Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

domingo, 28 de fevereiro de 2010

PAIS E FILHOS...E NETOS E BISNETOS TAMBÉM

Em um ano muitas coisas acontecem...Nessa mesma época, Gustavo, completava 30 anos de vida e estávamos todos juntos celebrando não só esse marco, mas também que em 2010 ele iria se casar. Mamãe não estava e sua ausência foi sentida por todos... Nem imaginávamos que vinte dias depois, essa ausência se faria para sempre. Ainda bem que não temos esse tipo de imaginação e vamos vivendo, amando, cada dia "como se não houvesse amanhã" . Estaremos hoje, novamente reunidos, celebrando a vida,como ela bem gostava de dizer e ensinar. Agora, com todo aquele fusuê preparatório, para daqui dois meses nos alegrarmos com o casamento dele. Sei que você, mãe, aí, aqui, onde quer que esteja, está toda prosa, com o casamento de mais um neto e "da família que não pára de crescer, graças a D'US." Quando chegar da festa, prometo que te conto tudo, nos mínimos detalhes e com aquela alegria que só nós duas sabemos como é! Amo você, mãe, desse jeito simples de amar, que você bem me ensinou!!!

2 comentários:

  1. Para Sempre

    Por que Deus permite
    que as mães vão-se embora?
    Mãe não tem limite,
    é tempo sem hora,
    luz que não apaga
    quando sopra o vento
    e chuva desaba,
    veludo escondido
    na pele enrugada,
    água pura, ar puro,
    puro pensamento.

    Morrer acontece
    com o que é breve e passa
    sem deixar vestígio.
    Mãe, na sua graça,
    é eternidade.
    Por que Deus se lembra
    - mistério profundo -
    de tirá-la um dia?
    Fosse eu Rei do Mundo,
    baixava uma lei:
    Mãe não morre nunca,
    mãe ficará sempre
    junto de seu filho
    e ele, velho embora,
    será pequenino
    feito grão de milho.

    Carlos Drummond de Andrade

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. R(ê)aínha Amiga,

    Amamos as nossas mães quase sem o saber e só sabemos da profundidade das raízes desse amor no momento da derradeira separação.
    Bj

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget