Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

NOIVADO

Semana passada estive num noivado. Parece algo fora de moda, mas não é. Principalmente entre jovens e marinheiros de primeiro casamento. Não foi o caso desses. Ambos egressos de seus primeiros matrimônios aventuram-se pelo desejo de acertarem nessa nova união.
Em alguns momentos parece que a vida parou. Se estivermos sós, perdemos a esperança de encontrar alguém, se temos uma relação sem vida a sensação é de que nunca vai mudar, o trabalho não oferece mais desafios, tudo parece não ter graça. Nessas horas difíceis, talvez o que devamos fazer é buscar o equilíbrio interior, tentar ver a beleza da vida, ter esperança e aceitar o momento, que certamente passará. Concordo que não seja nada fácil manter o equilíbrio quando tudo parece estar indo ao chão. Mas há também outras coisas que podemos fazer. “ Melhor a viagem que nos faz vulnerável do que a segurança que nos rouba o caminho. Melhor enfrentar a vertigem do horizonte e usufruir da liberdade do que inventar portas reconfortantes que nos fazem cativos e solitários.”
Fico sabendo que a noiva teve no passado, uma história inacabada com o noivo. Passados tantos anos, cada um com sua vida, reencontram-se e tentam agora dar continuidade ao que ficou nas reticências.
Carl Jung (1875-1961), psiquiatra suíço, dizia que há uma conexão entre a psique e ocorrências exteriores e chamou essa tendência de sincronicidade, que já escrevi aqui. É como se certas coincidências fossem especiais e conferissem sentido maior à nossa vida, aumentassem a esperança de que algo bom venha acontecer – e assim tirassem um pouco de nossa culpa e responsabilidade, pois afinal, pensamos, não dirigimos totalmente nossa vida. É isso que nos faz acreditar em um D’us ou no destino. Intelectualmente, não podemos explicar, mas sabemos que há algo estranho.
A Física Quântica diz que existe uma teia cósmica da qual participamos. Assim, sonhos, lembranças, encontros e desencontros teriam um significado especial e quando acontecem, deveriam ser levados em conta.
Ter um encontro, ou reencontro significativo e negá-lo é não seguir um caminho que parece traçado para nós. Mas a escolha é sempre nossa. E não cabe julgamentos externos.
No mundo ocidental, achamos que o método científico é único e nos fechamos para eventos que não conseguimos explicar. Já a filosofia oriental, ao contrário, diz que tudo no universo se relaciona que devemos abrir nossa percepção sem tentar explicar tudo racionalmente.
Então, quem está só e acha que nunca vai encontrar alguém, que nada vai mudar, deveria perceber as mensagens que a vida manda, tantas vezes desprezadas. Se estivermos em equilíbrio e conectados, o universo certamente vai conspirar a nosso favor. O único problema é quando o desequilíbrio e falta de conexão imperam por tempo demais.
No cartão para a noiva escrevi: O que dizer numa ocasião como essas? SÊ FELIZ... nesse instante!(RR)

19 comentários:

  1. Regina R. da Grória...

    "No cartão para a noiva escrevi: O que dizer numa ocasião como essas? SÊ FELIZ... nesse instante!(RR)"

    Eu escrivinharia... "Uma vêis tudo bêm!!! Duas.. Óiê que tontossss" rssss

    To di brink´s
    DeussssssssssssskiUna e o Bixo Hómi que num atrapáie...
    Tatto

    ResponderExcluir
  2. OU por falta de tempo ... perdemos o equilibrio e a conexão,belo post. A escolha de nossa vida depende somente de nós, por isso sofremos tanto e nos angustiamos por medo de fazer uma escolha errada. Fiz uma um momento de reflexão( terapia ) lendo e sorvendo tudo como um gosto de paz.
    A felicidade deve ser para todos e em qualquer época. Mil bjs. vc é muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito especial.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo querida!! adoro histórias de reencontro.. fico sempre com aquela sensação gostosa de que amar realmente vale muito a pena, mesmo que pelo caminho a gente encontre alguns obstáculos e o tempo passe rápido demais... Amar sempre vale a pena!!
    Que eles sejam imensamente felizes!!
    beijão
    www.sermulhereomaximo.com.br
    ahh tá rolando sorteio no meu blog, passa lá para particpar quando puder tá!!

    ResponderExcluir
  4. Nunca é tarde demais.
    Quem não "arrisca", não petisca (proverbio Português).
    E tu Rê, és feliz neste instante?
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Só podemos desejar que sejam felizes... Legal! beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Rê amada


    claro que o marketing não acabou...o pessoal então??nunquinha...rsrs

    eu acabei de dizer isso pra minha amada prima
    Ser feliz...é o que basta


    beijocas

    Loisane

    ResponderExcluir
  7. RE EU ACHO NOIVADO MUITO NA MODA....EU NÃO FIQUEI NOIVA CASEI NO SUSTO MAS JA NAMORAVA TINHA 4 ANOS....SABE SOBRE TUDO ISSO QUE FALOU DE COINCIDENCIAS...EU ACREDITO QUE TUDO CONSPIRA A FAVOR DOS ENCONTROS DE ALMAS E ELOS....QUANDO VC TIVER UM DIVÃ QUE EU PUDER IR MESMO DE VERDADE AINDA VOU TE CONTAR UMA HISTORIA DE CONICIDENCIA QUE VOCE QUE ESTUDA O QUE NÃO SE EXPLICA VAI ADORAR SABER....ENCONTROS DESENCONTROS TODOS FAZEM PARTE DO GRANDE ELO...DAS VIDAS ..DAS VINDAS..DO AMOR....AMEI A FOTO ACHEI LINDO OS NOIVOS..E O IMPORNATE E SER FELIZ MESMO..NESSE INSTANTE COMO BEM DISSE VOCE....
    BEIJOS]OTILIA

    ResponderExcluir
  8. Física Quântica, equilíbrio, teias...

    Retornei, agora a pouco, de um grupo de oração. Falou-se muito em...equilíbrio.

    Seria uma...conexão ?

    Bjos. Obrigado, sempre.

    ResponderExcluir
  9. Muito chique!
    Noivado é lindo!
    Felicidades aos noivos!

    beijinhossssssss

    ResponderExcluir
  10. Particularmente, acho linda a coragem do regresso, insuperável a subordinação ao amor. Ele sempre vence, quando tem espaço para respirar.
    Essa fé inabalável dos dois, emociona.
    Que sejam feliz, agora e para sempre, que é o tempo que esperaram para viver!
    Um bjo, amiga inspirada - e amada!

    ResponderExcluir
  11. Nunca é tarde para se ser feliz!
    Gosto de festas de noivado, de sentir que o amor paira no ar.

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  12. Pra você esta sumida assim, só um noivado, né?
    mesmo sendo alheio, hahaha!

    ResponderExcluir
  13. física, ciência...
    sei lá o que é...ele há coisas, encontros e despoletar de sentimentos que não adianta entender ou analisar, mas apenas APROVEITAR!!
    sem pensar demais, apenas vivendo o momento...se esse nos faz feliz...afinal vida só há uma!!:)
    que sejam felizes!!nunca é demais darmos uma opotunidade ao amor!!;)

    ResponderExcluir
  14. De fato, tudo-está-ligado-a-tudo e haja prótons, nêutrons, elétros e fótons para garantir tanta sincronicidade no espaço de uma vida e tantos destinos...
    Beijocas!!!!

    ResponderExcluir
  15. Vixe Maria...que sejam FELIZES...aff...rsrsrs

    Passei pra deixar um xêro (ainda bem, que "dor nosôvidos" quando me li...kkkkkkkkkk)
    Bjãozão!

    ResponderExcluir
  16. Ana seja muito bem vinda!
    Estou, como pode perceber, meio atrapalhada, atravessada comigo mesma e nem estou dando conta de receber novos amigos que aqui chegam com a devida importância. Me desculpe... Volte quando puder e quiser. A única coisa que, nesse momento, posso garantir é que tens um lugar, carinhosamente, reservado procê!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget