Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

VERDADEIRA HEROÍNA


       DIÁRIO DE UMA MULHER FIEL NUM CRUZEIRO MARÍTIMO

Querido Diário... 1º Dia: Já estou preparada para fazer este maravilhoso Cruzeiro, que ganhei de presente do meu marido...
Vim sozinha e trouxe na mala minhas melhores roupas! Estou excitada!!!
Querido Diário... 2º Dia: Estivemos todo o dia navegando. Foi lindo e vi alguns golfinhos e baleias!
Que viagem maravilhosa estou começando! Hoje me encontrei com o Capitão, que por sinal é um belo homem!
Querido diário... 3º Dia:
Hoje estive na piscina. Fiz também um pouco de jogging e joguei mini-golfe.
O Capitão me convidou para jantar em sua mesa. Foi uma honra e a noite foi maravilhosa. Ele é um homem muito atraente e culto.
Querido diário... 4º Dia:
Fui ao Cassino do navio! Tive muita sorte, pois ganhei U$80. O Capitão me convidou para jantar com ele em seu camarote. A ceia foi luxuosa com caviar e champanhe. Depois de comermos ele perguntou se eu ficaria em seu camarote, mas recusei o convite. Disse a ele que não queria ser infiel ao meu marido.
Querido diário... 5º Dia:
Hoje voltei à piscina para me bronzear um pouco. Depois, decidi ir ao Piano Bar e passar ali à tarde. O Capitão me viu e me convidou para tomar um aperitivo. Realmente ele é um homem encantador.
Perguntou-me de novo se eu queria visitá-lo em seu camarote naquela noite.
E eu lhe disse que não, que era casada!
Então ele falou que se eu continuasse respondendo não, ele iria afundar o navio! Fiquei aterrorizada!
Querido diário... 6º Dia:
Hoje salvei 1600 pessoas... três vezes!!!
(Colaboração enviada pela amada Aninha. Mulher não trai, ela salva vidas, uma verdadeira heroína! É cada uma que aparece...)





14 comentários:

  1. Oi Renata,

    O marido dessa mulher devia ter orgulho nela, pela coragem, espírito de sacrifício e altruísmo que demonstrou nessa atitude, repetida três vezes, para salvar 1600 pessoas. Mas quem é verdadeiramente desprendido não se gaba dos seus actos heróicos. E se ela for uma mulher de valores sólidos, dispensa as honrarias e recompensas e guarda para si própria esses feitos. Quantas mulheres não têm orgulho em maridos que são heróis e a modéstia não lhes permitiu contar?...

    Beijo,

    Alexandre

    ResponderExcluir
  2. Alexandre
    Mais uma vez agradeço sua visita e faço uma correção: meu nome é REGINA, do latim REGIS= Rainha e adoro ele! Nada contra as Renatas (aliás tenho muitas amigas com esse belíssimo nome) que significa renascida! NASCI RAINHA e assim quero estar para quem sabe um dia RENASCER Renata.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  3. Que maravilha. Confesso que tenho medo de andar nestas coisas em alto mar, embora saiba nadar muito bem.
    Belo post. Parabéns.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  4. Olha Sil, medo eu não tenho não... mas por mais que me dizem que são super estáveis, imagino que vou "botar os bofes e tudo mais prá fora"! Enjôo em estradas cheias de curvas, imagina em alto mar? Por enquanto tô fora rsrs mas tenho muiiiita vontade de vencer o estômago e embarcar num cruzeiro!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  5. Amei a presença de espirito desta mulher!
    Que bravura.rs.rs..rs..
    Bjocas!
    Miraci

    ResponderExcluir
  6. Olá Regina,
    Só hoje me apercebi duma estrela que acompanha "azimute", modesto espaço. Desculpe, sou o 43º aprendiz. Muitos kanimanbos(obrigados).

    A nossa heroína, mulher de... armas, altruísta, salvou tudo e... todos. Ainda bem, podemos respirar fundo...

    Cordialmente

    ResponderExcluir
  7. Eiii Mi Amada
    Essa aí é da pesada né?rsrsrs Quanta criatividade e inteligência rsrsrs!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  8. Oi Jorge
    Seja muito bem vindo! Nossa heroína é tudo isso que você bem descreveu e...um bocadinho mais!rsrsrs Ficamos todos bem aliviados com tamanha generosidade!rsrsrs
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  9. ah nen Regina... rsrsrs
    Graças a Deus ne!?
    Credooooooo
    kkkkkkkkk
    Bjo
    Hellen

    ResponderExcluir
  10. Olá Regina amiga,
    Lá vim aqui a este cantinho saboroso receber a minha dose imprescindível de boa disposição.
    Pessoa sã e transparente esta heroína. É que há coisas que mesmo num diário a gente não escreve, não vá acontecer alguém postar num blogue, né?
    Beijos e um Kandandu sincero a atravessar tanto mar até à minha querida Rainha.

    ResponderExcluir
  11. Olá Regina!
    Linda história, levezinha e brejeira, duma heroina que decidiu sacrificar-se por uma nobre causa ... não fosse o malandreco do comandante estar mesmo a falar verdade.

    Beijinhos.
    Vitor

    ResponderExcluir
  12. Kimbanda
    Você não imagina como fico felizzzzz com seus comentários. Aguardo-os sempre com muito carinho. Obrigada!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  13. Ei Vitor
    Tem coisas que realmente a gente não fala nem para o analista rsrsrs que dirá num diário virtual rsrsrs. É como brincamos por aqui: não me comprometa, se disser eu nego até morta!rsrsrs
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget