Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

EM CARTAZ


"O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza
O coração enfarta quando chega a ingratidão.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.
O plantio é livre, a colheita, obrigatória ...
Preste atenção no que você esta plantando, pois será a mesma coisa que irá colher!!!"
(Cartaz de um consultório holístico/Desconheço a autoria)

16 comentários:

  1. Muuuuito bom!! Ainda mais se tiver adubado, vai ser maior...rsrs

    Gostei muito do texto de descrição do seu blog...concordo plenamente!!

    Bjo..

    ResponderExcluir
  2. As palavras aqui expostas são realmente verdadeiras.
    Existe por cá um ditado (talvez por aí também) que diz assim: - Quem semeia ventos, colhe tempestades!
    A vida vai-nos ensinando a ter estes conselhos em mente.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  3. Palavras providas de grandes verdades.

    Um beijinho para aí .

    ResponderExcluir
  4. Oi Regina...estou hiper mega feliz por ti também (ah, sabes que estou amaaaandooo...rs), de verdade meeeeesmo.
    Esses textos que vez por outra encontramos aqui, ali, de autoria desconhecida possuem uma profundidade e verdade atróz. Prá lá de reflexivo, de espirito oriental, eleva-nos ao questionamento e identificação. Olhar para si mesmo parace sempre ser o maior desafio, justamente por ser o mais dificultoso e para muitos, temeroso.
    As pessoas estão sempre querendo 'colher' do canteiro alheio... e por isso mesmo estão sempre em 'entre-safra'.
    Semear..semear...já dizia o 'bom Jesus'...
    bjs
    Julio

    ResponderExcluir
  5. Sabias que és um dos meus amig@s? Venho agradecer-te por existires e seres um del@s...! Se vais ao meu blog saberás a que me refiro... e se queres levas contigo o regalo que, com muito carinho, está pensado para pessoas como tu...!
    Mereces mais..., mas é o melhor que posso dar-te hoje... És um presente para mim... E é o que eu posso oferecer-te, hoje, a ti...

    Um abraço.

    Sergio

    ResponderExcluir
  6. Adorei
    TO DENTRO

    Jo®ge
    ÁSdeAMOR
    http://jorgedasneves.com

    ResponderExcluir
  7. En mi vuelo encontre tu blog maravilloso,un placer para leer tus escritos.
    saludos.

    ResponderExcluir
  8. Amiga Regina!

    Esse cartaz devia estar instalados não só em todos as clínicas, como hospitais, centros médicos e até nas paragens dos autocarros...

    Se pelo menos pudéssemos todos cumpri metade dessas regras básicas... a nossa saúde seria perfeita.
    Por isso algumas pessoas passam do centésimo aniversário e outras ficam pela metade...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Ei ...que cruzada triste de contrariedades.
    Um mal nunca vem só- dizem por aqui mas deste jeito parece-me que é demais.

    ResponderExcluir
  10. Regina, vim trazer-te um COMUNICADO.
    NÃO deveria ser dessa forma, mas como ficou em cima da hora...bem...vamos ver no que dá (só espero não ficar com toda a comida e bebida por lá!rs...)...explico:

    Amanhã, será a inauguração do Salão de Festas.
    Gostaria que voce passasse por lá e veja o convite (clicando na aba logo abaixo do titulo do blog).

    Lendo lá, vai entender o portque pedirei que convide seus seguidores, que desde já, aos que me lerem aqui, estão convidados.

    bjs
    Julio

    PS: É simples, mas é de coração.
    PS2:Ao final do evento, ainda haverá uma surpresa.

    ResponderExcluir
  11. Olá Regina, vim te conhecer e agradecer a visita em meu blog. Gostei do seu blog, gosto muito de psicanálise, já faço análise há muitos anos. Quanto ao seu texto, realmente temos que nos policiar com nossas emoções, sem que percebamos elas tem um grande poder, nosso corpo é um conjunto, portanto o equilíbrio é fundamental. Muita paz e luz para vc! Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Regina, amiga.

    Um foco de luz estará sempre no seio da sua alma. Porque é o que vc semeia. Acredito ser o que muitos sentem quando passeiam por aqui.

    Bjos e um abraço apertado.

    http://www.vervida.blogspot.com
    Verde Vida

    ResponderExcluir
  13. Que tesouro vc garimpou, não Rê??
    O autor é desconhecido, mas um conhecedor da vida. E como é comum observarmos a sintomatologia da alma vertendo no corpo...nossa!
    Hj tem-se divulgado mais a importância de não retermos aspectos negativos que tendem a adoecer-nos - mais do que o corpo, a alma é que se mostrará inferma...
    Boa escolha...

    E aí, preparada para a festança de amanhã??????...rs
    Vc será a representante de nossas comemorações - muito mais pela Rê do que pela Dra. Regina...ser amada é uma delícia, né amiga??
    O cardápio certamente será mineiro...rsrs
    Bjo grandão procê, amada!!!


    Reforço o convite do nosso amigo Julio: amigos da Rê, apareçam para celebrar a VIDA, cantemos parabéns de novo pra nossa queridona!
    Esperamos vocês aqui ...

    Chique na aba CONVITE!

    ResponderExcluir
  14. Cheio de verdade esse texto... cheia de sensibilidade você que o trouxe pra nós.

    "o plantio é livre, a colheita, obrigatória"...
    ai que medinho! Mas assim é a vida, espero ter plantado boas sementinhas.

    Beijos de ternura...

    ResponderExcluir
  15. Muita sabedoria nessas palavras todas. Umas mais do que outras a chamarem-me mais a atenção e a fazerem-me pensar em sentidos.

    ResponderExcluir
  16. Perfeito, Rê! E muitas outras coisas feias ocorrem quando estamos fora do centro. Carecemos ficar atentos, todos os minutos de nossas preciosas vidas. Beijos

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget