Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

NOW BOARDING: EMBARQUE IMEDIATO




As viagens que faço são marcadas por uma curiosidade desmedida de absorver os novos ambientes. Quando ela é planejada com antecedência, leio tudo que posso sobre o local e isso se aplica tanto para cá, quanto ao exterior. Como disse no último post, esta foi totalmente inesperada e nada planejada. Quando me dei conta, depois daquela correria para deixar tudo em “ordem”, já estava dentro do Pedro Álvares Cabral. É, era esse o nome do avião e foi assim, como uma descobridora de novas terras que embarquei. A primeira cidade Milão: centro da moda, dos negócios e das finanças é uma cidade intensa. Mais ativa do que atraente, ela é o coração da economia italiana. Como não sou do ramo da moda, dos negócios e muito menos das finanças fui atrás daquilo que adoro - arte: Duomo, Teatro alla Scala, Galleria Vittorio Emanuele II e Santa Maria delle Grazie.
O Duomo é uma das maiores igrejas góticas do mundo! Sua fachada inclui uma incrível variedade de estilos passando pelo gótico, neoclássico e renascentista. É de tirar o fôlego... E já aviso que o perdi várias vezes em todos esses dias. O Scala estava fechado, férias de verão, mas pude conhecer o Museo Teatrale ao lado do teatro, que expõe os cenários e figurinos de produções passadas, retratos de regentes e objetos teatrais do período romano. Através dele pude ver o auditório, galerias e o enooooorme candelabro. A ópera brasileira O Guarani, de Carlos Gomes, estreou aqui em 1870 então, fiquei me imaginado sentada num camarote, com as roupas da época e ouvindo... Uma viagem mental maravilhosa. A Galleria é conhecida como Il Salotto Di Milano = Sala de visitas de Milão e foi inaugurada em 1877. Por ser uma galeria comercial, é o milanês rico e influente que a freqüenta (além de nós pobres turistas) atraído pelas lojas, cafés e restaurantes de muito estilo. Numa das noites jantamos no Savini, que além da comida divina, me fez babar com todo seu requinte. Mas, foi no convento de Santa Maria delle Grazie que me belisquei pela primeira vez nessa viagem. É aqui que está uma das imagens-chave da civilização ocidental: Il Cenacolo mais conhecida por nós como A Última Ceia, de Leonardo da Vinci! A imagem capta o momento em que Jesus Cristo diz a seus discípulos que um deles irá traí-lo. Na visita guiada pude observar que a figura de Jesus está inacabada, pois segundo o guia, Leonardo não se considerou digno de terminá-la. E eu, com reverência, agradeci ao Pai, pelos olhos e visão que me permitiram ver tamanha beleza... Muitas outras me aguardavam em Veneza.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget