Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

terça-feira, 17 de novembro de 2009

MÁXIMAS E MÍNIMAS

“Há duas espécies de patifes, os que admitem ser e nós”. Millôr Fernandes

“Um banco é um estabelecimento que nos empresta um guarda-chuva num dia de sol e pede de volta quando começa a chover”. Robert Frost



                             











"De perto ninguém é normal". Caetano Veloso









 
 
 
 
 
"O limão é uma laranja de mau-humor".
Reginaldo Garcia

3 comentários:

  1. you made it in other languages! great! i'm bee lamb kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Loved Bee (is it right?)= Bee Amada
    You are so funny rsrsrs Bee Lamb? rsrsrs Call me tomorrow, ok? Do you have my phone number? I'll be in my office.
    Kisses into your heart.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget