Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

FREUD NO COTIDIANO - PRIMEIRA PARTE -



Muito já se falou e ainda se fala no pai da Psicanálise. E o que isto tem a ver com seu dia a dia, seu trabalho e suas horas de descanso? Tudo. Por menos que você saiba, ou goste, de Freud, é impossível negar sua importância em nossa vida.
Se você olhar atentamente para aquele casal, ele um garotão e ela uma senhora que poderia ser sua mãe, que acaba de se sentar na mesa ao lado, durante seu happy-hour, no seu boteco preferido, vai descobrir ali traços do que Freud chamou de complexo de Édipo.
Seu amigo não pára de se admirar no retrovisor do carro? Narcisista. A prima do amigo de sua irmã fez o maior barraco, durante o jogo de futebol, só porque o namorado olhou, por um milésimo de segundo, os atributos avantajados da louraça que passou na frente, durante o gol decisivo? Histérica. UFA! Freud explica?
É claro que nada é tão fácil assim de se denominar. Mas, o que não se pode negar, é que a grande descoberta do inconsciente possibilitou ao homem libertar as turbulentas emoções interiores que o atormentam, causando a ele, como aos outros, um sofrimento indescritível.
Todos nós temos um inconsciente. É o que governa nossa respiração, nossa digestão, as batidas do nosso coração e os passos que damos. Serve, ainda, de “depósito” de nossas lembranças secretas e revoltadas. É o inconsciente que nos impele para o sucesso ou o fracasso. (continua...)

4 comentários:

  1. Amada minha!!!!

    Estou louca para saber o restante....
    Mas passei aqui mesmo para falar que te adoro muito!!! Voce deixa meus dias na academia 100% melhores!!!! Beijocas

    ResponderExcluir
  2. ADORO FREUS, estou sempre lendo seus artigos.
    Muito obrigada .
    Beijo grandão.

    ResponderExcluir
  3. Clarinha Amada
    Tava com saudades docê aki!!! E quanto à Academia, somos "nós" que fazemos os dias 100%!!!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  4. Eiii Sil
    Eu é que adoro suas lendas e seu jeito super especial de escrevê-las para nós! Quanto a Freud...bem, ele tá absolutamente dentro da minha vida rsrsrs! E você não crê, como é um desafio, para mim, falar, escrever sobre a psicanálise de uma maneira simples (para qq um entender)e sem ser simplista demais!!! Tô tentando todos os dias, e um dia quem sabe, fica bacana.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget