Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

LOIS MADRISOGRA: AMADA MINHA

Vou lhes contar com alguns dos comentários dessa moça de nome Louisane, como tudo começou...
Lindas palavras.. linda musica..lindo blog (27/09/2010)
Que coisa boa Meu Deus... obrigada...acordar com uma boa gargalhada é o que há...
Feliz o ser humano que recebe palavras doces, num dia doce, de pessoa doce... não há agridoce que resista...ah...se for pra entrar na fila..o meu é 20 de outubro...rsrsrs (29/09/2010)
E lastimei que por aqui não estivesse na data de seu natal! E por dias seguidos sempre deitou palavras... Ora doces, ora divertidas, algumas aflitas, outras sentidas, mas sempre amorosamente genuínas, aqui no nosso Divã. Não acompanhou tudo que enfrentei (e ainda) por conta do ET, mas numa postagem que tinha deixado programada durante minha ausência, lá veio ela com sua alegria:
Que bom que voltou... senti sua falta. Seja bem vinda (24/10/2010)
Afinidades nos aproximaram que assim, um dia, descreveu: Vixi... adivinhou meus pensamentos..ou será que somos todos iguais? Acordei pensando exatamente nisso.. jogar fora um monte de coisas dentro de mim que me incomoda: um ranço daqui...uma tristeza dali...e essa mania que tenho de deixar as pessoas que eu amo me magoarem...lindo post...(02/10/2010)

E por conta dessa má água quando ela respondeu, recentemente, ao tal desafio dos sete, sugeri que ela lesse o que tinha escrito tempos atrás. Disse-me ela que tinha gostado, e até cheguei a acreditar. Mas, por um ato-falho meu, onde troco seu nome com o da Carla, a moça que me aconchegou, generosamente, no dia 26/11, ofertou suas costelas (a receita dilícia, que a topeira/domingueira de fogão que vos escreve errou) e pediu na calada da noite prá Déya me mimar, nos comunica que por conta de mágoa, essa maldita água má, vai fechar o seu De tudo um pouco... Fui lá, esbravejar, estapear e até mesmo um PRESTENÇÃO gigantesco lhe escrevi. E como ela aqui também um dia escreveu:
Vixi Rê Eu sou balança... mas deve tá desregulada...uma bagunça só...   
Acredito que é só um desregulamento temporário. Sinto que a futura madrisogra de minha Preta vai ouvir seu coração e principalmente os nossos que:
AMAMOS VOCÊ DE VIVERRRR!!!(RR) E sem autorização dada: TEJE PRESA E AVACAGÁ, visse?





9 comentários:

  1. Oi Rê... Sei que estou no Divã, e por isso me utilizo desse espaço, rsrsrs!

    Incapaz de comentar qualquer coisa, minha filhinha está se formando nestes dias, a partir de amanhã. Até postei sobre isso, porque pra mim é uma das coisas mais importantes no momento. Minha coisinha... Que virou uma mulher linda, nem sei quando.
    Só queria deixar essa mensagem aqui, minha querida, sei que nada tem a ver com o post, mas eu queria dizer isso. Queria dizer isso pra você, porque sei que também é mãe e vai me entender.

    Beijos

    Carla

    ResponderExcluir
  2. Eu já estive lá e fiz o meu pedido. E, pelo visto, foram muitos. Se ela não aceitar, é uma desalmada, sem coração.

    Claro, estou brincando, Louis é toda coração, e exatamene por isso está balançando. Quando ela colocar a cabeça no lugar, a razão tomará conta e ela vai voltar.

    Abraços, Regina

    ResponderExcluir
  3. Ai Rê,
    Até euzinha que conheço a Lois a pouco tempo fiquei triste com a decisão dela. Tomara que ela reveja as coisas.

    Belo post !

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Rê, já acrescentei também o meu apelo para que Lois não abandone nossa blogsfera!
    Vamos torcer para que ela dê a volta por cima.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Ai Rê, guentei naummmmm...fui lá, bati na porta e, petulante que sou, deixei meu pitaco. Sou mais uma seguidora que não quer ficar sem "um pouco de tudo..."
    Pronto! falei...(mas repito aqui: Lois, deleta nauuummmmm...agora tem mais eu pra orfandade...

    Bjo Rê - linda essa mobilização!

    ResponderExcluir
  6. Olá querida e amada Rê,

    Não tendo acompanhado, não sabendo as razões que levam a Lois a tomar a decisão, me sinto constrangido em dar opinião. Mass, uma coisa é certa, pelo que acima escreves e por todo o apoio aqui descrito, um bem haja para ela e oxalá a decisão seja repensada.

    Mas vim aqui também deixar meu voto de um feriado óptimo para ti e para os teus, eu estou aproveitando para visitar os amigos, coisa que há algum tempo não me tem sido permitido com a frequência que gostaria.

    Beijo e kandandos meus a atravessar tanto mar...

    ResponderExcluir
  7. - Já comentei no Macaco e no Inquietude, já fui no De Tudo um Pouco (que está ameaçando virar Nadicas de Nada) e venho aqui agora dizer:
    - Apoiadíssimo! A Lois é nossa e ninguém tasca!
    - Acróstico pra ela:

    - Largá pralá de nóis tudu?
    - Oxente, isso é bão nem pensá!
    - Isso é pecadão dos grande...
    - Suncê inda vai mi pagá!

    - Fica ca gente, minina,
    - I num si avexe, tá bão?
    - Causa qui tudo nóis temo
    - Amô pru ti, coração!

    - Não quis usar esse tom de brincadeira no De Tudo um Pouco, mas estou abusando dos blogs dos amigos mais chegados a ela que é pra moça sentir o bem que ela faz pra gente. Abraços, Regina, procê e pra preta (ops! destronquei a língua nessa!)

    ResponderExcluir


  8. obrigada pelo e-mail...pelo post...pelo amor...pela dedicação

    Beijocas

    Loisane

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget