Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

sábado, 5 de junho de 2010

MEMÉTICA

Recebi esse mimo com muito carinho da Milene (mais conhecida como Pétala Rosadinha) do blog http://petalarrosadinha.blogspot.com/. Fiquei curiosa dimaiiisss pra saber o significado da palavra e saí na busca de resposta. Abaixo aquilo que encontrei e adorei, pois descobri que somos todos, cada um em seus espaços e à sua maneira, MEMES. O(s) negrito(s) é meu, ok?
Um meme, termo cunhado em 1976 por Richard Dawkins no seu bestseller O Gene Egoísta, é para a memória o análogo do gene na genética, a sua unidade mínima. É considerado como uma unidade de informação que se multiplica de cérebro em cérebro, ou entre locais onde a informação é armazenada (como livros) e outros locais de armazenamento ou cérebros. No que diz respeito à sua funcionalidade, o meme é considerado uma unidade de evolução cultural que pode de alguma forma autopropagar-se. Os memes podem ser idéias ou partes de idéias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que possa ser aprendida facilmente e transmitida enquanto unidade autónoma. O estudo dos modelos evolutivos da transferência de informação é conhecido como memética.
Quando usado num contexto coloquial e não especializado, o termo meme pode significar apenas a transmissão de informação de uma mente para outra. Este uso aproxima o termo da analogia da "linguagem como vírus", afastando-o do propósito original de Dawkins, que procurava definir os memes como replicadores de comportamentos.
Ainda que tal possa surpreender alguns defensores da memética, conceitos similares ao de meme antecedem em muito a proposta de Dawkins, ocorrendo por exemplo no ensino Sufi, segundo o qual os Muwakkals são considerados como entes autónomos e elementares que constroem o pensamento humano.
A chave de todo ser humano é seu pensamento. Resistente e desafiante aos olhares, tem oculto um estandarte que obedece, que é a idéia ante a qual todos seus fatos são interpretados. O ser humano pode somente ser reformado mostrando-lhe uma idéia nova que supere a antiga e traga comandos próprios. (Ralph Waldo Emerson - Fonte: Wikipédia) 
A proposta é escrever sobre 6 coisas que as pessoas não sabem sobre mim. Mas, após muito pensar, percebi que vocês já sabem tudim e o pouquinho que ainda não sabem, vão ficar sabendo aos poucos rsrs.
Ofereço a:

11 comentários:

  1. Queridaaaaaaaa!!!
    Mas esta tua amiga Izabel tá ficando muito atrasadim e lesadim... Mas eu li teus posts do Recital, fiquei empolgada, pois só assim é que pude sair de casa rss(fui contigo , "viajei saboreando tuas palavras)...
    E agorinha é que vi que EU GANHEI!!!
    Ó minha amadinha, estou levando, OBRIGADA!
    Tão lindinho!
    Ameiii
    Beijos n'alma!

    ResponderExcluir
  2. Izabel, iluminada,amada!
    Que bom que gostou... Depois daquele das mulheres e dos homens que vc e Denise deram conta de me "abalar"rsrs, só mesmo sendo MEME! E tem tudo haver com o seu blog, não acha?
    Beijuuss n.c. e ótimo domingo

    ResponderExcluir
  3. Que interessante! Mais uma ideia positiva e instigante!
    Evoé!
    beijinho

    ResponderExcluir
  4. Zé, ando aprendendo tantas coisas nessa blogosfera... De "memética" nunca tinha ouvido falar! E por aí vai....
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  5. Querida amiga Regina,

    Estou aqui para agradecer e, para dizer-lhe que seu presente deixou-me honrado.

    Um grande abraço do amigo,

    Edson Carmo

    ResponderExcluir
  6. Edson, amado!
    Que bom que gostou...e espero que possa continuar essa "corrente" de MEMES.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente amei a definição de meme. A primeira vez que recebo um e gostei muitissimo. Vou pensar nas coisas que talvez não saibam sobre mim e postar. Obrigada. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Ai..Regiiiina...so vi agora isso, e porque vim 'xeretar' sobre 'influencia' solicitativa da Denise...rs....
    como já disse em outro comentario de hoje, estou meio comprometido com meu tempo essa semana...
    mas adianto...
    ameeeeei....muuuuuuuito obrigado meeeeesssmo.
    bjs
    Julio

    ResponderExcluir
  9. Aninha, amada!
    Que bom que gostou... Sinta-se livre como suas borboletas para postar quando quiser!
    Beijuuss n.c.

    Júlio, amado!
    rsrs Tá vendo o que acontece quando fica pop dimaiiiisss??? Se não fosse a Denise, amadíssima, vc nem veria esse mimo/meme que lhe presentei, como mais uma maneira de agradecer pelo HOMENS FABULOSOS! Espero que esteja vermelhinho de vergonha, quiném um tomate maduro rsrs. O que importa messsssmo é que vc AMOU!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  10. Reginaaaaaaaaamei amei amei sim...rs...e agora, com uma pausa (humm...digamos que é o tempo do gesto que se faz no piano, a pausa de intercalo na execução...-deu um branco e não tenho a certeza se realmente é pausa o nome também lá!...faz teeempo..rs...ih...pode ser a P.I.A chegando...'vade retro'...-

    'difirce' vai ser achar as 6 'coisinhas'.rs...dou jeito....

    Interessanteeerrima a historia e o significado de meme, eu que estou com um pé dentro da neuropsicologia...

    Um memebejo pra ti...com muito carinho e grato pelo SEU carinho...fico grato mesmo....

    Vermelho?...ihh...fiquei mesmo... minha sensibilidade chega até esse ponto do cerebro... e como me sinto feliz em praticar tão bem essa caracteristica da vida, e do ser humano:

    SENTIR.

    se sentires um formigamento leve nos ombros...não se impressione...é o meu abraço chegando a ti.

    ResponderExcluir
  11. Júlio, amado!
    Um pé dentro da neuropsicologia???rsrsrs É mininu, mais alguma coisa em comum rsrs Neuropsi. foi minha segunda especialização, por conta do trabalho no hospital, com a geriatria/gerontologia e neurologia também! Gosto muiiiito... completamente diferente da psicanálise, mas nos meus exames é exatamente ela que faz tooooooda a diferença (na anamnese e na interpretação dos resultados) e os colegas adoram! Pode colocar os dois pés que ficará bem rsrs.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget