Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

NASCIMENTO


"E por serdes vós; quem sois?"
Uma mulher alada, banhada da brancura de sua própria alma. Sou aquela que caminha mansa e firmemente o chão que me dá a direção que desejo seguir; como quem vislumbra um velejante barco sobre tranquilas águas transparentes.
Que suavidade e paz nesta minha visão de auto-imagem.
Reconheço-me paradoxalmente respeitante e respeitável!
Nesta minha hora de nascer, transito meio inquieta entre o que não sei e o que me está sendo revelado no gozo doloroso de quem nasce.
O frescor, a novidade e a inocência superam o imcompreensível do inesperado parto. De que é feito um parto?
De rompimentos e visões
De dilaceramentos e compensações
De perdas e tanto ganho
De choro e de alegria farta
De exclusão e de exclusividade
De expulsão e de receptividade
De água e de sangue encharcando o escuro do túnel: a via-crúcis da Luz.
Vida paradoxal!
Viver é estar paradoxalmente interessante e interessada. Ou seria estar intencionalmente desejante e desejada.
É. Pode ser que seja assim.
Assim pode ser bom demais pra mim.
Depois de cada parto, durmo só de sono. De puro adentrar a noite.
Desprezo os sonhos. Eles nada mais podem me falar, me traduzir.
Sou língua-pátria. A pátria é minha porque de mim é feita.
A pátria sou eu. Salvei-me.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget