Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

sábado, 3 de julho de 2010

CARA DE PALHAÇA, PINTA DE PALHAÇA...

Você já se sentiu um palhaço? Você já se percebeu - bem depois - que fez papel de palhaço? Um bobo da corte que diverte a todos, mas não recebe nada por isso? Ou melhor, recebe gargalhadas por te enganarem sejam com promessas, palavras, lágrimas, dores, declarações e falsas ações. E você bem ali, no centro do salão, ouvindo cada risada e paralizado, abobado, não consegue se mexer. Na cabeça só se perguntando: como vim parar aqui? Fui eu mesmo que me vesti assim? Não foi esse o script que ensaiei e nem essa a fantasia que me deram! Sozinho, no camarim, retira a maquiagem que alguém, artistica e sedutoramente lhe pintou. Não é necessário cremes, pois as lágrimas fazem essa função. Não se trata de rir das próprias burrices e trapalhadas que você mesmo faz... É chorar por acreditar, e nessa crença se deixar levar! Lembro de um trecho de uma música que minha mãe gostava de cantar:
Cara de palhaço
Pinta de palhaço
Roupa de palhaço
Foi este o meu amargo fim;

Cara de gaiato,
Pinta de gaiato,
Roupa de gaiato,
Foi o que eu arranjei pra mim.

Estavas roxa por um trouxa
Pra fazer cartaz,
Na tua lista de golpista
Tem um bobo a mais...

Peguei "emprestado" no blog http://blogvozesdeminhaalma.blogspot.com/ o seguinte poema para concluir essa grande palhaçada:

"Livro da vida, em meu Coração
Escrito com tinta Vermelha
Contém meus segredos
Mais ocultos e verdadeiros
Mas quem não tem um Livro
Escrito pelo Tempo da passagem da vida
Onde as horas são versos
Os dias são páginas
E os anos são capítulos
Onde cada aborrecimento, cada sofrimento
Nas páginas do Livro,
Borradas com lágrimas
Coloridas com sangue
Onde tudo que foi mal escrito,
Todo mal entendido
Pudesse apagar
Bem que gostaria
Mas não posso, não devo.
O que posso fazer é virar a página
Do Livro da Vida
E na seguinte estar
Escrevendo uma nova história
Pra novela continuar
E um dia terminar o enredo
Dessa história terrena, da divina comédia,
Da tragicomédia, de minha odisséia
Nesse mundo encerrar
Pra então fechar o Livro
E na Estante Divina
Esperar que um Grande Leitor
Observador e Justo
Possa minha história julgar..."









































8 comentários:

  1. Quem de nós ainda não sentiu isso e não irá voltar a sentir numa outra ocasião ?
    São situações que nos deixam embasbacados quando (como vocês dizem) caímos na real !
    Acontece está feito e não se pode voltar atrás.
    Beijão Rê e bom descanso neste fim de semana.
    .

    ResponderExcluir
  2. Esperar que um Grande Leitor
    Observador e Justo
    Possa minha história julgar...

    Na vida já todos fizemos de meninos palhaços ou palhaços mais altos na idade do faz de conta.

    Quando o palhaço actua com verdade acredita na bitola que deixou expressa e que eu transcrevi acima,~

    Esta parte preocupa-me muito e quem sabe em que dia Ele e eu nos encontraremos........

    ResponderExcluir
  3. Quem de nós ainda não sentiu isso e não irá voltar a sentir numa outra ocasião ?

    Msn linda?

    Bjuxxxx

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga, umas vezes rimos dos outros, outras vezes riem de nós. É claro que as intenções contam muito: tem gente que ri do engraçado, tem gente que ri de maldade. Não dê muita importância a isso, não. Como diz o adágio popular, " os cães ladram e a caravana passa" e a gente sai mais esperto(a), mais seguro(a) de si. Nunca se esqueça que você é a pessoa que 'cava fundo para encontrar tesouros'. Beijos carinhosos.

    ResponderExcluir
  5. Rui, amado!
    É verdade... o tempo todo, ao longo de nossa vida, iremos fazer esse papel. Acreditamos que já aprendemos, mas as "máscaras", "maquiagens", vão se modernizando numa rapidez muito maior que a nossa capacidade de apreensão.
    Beijuuss n.c.

    Luis, amado!
    Por isso peguei "emprestado" esse poema... por crer que, há uma ENERGIA muito maior,que realmente avalia as nossas verdadeiras intenções!
    Beijuuss n.c.

    Carlos, mininu-poeta, amado!
    Sei que muitas e muitas vezes nos sentiremos assim... Só que, às vezes, dói de uma maneira avassaladora!
    Beijuuss n.c.

    Ângela, iluminada, amada!
    Gostaria de não dar "importância" à maldosa intenção...nem muita nem pouca. O problema é esse: não saio mais "esperta" dessas histórias (e prá falar a verdade, esse tipo de "esperteza" me é muito semelhante a molecagem)e sinto que nem quero! Estaria "vibrando" na mesma energia dessas pessoas...seria, nesse sentido, igual a elas! Quero nauuuuummmm!!! Preciso escrever sobre essa coisa linda que já me falou: "sou a pessoa que cava fundo para encontrar tesouros". Aquele telefonema, 5ªfeira, naquele exato momento foi uma "coincidência" e tanto!!!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  6. É... Acho que esse é o retrato da minha vida sabe, mais posso dizer que hoje eu mudei, amadureci e e não me pinto mais pra niguem, tem uma outra musica que gosto muito, não pela melodia mais pela letra que acho muito correta e realista, é uma regravação cantada pelo Belo,a musica é mais o menos assim...

    Vejam só
    Que história boba
    Eu tenho pra contar
    Quem é que vai querer
    Me acreditar
    Eu sou palhaço sem querer

    E vejam só
    Que coisa incrível
    O meu coração
    Todo pintado nesta solidão
    Espero a hora de sonhar

    Ah, o mundo sempre foi
    Um circo sem igual
    Onde todos representam
    Bem ou mal
    Onde a farça de um palhaço
    É natural

    Ah, no palco da ilusão
    Pintei meu coração
    Entreguei
    Amor e sonhos sem saber
    Que o palhaço
    Pinta o rosto pra viver...


    o nome dessa musica é ( Sonhos de um palhaço )

    acho que o cara que copos essa musica
    é um genio, ou sabia muito bem sobre o que
    estava compondo

    ResponderExcluir
  7. Amaderrima Terapeuta de Vida Minha:

    Uma sôdade porreta sobre mim pousou,docê,aff Marie!folgo em saberte bem e fuefa aff!
    Uma noite balsamica em vida tua!
    Smaaack!

    amute

    viva la vida

    ResponderExcluir
  8. Marcos, amado!
    Que linda essa letra... Depois vou ouvir a(s)versão(ões)exitente(s). Valeu dimaiiisss!!!
    Beijuuss n.c.

    Ricarrrrdo,amado!
    Que bom "Rê" vê-lo aqui! Pensei que tinha me abandonado rsrs Vou ter, com certeza, depois de sua visita, uma noite ILUMINADA por girassol: viver é pura magia!!!!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget