Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

domingo, 28 de fevereiro de 2010

REGINA, RÊ, REGIS, RAINHA, REX ...


Queria ser escritora, poetisa, artista para, nessas horas, saber usar e abusar das palavras. Elas me escapam e mesmo tentando resgatá-las, nem sei onde, não dizem o que carrego no peito. Busquei daqui e dali e só recuperei uma: OBRIGADA! A todos vocês, que aprendi a conhecer e amar desse jeito meio estranho e mágico. Atrás dessa telinha, tenho cada um  dentro do meu coração, guardados feito jóia muito mais que preciosa. A você que leu, escreveu, se emocionou comigo e através desse momento tão particular, novamente envio a palavra que resgatei: OBRIGADA! Vocês, nesses dias, aqueceram meu coração muito mais  do que podem imaginar... e iluminaram minha alma. JC teve a delicadeza e o carinho mais que fraterno, de fotografar e me enviar essa Luna com os dizeres:
"Regina chérie, veja quem eu fotografei esta madrugada. Decerto ela te procurava para niná-la como antigamente.
Fique na paz de Deus.
Bjs."
Não tenho dúvidas de que fui ninada por ela e por vocês. Então, só me resta declarar em alto e bom som, para vocês jamais se esquecerem: Obrigada, amados meus, amo vocês!!!

PAIS E FILHOS...E NETOS E BISNETOS TAMBÉM

Em um ano muitas coisas acontecem...Nessa mesma época, Gustavo, completava 30 anos de vida e estávamos todos juntos celebrando não só esse marco, mas também que em 2010 ele iria se casar. Mamãe não estava e sua ausência foi sentida por todos... Nem imaginávamos que vinte dias depois, essa ausência se faria para sempre. Ainda bem que não temos esse tipo de imaginação e vamos vivendo, amando, cada dia "como se não houvesse amanhã" . Estaremos hoje, novamente reunidos, celebrando a vida,como ela bem gostava de dizer e ensinar. Agora, com todo aquele fusuê preparatório, para daqui dois meses nos alegrarmos com o casamento dele. Sei que você, mãe, aí, aqui, onde quer que esteja, está toda prosa, com o casamento de mais um neto e "da família que não pára de crescer, graças a D'US." Quando chegar da festa, prometo que te conto tudo, nos mínimos detalhes e com aquela alegria que só nós duas sabemos como é! Amo você, mãe, desse jeito simples de amar, que você bem me ensinou!!!

sábado, 27 de fevereiro de 2010

LUNA -SOL... SEMPRE

Quando era criança, minha mãe me levava ao cemitério para visitar o túmulo de meu pai naquelas datas oficiais. Da altura da minha inocência e, dos poucos anos de vida, ficava olhando aquela lápide fria e tentando imaginar um pai ali dentro. Por maior esforço que fazia, achava tudo aquilo, no mínimo, estranho. Como poderia meu pai estar ali, quando o carecia tão perto de mim? Se precisava conversar com ele, orar, pedir, não poderia ter um outro lugar? Como era possível ficar ali, quieto, sem manifesto algum? Observava, silenciosamente, minha mãe muito emocionada, presentificando sua falta, ausência... Não, ele não poderia estar ali. Na adolescência, tempos rebeldes, firmei posição que aquele túmulo não continha meu pai, e que então não carecia mais de ir ao cemitério "visitá-lo". Preferia fazer essas visitas no meu imaginário, conversar com ele à minha maneira, e num lugar que só existia dentro do meu coração. Fui liberada das visitas. Já sabia e nem imaginava, àquela época, que os seres que amamos, não ficam num cemitério quando daqui se vão: ficam mesmo  enterrados é no coração, fazendo estripulias mil em nossa alma. Agora chegou sua vez, mãe e novamente tenho a mesma sensação... estranheza. Decidir o que escrever na lápide de uma mulher que fez do luto sua luta, não é tarefa fácil. Palavras que não dizem nada de você e nem do meu amor, eterno, por você! Estranho é ter que lutar contra cinco, para cumprir as formalidades para alguém que queria ser cremada, pois sabia que de si existiria, presente e pulsante, filhas, netos e bisnetos. Isso é vida que segue... Isso é você. Nesse um ano de ausência sinto-a voando ao meu lado...todos os dias...me aquecendo como o sol e me envolvendo em luz prata. Amo você, mãe!
"Lucy, Luna, que tinha o brilho do sol!
Sua alegria e energia estarão sempre em nossas vidas.
Saudade constante de suas filhas, genros, netos, bisnetos e familiares."

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

DIFICULDADE EM SE AGACHAR? AINDA NÃO!


Minha irmã, Léa, me enviou como colaboração ao meu derretimento rsrs. Acho que é para  refletir e perceber que ainda sou muito privilegiada rsrs. Desconheço a autoria! Mas as risadas são minhas messsmo!!!
"Ele era completamente narcisista, estilista e tomava muito sol diariamente. Uma manhã parou, nu, em frente ao espelho, para admirar seu corpo, e notou que estava todo bronzeado, à exceção de seu pênis.
Então decidiu fazer algo a respeito. Foi à praia, se despiu completamente e se cobriu todo de areia, menos 'aquilo'...
Por coincidência, duas velhinhas vinham caminhando pela praia e, uma delas, usava um bastão para ajudar a caminhar.
Ao ver aquela coisa saindo da areia, a que tinha o bastão começou a dar voltas ao redor, observando. Quando se deu conta do que era, disse:
- 'Não há justiça no mundo'...!
A outra anciã que, também, observava com curiosidade, lhe perguntou ao que se referia...
A do bastão respondeu:
- Olha aquilo ali no chão:
aos 20 anos, aquilo me dava curiosidade;
aos 30, aquilo me dava prazer;
aos 40, aquilo me enlouquecia;
aos 50, tinha que pedir por favor para ter aquilo;
aos 60, eu rezava, pedindo por aquilo;
aos 70, me esqueci que aquilo existia.
Agora, que tenho 80 anos, aquilo está brotando e crescendo no solo, e eu não consigo mais me agachar... Merda de artrose!!!"

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

BIG BROTHER BRASIL VERSÃO RITA LEE

Na última segunda-feira, li no blog do amigo Sam Seaborn http://os-4-elementos-2009.blogspot.com/ um post com uma idéia, no mínimo, interessante: "Academia de Políticos 1, 2 ou 3". Essa postagem me remeteu a um e-mail que recebi, já há algum tempo, com  uma idéia que Rita Lee teve. Estamos na décima edição do Big Brother Brasil que, por incrível que possa parecer para alguns, bate recordes de audiência... O povo grudado na telinha... A cantora e ativista Rita Lee teve uma daquelas idéias brilhantes, dignas do seu gênio criativo. Reclamando da inutilidade de programas como o Big Brother,ela deu a seguinte sugestão:
Colocar todos os pré-candidatos à presidência da República trancados em uma casa, debatendo e discutindo seus respectivos programas de governo. Sem marqueteiros, sem assessores, sem máscaras e sem discursos ensaiados.Toda semana o público vota e elimina um. No final do programa, o vencedor ganharia o cargo público máximo do país. Além de acabar com o enfadonho e repetitivo horário político, a população conheceria o verdadeiro caráter dos candidatos. Assim, quem financiaria essa casa seria o repasse de parte do valor dos telefonemas que a casa receberia e ninguém mais precisará corromper empreiteiras ou empresas de lixo sob a alegação de cobrir o 'fundo de campanha'.
A idéia não é incrivelmente boa? Se você também gostou,  faça coro pela campanha: Casa dos Políticos, já !!! Enquanto isso... uma das músicas, letras, que mais adoro  para essa quinta-feira encalorada.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

TÔ DERRETENDO SEM SER SORVETE



Eu sei que o aquecimento global está de lascar, mas o calor que venho sentindo, nos últimos tempos, é algo que só ele não basta para me responder. Então fui ao médico. Coisa que, aliás, detesto... Já estava mesmo na hora do famoso “controle” que, todas nós mulheres acima dos quarenta, temos que fazer com uma regularidade disciplinada. Uni o útil ao inútil, se é que me entendem. Comecei minhas queixas: estou sentada, confortavelmente, ouvindo um paciente e de repente ela começa a escorrer lentamente pela minha face. A primeira gota, segunda e até mesmo a terceira retiro-as com as mãos acreditando que irão parar. Que nada. Elas começam a brotar, em todo o meu rosto, como se um cano de água tivesse estourado. É um fenômeno da natureza feminina? Por que da outra natureza é que não é! Estou na menopausa, pergunto? Não, não tenho vermelhão na face, respondo. Só mesmo esse suor acima e abaixo dos lábios, nas bochechas, na testa, nuca, que meu interlocutor chega a acreditar que sua analista está numa sauna. Exame daqui, exame dali e vemos que está tudo excelente. Tanto que recebo uma advertência: você pode engravidar! Eu??? Ficou doido? Tiro, rapidamente da bolsa, meu novo amigo, inseparável, – um leque – e começo a me abanar, freneticamente, para afastar essa possibilidade tanto quanto o calor, que agora é generalizado. Não tem remédio? Uma mágica? Um chá gelado? Qualquer coisa que de madrugada não me faça acordar achando que estou num banho turco? Ele me atira no rosto, como se fosse um lenço de papel, a pergunta: Como vai sua libido? Vai muito bem obrigada! Então, caríssima, tenho que lhe dizer que é só exercitá-la mais ainda! Maissss??? Quantas horas de academia sexual? Séries de quanto? Diariamente, três vezes por semana? Tem melhor horário? Roupas fit dry são desnecessárias, né? E o calor vai melhorar? Vou parar de derreter? Então tá! A partir de hoje fica decretado: EXERCÍCIO DA LIBIDO EXTERMINA DERRETIMENTO. Mas será que não vai piorar o aquecimento global? Oh dúvida!

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

DA MINHA PRECOCE NOSTALGIA

Quando eu for bem velhinha, espero receber a graça de, num dia de domingo, me sentar na poltrona da biblioteca e, bebendo um cálice de Porto, dizer a minha neta:
- Querida, venha cá. Feche a porta com cuidado e sente-se aqui ao meu lado. Tenho umas coisas pra te contar. E assim, dizer apontando o indicador para o alto: - O nome disso não é conselho, isso se chama corroboração! Eu vivi, ensinei, aprendi, caí, levantei e cheguei a algumas conclusões. E agora, do alto dos meus 82 anos, com os ossos frágeis a pele mole e os cabelos brancos, minha alma é o que me resta saudável e forte. Por isso, vou colocar mais ou menos assim: É preciso coragem para ser feliz. Seja valente. Siga sempre seu coração. Para onde ele for, seu sangue, suas veias e seus olhos também irão. E satisfaça seus desejos. Esse é seu direito e obrigação. Entenda que o tempo é um paciente professor que irá te fazer crescer, mas escolha entre ser uma grande menina ou uma menina grande, vai depender só de você. Tenha poucos e bons amigos. Tenha filhos. Tenha um jardim. Aproveite sua casa, mas vá a Fernando de Noronha, a Barcelona e a Austrália. Cuide bem dos seus dentes. Experimente, mude, corte os cabelos. Ame. Ame pra valer, mesmo que ele seja o carteiro. Não corra o risco de envelhecer dizendo "ah, se eu tivesse feito..." Tenha uma vida rica de vida. Vai que o carteiro ganha na loteria - tudo é possível, e o futuro é imprevisível. Viva romances de cinema, contos de fada e casos de novela. Faça sexo, mas não sinta vergonha de preferir fazer amor. E tome conta sempre da sua reputação, ela é um bem inestimável. Porque assim, as pessoas comentam, reparam, e se você der chance elas inventam também detalhes desnecessários. Se for se casar, faça por amor. Não faça por segurança, carinho ou status. A sabedoria convencional recomenda que você se case com alguém parecido com você, mas isso pode ser um saco! Prefira a recomendação da natureza, que com a justificativa de aperfeiçoar os genes na reprodução, sugere que você procure alguém diferente de você. Mas para ter sucesso nessa questão, acredite no olfato e desconfie da visão. É o seu nariz quem diz a verdade quando o assunto é paixão. Faça do fogão, do pente, da caneta, do papel e do armário, seus instrumentos de criação. Leia. Pinte, desenhe, escreva. E por favor, dance, dance, dance até o fim, se não por você, o faça por mim. Compreenda seus pais. Eles te amam para além da sua imaginação, sempre fizeram o melhor que puderam, e sempre farão. Cultive os amigos. Eles são a natureza ao nosso favor e uma das formas mais raras de amor. Não cultive as mágoas - porque se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida é que um único pontinho preto num oceano branco deixa tudo cinza. Era só isso minha querida. Agora é a sua vez. Por favor, encha mais uma vez minha taça e me conte: como vai você?
(Por Maria Sanz Martins - Recebi como colaboração da amiga Miraci) 




segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

EXIGÊNCIAS DA VIDA MODERNA: HAJA FÔLEGO!


Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro. E uma banana pelo potássio.
E também uma laranja pela vitamina C. Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água. E depois uriná-los, o que consome o dobro do tempo. Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão).Cada dia uma Aspirina, previne infarto. Uma taça de vinho tinto também.
Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso. Um copo de cerveja, para... não lembro bem para o que, mas faz bem. O benefício adicional é que se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber... Todos os dias deve-se comer fibra. Muita, muitíssima fibra. Fibra suficiente para fazer um pulôver.Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente. E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cem vezes cada garfada. Só para comer, serão cerca de cinco horas do dia. UFA !!!
E não esqueça de escovar os dentes depois de comer. Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e enquanto tiver dentes, passar fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax. Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia. CAGANDO NÉ !!! Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma. Sobram três, desde que você não pegue trânsito. TÁ DIFICILLLLL !
As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia. Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a voltar, ou a meia hora vira uma). E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar das minhas amizades quando eu estiver viajando. Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para comparar as informações. Ah! E o sexo!!! Todos os dias, um dia sim, o outro também, tomando o cuidado de não se cair na rotina. Há que ser criativo, inovador para renovar a sedução. Dizer EU TE AMO, toda hora, ''ainda pego quem inventou essa neura... que saco!!!'' Isso leva tempo e nem estou falando de sexo tântrico. Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e espero que você não tenha um bichinho de estimação. Se tiver tem que brincar com ele, pelo menos meia hora todo dia, para ele não ficar deprimido...
Na minha conta são 29 horas por dia. A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo!!! Tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os dentes ao mesmo tempo.
Chame os amigos e seus pais, seu amor, o sogro, a sogra, os cunhados... Beba o vinho, coma a maçã e dê a banana na boca da sua mulher. Não esqueça do EU TE AMO, (Vou achar logo quem inventou isso, me aguarde). Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho e se sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésio. Agora voce tá ferrado mesmo é se tiver criança pequena, ai lascou de vez, porque o tempo que ia sobrar para você, meu, já era. Criança ocupa um tempo danado. Agora tenho que ir. É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao banheiro e correndo. E já que vou, levo um jornal... Tchau... Se sobrar um tempinho, me manda um e-mail.
( Mais uma de Luís Fernando Veríssimo que eu amoooo de viver)

domingo, 21 de fevereiro de 2010

O SAL TERRA


Como vocês já sabem, sou a caçula de seis mulheres... Tenho então alguns cunhados que amo de viver. Cada um tem lugar cativo no meu coração, mas Jorge, casado com minha irmã Janete ocupa dois lugares!!! As afinidades são muitas e quem me levava para dançar nas discotecas, fica cativo para o resto da vida. Pois não é, que recebi um e-mail dele se solidarizando com a MINHA mangueira e confessando que é meu leitor!!! Adivinhem? Síndrome de T.M.A. (TÔMEACHANDO) baixou e não vai ir embora de jeito nenhum rsrs. Ele me mandou um vídeo, bacanérrimo, do Beto Guedes, músico maravilhoso, fundador do Clube da Esquina, minerim quiném eu, com uma música/letra que diz tudo! Resposta reflexiva para a "Mulher Gato". Posto aqui, o SAL DA TERRA nas vozes de Ivete Sangalo e Roupa Nova.
É linda dimaaiiss!!! Jorginho, Bcheche, amaaaaado meu: brigadim e nem preciso dizer, mas vou: AMOOO VOCÊ CUNHADINHO!!!

sábado, 20 de fevereiro de 2010

PORTUGAL ME ENSINANDO


Quando estive em Portugal fiquei encantada com a beleza das cidades que conheci, os prazeres da boa mesa, e principalmente com o bom humor e simpatia do povo lusitano. Quando retornei, saí perguntando para os amigos, bem mais viajados que eu, o porquê de não incluírem Portugal nos seus roteiros de viagens. Obtive muitas respostas e a mais ouvida foi que," Portugal melhorou muiiito depois que entrou para a comunidade européia". Me disseram que Lisboa era suja, sem infra-estrutura para o turismo etc e tal. Não sei dizer se era assim... A.C.E e D.C.E. (antes da comunidade européia e depois). Sei que assim que vi essa placa, saquei a máquina da bolsa e corri para tirar uma foto, pois além de achá-la bacanérrima, concordava plenamente. Uma cidade é feita das pessoas que nela habitam, de seus costumes, tradições, artes, boas maneiras, simpatia. Como anfitriões que nos recebem em suas casas, assim também o povo de qualquer lugar do mundo! E isso, a meu ver, não está ligado a uma entidade. Ou está? Confesso que se fosse pelos funcionários do aeroporto de Lisboa - que carecem de algumas aulas de educação, calma, bom humor - não teria passado um dia sequer em Portugal. Mas imaginei que eles eram somente o porteiro, segurança, mal remunerados, da casa que estava a adentrar e que meus anfitriões verdadeiros, o povo, estavam me aguardando. Valeu a pena! Tanto que quero conhecer, ainda mais agora com meus novos amigos portugueses aqui cativados - amados meus -  outras  cidades e lugarejos. Enquanto andava pelas ruelas, lindas, de Sintra, encontrei um muro com esse escrito:

Não precisei de mais nada! Com a cabeça deitada nos "travesseiros e queijadas" continuei meu sonho... Entre uma conversa aqui, um golinho de Ginjinha dali, só acordei quando Seu Simão - o motorista que nos levou a sonhar - me pergunta:
-Oh Dona Regina, a Sra. sabe a diferença entre Padre e Mercedes?
- Não, nem faço idéia!
_ Padre reza e Mercedes Benzi.
Acordar rindo, de qualquer sonho, é bom demais, vocês não acham?
"Tenho em mim todos os sonhos do mundo." (F. Pessoa)
"Matar o sonho é matarmo-nos. É mutilar a nossa alma. O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso." (F.Pessoa)

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

A VIDA EM PRETO E BRANCO

Em 1970 quando o Brasil foi tri-campeão do mundo de futebol, minha mãe comprou uma TV colorida. Lembro-me da alegria de assistirmos à copa, coloridamente, com a casa abarrotada de vizinhos e amigos que ainda não tinham essa novidade. Como era muito menina, tinha que suplicar para que me deixasse assistir ao Bem-Amado – primeira novela colorida – que só era transmitida às 22hs, horário que criança já deveria estar na cama, sonhando com os anjos. As cores me encantavam. Vivas, fortes, enchiam meus olhos, incrédulos, de fascínio. Com o tempo, essa mágica se torna comum, e nossos olhos se acostumam tanto com as cores, que esquecemos de como é a vida em preto e branco. Há quinze dias tive “picos” de luz em casa, e após o segundo corte de energia, a imagem da minha TV ficou preta e branca. É estranho... Bem parecido com a vida: está tudo nos seus devidos lugares, a gente está tão, confortavelmente, acostumada que até nos esquecemos que, de uma hora para outra, pode acontecer uma desilusão, perdas, doenças, desarrumá-la deixando-a preta e branca! Só aí damos falta da cor... Estávamos tão acostumados! O desconforto faz com que saiamos do lugar. Minha TV tem 16 anos de vida útil e segundo meu sobrinho, na hora de trocar por uma mais moderna. Não tinha essa intenção mas, semelhante à vida, é quando a gente dá um basta, de vez, pára de reclamar, lastimar, e corre atrás, para recolocar as cores em nossas vidas. Podemos até continuar e nos reacostumar com o preto e branco. Eu, pessoalmente, prefiro a minha matizada com todas as cores e nuances possíveis. Preto e branco só temporariamente...

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

MANGUEIRA DÁ MORCEGO

Estou no meio de jacarandás, sibipirunas, ipês, paus-brasil, flamboyants, paineiras, além das inúmeras árvores frutíferas. Essa maravilha da natureza  me fez lembrar o aborrecimento que passei nessa última semana. Não nasci na roça, sou da cidade de pedra mesmo mas, aprendi, desde muito pequena, a amar a natureza, respeitá-la e frequentá-la sempre que possível. Na minha casa e nos meus locais de trabalho sempre insisto em colocar um verdinho, que alegra minha alma e minimiza os efeitos do concreto. Ao lado da minha casa há um lote vago onde reina uma majestosa mangueira. Da sala de jantar, nas primeiras horas da manhã, tenho esse privilégio de tomar o café da manhã observando suas folhas recém nascidas, suas flores e cada fruto que de tantos, fazem sua majestade se cruvar um pouquinho.Me apossei dela assim sem mais nem menos. No meio de tanto concreto ela me faz acreditar que a roça invadiu minha casa. Na última quarta-feira, quando estávamos almoçando, começo ouvir um barulho de serra elétrica... Debrucei na janela e vi Seu Hilton - porteiro do prédio - cortando sem dó nem piedade, a MINHA mangueira! Não acreditei e comecei a gritar feito uma louca:
- Seu Hilton, Seu Hilton, para com isso!
- Não posso. 
- Não pode porquê? Quem mandou o Sr. cometer esse assassinato? Paaaaaaara já!!!
- Foi a síndica, por causa dos morcegos.
- ??????? Que morcegos? O Sr. ficou louco????
- Mangueira dá morcego "Dra."!
- ??????? Mangueira dá manga! Paaaaaaara com isso agora mesmo!
E enquanto íamos berrando, eu do lado de cá e ele do lado de lá, seus galhos íam caindo lentamente um a um...
-Vou chamar a polícia, vou ligar para a Prefeitura (Departamento de Parques e Jardins) e o Sr. vai preso. Onde está a autorização?
Após essa ameaça, saí da janela muito triste mesmo e me sentindo derrotada. Não sei se foi isso, ou se ele se sentiu penalizado com a minha dor mas, a serra elétrica silenciou. Da minha majestosa mangueira restou o tronco e poucos galhos... Vou ter que aguardar muitos meses para vê-la, novamente, alegrando minhas refeições. Mas enquanto isso, encomendei um Batman para invandir a casa da síndica... Quem sabe assim, ela não satisfaz seus desejos de Mulher Gato?

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

POEMA DA MENTE

Poema DA MENTE  (Affonso Romano de Sant'Anna)

Há um presidente que mente,
Mente de corpo e alma, completa/mente.
E mente de maneira tão pungente
Que a gente acha que ele, mente sincera/mente,
Mais que mente, sobretudo, impune/mente...
Indecente/mente.
E mente tão nacional/mente,
Que acha que mentindo história afora,
Vai nos enganar eterna/mente.















É PRÁ RIR OU PRÁ CHORAR?

Os humoristas fazem essas coisas geniais com os fatos políticos, e nós, fazemos o quê? Rimos!


terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

ORAÇÃO FEMININA


 
"Senhor me ajude a nunca desistir de ser mulher. Coloque um espelho no meio do meu caminho entre a lavanderia, o supermercado, o sapateiro... E que, ao me olhar, eu goste do que vejo. Não deixe que eu passe uma semana sem usar batom bem vermelho, uma bota bem alta ou um jeans bem justo. Proteja meus cabelos do vento, os brincos e anéis dos olhares invejosos. Nunca deixe faltar na minha vida comédias românticas e boas depiladoras. Se eu tiver vontade de chorar, faça com que eu chore um dilúvio. E que tenha saído de casa sem pintar o olho. Para cada dia triste, me dê uma vitrine com sapatos lindos.
Já que eu nunca pedi milagres, faça com que minhas celulites sejam ao menos discretinhas. Me dê saúde, tempo livre, o silêncio... E que nunca falte perfume na minha bolsa. Nos engarrafamentos, faça com que ligue o rádio e esteja tocando minha música preferida. Me dê forças para comer mais saladas e frutas. Cegue meus olhos para as sujeiras dos cantos. Ajude para que eu chegue do trabalho inteira. Em dias difíceis me dê persistência para seguir na dieta. Dê também firmeza para os seios...
Proteja minhas poucas horas de sono e não me julgue mal caso eu não acorde na hora.  Não deixe que minha testa fique tão franzida a ponto de parecer uma saia plissada. E eu, uma louca estressada. Faça com que o sol seja meu personal trainer, meu complexo de vitaminas, meu carregador de bateria...
Mas quando eu pedir um diazinho de chuva, não pergunte porquê. Para cada batata quente no trabalho, me dê um café recém-passado. Entenda que, quando rezo para cancelarem uma reunião (não é gastar reza à toa, pode ter certeza). No meio de tudo isso, faça com que eu ache tempo para: virar namorada de novo, ir no cinema, jantar fora, dormir abraçadinha...
Ilumine o espelho do banheiro e proteja meus cremes e segredos...
Ajude a não faltar gasolina e não furar o pneu e, por favor, afaste os motoqueiros do meu retrovisor.
Senhor, por pior que seja o meu dia... Faça com que ele termine, e não eu.
Amém." (Fonte Internet) Em ritmo de terça-feira gorda! Tá acabaaaaando o estercufuliaaaaaa gente!!!!!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

SOU DO MUNDO. SOU MINAS GERAIS

Um pouquinho da minha cidade para os amigos, amados, que não conhecem ficarem com vontade de vir... Os que estão no exterior diminuir, um cadim, a sôdade (Fê, Ieda, Zé...) Na voz do nosso Milton Nascimento, Clube da Esquina, e cia. Lindim diiimaiiisss, sô!




domingo, 14 de fevereiro de 2010

AMOR TRABALHOSO TOMA TEMPO


“Não há tempo para a monotonia do previsível. Há tempo para o trabalho. E tempo para o amor. Isso nos toma todo o tempo.” (Coco Channel)
Essa situação, posso assegurar, não foi nada previsível... Gosto muito de corridas de carro e ao longo da minha convivência com o gênero masculino passei, quase por necessidade mesmo, a adorar. Quem nunca se viu numa madrugada ou manhã de domingo, sendo delicadamente forçada a assistir um GP  ao lado do companheiro, que atire a primeira pedra. Nada pode acontecer antes da largada... Talvez algo rapidinho durante e jamais nas voltas finais!!! Olhos grudados e por favor, silenciosamente, para não quebrar o clima... Então, companheiro que é companheiro fica junto até nessas horas. Dividindo, demonstrando interesse pelas escuderias, pelas pontuações dos pilotos e até dando uma de entendida, quando dá tempo de ler as novidades do GRID DE LARGADA e dos boxes, no jornal do dia anterior. UFA, verdadeiro equilibrismo! Querendo ou não, a gente acaba gostando também. Ano passado, quando estive na Itália, além de ver circulando pelas ruas de Milao, Firenze e Roma algumas Ferraris belíssimas, suas lojas pipocavam a cada esquina. Estando dentro de uma delas, a tchurma decidiu que em homenagem à minha paixão pelas corridas, deveria fotografar dentro de uma cópia fiel do carro de fórmula um. Boa coisa não poderia dar... Eu tenho, como já contei, 1,78m de altura e vocês sabem qual é a medida desse "cocpit"? Entra logo, a galera dizia. Não entro, respondia. Entra... Não entro... E para não ficar nesse entra-e-sai sem fim, lá fui eu. Coisa boa não podia dar messsmo: entalei lá dentro, grudei, garrei, como vocês preferirem. Meu ser explodiuuuu pelas laterais, frente e sei lá mais onde naquele cubículo. E eu, em gargalhadas nada monótonas nem previsíveis, sem tempo de terminar (quase fiz xixi nas calças). Não imaginei, por nem um milésimo de segundo sequer, como iriam me desgrudar lá de dentro. Parto é mais fácil...posso assegurar. Mas, fui desgarrada com técnica de azes da velocidade e já estou aqui, esquentando os motores, aquecendo os pneus (os do corpo mesmo) para a temporada 2010 da Fórmula 1.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

ESTERCUFULIA


Estamos na semana que iniciará o carnaval no Brasil. Festa popular esperada, mais que desejada, por vários motivos. O meu começa bem mais cedo que o de todos. Explico: sou vizinha de uma aglomeração chamada Papagaio, mais conhecida como Morro do Papagaio. É, é isso mesmo que vocês estão pensando, uma das maiores favelas aqui de Beagá! Quando nos mudamos para cá, a família e amigos ficaram preocupadíssimos com assaltos, balas perdidas e congêneres. Nunca aconteceu nadica nesses, já, seis anos que aqui estamos, e para minimizar um cadim a aflição do povo, resolvi rebatizá-lo. Quando perguntam onde moro, respondo: "Village Papagaio" e com toda essa chiquesa de nome (o povo é bobo mesmo!) deixaram de se preocupar. Voltando ao carnaval... Alguém conhece um morro que não tenha roda de samba, pagode e afins? Morro que é morro tem escola de samba e os meus vizinhos começam o treino nos primeiros dias de janeiro. Bumbos, tamborins, cuicas tocam todos os dias das 20 às 22hs, initerruptamente, e só dão uma paradinha básica para acertar o compasso e não atravessar. Nos primerios dias acho ótimo, mas lá pelo terceiro, quando percebo que o volume da TV e das nossas vozes vai parar nas alturas, fico doidinha para o carnaval passar logo! Vocês nem imaginam o que seja um bumbumpaticumbum, na cabeça, quando, depois de um dia de trabalho, você quer mais o aconchego e o silêncio da sua casa!!! Já fui a muitos bailes de carnaval, já assisti ao desfile no Rio (recomendo, experiência fantástica) e até mesmo desfilei na Sapucaí. Hoje, quero outra coisa...Um outro tipo de som entrando pelos meus ouvidos. Nem mesmo pela TV dou conta de ouvir! Então vou para a fazenda... A longa mesa da cozinha, garrada no fogão de lenha, é nossa avenida. Zé Renato e Syl nossos mestre e sala e porta-bandeira. O galo cantando de manhã bem cedinho, os canários, trinca ferros, sabiás, tizius, tico-ticos, melros, coleirinhas, a bateria nota dez! As flores dos pessegueiros, amoras, jabuticabas, abius, mexericas, ameixas, ao lado dos pés de manacá e das infinitas orquídeas são o nosso adereço mais que perfeito. As alas da harmonia, felicidade, alegria, amizade, cumplicidade, bom humor, desfilam naturalmente sem errar um passo sequer. Nosso público? Zara, Bianca, Dara, Sheik, Scott, Luana, Raj, Suria, Max - cavalos, éguas, cachorros e vacas também, assintindo nossa escola de samba passar, nesses dias de folia e brincadeira... Quando contei a uma amiga - MarySexy- que assim iria passar meu carnaval, ela disse: - Ah Rê, você vai então pró "Esterco Folia"! As meninas da Fani vão também.  Agora pergunto: tem folia melhor que essa? Compro meu ingresso com um ano de antecedência e a partir desse, entra oficialmente no calendário, de quem assim desejar ,o ESTERCUFOLIA DE SANTA MATILDE!!!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

AQUILO QUE NOS CATIVA: VIDA

Cheiro e gosto de café bem forte e quente

Boca lambuzada de sorvete
A saudade diminuída
Sorriso de genuína alegria
Lágrimas da mais pura dor
Suor da labuta diária
Festa surpresa
Fala mansa no ouvido, olho no olho, pés encostados em noites frias, o silêncio absoluto partilhado...
Namorar no balanço da rede
Dirigir cantando na estrada
Arquitetar artes, ser menino (a)
Viajar, brincar, pular, gritar, correr, espreguiçar e até espernear
Correr atrás dos sonhos e saber que o intervalo entre eles é que é viver, nos cativa
Enrolar os cabelos entre os dedos
Bichinho recebendo carinho... Ser feliz no varejo da vida
Fé, esperança, sinceridade, muito obrigado e generosidade também nos cativa...
E aí de pé no chão, encher os vasos da casa de flores, perfumar o quarto com água de cheiro... e depois, de banho tomado, esparramar nosso ser pela vida, percebendo que é preciso de muito pouco para ser feliz.
A vida, bem simples, nos cativa eternamente.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

AQUILO QUE NOS CATIVA: EMOÇÕES

O amor nos cativa...

À força de falarmos dele, nos apaixonamos, como se fosse a primeira vez...
Carinho que nunca é demais...
Amar sempre, todos os dias, que sem amor tudo o mais é triste vazio...
O apaixonado olhar do homem ou mulher de nossas vidas... mãos e corações atados...
Beijo na boca nos cativa
Gravidez, milagre de uma nova vida, maternidade-paternidade, dois em um...
O primeiro choro, o primeiro sorriso, a ternura do ser pequenino, dedicação, doçura, carinhos e cuidados
Um sorriso de criança, até mesmo banguela, gesto de ternura inocência...
Nos cativa o amor no fundo dos olhos, janela da alma...
A vida, amorosamente, nos cativa!

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

AQUILO QUE NOS CATIVA: IN AMICIZIA AMICO

Ter um anjo enviado por D’US chamado amigo, nos cativa. É sentir mesmo muito distante, a amiga presença, de uma maneira cósmica, bem pertinho da gente: ele vem, com ele posso contar...
Esse apetitoso encontro de amigos, à volta de uma boa mesa, saboreando a comida e a amizade, sem pressa, nos cativa...
A doçura do trato que aproxima e traça registros inesquecíveis...
Essa amizade eterna ou efêmera... eterna dos amigos de infância e dos que vão aparecendo pela vida, intensa e permanente, generoso ser, solidário permanecer ...efêmeras, conhecidas em viagens, partilha de vida vivida.
Nos cativa a amizade, de todas as formas, pois não há solidão mais triste, do que a do homem sem amizades. A falta deles faz com que o mundo pareça um deserto.
Nos cativa a idéia de manter o blog, que nos trouxeram tantos e bons amigos, que amamos incondicionalmente, pela energia que nos dão e que nunca imaginamos merecer. Mas os amigos são assim mesmo, só querem ver o melhor de nós.
Sair com eles, conversar e desconversar...
Nos cativa um sorriso, a escuta da palavra amiga, o terno abraço fraterno, amizade pura, o recebido apoio, o inesperado afago, mesmo que de um desconhecido...
A vida, amicizia amico, nos cativa.



terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

SELINHO


Ganhei da amada Mariza, "mestra" nossa de todos os dias. Seu blog: http://marebrisadosaber.blogspot.com/  As regras são:
1- Publicar e dizer quem te ofereceu o Selinho.
2- Responder as seguintes perguntas:
Você ama? Meus Amadossssss...
Você adora? Viver conectada com "ELE".
Você deseja? Ajudar a fazer a diferença...
Você sonha? Sair por esse mundão de D'US, sem hora prá chegar... nem prá ir embora... rsrs
Você é? "Eu sou o que sou"
3- Indicar e avisar quantos blogs quiser para receber o Selinho.
http://o-lado-b-da-vida.blogspot.com/
http://www.bazartamanhounico.blogspot.com/






AQUILO QUE NOS CATIVA: IN ARS


Papel em branco aguardando a escrita, prazer de sentir as palavras brotarem dos nossos dedos, enchendo de cor espaços outrora vazios...abstração...libertas inspiração...
Um livro a ser desvendado...mergulho...
Nos cativa a poesia
Seja com rima ou sem ela 
Drummond, Adélia, Clarice, Fernando, Quintana com sua poesia imortal...
As artes e o gosto pela paleta e pincéis, colorido na vida quando fica em tons cinzentos...
Música, vaguear no tempo e no espaço, visitando memórias, viajando ao encontro dos sonhos, aninhados num abraço...
Dançar, entregues à leveza, lentamente... 
Cantar, desafinar, entrelaçar os dedos no barro...
Fotografia, luz contraste da sombra, captura de momento único, expressão de sentimento, revivência no depois...
Arquitetar artes nos cativa, ser livre de acreditar no inacreditável, fantasiar o presente, sonhar o futuro doce e colorido.
A vida, ars, nos cativa. 

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

AQUILO QUE NOS CATIVA: IN NATURA



Nos cativa a Mãe Natureza, respeito e redução à nossa insignificância...
Sua magia em cores e formas, o cheiro, o som da floresta densa, da terra molhada...
O colorido mais que perfeito das flores, o esplendor do girassol, vasos de violeta na janela, gerânios no jardim e a flor do jacatirão...
A música dos pássaros nos cativa...
Um rio de águas claras, banho de cachoeira, volta às origens... movimento incessante do seguir em frente, vencendo obstáculos, suavizando pedras, fertilizando as terras... A beleza sagrada das ondas revoltas do mar...
Nos cativa o sol do dia, calor, seus raios dourando a pele numa tarde de praia e depois o horizonte, aguardando ele se pôr... nas montanhas
O leve cair do floco de neve, e tão delicado branco imaculado, poderoso suficiente para de um vazado vestir vales e montanhas...
Noite de lua cheia e enxergar coelho dentro dela...O céu, as estrelas sobre nós... preciosas pedras, desejantes que nos abramos para sua luz... Banho de chuva, inesperadamente, que faxina a alma, o vento a nos bater como carícia, simplicidade, pureza, lembrança pulsante de estarmos vivos... A vida, in natura, nos cativa.









O NOSSO ME CATIVA... EXPLICAÇÕES

Vocês não fazem idéia de como fiquei, felizzzz, com a ajuda de todos no Aquilo que me cativa! Quero agradecer a cada um que colaborou, que pôs de si, se implicando, se envolvendo... aqui, nesse espaço: OBRIGADA!!! Algumas advertências (não é do Ministério da Saúde não, rsrs): como ficou precioso demaisssss, decidi postar o “Aquilo que nos cativa” em partes... Já peço desculpas pela mexida que dei rsrs. É, por assim dizer, uma releitura e como tal, uma traição aos depoimentos originais. Sorry! Cada um de vocês irá, com certeza, enxergar sua palavra, frase. Essa mistura é puro prazer e magia. Constatação de afinidades...amizades...amor. Quero, ainda, fazer um agradecimento em especial ao Kimbanda, amado amigo, do blog http://www.serradaleba.blogspot.com/  que atendendo a mais um pedido meu (sou “pidona” pra caramba rsrsrs), criou as imagens únicas para cada post. Visitem http://www.armenios-pub.pt/ e poderão ver que artista ele é! Amado: OBRIGADA, mais uma vez e sempre!!!! Espero que gostem do AQUILO QUE NOS CATIVA. Beijuuss recheados de alegria e iluminados com amor, no coração de cada um! Vocês me cativam todos os dias!!!
O NOSSO ME CATIVA TEVE A AJUDA (intimação não tem jeito de recusar rsrs) PRECIOSA DE:


http://vitorchuva-shortstories.blogspot.com/
2. Alexandre Correia http://www.asviagensdealex.blogspot.com/
3. Manuel Marques http://www.arrozcomtodos.blogspot.com/
 (Constância Vila Poema)
4. Kimbanda/Humberto http://www.serradaleba.blogspot.com/
5. MarySexy
6. Ieda Dias http://www.oquevivipelomundo.blogspot.com/ 
7. Hugo Martins http://www.viagenslacoste.blogspot.com/
8. Mariza
http://www.omareabrisadoprazerdeaprender.blogspot.com/
9. Carolzinha http://www.bazartamanhounico.blogspot.com/
10. Eyala Deusa da Lua http://www.cubatas-club.blogspot.com/
11. Fê Costta http://www.viaggio-mondo.blogspot.com/
12. Ricardo Calmon http://www.viverpuramagia.blogspot.com/
13. Silvana Nunes
http://www.silnunesprof.blogspot.com/14. Miguel Ângelo http://www.o-lado-b-da-vida.blogspot.com/
15. José Luiz Foureaux http://www.foureaux.wordpress.com/
16. Jorge http://www.kanimambo-carlos.blogspot.com/
17. Luiz Carlos Amorim
http://www.luizcarlosamorim.blogspot.com/ (Crônica do Dia)
18. Rui da Bica http://www.coisas-da-fonte.blogspot.com/
19. Maria Izabel Viégas
http://www.memoriasdevidaspassadas.blogspot.com/
20. Denise http://www.baliar.blogspot.com/
















1. Vitor Chuva

domingo, 7 de fevereiro de 2010

PENSÃO ALIMENTÍCIA

Quem me conhece, um cadinho, sabe que amooooo de viver todas as manifestações artísticas. Se fosse possível, tinha uma vontade de "dissecar" as mentes que criam todas essas maravilhas... Como serão as sinapses neuronais desse povo? Agora cá entre nós: imaginação, criatividade, move e remove o mundo!!! Esse é para terminar o final de semana rindo... e começar a semana com as pilhas recarregadas. YESSSSSSSS!!!


UM DIA DE DOMINGO

Eu preciso te falar
Te encontrar de qualquer jeito
Pra sentar e conversar
Depois andar de encontro ao vento
Eu preciso respirar
O mesmo ar que te rodeia
E na pele quero ter
O mesmo sol que te bronzeia
Eu preciso te tocar
E outra vez te ver sorrindo
E voltar num sonho lindo
Já não dá mais pra viver
Um sentimento sem sentido
Eu preciso descobrir
A emoção de estar contigo
Ver o sol amanhecer
E ver a vida acontecer
Como um dia de domingo
Faz de conta que ainda é cedo
Tudo vai ficar por conta da emoção
Faz de conta que ainda é cedo
E deixar falar a voz do coração
(Letra da música "Um dia de Domingo", de Michael Sullivan e Paulo Massadas, eternizada na maravilhosa interpretação de Gal Costa e Tim Maia )

sábado, 6 de fevereiro de 2010

TECNOLOGIA MARITAL

Encontrei com várias amigas para colocarmos as fofocas em dia e iniciar, em grande estilo, nosso ano de 2010. Todas, depois das merecidas férias de janeiro, traziam novidades e muita alegria. Já sabia que, quando estamos desacompanhadas, as bobagens correm livres, leves e soltas... Mas, "mininas" amigas amadas, esse ano bateu toooodos os outros rsrs. Quem disse que quando homens se encontram é um terror, é porque, nunquinha ,participou de um desses rsrs. Não resisti...e de todas as que copiei, entre um mojito e outro, tinha que colocar, especialmente essa, em homenagem aos maridos nossos de todo dia rsrs. Fiquem preocupadas naummmm, que eles não passam por aqui (eu creio!!!). As outras "pérolas"  meu superego naummmm permitiu rsrs. Beijuuss amadas e até o próximo (espero que seja rapidim para não deixar a pilha descarregar rsrs)
Vocês sabem o que é um marido CD?
- É o marido que come e dorme...
E o marido CD+R?
- É o marido que come, dorme e ronca...
E um marido DVD?
- É aquele que deita, vira e dorme...
E o marido DVD+R?
- É o que deita, vira, dorme e...ronca.
Ahhhhh...nada como os antigos VHS!!!
Vááááááárias horas de sexo! 
Porque hoje é sábado e amanhã é domingo... Viva a alegria, a risada mais gostosa...

MOTEL





Mirtes não se aguentou e contou para uma Lurdes:
- Viram teu marido entrando num motel.
A Lurdes abriu a boca e arregalou os olhos. Ficou assim, uma estátua de espanto, durante um minuto, um minuto e meio. Depois pediu detalhes.
- Quando? Onde? Com quem?
- Ontem. No Discretíssimu's.
- Com quem? Com quem?
- Isso eu não sei.
- Mas como? Era alta? Magra? Loira? Puxava de uma perna?
- Não sei, Lu.
- Carlos Alberto me paga. Ah, me paga.
Quando o Carlos Alberto chegou em casa a Lurdes anunciou que iria deixá-lo e contou por quê.
- Mas que história é essa, Lurdes?  Você sabe quem era a mulher que estava comigo no motel. Era você!
- Pois é. Maldita hora em que eu aceitei ir.
-Discretíssimu's! Toda a cidade ficou sabendo. Ainda bem que não Identificaram-me.
- Pois então?
- Pois então, que eu tenho que deixar você. Não vê?
É o que todas as minhas amigas esperam que eu faça. Não sou mulher de ser enganada pelo marido e não REAGIR.
- Mas você não foi enganada. Quem estava comigo era você!
- Mas elas não sabem disso!
- Eu não acredito, Lurdes! Você vai desmanchar nosso casamento por isso? Por uma convenção?
- Vou!
Mais tarde, quando uma Lurdes estava saindo de casa, com as malas, o Carlos Alberto interceptou um ..
Estava sombrio:
- Acabo de Receber um telefonema - disse ..
- Era o Dico.
- O que ele queria?
- Fez mil rodeios, mas acabou me contando. Disse que, como meu amigo, tinha que contar.
- O quê?
- Você foi vista saindo do motel Discretíssimu de ontem, com um homem.
- Mas você era o homem!
- Eu sei, mas eu não fui identificado.
- Você não disse que era você?
- O que? Para que os meus amigos pensem que eu vou a um motel com minha própria mulher?
- E então?
- Mas Desculpe, Lurdes, ...
- Mas o quê?
- Vou ter que te dar uma surra ...
(Luiz Fernando Veríssimo que eu amoooo de viver rsrsrs)
MORAL DA HISTÓRIA: DEVEMOS CUIDAR APENAS DA NOSSA SAÚDE, POIS DA NOSSA VIDA, TODO MUNDO CUIDA ...
E como hoje é sábado e amanhã é domingo...vamos rir!!! 








sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

OVELHAS

Um pastor de ovelhas estava cuidando de seu rebanho, quando surgiu pelo inóspito caminho uma Pajero 4x4 toda equipada. Parou na frente do velhinho e desceu um cara de não mais que 30 anos, terno preto, camisa branca Hugo Boss, gravata italiana, sapatos moderníssimos bicolores, que disse:
- Senhor, se eu adivinhar quantas ovelhas o senhor tem, o senhor me dá uma?  Sim, respondeu o velhinho meio desconfiado.
Então o cara volta pra Pajero, pega um notebook, se conecta, via celular, à internet, baixa uma base de dados, entra no site da NASA, identifica a área do rebanho por satélite, calcula a média histórica do tamanho de uma ovelha daquela raça, baixa uma tabela do Excel com execução de macros personalizadas, e depois de três horas, diz ao velho:
- O senhor tem 1.324 ovelhas, e quatro podem estar grávidas.
O velhinho admitiu que sim, estava certo, e como havia prometido, poderia levar a ovelha. O cara pegou o bicho e carregou na sua Pajero.
Quando estava saindo, o velho perguntou:
- Desculpe, mas se eu adivinhar sua profissão, o senhor me devolve a ovelha?
Duvidando que acertasse, o cara concorda.
- O senhor é advogado ?!?! diz o velhinho...
- Incrível! Como adivinhou?
- Quatro razões:
- Primeiro, pela frescura;segundo, veio sem que eu o chamasse; terceiro, me cobrou para dizer algo que já sei; e quarto, nota-se que não entende merda nenhuma do que está falando: devolve já o meu cachorro!!!!
(Meus amados amigos advogados: é brincadeirinha, viuuuu???rsrsrs) 
Ocorreu um erro neste gadget