Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

PROJETO FILÉ 2011 ou NOTÍCIAS DA CONSERVA


No princípio era Garra. Convenhamos: é o que se precisa ter além de muita disciplina para a manutenção de uma conserva. Sou desses tempos. Minha carteirinha de acesso à academia não me deixa mentir e nem se modernizou ao longo dos anos, o que pode ser verificado na foto abaixo (1ª à esquerda). Já a minha conserva...quanta diferença! Mudaram-se a logomarca, o tipo, os proprietários e até mesmo o nome. Idealis. Não, definitivamente não busco mais um corpo ideal que – sem nenhuma modéstia – já tive por obra e graça do Homem lá de cima.
Convivo, ora pacificamente ora em guerra, com tudo que os anos foram atribuindo e distribuindo generosamente. Não carecia de tanto, é bem verdade.

Uma coisa é fato: detesto meus tomates, berinjelas, pepinos, cenouras insistentemente pulando pelas alças do soutien e pelos quadris afora! Tenho truques para disfarçá-los, mas nem sempre eles resolvem. Afinal, são pequenas negociações temporárias desfeitas bem cedinho por uma catraca malvada que é o primeiro desafio a vencer. Pensando melhor, se ela atracasse somente minhas gordurinhas, e não as soltassem jamais, não seria de todo mal.
 Alguns bons lances de escada – nada de elevador vida mansa – chego para meu encontro matinal.
Carol com o rostinho melhor do mundo e esse sorriso - de marvada máquina destruidora de gorduras - nos recebe e sem muita conversa começa o aquecimento:
- Bate/bate, toca/toca, joelho/joelho, avião/avião, aranha/aranha, triplo/triplo...
Imagino, nessas horas, batendo carinhosamente meus legumes, voando para bem longe dali e contraindo, o filhote de canguru proeminente, aquilo que ela insiste em chamar abdômen. Aranha é bicho de muitos pés, ágil, rápida e certeira. Estou bem mais próxima de um canguru, pesado, carregando seu filhote. Cria que não desgarra dessa bolsa confortável nem com trocentos e uns mil abdominais.
Já estou prá lá de aquecida, morrendo de calor, quando a aula propriamente dita vai iniciar. Agora tenho outro desafio a enfrentar: aprender os nomes e significados que ela grita, tanto quanto memorizar a coreografia. Valha-me D’US! Não posso negar que isso ativa a memória de qualquer portador de Síndrome de PIA. As colegas, terapeutas ocupacionais, especializadas em reabilitação cognitiva, estariam sem trabalho se as academias vendessem esse pacote dois em um. É um tal de vai e volta, lounge, rodopia, abre-fecha, cruza-descruza, galopa, toquinho em cima que chego a acreditar que estou em  lugar e aula errada! 

Carolzinha, fofinha da tia, quando observa algum erro solta logo um oioioi, aiaiai, que eu respondo, com um olhar fuzilante: uiuiui!!! Mata a véia, maaaaaata! E ela nem se faz de rogada e num sorriso-botox, de seus vinte e poucos anos, diz: fica maissss, vamolá, não desisti, só mais um pouquinho... Será mesmo que estou numa aula de step?!?
Carolina, marvada, insisti: contrai, respira, concentra, é o projeto filé 2011 que tá chegando...
Concentrar? A conserva já tá no vinagre faz tempo. Contrair? Só se for dores musculares. Respirar? Com o SAMU me aguardando para o resgate. Projeto filé?  É a nova nomenclatura para carne moída 5.0. chegando aí, gente!

Enquanto vou sorvetando por todos os poros fico pensando – olhando as mininas – em como era a academia quando tinha meus vinte e poucos anos. Sobe morro, desce ladeira, caminhar quarteirões até o mais próximo ponto de ônibus, carro (quando tive) sem direção hidráulica e tudo era, realmente, conservado em seus devidos lugares! Bons tempos...
Vermelha feito um peru - sem ainda estar na véspera de natal - ainda tenho o jump para enfrentar com garra. De ideal mesmo só a horizontal que abandonei há uma hora! (RR)
(Imagens: Arquivo Pessoal. Vídeo/YouTube: colaboração da "amiga"-amada Márcia Abobrinha)



20 comentários:

  1. kkkkk muito bom..
    já disse antes dessa sua autenticidade e bom humor em escrever..
    adorooooo!

    e esse video ???
    kkkk o que isso??
    uma baita montagem rsrsr
    num pode ser real não..
    beijO amadinha minha!

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha Regina,
    Juro que eu pensei em postar um texto sobre a academia que a muito vem me consumindo. Vivo o mesmo dilema que você, projeto verão 2011 e saco nenhum. Muitos anos já passei dentro da dita cuja e sabe que sempre amei !
    Mas ultimamente tenho ido me arrastando, se tem vaga na porta entro se não passo batida e vou embora. Dia desse falei com meu professor que ia radicalizar, largar tudo, fazer pilates, yoga, sei lá. Sabe o que ele me disse ? Vai , vai mesmo, com o volume de treino que você faz no mínimo vai ficar cheia de celulite, flácida e gorda, ai socorro ! Sou refém dessa merdaaaa !!
    Snif, snif ... Boa sorte !!


    Beijão !!

    ResponderExcluir
  3. hehehe Minha Rainha alegria nossa kkkk estávamos com saudades desse lado humorado de sua escrita. Duda e eu rimos muito e só mesmo quem não lhe conhece ao vivo e a cores que te compre, né? (vão acreditar... você e mulher-gato tá registrado, páreo perdido prá ela... somos testemunhas... kkk)Vc não presta e te amamos! Adoramos as notícias da Casa e de Lúcia.
    Beijão nocê
    A.Augusto and tchurma

    ResponderExcluir
  4. - Cara ou Coroa?
    - A cara é de coroa, mas com essa saúde essa coroa deve ser cara...
    - E quanto vale o humor da nossa amiga Rê? Dou-lhe uma... e fico por aqui mesmo, pois igual a ela não tem duas nem três.
    - Abração, Rê! E não vá trocar de nome só pra ser chamada de Sara, Dona!

    ResponderExcluir
  5. Ah!!! A Academia!

    beijos no coraçao querida!

    ResponderExcluir
  6. É, Rê, na minha academia tem mais gente de DNA (data de nascimento antiga), portanto, eu estou na média, já que tem gente caindo aos pedaços.
    Cá entre nós: dá pra vazar o telefone da vovó do filme?
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Ói minha querida Rê. Fiquei feliiiizzz de tanto rir com seu post carregadinho de humor fantástico ! Ganhei o dia ! rsrsrs
    Só tive pena da malvada da "conservada" não permitir ver o vídeo ! :))) A "coisa" prometia ! rsrsrs
    Continua com a Carolzinha, que ela só quer mostrar resultados e isso é bom !
    Beijão Rê !
    .

    ResponderExcluir
  8. kkkkkkkkkkkkkkkk
    Amiga é bom demais malhar neh.
    To meio fora da academia, desde que comecei a correr...Mas ano que vem volto, não basta apenas correr , tem que moldar e enrijecer os musculos neh?
    Afinal a idade chegando, tudo vai caindo...hehehe, é a força da gravidade uai.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  9. Abdomen doendo de tanto rir....
    Adorei o post!!! E principalmente o vídeo...viu como é possível o projeto filé!! rs...
    Para que não sabe, eu sou a "marvada" Carolzinha das aranhas, aviões, vai e voltas, galopes, do sorriso botox oioioi, aiaiai...
    Nossa amiga e Rê reclama, xinga, grita, mas vai longe... faz tudo, tem muito mais pique que muita garotinha que malha junto com ela!!
    Lembre-se do que já falei hoje: Quando você tiver velha, com 100 anos, vai me agradecer muuuito!
    Bjao

    ResponderExcluir
  10. Amiga Regina!

    Estou ainda a sorrir:))))
    Gosto muito do teu jeito de escrever, bem solto e alegre!

    Aula de step bem puxada mesmo, não é para todos não!
    Tens que estar em forma e pegar o jeito bem rápido... mas é muito "legal" como se diz por aí!
    O segredo amiga, está em fazer ginásio todo o ano, sempre.
    Infelizmente eu paro no mês de Agosto, para férias dos professores :( e agora no Natal (15 dias), mas faço sempre e olha que mesmo não sendo gorda, nada mesmo, ainda gostaria de perder a celulite "mardita" como dizes :)) a favor de mais músculo :)))
    Mas já não dá!
    São já quase 60 ... snifffffffffffffff!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Mas porque raio vejo em tudo
    A musica sempre presente
    Porque umas vezes me faz triste
    Outras me deixa contente?

    E fui cantador de prosas sem rima
    E fui tenor de palavras sem sentido
    Cantei invenções e perdidos sonhos
    E nisto não fui um cantador contido

    Cantei-te a vida que vivi
    As coisas que me fazem sofrer
    Neste palco ninguém morre
    No aplauso julguei esquecer...


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  12. Querida amiga

    Há palavras tão simples,
    mais tão vindas da alma,
    que cenas simples do dia a dia,
    são transformadas em histórias
    de uma leveza boa,
    que nos acalma com a imaginação.

    Que as luzes da esperança
    brilhem sempre em ti.

    ResponderExcluir
  13. Ah Carolzinha,lindinha da titia, tá com o Pancéps ou o filhote de canguru, como preferir, doendo de rir????!!! Então na sexta te conto, qual partezinha do meu serzinho, tá doeeeeennnnndo, visse?
    Minha fessôra amada: sabe bem que antes mesmo de sair de férias já tô com sôdades de vc... então capricha na aula de sexta para que eu fique me lembrando de vc por tooooodo final de semana rsrs
    Quando tiver 100 anos???!!! É possível, bem possível mesmo, que com essa reabilitação cognitiva que me dá hj, eu me lembre, realmente, de você!
    Beijuuss minina amada n.c.

    ResponderExcluir
  14. Rê do meu coração!!!
    Me deu até taquicardia só de ler esse post.
    Como te invejo viu?
    Ainda hei de criar vergonha nessa cara de pastel e começar uma rotina dessas...sempre adiada...
    Mas as beringelas e os tomates estão aí pra não me deixar esquecer..kkkkkkkkkk
    AMEI!!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  15. Amiga, posso te pedir uma coisa do fundo do meu coração palpitante?
    Tira essas letrinhas carrascas de verificação, pelo amor..
    Elas estão cada vez piores e me confundem toda.rsrs
    Beijão again ;)

    ResponderExcluir
  16. Já disse que te amo?
    Não?
    Como diria nosso macaquinho predileto: teje dito ;)
    Beijão

    ResponderExcluir
  17. Querida amiga, admiro sua "coragem", para manter o "corpitchu" rsrs., eu infelizmente não consigo nem mexer as pernas rs. Beijocas

    ResponderExcluir
  18. Oi Regina!

    kkkkkkkkkkkkkkkk quase morri de rir com suas aventuras academísticas. Fala sério! Isso é difícil, hein. Como é, pelamordedeus!
    Affe.
    Gostei do canguru, rsrsrs

    Beijão, continua firme e forte, estou aqui, dando a maior força!!!

    Carla

    ResponderExcluir
  19. Ops. Cadê o verificador de palavras????

    ResponderExcluir
  20. bate uma culpa lendo este post...com o frio, uma pessoa fica mais preguiçosa e inactiva...Depois vejo vc assim toda dedicada e formosa....aiiii...e logo antes do natal...vou ter que tomar uma atitude!!
    falta uma Carol na minha vida.....:)

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget