Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

domingo, 27 de fevereiro de 2011

ANFITRIONANDO NO DOMINGO

Já escrevi aqui (não sei onde) que receber é uma arte de poucos. Dizem que nós, mineiros, somos hospitaleiros. Independente de ser sinto esse acolhimento, hospitalidade nas casas dos meus amigos. Se já te colocam dentro da cozinha, podem ter certeza: você é – realmente – de casa.  Abrir sua casa e preparar para acolher convidados ou hóspedes implica doação em todos os sentidos. Estou com hóspede desde o dia 02/02. Minha irmã, amadíssima, que é mais paulistana que mineira pelas décadas que já mora em Sampa.  Mesmo tendo uma intimidade enorme tento deixá-la o mais confortável possível. Primeira providência: entrego a chave da casa para que possa ir e vir quando bem quiser.  Abro espaço nos armários, gavetas, troco a carne vermelha – não come há anos – pela branca, o suco de maracujá por laranja, rearranjo os horários das refeições, roupa de cama e banho limpinha e cheirosa, e dentro das possibilidades me coloco, de motorista, para levá-la a alguns lugares. Fez uma cirurgia e está sem poder dirigir. Claro que vai a pé, de ônibus ou táxi também. Nada disso é pesado. Faço com gosto. Como já fiz, outras tantas vezes, com amigos dos meus filhos. Uma coisa é fato e venho aprendendo nessa arte: hospitalidade é abrir um lugar para o outro!
 Muitas vezes, ser hospitaleiro não é colocar alguém dormindo na sua casa. É escutar alguém que seja totalmente diferente de você. Que tem ideias, valores, crenças, filosofia e ritmo de vida contrária ao seu. Entregar as chaves da casa é  assim . Alimentar, dar subisistência àquilo que é distinto ou contrário a nós. Para tal proeza é necessário cultivar a prática de lidar com nossos medos. O que acontece - de fato - é uma constante troca, nunca um ato unilateral de benevolência do anfitrião. Na verdade, o maior agraciado nessa troca é, na maioria das vezes, o anfitrião. Ele oferece sua prosperidade externa, seja em forma de abrigo, alimento ou conselho, e recebe em troca a força e a novidade da prosperidade interna de quem está de passagem.
O hóspede traz luz à casa do anfitrião e lhe dispensa esperança e entusiasmo. Cada um de nós sabe disso por experiência própria. Quantas vezes a chegada de alguém em nossa casa, por mais que traga dispêndios econômicos e inconvenientes, nos deixa tão gratos, que temos a nítida sensação de estar em dívida, de ter recebido mais que ofertamos? “O que é meu é teu e o que é teu é meu.” A única finalidade de toda a matéria é o provimento do outro. Como num ato falho, troca-se a identidade de anfitrião e hóspede. Somos hóspedes e anfitriões.
Vai receber alguém hoje para o almoço de domingo? Enfatize o que há em comum. Respeite as diferenças e saboreie o dia. E se o convidado não gosta de feijoada mineira faz uma omelete caprichada!(RR)

26 comentários:

  1. Tão grande e ... tão lindo o teu coração.
    Fica bem neste domingo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Rê amada..

    e eu achando que domingo não chegaria nunca...
    mas valeu apena esperar..
    Que maneira linda de expor hospitalidade..esta de querer receber bem..

    beijocas

    Loisane

    P.s to esperando o motivo da risada..se bem que eu cho que sei...rsrs

    ResponderExcluir
  3. Menina, eu, como boa mineira que sou, fiquei com água na boca dessa sua mesa posta. :)

    Pois é, nós mineiros somos assim. Adoramos nos reunir e receber as pessoas que amamos e, claro, com todo carinho do mundo e comidas pra lá de especiais. :)

    Amei!

    Beijo carinhoso e um lindo dia pra vc! :)

    ResponderExcluir
  4. que bacana esse post! realmente concordo, mineiro sabe receber e muito bem. vejo pelos meus parentes que moram ai, a gente se sente especial.
    em casa a gente sempre recebeu muita gente. como vc falou, a gente recebe as pessoas e ganha muito: carinho, sentimento, amizade, confraternização. é uma troca feliz, entre gente que se quer bem.

    essa mesa, ôoo fome que deu, amo comida mineira.
    é da sua casa? se for, reserve pra mim meu lugar ali na mesa, tá? rs.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá Regina,

    Feijoada mineira? Deu água na boca! (Já me senti em casa... rs)

    http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Lindo!!!
    Me lembrei de uma amiga espanhola que sempre abria a porta de sua casa dizendo...
    Mi Casa, Su Casa.
    Um bom domingo.
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Rê, palavras bonitas que você sempre sabe dizer, ainda mais sobre uma coisa tão característica como a hospitalidade mineira e interiorana de um modo geral.
    Mas, aquela mesa posta na área externa, defronte esse verde...
    A feijoada, a couve mineira, os gominhos de laranja e aquela salada colorida e fresquinha...
    Essa imagem fala mais do que mil palavras!
    Me dá uma dose daquela cachaça do alambique, ali daquele barrilzinho de madeira!
    Beleza!
    Abraços, Sinhazinha!

    ResponderExcluir
  8. Gosto de feijoada, vai preparar hoje?
    Estou indo, me espere, fuiiiiiiiiiiii!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. - Essa postagem é a cara do toforatodentro... cujas portas estão sempre generosamente abertas. É a cara da Regina - mesmo em suas horas de tempestade na alma, ela nos recebe com um sorriso de boas-vindas, rasgado, luminoso, mineiro!
    - É por isso que me sinto em casa, nesse aconchego que é o Divã... obrigado, gaivota! Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá amiga,

    que tentação essa mesa com vista para esse arvoredo!
    Sabes, precisava sentar-me no chão junto a essas janelas desfrutando dessa natureza na tentativa de encontrar a paz de espírito que tanto necessito!

    Um beijo e que tenhas um excelente domingo.

    ResponderExcluir
  11. E como disse o Proprio Jesus Cristo:"Sede hospitaleiros, pois alguns sem o saberem, hospedaram anjos"
    Bom domingo querida.Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  12. Rêzinha,
    que delícia de mesa, e de hospitalidade !!
    Como é bom receber quem gostamos em nossa casa e fazer desses dias uma festa !!
    Eu adoro !!!

    beijo grande, bom almoço de domingo !!!

    ResponderExcluir
  13. Rodolfo falou a essência do que sinto - e viver o aspecto "hóspede", baseando nesta tua postagem, é um assunto pra pensar muito...pareceu sob encomenda, Rê.
    Um grande domingo, o meu será festivo, com direito à tenda de circo e tudo..
    Bjão

    ResponderExcluir
  14. é verdade...receber é uma arte... Então nasci artista...tbem amoo receber. Fico triste porque nunca sou recebida como eu recebo...mas enfim...
    Achei legal isto de que a pessoa pode ssaber se ´´e intíma..se logo a mandamos pra cozinha...é mais pura verdade. Só deixo ir pra lá...quem é parça..como diria meu filho dôle. A sogra nem pensáaa.kkkkk. Assim tbem nao mexo na cozinha dela...é recíproca a "amizade".kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  15. Rêzinha, abrir a casa é abrir o coração e a alma para que o outro entre e se sinta aquecido, amado, cuidado. Você é mestra nisso, que eu sei. Que o seu domingo seja uma bênção, assim como toda a sua vida. Beijinhos carinhosos, Angelinha

    ResponderExcluir
  16. Oi querida tudo bom? eu adoro receber familia e amigos aqui em cas, é tão gostoso né?
    beijuu
    www.sermulhereomaximo.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Regina!

    ÔÔ Delícia!!! Hospitalidade é tudo, né? Mesmo porque, hoje você me hospeda, amanhã sou eu e por aí vaí, né? Essa feijoada mineira me deu água na boca, ainda nem almocei, rsrsrs...

    Beijos

    Carla

    ResponderExcluir
  18. Vai ser bem assim quando eu for aí em Minas te visitar? Vai me entregar as chaves de tua casa? Por que as do teu coração já tenho e não abro mão de jeito nenhum.

    Que bom que veio.
    Que bom ler você.

    Beijos, linda surtadinha!

    ResponderExcluir

  19. Deu até vontade de ir almoçar aí, já sinto daqui o acolhimento que é próprio de sua alma. Bom domingo e boa semana! Bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  20. A amizade é um contínuo dar e receber para uma realização plena.

    Beijinhos meus.

    ResponderExcluir
  21. Rêzina da Grória...
    Num era bem isso quêu entendia por "comer fora" .. Mas já vi que se EU parecê dali do fundão daquelas matas... Vai tê "Rângo" a vontade.... nénão!!! E aí... Fartou tu tirar uma 3x4 do iscunderijo da cachacinha mineira .... Pra mordi nóis achá ela facin.... rsss

    Deusssssssskiajude
    Beijo comendo pelas berádas
    Tatto

    ResponderExcluir
  22. "Ele oferece sua prosperidade externa, seja em forma de abrigo, alimento ou conselho, e recebe em troca a força e a novidade da prosperidade interna de quem está de passagem".

    Como parar? E este rico alimento (sem trocadilho)?

    Bjos.

    ResponderExcluir
  23. Querida Rê
    É sempre um prazer enorme ler-te!
    Os teus textos revelam uma enorme sabedoria de vida e grande generosidade.
    Por isso gosto tanto da tua casa...

    Uma semana feliz. Beijinhos

    ResponderExcluir
  24. Olá, Regina!
    Pôxa, com uma mesa dessas nem pra chamar os amigos! Só vip nessa mesa. Sacanagem, pô!!kkkk
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  25. RE LA EM CASA DESDE MENINAS APRENDEMOS ISSO COM MEUS PAIS...SEMPRE FOMOS HUMILDES..NOSSA CASA NÃO ERA DE LUXO NENHUM..MORAVAMOS NUM BAIRRO CLASSE MEDIA BAIXA...MAS APREDENMOS E FAZEMOS ISSO ATE HOJE EU E MINHAS IRMÃS...MINHA MÃE TINHA NO MALEIRO DO GUARDA ROUPAS DELA...UMAS TOLHAS,DE BANHO,DE MESA..GUARDA NAPOS BRANQUINHOS ALVEJADOS E PINTADOS...GUARDANAPINHOS DE TECIDO XADRAZ..TUDO SEPARADINHO.PRATOS LISOS BRANCOS TALHERES.TUDO SEPARADO PRA QUANDO CHEGAVA VISITA..E SEMPRE VINHAM MUITRAS VISITAS MEUS PRIMOS TIAS TIOS..QUE MORAVAM EM SP NA CAPITAL OU NO RIO DE JANEIRO NO INTERIOR ..VOLTA REDONDA,BARRA MANSA ...E OUTROS TAMBEM...SABE ELA FAZIA TUDO COM TANTO CARINHO A GENTE SE PREPARAVA SEMANAS ANTES FAZENDO DOCES CASEIROS E GUARDANDO LEITE MOÇA,COCO DAS COMPRA ANTERIORES QUANDO A GENTE SABIA QUE VINHAM VISITAS..ATE HOJE MINHA MÃE TEM ESSE COSTUME EU E MINHAS IRMÃS TBEM SEMPRE TEMOS ROUPAS DECAMAS A MAIS TOALHAS CASO CHEGA VISITA QUE PODE SER NOS MESMO ..IRMÃS ..GENTE DE CASA ..SABE EU ADORO LEVANTAR CEDO FAZER O CAFE COLOCAR A MESA FAZER PÃO DE QUEIJO,SUCO E DEIXAR A MESA COMO UM HOTEL...TENHO TANTO GOSTO DE COSINHAR PARA MEUS HOSPEDES QUE NA MAIORIA DAS VEZES SÃO MINHAS IMRÃS...SABE RE FIQUEI MUITO TRISTE ESSES DIAS QUE NÃO PUDE RECEBER UMA PESSOA AQUI..MAS ISSO UM DIA TE CONTO NUM IMAIL..MAS EU SEMPRE DEIXAI MINHA CASA ABERTA PRA QUANDO VEM SE SENTIREM EM CASA..NÃO LIGO DAS CRIANÇAS MOLHAREM A CASA SAINDO DA PISCINA PODEM CORRER BRINCAR ..AMO MINHA CASA CHEIA..MAS MORO MUITO LONGE TODOS TRABALHAM MUITO E ALGUNS JA SE FORAM...TENHO UMA MESONA IMENSA DE JANTAR QUE NUNCA ESTA CHEI..E VIVO CONTANDO OS DIAS QUE ALGUEM DIZ QUE VEM AQUI....E SER HOSPITALEIRO E MESMO ENTREGAR INTEIRO PARA NOSSO HOSPEDE COM TODOS SEUS DEFEITOS E FAZER ELE SE SENTIR EM CASA....SEMPRE QUE RECEBI AQUI EM CASA EU FIZ ISSO...E VOU SER SINCERA NÃO TEM COISA QUE MAIS AMO E VER MINHA MESA CEHIA DE GENTE QUE AMOOO....PRA EU FAZER UMA COMIDINHA BOA ...NADA...BEIJOS AMEI SUA MESA ..ADORO MESAS ..ASSIM LNDAS .....
    OTILIA
    OBRIGADA PELA DICA DO LIVRO E VOU LER...JA ESTOU PROCUANDO AQUI PARA COMPRAR ...

    BEIJOS ANJA

    ResponderExcluir
  26. Concordo com vc... É sempre bom ter gente de fora na nossa casa... Neste domingo duas tias almoçaram aqui em casa, e sempre gosto disso, muda a rotina da casa...

    Bjuxxxxx

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget