Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

terça-feira, 13 de abril de 2010

DAR NÃO É FAZER AMOR

Dar é dar.
Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.
Mas dar é bom pra cacete. Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca...
Te chama de nomes que eu não escreveria...
Não te vira com delicadeza... Não sente vergonha de ritmos animais. Dar é bom.
Melhor do que dar, só dar por dar. Dar sem querer casar....
Sem querer apresentar pra mãe... Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.
Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral... Te amolece o gingado... Te molha o instinto.
Dar porque a vida é estressante e dar relaxa. Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã. Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito. Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro. Dar é bom, na hora. Durante um mês. Para os mais desavisados, talvez anos.
Mas dar é dar demais e ficar vazio.
Dar é não ganhar.
É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.
É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar: "Que que cê acha amor?".  É não ter companhia garantida para viajar. É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.
Dar é não querer dormir encaixadinho... É não ter alguém para ouvir seus dengos...
Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.
Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.
Esse sim é o maior tesão.
Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar
Experimente ser amado...

(Mais uma do meu amado Luiz Fernando Veríssimo)

13 comentários:

  1. Bom dimais da conta este texto!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. O amor anda mesmo no ar...deve ser da primavera :) os sentidos mais apurados, mais á flor da pele, emoções mais vibrantes...aiiii, o amor...a sedução, o carinho...tão bom!:)

    ResponderExcluir
  3. ótimo texto, seu blog esta cada dia melhor. Passeio sempre por aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Regina!
    Bom, muito bom mesmo, é ser felizardo e conseguir o 2 em 1; fazer amor, com amor!
    "love is in the air; spring is here"!

    Beijinhos!
    vitor

    ResponderExcluir
  5. Olá Rê querida,
    Dar e dar e dar, e nada cobrar, não é para qualquer um.
    A Isabel disse ser da primavera, mas como está outono em Belo horizonte, provavelmente o aconchego é do frio.
    Luiz Fernando Veríssimo - Parece fácil escrever assim, mas também não é para qualquer um, sente-se a grandeza de quem o escreveu.
    Bjs e um kandando a atravessar tanto mar.

    ResponderExcluir
  6. Pode-se desfrutar de tanta alegria em dar prazer a alguém que às vezes sentimo-nos quase na obrigação de agradecer a essa pessoa ...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Amadaaaaaaaaaa!!!

    Que maravilha o texto! Luiz Fernando Veríssimo fala, de maneira tão simples, de uma coisa tão complexa!

    Bom mesmo é dar com amor! Coisas de mulher romântica!...rss

    Por falar em amor, vai lá no meu blog e veja o "teste do amor verdadeiro"... poderá ser muito útil pra você, na sua profissão...rsss

    Beijos
    Lia♥

    Blog Reticências...
    http://liaks25.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá RÊ AMIGA,
    Na China, há um provérbio que diz: "A pessoa que ama os outros, também será amada".
    Dar, causa, por si só, bem estar.
    Dou-lhe aqui, um abraço.
    Jorge

    ResponderExcluir
  9. Dar e dar é sempre a dar, sempre a "abrir..."
    Isso é que é dar, que de tanto dar até partir....
    Bom final de semana sempre a dar...dar... e sempre a dar,dar.....dar

    ResponderExcluir
  10. Fátima, amada!
    Que bom que gostou... foi selecionado com carinho entre muiiiitos que gosto. Aqui o "pessoal" que me acompanha há algum tempo, sabe que sou a fã número 1 dele, mais outro milhão e meio rsrs.
    Beijuuss n.c.

    Isabel, diva, amada!
    O amor está no ar, na terra, no sol, na lua, em todos os lugares... sempre.
    Beijuuss n.c.

    Eiii Ana,amada!
    Que bom revê-la aqui!!! Tava com sôdades docê... Se não deixa um comentário nunca sei que está por aqui passeando... Brigadim pelo elogio!
    Beijuuss n.c.

    Vitor, amado!
    Love is in the air, but here is fall!!! E não importa a estação... é como vc escreveu: somos felizardos se conseguirmos o 2 em 1!
    Beijuuss n.c.

    Kimbanda, amado!
    Essa história de dar sem cobrar é difícil messsssmo. Talvez vamos crescendo, amadurecendo e aprendendo que para o doador o ganho é sempre maior... até porque quem não sabe receber, não doa verdadeiramente.
    Beijuuss n.c. do lado de cá do Atlântico.

    Manuel, poeta, amado!
    É verdade... ficamos realmente felizes quando somos capazes de dar prazer, felicidade, alegria a alguém que isso, naquele instante, supera tudo! Mas é um aprendizado, penso eu, nesse mundo tão individualista e egoísta no qual vivemos.
    Beijuuss n.c.

    Lia, amada!
    "Teste do amor verdadeiro" rsrs TÔFORA DE TESTAGENS... Se ´sentí-lo de verdade dentro de mim, me basta!
    Beijuuss n.c.

    Jorge, amado!
    È isso messssmo... Me basta! Mas é claro que quando é recíproco, partilhado, a energia vai fluindo...e nem se identifica mais quem dá e quem recebe. Recebo esse abraço e lhe mando meus
    Beijuuss n.c.

    Luis, amado!
    Peraí, poeta rsrs se damos taaaaaaaaaanto assim precisamos, em algum momento, de reposição rsrs
    Mas falando sério: a gente só dá aquilo que temos, sempre.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  11. Oi Rê
    O Luiz Fernando Veríssimo, escreveu,... mas a psicóloga concorda e recomenda ! ... e conselho profissional "de borla" é de aproveitar, né ?
    ... e toma muita atenção : "quanto mais deres mais terás em troca" ! rsrsrsrs

    Beijão, minha querida. É senpre um prazer muito grande passar por aqui, para te ler !

    ResponderExcluir
  12. Li o texto, como se amor e dar tivessem de ser duas coisas totalmente distintas. Não precisam de ser. O amor encontra diversas formas de expressão, com mais ternura, com mais paixão, mas amor, amor sempre. Nada melhor do que, como disse o Vitor, fazer amor, com amor.

    ResponderExcluir
  13. Rui, amado!
    Dou conselhos, não!!!! Mas doação de amor faz parte do meu ser... E é isso mesmo: quanto mais damos mais recebemos.
    Beijuuss n.c.

    Miguelito, duplo anjo, amado!
    Se me permite vou dizer: L.F.Veríssimo faz uma crítica bem articulada e humorada, desses tempos modernos, onde por ex, vc sai uma noite conhece alguém, "fica", há sexo e tchau! Como ele diz: ..."Mas dar é dar demais e ficar vazio.
    Dar é não ganhar.
    É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
    É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir." E aí concordo com vc e como já havia respondido ao Vitor: nada melhor que o 2 em 1: fazer amor, com amor!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget