Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

quinta-feira, 29 de julho de 2010

UM JEITO AMOR DE SER...

Não sei contar como descobri esse jardim... Mas foi nele que encontrei, entre tantas flores, uma de perfume e colorido rosado. Seu perfil diz assim: "Sou tantas! Sou a que ama, a que gostaria de ter braços gigantes e poder acolher num abraço todos a quem ama. Sou a que chora, a insegura, a palhaça. Sou a que se doa e ainda não aprendeu que se doar não implica em querer contrapartida. Sou a mulher com carência de menina. Sou a que na maioria das vezes não tem a coragem como aliada... Mas sou acima de tudo alguém que não se esconde do que é..." De flores todos sabem do meu encantamento... É presente predileto, decoração espalhada pelos quatro cantos da casa, amor apreendido e herdado de minha mãe. Conheci química, física, matemática, através de suas cores, matizes que nos campos soltas relativizam a tal ciência exata. Essa minina-ternura, Pétala Rosadinha, inquieta flor, um dia despetalou-se no meu Divã. Em amor perfumado escreveu: “Regina, um jeito amor de ser”. Fiquei tão inebriada com esse perfume exalado, de maneira simples e natural, que lhe pedi para deixar essa marca imortalizada. É que nem sempre estou primavera, bem que gostaria. Mas, quando um inverno tomar conta de minh’alma e coração posso assim me lembrar de como reencontrá-la. Estará, sempre, num pedacinho do meu coração. Milene-Flor é assim... Amor natural, despretensioso, singelo, terno, carinhoso, oferenda divina. Em braçadas florais envolvi meu coração, aconcheguei-me em suas palavras e acredito que, das flores artificiais, protegida estarei. Milene, Pétala Rosadinha, Inquietude em formato de flor: AMO VOCÊ DE VIVERRR!!! Recebe essa música que trouxe prá lhe dar. (Regina Rozenbaum)

8 comentários:

  1. Bom dia, amada Rê!

    O "mimo" tem a tua cara!
    A nossa amada Pétala conseguiu definir você, por inteiro!

    Você merece todo o nosso carinho!

    Beijos e abraços beeeem apertados...

    Lia

    ResponderExcluir
  2. O que dizer diante disso? Você verdadeiramente me fez chorar, moça! Fez adoçar bastante a limonada azedinha a qual me encontrava...

    É assim que te percebo, puro amor, doação... Existe coisa mais rica que um ser humano pode fazer por outro do que doar um pouco de si pra fazer o outro ficar melhor?

    Por isso tens minha admiração, porque gosto de pessoas assim, intensas naquilo que se propõem a fazer...

    Tentei me enxergar nessas palavras lindas que escrevesse aí, e me vi tão linda de alma. Obrigada por me perceber desse jeito, com esses olhos de amor.

    Beijos e abraços sufocadores de uma pétala comovida.

    ResponderExcluir
  3. É mais claro que o sol, que Deus criou a Regina para para nos fazer felizes.

    Beijinho..

    ResponderExcluir
  4. Gosto mesmo de te ler Rê!
    Falas sempre e escreves sempre ... com o coração.
    Tão puro e bom, tenho medo deste mundo imenso , que diáriamente descarrega nele o que o mal tem de bom e o que o bom tem de mal.
    Neste grande turbilhão, até o mais puro dos sentimentos se constrange de aparecer, o teu coração já o disse antes é ... colossal .... fabuloso.
    Quando crescer Rê, quero ser um pouco como tu, quero, quero.
    Bjs,transatlânticos para ti.

    ResponderExcluir
  5. Que seria de nós, sem as coisas simples e os sentimentos puros?

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Lia, amada!
    Realmente me senti tão mimada quando Milene, deixou num comentário essa "definição"...Afff e vem agora vc, prá dizer que assim sou definida por inteiro? Síndrome de T.M.A. (TÔMEACHANDO)vai baixar e não querer sair nunca mais rsrs.
    Beijuuss n.c.

    Milene, minina-flor, perfumada e amada minha!
    Primeiro: poooooooode sair já-já dessa tal limonada! Aonde já se viu uma Flor se azedar????rsrs
    Segundo: Meus olhos se enganam muitas e muitas vezes e nem sabe quanta "porrada" levo com isso... Mas os olhos de meu coração e alma andam apurados, e conseguem ver as cores de uma alma/coração como a que tens!
    Recebo todos e cada um de seus beijos e abraços sufocantes, pois tenho oxigênio nesse jeito amor de ser para respirar!!! AMO VOCÊ DE VIVERRR!!!
    Beijuuss, cheios de oxigênio, n.c.

    Manuel, amado!
    Tava preocupada rsrs. Claro feito sol? E o meu lado lua?rsrs
    Beijuuss n.c.

    Urbano, amado!
    Não tem outro jeito nauuuummm rsrs. Já briguei comigo mesma, já apanhei e continuo a apanhar, mas para mudar só morrendo e nascendo de outro jeito. Vou fazer o quê, amigo?
    Beijuuss transatlânticos n.c.

    Isa, amada!
    Nem me pergunte... Eu tava "fu" e mal paga!!!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  7. Rê, quando a alma da gente atravessa noites escuras, só pode vislumbrar a luz na seqüência...e mesmo nesses instantes, por mais negra que seja a noite, o amor - que é tua marca - não descola de tua alma, por isso ela suporta a travessia.

    Perfeita homenagem, que foi lindamente imortalizada. Vc merece, querida mineirinha, por esse jeito amoroso de ser...
    Beijo enorme!!

    ResponderExcluir
  8. Dê, moça linda de viverrr, amada!
    Sabe, vou te contar um segredo: muitas vezes (por motivos vários) tentei fazer essa descolagem, mas não teve jeito não... é garrado num tipo de "superbonder" que afff... OBRIAGADA por seu carinho.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget