Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

JEITIM VER DE VIDA!!!

                          (Da janela do meu quarto... invasão do final de primavera)

Essa mineiridade panhei, faz tempo, lá do Cláudio do verdevida e é por essa sabedoria de ver de vida, dedo de prosa, que amo de viverrr esses minerim, jeitim simplis di sê!  Sinto que, não só em tempos de final de ano, guardamos no fundo da alma tudo e todos que nos fizeram e fazem bem!
"... Mas, num domingo, alargamos ainda mais a prosa. E foi aí que pude observar mais atentamente o que trazia o Domingos. Falávamos de alguns conhecidos comuns, que já haviam se distanciado e de outros, mais próximos, porém, alterados pelo tempo. E o Domingos concluiu: "Num intendo sô Cláudio, aquele sujeito qui vi no crescimento. Hoje, passa na istrada e parece nem mim inxergá. Nun tenho a égua, nem mula, nem nada, só a bicicreta e a fé em Deus. Num devo nada. Nem uma balinha na venda. Mas cumpreendo que tudo passa, inté as água do rio. E sei que si um dia eu e aquele não nós incontrá, lá bem nu fundo da sua mimória, o que lhi fiz de bão vai ficá".

23 comentários:

  1. Ola Rê,
    Com certeza as coisas positivas que são plantadas em nós, não devem ser esquecidas jamais...
    Um beijo grande!

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga, quem tem uma paisagem dessa tem obrigação de ser feliz,flores lindas a lhe dizer bom dia...todos os dias. É na simplicidade do Sr. Domingos que está a verdadeira sabedoria. Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Simplicidade é tudo de lindo.Lindas flores essas! um beijo,FELIZ NATAL,chica

    ResponderExcluir
  4. Que maneira linda de relatar a vida.
    Não é por acaso que tantos se encantam.
    A Jornalista Leda Nagle, lançou há alguns meses o livro, chamado Jeito Mineiro de Ser, relatando essa beleza.
    O Mineirinho sem saber, consegue de uma simples mágoa, transformá-la em uma linda crônica
    Beijos
    wilma
    www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Regina.

    Fico feliz por voltar a postar; atividade que vai nos "unindo por fios invisíveis de benquerência". Agradeço-lhe pela lembrança do Domingos, que graças a Deus continuo encontrando.

    Desta vez não pude identificar o vegetal, pareceu-me uma Azaleia ( elas formam muitas floradas híbridas ). Mas a sua floração ocorre entre o final do inverno e o início da primavera.

    Grande abraço deste seu admirador.

    http://www.vervida.blogspot.com
    Verde Vida

    ResponderExcluir
  6. - Mineiro que é mineiro
    - (tem uns poucos que não são)
    - sempre guarda um companheiro
    - num canto do coração.

    - Abraço, Rê...

    ResponderExcluir
  7. Beleza a sua janela!
    Triste é quem esquece das pessoas simples!
    Saudações!

    ResponderExcluir
  8. Tomara que assim seja... Que as coisas boas que a gente sente por outro alguém, criem raízes e um dia dêem frutos no coração dessa pessoa. Mesmo que estejamos longe e não possamos mais regá-las.
    Boas Festas, um grande beijo,
    Neca.

    ResponderExcluir
  9. Tenho um amigo sem abraço, um grande amigo eu diria, que é mineirim... Sempre que me liga lembro de ti, e quando te leio lembro dele... O mesmo jeitim acolhedor e simples tem ocês dois.

    Acho que gosto muito das pessoas acolhedoras e simples... E pare já de chorar, que a viagem do Rodolfo já acabou. Ou teje presa!

    Beijo.
    Amoocê!

    ResponderExcluir

  10. Lindas flores! Eu agradeço sua visita no blog, vou precisar de suas orações viu? Bom Natal cheio de paz e luz e que 2011 venha cheio de coisas boas. Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Maravilhoso, Regina!
    maravilhoso...
    Lição!
    Grande abraço, amiga!

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. adoro mineirins assim como oce...adorei a foto da janela ..que jeito obm de acorda menina!!e sabe de que mais..amo pessoas simples...cultivo as pessoas simples pela minha vida..ainda hoje quando vou de ferias na minha terra onde se fala porrrrta carrrne..etc...gosto de ver as pessaos mais velhas da rua da minha mãe aquelas que me viram crescer ate nascer algumas viram..gosto de cumprimenta las conevrsar com elas e depois da uma coisa boa na alma sabe ?eu penso assim..SE UM DIA EU PRECISAR TENHO PRA QUEM VOLTAR ...E COMO TENHO...
    ja te falei que acho que ja fui mineira em outra encarnação pois a palavra UAI eu falo todo dia umas 1000 vezes ...adoro a mineiridade e a simplicidade sofisticada de voces mineiros todosss adoro de verdade ..quanto a seu DOMINGOS ...é o que ele disse ate as aguas correm epassam....
    bjs
    otilia

    ResponderExcluir
  14. Owww menina Rê... como disseram ali em cima, quem tem o privilégio dessa paisagem tem por dever a gostosa obrigação de ser feliz!
    E eu também sou dessas: A COISAS SIMPLES SÃO AS QUE ME FASCINAM SEMPRE!

    Mais triste é quem diz
    Que para um problema
    Só existe a solução
    Da matemática
    O que me faz feliz
    São coisas pequenas
    Um lindo arco-íris
    Riscando o fim de tarde...[Nando Reis- Livre como um deus]

    Vcs agora estão com a mania de emocionar "nós tudo",né...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Rê querida, o bom gesto nunca é esquecido...
    E esses mineirim então, né? Devagarzinho vão enchendo a alma da gente de canções e cores...
    Tem como esquecer?
    Trem bão demais sô..rs
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  16. ÔÔÔÔÔÔÔÔÔ..... Tia Rêzina da Gróriaaaaaaaaa...
    Ainda tô mêi tordoado du piléque da lascrifósa Vodka de 5,99 que dimulí na viagem FANTAÁRTIGA do Bruxo Barcellos.... Mas nada que uma agua de coco sare a cuca... ou não!!!

    Como a Si diria que plageio ela ... rsss
    AMOCÊISTUDO PRÀ CARÁI.....

    Deusssssssssssskiajude
    Tatto

    ResponderExcluir
  17. Hola Regina,

    quien tiene una visión tan linda cuando se despierta tiene que exibir una sonrisa a la vida... que lindo!

    FELIZ NAVIDAD!

    Saludos argentinos,

    Sergio.

    ResponderExcluir
  18. Rêzinha Rozen, minha amiga linda dimais, primeiro amei a nova foto: você curtindo uma noite tropical em nossa BH. Tá com uma cara tão boa... Dispois, dorei o jeitin bem mineirim di ocê contá essas historinha danada de boa, mostrano qui alma de mineirim é qui nem memória de elefante: isquece não...
    Bijin procê. Angilinha minerinha

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  20. O povo vai pensar que te xinguei e vc me removeu... Rss. Minha maluquete preferida! Rêzina da Grória... Adorei isso!

    Xeiro nocê!

    ResponderExcluir
  21. Memem rsrsrs xapralá o povo...aqui só tem amados (graças a D'US!!!) Madame Surtô na área!!!
    Beijuuss minha minina-ternura n.c.

    ResponderExcluir
  22. Rê, guardada no fundo de minh'alma, a simplicidade tem sido vista, aparada com alegria e dividida com singeleza.
    Desnecessário falar nos seus efeitos, basta observar os cachos floridos que colorem teu amanhecer, perfumando teus sentidos...inspira essa graça divina e traduz no sentir as ondas que se propagam, ampliadoras dessa energia simples, completa e perfeita.
    Tb estava com saudade, nunquinha que meu lugar no Divã fica vago, ôôôôô...prestençããoooo, criatura amada!!
    Super beijo, com carinho imenso!

    ResponderExcluir
  23. Regina minha amiga, essas coisas boas que ficam na memória, acredito que são luzes nos lembrando que o propósito nosso de cada dia, seja o de iluminar o pouquinho mais o mundo.
    Como é bom abraçarmos essa sapiência mineira, oriunda da Luz Infinita, não é mesmo?
    Um fraterno abraço, shalom!

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget