Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

CYBERBULLYING

Nada acontece por acaso mesmo. Há vários meses venho me comunicando com uma amiga sobre fatos que acontecem nessa blogosfera que, como no mundo real, pode ser maravilhosa ou canina. Esperava um momento apropriado para escrever sobre o assunto. E eis que dia 16/11 indo balançar minhas horas no blog da Xará vejo, leio duas campanhas importantíssimas. Hoje me atenho ao Bullying, ou melhor, ao Cyberbullying. E esse selinho-campanha foi criado pela Biah do http://efeitomenina.blogspot.com/. Vão lá conferir.
A psiquiatra Ana Beatriz Barbosa em seu livro Bullying – Mentes perigosas nas escolas (Editora Fontanar) explica com maestria tudo a respeito. Indico a leitura. Além de muitos outros artigos escritos e publicados por estudiosos do assunto. É só pesquisar.
A palavra de origem inglesa bullying significa um conjunto de atitudes violentas, físicas ou psicológicas, que ridicularizam e humilham suas vítimas, tendo na escola seu principal palco de vivência.
Quem de nós nunca sofreu? Pelo tipo físico, magra, gorda, alta, baixa, cor da pele, tipo de cabelo, religião, utilização ou não dos óculos, classe social, etc. Na verdade, atualmente, temos ouvido muitas terminologias novas para definir comportamentos patológicos antigos, que antes passavam despercebidos e agora constam dos compêndios de classificações de doenças.
Uma pesquisa inédita no Brasil revela que o cyberbullying, violência entre jovens praticada por meios virtuais, já é mais freqüente que o bullying, as agressões feitas pessoalmente, normalmente dentro das escolas.
De acordo com Cléo Fante, especialista em bullying e consultora dessa pesquisa, a internet favorece as agressões porque propicia a quem pratica o bullying uma falsa sensação de impunidade e anonimato. Ela também acredita que os números sejam maiores no caso de bullying virtual porque há quem comece a agredir um colega na escola e continue quando chega a casa, pela internet.
A diferença entre um e outro tipo de violência é simples. Enquanto o bullying é praticado pessoalmente, com constantes xingamentos, piadas de mau gosto e agressões físicas, o cyberbullying acontece em e-mails maldosos, comentários agressivos em redes sociais e perfis falsos criados para difamar alguém.  As causas e efeitos de ambos são os mesmos, o que muda é o meio em que ocorrem.
O que me deixa abismada, é que o cyberbullying não se limita a crianças e jovens. Adultos (?) também o praticam! E aqui em nossos blogues... Pode? Não só pode como essa "perseguição" não tem limites. Hoje entendo os motivos que muitos blogueiros ativaram o
Seu comentário estará visível depois de ser aprovado. Também tem a ver com a outra campanha: educação! Mas dessa falarei amanhã. Agora, enganam-se os bullies - agressores - se acreditam que ficarão, eternamente, impunes e anônimos. Seus dias estão contados. Existem já, não só maneiras de descobrí-los, como medidas legais, jurídicas para barrá-los e puní-los!

Enquanto caminhamos nessa luta, acredito que a melhor forma de prevenir o cyberbullying é trabalhar e desenvolver valores mais humanos entre as pessoas, como respeito, solidariedade, fraternidade, amor e educação! Com estas vacinas, não haverá violência que sobreviva!
Abaixo um vídeo-campanha da Rede Globo com o apresentador Serginho Groisman.(Fonte de Pesquisa e Imagens: Internet)




18 comentários:

  1. Regina R.
    Somente uma palavra..
    "EDUCAÇÂO"
    Enfatizo :- Dando-se espaço a mídia especulativa e programas de oportunistas eles se fortalecem e crescem... somos responsáveis também.

    Bejô
    Tá tudo lindo aqui muié... rsss
    Tatto

    ResponderExcluir
  2. Nunca por coincidência, mas como uma maioritária percentagem dos grandes problemas da Humanidade, poderiam ser - e seriam - resolvidos se não se estivessem a perder esses mesmos valores que referiste, de respeito, solidariedade, etc etc. A que valores responderemos hoje, que nos permitem ter - perder - o nosso tempo, cada vez mais precioso, a humilhar gratuitamente os nossos semelhantes? Preocupa-me, mais ainda por não ver melhorias, pelas gerações vindouras, pelos nossos filhos e filhos deles. Felizmente existem essas campanhas. Que não caiam em saco roto, como soi dizer-se. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. REGINA ..EU SOFRI ESSA COISA FEIA ESSA PERSEGUIÇÃO E SÓ ACABOU QUANDO EU FALEI COM MEUS PAIS...

    A escolas de uma maneira absurda fingem não ver..ou as vezes acham que não é problema delas..e sim dos pais..mas como os pais vão saber se a maaioria dos filhos não contam por temer seus carrascos ??olha meu filho sofria de uma maneira velada pois o outro menino era conhecido..pior era filho do chefe do meu marido...ate eu ir na escola pega lo pela camiseta e dar uns bons chacoalões e ameaçar ele a ma~e dele e a geração da familia toda ate que ele parou ...Olha e gente do tipo desses agressores não resolve com conversas não resolvem com choquesa como meu pai fez e eu tambem viu??depois desse episodio a mãe dele passou a dar mais educação pra ele e ele melhorou ...Esses dias minha sobrinha que estuda na unesp me contou de um horror que existe na faculdade um trote chamado RODEIO DAS GORDAS...ONDE OS RAPAZES VETERANOS SOBEM EM CIMA DAS MENINAS GORDINHAS E FAZEM COMO NOS RODEIOS OS QUE CONSEGUEM FICAR MAIS EM CIMA DOS SEUS OMBROS ATE DERRUBA LAS SAI VITORIOSO VOCE ACREDITA???POIS BEM ANTES DE ACONTECER COM MINAH SOBRINHA MINHA IRMÃ JA LIGOU NO CAMPUS QUE ELA ESTUDA E JA AVISOU QUE O MOÇO QUE FIZER ISSO COM ELA NÃO PEGA NO DIPLOMA POIS MEU CUNHADO FAZ RODEIO E DEPOIS UM CHURRASCO DELE RSRSRSRSRSR E FAZ MESMO VIU RE??NOS TEMOS NO SANGUE QUENTE UM MODO DE PROTEGER NOSSOS FILHOS BEM ALEM DOS PARAMETROS DE CALMA QUANDO SE TRATA DE VIOELNCIA...ISSO =É HUMILHANTE E TEM QUE SER PAGO DO MESMO MODO A ESSES TONTOS MAL EDUCADOS..EU JA ATE IMPRIMI O BANNER DO ALTAS HORAS E LEVEI NA ESCOLA PRA PROFESSORES VEREM ELES NEM DERAM MUITA BOLA NÃO PRA ELES ISSO NÃO É PROBLEMA DELES..E ISSO É SIM PROBLEMAS DE TODOS NÓS SE A GENTE FINGIR QUE NÃO EXISTE ELE CONTINUA..EU ABOMINO ESSE TIPO DE COISA E SE UM FILHO MEU FIZER UM TREM DESSE COM ALGUM CALOURO E PARA A FACULDADE E VAI TRABALHAR NA ROÇA ...ONDE ELE VAI APRENDER A SER GENTE E TER EDUCAÇÃO....

    OTILIA
    INDIGNADA COM ESSE TAL BULLYNG

    ResponderExcluir
  4. Olá, Regina,
    Excelente postagem, parabéns!!!

    É por esses e outros motivos, minha amiga, que criei o meu Projeto LEXICOTERAPIA* (Adormecer e Acordar Palavras)!!!
    Esse Projeto já foi, e continua sendo, implantado no Brasil e em alguns países do mundo, vc sabia?
    Nas escolas onde trabalho, tb desenvolvi um projeto sobre o Bullying, e a Cléo Fante foi a minha condutora espacial e especial.

    Projetos como esses, amiga, precisam ser amplamente divulgados!

    ACORDO para você, hoje: respeito, solidariedade, fraternidade, Amor e Educação.
    ADORMEÇO: desrespeito, indiferença, bullying, desunião, desamor e descortesia.

    Amada!
    Passe adiante...assim, vc coopera com o Projeto de não à violência e não ao Bullying: LEXICOTERAPIA, a terapia pela palavra (esse termo foi criado pelo meu amigo Neo-orkuteiro, do blog http://neo-orkuteiro-lexicografia.blogspot.com/ e assim batizei o Adormecer e Acordar Palavras...cientificamente. E esse projeto possui base científica também!)
    Quando quiser conhecê-lo, é só me avisar, que te deixo os pricipais links.

    Um beijo carinhoso, bem grande pra você!
    Graça Lacerda

    ResponderExcluir
  5. Ola Rê, que assunto importante, por incrivel que pareça tenho um amigo que foi vitima de cyberbullying no Faceboock dele, e o pior por pessoas de outros países, até o dia que ele se declarou como policial federal no perfil dele e as tais pessoas que o ofendiam constante mente sumiram, claro que ele não é policial, ele só colocou isso pra assustar os meliantes.

    a verdade é, que esse negocio sempre existiu, lembro do meu tempo no primario, cansei de ver colegas sendo vitimas dessa pratica covarde, mas antigamente o bullying não tinha esse nome bonito e nem tinha essa repercução toda.

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente, mesmo as crianças já apresentam esta característica indesejável inerente ao ser humano, de hostilizar quem lhe parece mais fraco ou vulnerável.
    Quanto ao cyberbulling, eu lhe dou outro nome: covardia!
    Artigo oportuno este!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Quem já não ouviu a história do garoto tímido que usa óculos e vive sofrendo provocações, às vezes até agressões físicas (como empurrões) do mais fortão? Eu vivi isso.
    Veja o exemplo da princesinha do Japão Aiko.
    Levei um murro no peito tão forte, que a dor ecoa até hoje em minhas lembranças.
    Do que eu estou fazendo tratamento hoje?
    Cancer de Mama?
    Alguma co-relação?
    Como sempre Regina excelente matéria.
    Posso colocar esse selinho no meu Blog?
    Beijos
    Wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei o blog, vim fazer uma visitinha e virei seguidora. Espero em breve vc no meu Mundo!
    Enorme bjo e sucesso!

    ResponderExcluir
  9. Excelente post sobre um flagelo actual.

    "A educação exige os maiores cuidados, porque influi sobre toda a vida ."

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  10. Wilma, amada!
    Claro que sim!!! Leve, escreva se quiser... enfim, é mais uma de inúmeras campanhas que temos que dar VOZ e VEZ... O selinho foi criado pela minina Biah, como escrito acima.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  11. Rê,
    BULLYING é coisa seríssima!
    Faço parte do Conselho de pais contra o BULLYING e tenho escutado coisas que até Deus duvida.
    Já li o livro e recomendo tb.
    Mudando de assunto;
    Já coloquei a pesquisa lá no blog. Vc viu?
    Muito obrigada pela dica.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. que post maravilhoso!
    eu, se fosse parar meu blog por causa do bullying já teria feito há mto tempo.
    Tem gente que odeia o Japão, todo dia me mandam fotos de gente morta nos bombardeios atômicos, terremotos, tdo o tipo de desgraça envolvendo o país. Fora os que naturalmente xingam por outros motivos. Fazer o que... ser humano!
    bacana demais seu post! aguardarei o próximo, que promete.
    bom dia!

    ResponderExcluir
  13. Olá, Regina!
    Somente com educação conseguiremos resolver mais este problema. Educação não só nas escolas, mas em casa também, pois muitas vezes o bullying começa em casa.
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  14. Oi Regina.

    Coisa de mineiro que quando conhece o mar embabaca, rsrsrsrsrs, muito bompoder chegar neste paraíso, aqui é sol na primavera, lá vamos filho, marido e muita paz que dura por muito tempo, o mar tem destas coisas sossego.

    Beijo e o trem adorava ver ele passar pelo sitio que visitava em Águas da Prata ele vinha da minha Poços de Caldas e apitava quando passava, faz anosssssssssssssss vixe como tô véia....

    ResponderExcluir
  15. Rê, por uma conjunção de motivos, meu tempo ontem não permitiu que me manifestasse nesta tua postagem pra lá de importante. Talvez para nós da área, o termo e seus significados tão fortes sejam mais comuns, mas o que até pouco tempo era focado na infância e na prática, desenvolvido nas escolas, ultrapassou esse sistema e se espalhou em outras circunstâncias e fases da vida. Tua abordagem me remete a um texto que elaborei com um amigo advogado - em virtude da freqüência que aparece em consultório, na mídia em geral e neste universo cibernético, incluindo o dos bloggers. Acabei esquecendo de publicá-lo, envolvida em outros assuntos que sempre tomam nosso coração na hora da escolha do que postar...

    Te peço então licença para complementar teu post, pois imagino que irá contribuir com esta campanha - da qual TÔ DENTRO desde sempre - oferecendo dados que considero de interesse dos nossos amigos. Aqueles teus amados que quiserem ler, serão muito bem-vindos, sem a obrigatoriedade de se transformarem em seguidores - já pulei pro teu post de hj...rsrs

    Nem preciso, mas faço questão de dizer: como vc é oportuna, elegante e apropriada nas postagens que faz, e o quanto contribui ao compartilhar sentimentos, fatos, dados, estatísticas, pesquisas...certamente esta é a razão, que, somada à tua figura "afetiva, amorosa, intensa, brincalhona, bem humorada e séria no que faz", fizeram do Divã parada obrigatória na blogosfera.
    Bjãozão, com admiração e carinho desta tua irmiga que se surpreende sempre positivamente com vc!!

    ResponderExcluir
  16. Olá, Regina Rozenbaum.
    É uma honra e satisfação muito grande estar aqui nesse seu espaço repleto de importantes mensagens, inclusive, as campanhas educativas.
    Vim através do blog da amiga Denise, que publicou matéria sobre o "Bullying", e na qualidade de cidadã e advogada, gostaria muito de participar desta campanha que vem tomando proporções assustadoras dentro da internet.
    Então, entendo que podemos fazer algo para coibir a continuidade dessa prática de toda delituosa por indivíduos mal intencionados e que devem sim serem punidos nos moldes da lei.
    Portanto, gostaria de fazer parte dessa campanha e contribuir para que se dê um "basta" ao bullying sob todas as formas que se apresenta.
    Será que posso me tornar sua seguidora?
    Um grande abraço fraterno,
    Fique com Deus
    Regina Goulart

    ResponderExcluir
  17. Regina G.Santos, mais uma Xará (êba!!!),seja muito bem-vinda a esse nosso Divã! Vinda de onde vens já me enche (rapidim) de uma alegria especial! Não só pode fazer parte dessa campanha como de qualquer outra que se sentir implicada... Agora, uma ressalva rs: pedir permissão prá se tornar uma seguidora???? Quê é isso? É que ainda me conheces pouco e talvez tenha se assustado com a outra campanha rsrs (Blogueira Educada)e alguns "desabafos" escritos por mim rsrs. Posso reiterar que tenho o privilégio de ter feito, através desse espaço, AMIGOS, e que isso é um bem MARAVILHOSO e que todos os dias me faz dizer: OBRIAGADA! Vou conhecer seu espaço com o maior prazer... e tendo a Dê como AMIGA em comum já imaginas o "tricô" AMIGO que vamos tecer?!?!
    Beijuuss n.c.

    Dê, moça linda de viverrrr, amada!
    Licença???? Já estava no gatilho o convite para todos os meus amados irem lá, no seu Tecendo, complementar e enriquecer o conhecimento sobre o tema. O selinho, como já deve ter visto, tá garradim com o da Biah.
    E de suas palavras, sempre generosas,pronunciadas por quem ama a gente de verdade, só tenho que dizer: OBRIAGADA! Agora, prestenção rs: do jeito que me mimas com seu carinho, amizade e amor... sei nauuuummm... olha que a Síndrome de TMA vai baixar e se instalar!!!rsrs
    Beijuuusss, irmiga, n.c.

    ResponderExcluir
  18. Bullying é uma palavra feia, própria para uma conduta feia e inaceitável. Qualquer tipo de bullying é intolerância e falta de alteridade. Coisa que vem ficando muito comum em todos os setores. As pessoas não percebem o outro como diferente, apenas diferente; não buscam os pontos de convergência, ao invés dos de divergência; segregam sem conhecer. Já existem meios de comunicação discutindo o bullying da homofobia. É preciso fazer uma campanha de enfrentamento verdadeiro contra esta praga disseminada e que, com certeza, não vem da Luz. Beijos. Parabéns pelo tema.
    Angela
    http://noticiasdacozinha.blogspot.com
    Tive que editar. Sabe o que apareceu nos caracteres? regin...

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget