Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

domingo, 14 de fevereiro de 2010

AMOR TRABALHOSO TOMA TEMPO


“Não há tempo para a monotonia do previsível. Há tempo para o trabalho. E tempo para o amor. Isso nos toma todo o tempo.” (Coco Channel)
Essa situação, posso assegurar, não foi nada previsível... Gosto muito de corridas de carro e ao longo da minha convivência com o gênero masculino passei, quase por necessidade mesmo, a adorar. Quem nunca se viu numa madrugada ou manhã de domingo, sendo delicadamente forçada a assistir um GP  ao lado do companheiro, que atire a primeira pedra. Nada pode acontecer antes da largada... Talvez algo rapidinho durante e jamais nas voltas finais!!! Olhos grudados e por favor, silenciosamente, para não quebrar o clima... Então, companheiro que é companheiro fica junto até nessas horas. Dividindo, demonstrando interesse pelas escuderias, pelas pontuações dos pilotos e até dando uma de entendida, quando dá tempo de ler as novidades do GRID DE LARGADA e dos boxes, no jornal do dia anterior. UFA, verdadeiro equilibrismo! Querendo ou não, a gente acaba gostando também. Ano passado, quando estive na Itália, além de ver circulando pelas ruas de Milao, Firenze e Roma algumas Ferraris belíssimas, suas lojas pipocavam a cada esquina. Estando dentro de uma delas, a tchurma decidiu que em homenagem à minha paixão pelas corridas, deveria fotografar dentro de uma cópia fiel do carro de fórmula um. Boa coisa não poderia dar... Eu tenho, como já contei, 1,78m de altura e vocês sabem qual é a medida desse "cocpit"? Entra logo, a galera dizia. Não entro, respondia. Entra... Não entro... E para não ficar nesse entra-e-sai sem fim, lá fui eu. Coisa boa não podia dar messsmo: entalei lá dentro, grudei, garrei, como vocês preferirem. Meu ser explodiuuuu pelas laterais, frente e sei lá mais onde naquele cubículo. E eu, em gargalhadas nada monótonas nem previsíveis, sem tempo de terminar (quase fiz xixi nas calças). Não imaginei, por nem um milésimo de segundo sequer, como iriam me desgrudar lá de dentro. Parto é mais fácil...posso assegurar. Mas, fui desgarrada com técnica de azes da velocidade e já estou aqui, esquentando os motores, aquecendo os pneus (os do corpo mesmo) para a temporada 2010 da Fórmula 1.

12 comentários:

  1. A monotonia é fastidiosa até na virtude ...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Meu bem, me desculpe, mas companheirismo algum me forçaria a ver corrida de carro na televisão! Talvez o prêmio de Mônaco, por uns dez minuitos, não mais... in loco, mas só por conta do lugar...
    ;-)
    Do alto dos meus 53 ciclos, a chatice vai tomando lugar e a paciência é exercício que seleciona outras prioridades...
    Adorei!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!
    Bom domingo procê!
    beijinho

    ResponderExcluir
  3. Manuel Amado
    Você nem imagina quanta virtude carece rsrs. Quando eu morrer vou direto prô céu, sem escalassss rsrs
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  4. Zé Amado
    A gente faz o possível e o impossível também rsrs e messsssmo nesse esforço hercúleo rsrs a gente não consegue grandes coisas!!!
    Beijuuss carnavalescos estercufolia n.c.

    ResponderExcluir
  5. Realmente em amor há que fazer concessões...abdicar parte a parte....mas realmente assistir à Formula 1 na tv isso já é devoção.
    Futebol ainda pode ser, mas F1???...uii, não não!
    Mas em amor vale tudo...

    e hoje é dia dos namorados em Portugal e em muitos países, por isso VIVA o AMOR!!

    ResponderExcluir
  6. Isabel Amada
    É dia dos namorados aí? Aqui, comemoramos dia 12/06... Não, não penso que em amor vale tudo! Vale estar bem, respeitando os gostos de cada um e se coincide melhor ainda!!!! Algumas vezes aprendemos até, a desenvolver esse "gosto"... e aí fica bão diiiimaiiisss rsrs. Feliz dia dos namorados procê amada!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  7. Re, faz-me crer que é verdade essa história???
    Isso não foi uma estratégia de atrair atenção no pit stop? rss.rs..rs..

    ResponderExcluir
  8. Mi Amada
    Você não crê no ocorrido rsrs e olha que encurtei a história rsrs. Semana que vem retomamos nossos trabalhos e te esperamos na quinta hein?
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  9. Amada....AMEI!!!

    Dei boas gargalhadas aqui...só imaginando você "entalada" no carro!!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Eu também sou a "rainha dos micos"...qualquer dia te conto alguns...aliás a gente podia criar um blog só pra contar os nossos micos...que tal?
    Um blog de amigos, onde todos podem contar suas "aventuras" pelo território do King Kong....rsss

    Beijos

    ♥Lia♥

    ResponderExcluir
  10. Lia Amada
    TÔDENTRO rsrs Vai desenvolvendo a idéia, aí convidamos tooodos os amigos e de uma coisa estou certa: vai ser o blog mais engraçado do planeta!!! "Video cassetadas do Faustão" vai ficar no chinelo rsrs
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  11. Regis, vc gostar de corrida? Caixinha de surpresas...eu entendo e gosto tanto, que a mesma pode passar anos seguidos q não vou perceber...rs
    bjins
    eidia
    http://www.oquevivipelomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Ieda Amada
    Caixinha???? Tá sendo delicada rsrs... sou um BAÚ, uma ARCA (com o passar dos anos rsrs) de surpresas!!!!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget