Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

QUEM É SEU AMANTE?

Foi, especialmente, com minha mãe que aprendi a ser amante profissional. Já que vai se meter a fazer algo, faça o seu melhor dizia ela. Nada de "meia-boca", "meia-sola", "mais ou menos", "não sei", "não vai dar certo", "só um pouquinho", "pelas metades"... Como diz uma amiga: "Se num guenta pra quê que inventa"! Se inventava fazer algo, do ofício tinha que saber por inteiro e ir aperfeiçoando, aprimorando até chegar próximo de um CAPO LAVORO. Não tinha sábado, domingo nem feriado. Todos os dias ela me fez ser uma gabaritada "profissa" amante dessa vida! E não pensem que obra-prima pronta está... Michelângelo estou longe de ser, para diante dessa obra, diária e constante, dizer: PARLA!

"Muitas pessoas tem um amante e outras gostariam de ter um.
Há também as que não tem, e as que tinham e perderam.
Geralmente, são essas últimas que vem ao meu consultório, para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insônia, apatia, pessimismo, crises de choro, dores etc.
Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver e que não sabem como ocupar seu tempo livre.
Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança.
Antes de me contarem tudo isto, elas já haviam visitado outros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme:
"Depressão", além da inevitável receita do anti-depressivo do momento.
Assim, após escutá-las atentamente, eu lhes digo que não precisam de nenhum anti-depressivo; digo-lhes que precisam de um AMANTE!!!
É impressionante ver a expressão dos olhos delas ao receberem meu conselho.
Há as que pensam:
"Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas"?!
Há também as que, chocadas e escandalizadas, se despedem e não voltam nunca mais.
Aquelas, porém, que decidem ficar e não fogem horrorizadas, eu explico o seguinte:
"AMANTE" é aquilo que nos "apaixona", é o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono, é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.
O nosso "AMANTE " é aquilo que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta.
É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.
Às vezes encontramos o nosso "AMANTE" em nosso parceiro, outras, em alguém que não é nosso parceiro, mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis.
Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto....
Enfim, é "alguém!" ou "algo" que nos faz "namorar a vida" e nos afasta do triste destino de "ir levando"... E o que é "ir levando"? Ir levando é ter medo de viver.
É o vigiar a forma como os outros vivem, é o se deixar dominar pela pressão, perambular por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastar-se do que é gratificante, observar decepcionado cada ruga nova que o espelho mostra, é se aborrecer com o calor ou com o frio, com a umidade, com o sol ou com a chuva.
Ir levando é adiar a possibilidade de desfrutar o hoje, fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão, de que talvez possamos realizar algo amanhã*.
Por favor, não se contente com "ir levando"; procure um amante, seja também um amante e um protagonista ... DA SUA VIDA!
Acredite:
O trágico não é morrer, afinal a morte tem boa memória, e nunca se esqueceu de ninguém.
O trágico é desistir de viver...
Por isso, e sem mais delongas, procure um amante ...
A psicologia após estudar muito sobre o tema, descobriu algo transcendental:
PARA ESTAR SATISFEITO, ATIVO E SENTIR-SE JOVEM E FELIZ, É PRECISO NAMORAR A VIDA. (Jorge Bucay - Psicólogo)

17 comentários:

  1. Namorar a vida!
    Gostei dessa perspectiva.

    ResponderExcluir
  2. Quando eu digo que psicólogo é aquele profissional que cava fundo para encontrar tesouros...
    Belíssimo texto, cheio de verdades incontestáveis. Nada como ser apaixonado(a) com a vida e tudo o que ela traz. Nada como ser corajoso(a) e fazer escolhas, aquelas que nos aquecem a alma.
    Você, amiga, como sempre nos oferecendo caminhos por uma estrada de luz! Beijos carinhosos.
    Canção de Flavinho, né?

    ResponderExcluir
  3. Olá RÊ!
    E bem verdade o que lemos no texto: Quantos de "nós" não nos procuramos enganar, tomando pastilhas douradas como suposta mezinha para o mal que nos aflige, quando estamos fartos de saber que a solução não passa, nem nunca passará por aí.No fundo, não conseguiremos lidar com a realidade; não somos capazes ou não temos a coragem de a modificar, sendo que modificá-la é, muitas vezes, tudo menos fácil.O mundo em que vivemos não é um realidade abstracta, porque se o fosse então tudo seria possível...
    Gostei muito do tema!

    Beijinhos amigos; bom fim de semana.
    Vitor

    ResponderExcluir
  4. Pra começo de conversa, ontem, a não ser que eu esteja mais louquinha do que o costume, te deixei um comentário grandão no último post...o negócio sumiu...sei lá como.

    Eu acho, sinceramente, que esse texto aí vc escreveu especialmente pra mim...rrs...se não foi, vou me apoderar dele. Caramba! Parecia que vc estava assim, segurando meu queixo, me forçando a te olhar e me dizendo todas essas verdades.
    Será que ainda tenho tempo pra aprender a ser amante?
    Acho até que sim, o problema é a maldita zona de conforto, que faz a gente achar que até que podia ser melhor, mas do jeito que está não é de todo mal.

    Perfeito texto, moça!
    Assim como perfeito desejo que seja seu fim de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá Regina,

    jajajaja... imagino a cara das pessoas...!

    Pois se para estar enamorada da vida é necessário ter um amante, então eu devo ter, ainda que não saiba quem é, porque estou muito enamorada da Vida!

    Um beijo e que tenhas um excelente final de semana.

    ResponderExcluir
  6. Amiga to indo embora, vou arrumar um amante...rsrsrs. Amei viu, como amo todos os teus posts.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  7. O homem e a mulher nasceram para amar-se, mas não para viverem juntos; todos os amantes célebres viveram separados .

    Beijo querida Rê.

    ResponderExcluir
  8. Excelente "consulta" Rê ... e de "borla" ! rsrsrs
    Afinal é tão simples e as pessoas complicam tanto ! :))
    Verdade, verdadinha, é o pior que pode acontecer a uma pessoa : "ir levando" (diz-se aqui, "a cruz ao calvário") sem ter um objectivo de vida, uma sã ocupação da alma, qualquer coisa que a mantenha "viva" e desitir de "viver"
    Beijão, minha querida.
    .

    ResponderExcluir
  9. Estou amando tudo isso.
    Estava enfadado até esse momento e voce me conquistou.
    Foi bom ter vindo ao consultório viu? rsr
    Um abração minha amiga, bjs.

    ResponderExcluir
  10. Rê ... deixas-me sem palavras!
    Decididamente ... também eu preciso de ... uma amante.
    Vai vendo por aí, rsrsrsrsr!!!
    Bjs, adorei como sempre!

    ResponderExcluir
  11. Querida amiga, o amante é o outro lado do divã da psicologa, são os momentos que passamos sem nos preocupar com o que acontece lá fora, os problemas desaparecem, a adrenalina vai a mil, a troca de carinhos, os beijos, ai os beijos....de amantes são muito melhores, são mais intensos, calientes, bocas que parecem não querer nunca se separarem...Dura um pouco mais que a consulta à psicologa, rsrs...Mas, tem a hora de ir embora, de ficar esperando a pergunta, quando nos veremos novamente???
    O próximo encontro é o tempo que o coração aguenta, para ve-lo novamente, se ele não ligar...o mundo despenca na sua cabeça...mas se ele ligar é felicidade pura...Amantes são ótimos, mas não se apaixonem...Tenha um lindo final de semana...Beijocas

    ResponderExcluir
  12. rEGina que lindo post e texto!
    Até me arrepiei!
    Tô aqui tbm. pra te convidar a conhecer o nosso blog, o Plugadas! Um blog totalmente conectado no que há de mais atual em moda, beleza, comportamento, filmes, música, enfim, no que há de melhor! Em breve teremos mais promoções! Dá uma olhadinha depois e comente, se possível! http://www.plugadas.net
    Plugue-se também!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Noé, amado!
    Que bom vê-lo por aqui...É mais que uma perspectiva...é verdadeira ARCA de nome VIDA.
    Beijuuss n.c.

    Ângela,iluminada, amada!
    Ainda tenho que escrever sobre isso...é que a "linha editorial"rsrs anda meio embolada rsrs.
    Viu seu Flavinho??? Despertou passado em tempo presente.Tenho dito e vc bem sabe: inda morro disso, do coração, de ser uma amante da VIDA!!! Êita profissa chic essa...né, nauuummm?
    Beijuuss n.c.

    Vitor, amado!
    Tomar pílulas douradas é bem fácil mesmo. Ser amante da vida além de dar mais trabalho, requer envolvimento total do nosso ser!
    Beijuuss n.c.

    Milene, minina-ternura, amada!
    rsrs o comentário deve ter tomado doril... Não existe tempo certo prá se tornar amante, mas se posso adiantar: essa profissão, depois que entramos não queremos sair e é rentável demais!
    Trem bão dimaiiisss, sô...
    Beijuuss n.c.

    Amélia, amada!
    Não minha amiga, não precisamos de um amante para sermos enamoradas da vida... SOMOS AMANTES quando AMAMOS VIVERRR A VIDA!
    Beijuuss n.c.

    Sandra, engordativa de minha'lma, amada!
    Sua poesia vai ficar num ciúmes só, de novo amante que vai arranjar rsrs. Mas ela aprende a conviver com a concorrência rsrs
    Beijuuss n.c.

    Manuel, poeta, amado!
    Êita que cê tá que tá... inda bem que nauuummm sou célebre (de S.Beauvoir e Sartre, por ex, só tenho os livros rsrs). Mas sou uma célebre amante dessa VIDA!!!
    Beijuuss n.c.

    Rui,amado!
    Essa é uma "profissão" que, quanto mais botamos as mãos mais viciados ficamos! É como disse: simples, mas gostamos de complicar...
    Beijuuss n.c.

    Antônio,amigo, amado!
    Enfado não faz parte de amante-ser nauuummmm rsrs Não se esqueça da sua próxima "consulta", hein?rsrs
    Beijuuss n.c.

    Urbano,amado!
    Só com aquelas estrelas tens uma constelação de amante! Carece de, euzinha, arrumar mais "nenhuma" procê nauuummmm rsrs
    Beijuuss n.c.

    Marilu, artista doce, amada!
    Esse amante que descreves dá um trabalho, né? Então, prefiro meus outros 789 rsrs e que sou APAIXONADÉRRIMA!!!
    Beijuuss n.c.

    Mininas, plugadas, amadas!
    Brigadim pela visita... já me pluguei e voltei aqui prá desejar SUCESSO procês!!!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  14. Gostei imenso desta postagem, apesar de defender esse ponto de vista à muito tempo. Nada de fazer as coisas pela metade, apenas o suficiente para e essas coisas todas como se tudo na vida fosse uma obrigação e um suficiente menos desse para atingir cada nova etapa ou objectivo. Dar o melhor de nós, à vida, às pessoas, em cada tarefa é o segredo para uma vida melhor, com mais cor e sabor. Infelizmente, é sempre mais fácil falar do que fazer.

    ResponderExcluir
  15. Minha querida Regina, "metaforisar" a palavra amante, fazendo dela uma alavanca para nos impulsionar e motivar, foi mesmo uma grande tacada, parabéns!
    Concordo plenamente com você, o texto é perfeito, nunca fazer ou sentir nada meia boca, ou mela cueca como diz minha amiga Riff, extrair sempre a essencia de tudo, mesmo que seja de um limão, não é amiga.
    Viver a vida e não nos deixar levar simplesmente, embora deva confessar ser uma tarefa nada fácil , daí a conformidade com que muitas vezes optamos ou consentimos que a vida se instale.

    Beijo grande com carinho.

    ResponderExcluir
  16. Miguelito, duplo anjo, amado!
    Que bom vê-lo aqui. É verdade... é mais fácil falarmos, escrevermos do que praticarmos. Mas, se estamos mais atentos, alertas, o fazer se torna prática diária.
    Beijuuss n.c.

    Fátima, amada!
    Que delícia vê-la aqui. É amiga, fazer uma limonada dos limões é arte de poucos... normalmente não estamos preparados para extrair a essência de "oportunidades adversas" de aprendizagem que a VIDA nos brinda! Mas vamos tentando fazer o exercício diário.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  17. Olá Regina adorei seu texto,seu blog tudinho parabéns,virei fã..rsrsr

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget