenteem com algumas ao longo do ano...

Os entendidos no assunto dizem que o vinho israelense é muito bom!
Quando resolvi tirar as fotos das comidas quase não tinha mais nada. O típico falafel  - que esse ano foram destinadas duas barracas - só ano que vem! Logística é sempre uma arte para poucos. Aqui vocês podem ver um salgado de massa folheada, recheado com queijo que é impossível comer um só. Seu nome: beiguelê.
Hummm... O famoso apfelstrudel. Torta folheada de maçã, típica de países como a Áustria, Alemanha (strudel) e encontrada em outros países que, outrora, fizeram parte do Império Austro-Hungáro. Come-se purinha, acompanhada de chantilly ou sorvete de creme! Preciso contar que adoro?!
Exerci meu pecado sem dó (amanhã resolvo na academia rsrs) e além disso pude esquecer a chateação desse blogger passando um domingo bem alegre. Vamos ver se consigo postar. Bom final de domingo a todos e uma semana de paz!



9 comentários:

  1. Querida amiga, adoro Israel e seu povo, cresci em meio a eles, comendo doces deliciosos e falafel...uma delícia de bolinho. Festas de rua são sempre muito charmosas. Tenha uma linda semana. Beijocas
    Se tiver um tempinho de uma passadinha no meu novo blog
    http://worldgeoblog-marilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Humm comidas, eu como gordo que sou claro que cairia matando no falafel, e adoro astrudel também, delícia de post Regina um beijão :-)

    ResponderExcluir
  3. Olha, eu fui nessa festinha também, se fui!!
    Pena não chegar a essas coisas deliciosas.
    Não conheço muito da cultura de Israel, por isso ...
    obriagado por este bocadinho.
    Bjs, boa semana.

    ResponderExcluir
  4. Essa festa , está convidativa.
    Hummm...até pequei olhando os quitutes...
    Abraços linda.

    ResponderExcluir
  5. Eita coisa boaaaaaaaa RÊ!!!
    parece que o blogger voltou ao normal, até que enfimmmmmmmmmmmm
    Beijossssssss lindaaaaaaa

    ResponderExcluir
  6. Que bacaninha, heim? As comidas, eu em crise aqui com minha vê, reparei só de soslaio, pude fitar não... Snif.

    Só não entendo porque esse povo tem que discursar. Alguém numa festa vai lá prestar atenção num Zé Mamão falando seja lá o que for? Odeiooooooooo discurso de qualquer espécie.

    Que bom que você se divertiu, garota.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Quanta coisa boa, hein?
    Você sempre mexendo com meu apetite!
    Como concilia os preceitos alimentares judaicos com a indiscreta cozinha mineira?
    Hehehehe!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Sei que é feio, mas ô inveja! Cês resolvem fazer uma festa logo quando eu vou pro sítio, ô meu Deus! Também adoro festa de rua e uma apfelstrudel. Aliás, faço uma de comer ajoelhado e tremendo. Ano que vem você avisa com mais antecedência e eu me programo pra ir, ok? Beijinhos, Angelinha

    ResponderExcluir
  9. Eu tbém adoro festas de rua, feiras artesanais, tudo que fique ao ar livre... Acho que é a sensação de liberdade depois de uma semana inteira dentro de um escritório, vendo tudo pela janela né...rs.... Mas adorei as fotos, lindo mesmo!! bjo

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget