Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

terça-feira, 20 de outubro de 2009

BRINQUEDOS E BRINCAR


Continuando...

De 03 aos 05 anos – é a época do “faz de conta”. Opte por brinquedos que estimulem a fantasia e a criatividade das crianças, como bonecos, fantoches, livros de história, tudo que permita a dramatização do que vêem no dia-a-dia.

De 05 aos 07 anos – as brincadeiras em grupo passam a ganhar importância. Brinquedos que integrem as crianças ao ar livre e que estimulem a competição são os mais indicados nesse período.
De 07 a 09 anos – os jogos de raciocínio e memória adapta-se às crianças que dominam sua capacidade motora e inventam regras. São os jogos de visualização, os quebra-cabeças, os jogos de regras simples.
De 09 aos 12 anos – nessa fase as crianças já tem “vontades”: querem atividades com regras mais complexas. Procure saber ou se informar sobre a preferência ou tendência da criança antes de comprar, por exemplo, um violãozinho quando ela adoraria um jogo eletrônico.
A criatividade e a imaginação da criança devem ser sempre respeitadas. É esta capacidade que permite a ela transformar soldadinhos de chumbo em robôs, vídeo games em discos voadores ou varinhas de condão em espadas de raio laser, improvisando sempre, seja diante de brinquedos mais simples ou até mesmo dos mais sofisticados. Independente do brinquedo ou de qualquer transformação tecnológica, brincar será sempre o mais importante. É brincando que a criança se prepara para a vida. Desenvolve habilidades e valores que levará consigo sempre!




2 comentários:

  1. Minha Rainha
    Pois num é que a moça Ieda tem razão? Tô esperando vc escrever prá nós, os marmanjos hehehe. Pode começar a pesquisar comigo!
    Beijão nocê
    Freddy

    ResponderExcluir
  2. A pesquisa vai ser grande: os "mininus" de 30, os de 40, 50, 60...Tem brincadeiras prá todo mundo! Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget