Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

ATRAVESSAMENTOS

Hoje, novamente, acordei atravessada. Entre minha vontade e meus talentos naturais. A vontade não é um talento natural. Não pode se confundir com a força, beleza ou a inteligência. Delas podemos nos servir para conseguir outras coisas. Já usei da força para carregar malas em viagens. E da paciência também, sempre necessária para outros malas. Verdadeiros containers. Neste exato momento, estou me servindo de um pouco de inteligência para escrever essa postagem. Quanto à beleza, só me resta observar como alguns outros a usam e abusam para este ou aquele fim.
Já a vontade não pode ser instrumento. Não posso usar a vontade. Por uma razão: é ela que usa. É a vontade que faz uso da força, da beleza, da inteligência ou de qualquer outro recurso que temos.  Dessa maneira, minha vontade já deliberou pelo uso da força de meus braços para carregar malas. Já deliberou também pelo uso da inteligência para esse escrito. Assim, a vontade nunca é meio, mas agente. É a mão que opera não a ferramenta. Tenho que diferenciar as coisas. A primeira é o talento natural. Para os gregos, esses talentos eram a própria virtude. Por isso, uns eram melhores do que outros. Os cristãos não estavam de acordo com isso. Para eles, tais talentos não valem por si.
A segunda é o uso desse talento. Este uso se materializa numa conduta. Conduta concreta no mundo. Como o salvamento de alguém pelo uso da força. Como a sedução de alguém pelo uso da beleza. Como a instrução de alguém pelo uso da inteligência. Percebem que, aqui, o talento é usado como instrumento para outra coisa? Força, instrumento para salvamento. Beleza, instrumento da sedução. Inteligência, instrumento da instrução.
A terceira é a vontade. Que não se confunde nem com o talento nem com seu uso. Que não é nem força, nem o ato de salvamento. Nem a beleza, nem o ato de sedução. Nem a inteligência, nem o ato de instrução. Porque a vontade é o agente que delibera colocar força em ato de salvamento. Delibera colocar a beleza em ato de sedução. Delibera colocar a inteligência em ato de instrução. É o que está por trás do uso da força, da beleza e da inteligência. É decisão de usar o talento por esta ou aquela razão: eis a vontade! Vontade que decide sobre o uso a ser dado ao talento.
E quando se descobre que é desprovido de talento? E o que importa é o resultado [segundo os utilitaristas] não a vontade? Acorda-se assim... repleta de atravessamentos.

23 comentários:

  1. Ah, mas como você é talentosa
    O atravessamento é pura prova
    Do seu raro talento.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olha ai que explicação boa pra mim hoje!
    Bjs querida.

    ResponderExcluir
  3. Pois é Rê,
    apesar de chatos esses atravessamentos que colocam em evidência a falta, movimentam a alma.Uma hora o talento encontra o desejo...ah se encontra..
    Um beijinho
    Bia

    ResponderExcluir
  4. E se eu fico assim atravessada, no mínimo caio dura, embananada, com os miolos já retorcidos,rsrs

    Lindo teu talento e vontade de escrever bem!beijos,chica

    ResponderExcluir
  5. Ahhh... Lindo Isso " num tendi merda nenhuma " mai é Lindo!!!!

    Qdo EU alevanto-me cum esses ATRAVESSAMENTOS, primeiro sorto uns sonoros peidos que edificam meu SER... Se isso meRmo assim num arrezôrve..!!

    Lasco um monte de xingamentos "Ö¹¸ý¿æ*, lascrífozo, ¸ý¿ maledêtos, táskeuparíu e AVACAGÁ "
    Pode num arrezorvê... Mai agaranto procê que num fica um féladapusta perto docê... ahhh !! mai num fica Merrrrrrrmo.... hehehehehe

    Deussssssskiajude
    bejo e um fapt generoso...
    Tatto

    ResponderExcluir
  6. Vc arrasa em seus textos...
    é sempre bem humorada, mineresmente falado
    rsrrs são sempre muito bem degustados por
    almas sensíveis que sabem sentir o bem...

    beijo nesse Zóio lindo que ucê tem...

    ResponderExcluir
  7. eu não sei qual talento vc aborda no texto...mas talento pra escrever, inteligência e raciocínio claro, ah isto vc tem de monte.
    pelo menos no que se refere à escrever, talento é seu nome.

    (passa no meu blog q vc entende pq hj é dia dos namorados aqui no Japão tb. vi seu comentário no blog da Ná rs. Bjs)

    ResponderExcluir
  8. Imagin então se vc tivesse...rsrs
    Rê, amada minha, vê só que desencontro de opiniões aqui: nóis tudinho contra tu!!
    Tua inteligência à serviço do teu talento de escrever, então, aff...como diz a Déya, vc arrasa!!

    Manda mais, que a gente bebe tudin!!!! (sem canudin!)

    Bjossssss pra tu!

    ResponderExcluir
  9. Minha Querida
    Talento tu tens...de sobra para me baralhar toda!!!
    E se é assim em dia de "atravessamento" o que será num dia dito "normal"??? Avisas-me quando isso acontecer???
    Beijocas
    Graça

    ResponderExcluir
  10. Querida Regina!

    Eu sei amiga, vocês celebram o dia de S.Valentim em Junho :)))
    Deve dar mais jeito :))))

    Sabes o quanto te admiro como pessoa e escritora!
    O teu jeito e trejeito de escrever como seguramente falas me deixa boquiaberta sempre.
    Oh talento em pessoa, oh para ti.

    Parabéns pelo texto.

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Nossa.....que inveja (sadia) de ter o talento para escrever um texto igual a este!

    Bjs,

    ResponderExcluir
  12. SABE RE.. ANDO TÃO ATRAVESSADA POR ESSES DIAS ..E PIOR QUE ATRAVESSADA COMIGO MSMA SABE?ATRAVESSADA COM TUDO QUE PODERIA TER FEITO EM NÃO FIZ...ATRAVESADA POR AS VEZES SER PASSIVA COM COISAS QUE EU PODERIA TER MAIS ALTIVEZ...ATRAVESSADA COM AS PESSOAS QUE FAZEM DESFAZEM DAS OUTRAS SEM SABER COMO SEU CORAÇÃO VAI FICAR DEPOIS?!!! ATRAVESSADA COM O MUNDO MAIS MATERIALISTA QUE ONTEM QUE HOJE E COM CERTZA MAIS QUE AMANHÃ..TEM DIAS QUE MINHA VONTADE ACHA QUE NÃO TENHO TALENTO NENHUM..QUE MINHA VONTA DIZ PRA MIM QUE SOU FEIA BURRA...E NÃO TENHO NADA DE BOM SABIA?ASSIM QUE ME SINTO ESSES DIAS...COMO JA TE FALEI ESTOU MESMO MUITO ATRAVESSADA COMIGO MESMA!!VOCE SABERIA ME DIZER O QUE FAZER COM ESSE ATRAVESSAV=MENTO TODO ...??POR QUE QUANDO É COM ALGUEM EU DESATRAVESSO LOGO..TIRO TUDO DA GOELA E FALO FALO MESMO...E TENHO UMA VIRTUDE EU DESENTALO COM QUEM ME ENTALOU NÃO DESCONTO RAIVA DE QUEM NÃO TEM CULPA..MAS ESTAR ATRVESSADA COMIGO MESMA E DIFICIL VOU TER QUE OLHAR NO ESPELHO ATE O DIA QUE DEUS DECIDIR NÉ?BEIJOS NADA ATRAVESSADOS PRA VC...
    COMO SEMPRE ARRASOU....

    OTILIA

    ResponderExcluir
  13. Os hábitos são a vitória do tempo sobre a vontade ...

    Beijo meu.

    ResponderExcluir
  14. Querida Rê
    Adorei esta tua reflexão - eu a considero uma reflexão, e muito bem feita.
    Para além do teu talento nato, a tua vontade impôs que dissertasses acerca desses sentimentos que muitas vezes são confundidos.
    Parabéns!

    Agora deixo aqui um recadinho:

    A «Casa da Mariquinhas» festeja hoje o seu 3º.aniversário e oferece um selinho aos seus visitantes.
    Dás-me o prazer de ir buscá-lo?

    Boa semana. Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Uma dissecação e análise do talento e da vontade, como forma de cura para um "atravessamento matinal".
    Será que tudo isso foi causado por algum sonho, esquecido após o despertar?
    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Sempre ...muito bom ler vc ...gosto ... gosto da lucidez dos seus textos ... assim vou retornando e deixando meus rabiscos aqui .. e que bom saber que temos afinidades ,,,, bjos

    ResponderExcluir
  17. Hummm!
    Que delicia. Quanta sensibilidade em estar "atravessada".
    Adoro ler voce!
    Me emociono!

    beejo e boa semana

    ResponderExcluir
  18. Minha benhê... Tu tem o maior de todos os talentos: o de amar desmedidamente, isso ninguém te supera. E repare, esse talento pra expor em palavras essas belíssimas reflexões, não enxerga não?

    Tu vai atravessar esse mar um tanto bravio, vai desemperrar tudinho, vai sim! E aqui nóis tudo remando junto.

    Beijo, maluquetezinha adorável.

    ResponderExcluir
  19. Rê, mesmo atravessada o seu talento é nato. Presente pra nós.

    beijos

    ResponderExcluir
  20. - Animais têm músculos, anjos têm intelectos.
    - Animais têm instinto, anjos têm vontades.
    - Seres humanos estão no meio do caminho...
    - Alguns empacam no início, outros vão mais além.
    - Você está quase lá. Estou tentando te alcançar. Mas não espere por mim.
    - Só deixe umas migalhas de pão para marcar a trilha.
    - (como essa postagem)
    - Eu chego lá. Vontade não me falta.
    - Abraços, moça-quase-anjo. Suas asas estão crescendo lindamente.

    ResponderExcluir
  21. Hola Amiga Regina,

    gracias por darnos un aula de Filosofia.
    Me encantó leerte y confirmar tus talentos...
    Escribes muy bien.

    Saludos argentinos,

    Sergio.

    ResponderExcluir
  22. Querida Rê, não consegui entender muito bem o motivo deste atravessamento seu. Só posso dizer que não se pode arrebentar o peito no esforço de suportar os 'malas' e sua bagagem corroída. Beijos carinhosos, Angelinha

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget