Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

sábado, 27 de março de 2010

A BELEZA DA LÍNGUA PORTUGUESA

A ESTRANHA BELEZA DA LÍNGUA PORTUGUESA




Este texto é dos melhores registros de língua portuguesa que eu li, sobre a nossa digníssima 'língua de Camões', a tal que tem fama de ser pérfida, infiel ou traiçoeira.

Um político que estava em plena campanha chegou a uma pequena cidade, subiu para o palanque e começou o discurso:
- Compatriotas, companheiros, amigos! Encontramo-nos aqui, convocados, reunidos ou juntos para debater, tratar ou discutir um tópico, tema ou assunto, o qual me parece transcendente, importante ou de vida ou morte. O tópico, tema ou assunto que hoje nos convoca, reúne ou junta é a minha postulação, aspiração ou candidatura a Presidente da Câmara deste Município.
De repente, uma pessoa do público pergunta:
- Ouça lá, porque é que o senhor utiliza sempre três palavras, para dizer a mesma coisa? O candidato respondeu:
- Pois veja, meu senhor: a primeira palavra é para pessoas com nível cultural muito alto, como intelectuais em geral; a segunda é para pessoas com um nível cultural médio, como o senhor e a maioria dos que estão aqui; A terceira palavra é para pessoas que têm um nível cultural muito baixo, pelo chão, digamos, como aquele alcoólatra, ali deitado na esquina.
De imediato, o alcoólatra levanta-se a cambalear e 'atira':
- Senhor postulante, aspirante ou candidato: (hic) o facto, circunstância ou razão pela qual me encontro num estado etílico, alcoolizado ou mamado (hic), não implica, significa, ou quer dizer que o meu nível (hic) cultural seja ínfimo, baixo ou mesmo rasca(hic). E com toda a reverência, estima ou respeito que o senhor me merece (hic) pode ir agrupando, reunindo ou juntando (hic) os seus haveres, coisas ou bagulhos (hic) e encaminhar-se, dirigir-se ou ir direitinho (hic) à leviana da sua progenitora, à mundana da sua mãe biológica ou à puta que o pariu!

(Recebi como colaboração da minha amada, Aninha. Desconheço a autoria.)

10 comentários:

  1. Bidu!
    A resposta nãop deixa dúvidas...
    A "Língua Pátria" (lembra?) é difícil, sim, como qualquer outra... Sö qu emais bonita, em muitos aspectos. Que me perdoem as outras de que gosto imenso também!
    beijinho

    ResponderExcluir
  2. Pois se fosse em inglês, tão poupados, tão escassos ou avaros em palavras, o texto tinha perdido a graça :))

    ResponderExcluir
  3. Zé, professor doutor chiquérrimo, amado!
    Sou doida de discutir, conversar com vc sobre um assunto desses?!? rsrs nem sendo torturada rsrs
    Beijuuss n.c.

    Isa, amada!
    Tô com vc e não abro rsrs
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  4. Fantástico Rê !
    Boa resposta ao político ! Por cá dizemos. "Toma que já almoçaste" ! rsrsrsrs
    .

    ResponderExcluir
  5. Já conhecia o texto, mas sempre gosto de reler, para me lembrar de duas coisas: que a língua portuguesa é bela e nada difícil para os que a amam; e que se deve pensar antes de falar impropriedades, besteiras ou merda mesmo!(rsrsrs)Bjs, Angela

    ResponderExcluir
  6. Olá Regina!

    Não se pode dizer que esse senhor não tivesses preparado bem o discurso, adequado para chegar a todas as audiências e cobrir todas as contingências. O azar dele, foi ter encontrado um sujeito que sendo um bêbedo, bebedolas - um borrachão ... afinal era um doutor!

    Bom domingo;e viva a boa disposição.
    Beijinhos
    Vitor

    ResponderExcluir
  7. Vc, pra variar, experimentar, mudar, sempre nos brindando, oferecendo, presenteando com textos incríveis, singulares, extraordinários.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Menina adorei isso...Nossa lingua é realmente complexa.
    Bjos aconchegantes!

    ResponderExcluir
  9. "L'habit ne fait pas le moine"
    ou seja nunca se deve julgar alguém pela roupa que veste..
    estava a ler e pensei...bem, no final ele vai dizer q também já tinha sido candidato ao mesmo cargo e olhe até onde isso o tinha levado...:)

    ResponderExcluir
  10. Rui,amado!
    Adoreiii aprender essa nova expressão: Toma, que já almoçaste...rsrs
    Beijuuss n.c.

    Ô Ângela, cozinheira dos deuses, motivadora do meu pecado guloso, amada minha! Tem alguma coisa nesse mundão das letras que vc ainda desconhece? rsrs
    Beijuuss n.c.

    Pois não é, Vitor? A gente nunca deve ficar nas aparências...elas sempre nos enganam!
    Beijuuss, amigo amado, n.c.

    Pétala, rosácea, rainha das flores,rosa, roseira, rosa-de-corte, rosa-arbustiva, rosa-selvagem, amada!
    Brigadim por tantos elogios...mereço naummmm.
    Beijuuss n.c.

    Sandra, amada!
    Bota complexa nisso....
    Beijuuss n.c.

    Isabel, diva, amada!
    Arrasou no francês... vous êtes très chic!!!
    Besous,baisers,beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget