Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

OS NOVOS CINQUENTÕES (Contagem regressiva ou progressiva?)

Adorei encontrar essa crônica, de autoria, de Mário Prata. Começo hoje minha contagem regressiva. Ou seria progressiva? Não, não vou passar pelo tal "inferno astral"... Vou viver nesses próximos dias um verdadeiro astral, mora?

- Não, não se fazem mais velhos como antigamente.
- É verdade. Não se fazem.
- Veja você. Você está com 54. Lembra quando você era jovem, quem tinha 54 era um velhinho, não era?
- Avô, avô......
- Então. E as mulheres de 54?
- Bisavós, bisavós.....
- Não exagera. Avós, também. Aliás, mulher de 40 já tava velhinha. Todas de preto. Iam à igreja. A mãe da gente tinha 40, né? Era uma santa, né? Imagina se fazia o que as de 40 fazem hoje...
- Onde é que você quer chegar?
É que a nossa geração mudou tudo. Mudou até a velhice.
A gente é de uma turma que rompeu com tudo. Esse negócio de Beatles, Rolling Stone, pílula, tropicalismo, isso fez mudar tudo.
- Prossiga.
- É que a gente mudou os velhos que a gente ia ser. Veja a sua roupa. Você esta vestido igual a um cara de 20, 30 anos. Você não está de terno e gravata como os cinquentões de antigamente.
- Você está é justificando a nossa velhice.
- Que velhice, cara! Você hoje faz tudo que um cara de 20 faz.
- Mais ou menos, mais ou menos.

- A nível comportamental.....
- A nível, cara?
- Desculpa, mas comportalmente falando, ficou tudo igual. O cara de hoje, com 50, não se comporta mais como um cara de 50 dos anos 50. Nivelou, entendeu?
- Explica melhor.
- As meninas também. As nossas amigas de 40, por exemplo.
- Melhor não citar nomes.
- É que hoje elas fazem coisas que a gente não poderia imaginar que a mãe da gente fizesse com a idade delas. Estão todas aí, inteiraças. Liberadas, está entendendo? Mandando ver. E nós também.

Veja a roupa do seu filho. Igual à sua. Antigamente um cara de 23 se vestia completamente diferente de um cara de 53. Ou você alguma vez viu o seu pai de tênis? Acho que até para jogar tênis ele devia jogar de sapato.
- Se a gente então não está velho, vai ficar velho quando?
- Pois é aí que eu quero chegar. Não existe mais a velhice. Nos anos 60 a gente fez tanta zorra que, sem querer, garantimos o nosso futuro sem velhice. Pode escrever aí. Não existe mais velhice.
- Ficamos imortais?
- Quase. Antigamente o sujeito começava a morrer mais cedo. Ficava uns 10, 15 anos morrendo. Agora não, ele vai ficar até os 80, 90. Daí ele fica doente e morre logo. Acabou a agonia. Pensa bem: a gente está com 50.
Temos mais uns 30 pela frente. Firmes. É isso, cara: não existe mais a velhice. E fomos nós que detonamos com ela.
- Mas tem o cabelo branco, as rugas, a barriguinha.....
- Detalhes, cara, detalhes. O cabelo branco, a ruga e a barriguinha hoje em dia são encarados como charme. Mesmo porque os cabelos não ficam mais tão brancos como nos nossos pais. E as rugas também. Os velhos estão cada vez com menos rugas. E pra barriguinha, estão aí as academias. Tem fórmulas.
- E isso vale também para as mulheres, né?
- Principalmente. Eu estava falando nas nossas amigas de 40. Pega as de 50. Tudo com corpinho de 30. Cabeça de 20. Tão até melhores do que nós, cara.
- Peraí. a sua namorada não tem nem 30.
- E isso me preocupa. Tem cabeça de 50. De 50 das antigas.
- Eu não estou entendendo aonde é que você quer chegar.
- Quero chegar nos 90. Me passa o uísque. Me passa o cigarro. Me passa a saudade que eu tenho dos meus 20 anos. Me passa a vida a limpo. E mete os Beatles aí na radiovitrola. Help, please.


20 comentários:

  1. Gostei Rê!
    Bjs e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante e também, ...reconfortante :)) Rê! ... mas muito real. Vendo bem, é exactamente assim ! :))) ... e ainda bem. lol.
    Quando eu tinha 28, muito me ri com os meus colegas, por a família do meu patrão lhe ter oferecido um alfa romeo descapotável, quando ele fez 50 ! ... Para mim ele era um velhinho ... mas pelos vistos, ainda em muito bom estado :)))
    Beijão, minha querida
    .

    ResponderExcluir
  3. Cada idade tem as suas características próprias e fica mal a um velho por-se com brincadeiras de putos com dezoito.
    Hoje existem pessoas de sessenta que se vestem com roupas de jovens o que não lhes dá brilho.
    Uma pessoa de 60 deve vestir-se bem e com charme, mas nunca fazendo-se passar por gente nova.

    ResponderExcluir
  4. Oi Rê,estive sumidinho mais ja voltei, as vezes é complicado arrumar tempo, mais agente sempre arruma um tempinho rs.

    Curti muito esse texto, realmente as coisas mudaram, e pelo menos nese quesito de velhice retardada, pera ai... fico esquisito, velhice retardada, sei que vc me entendeu.
    acho que esse é uma das poucas coisas que mudaram pra melhor, nossos pais estão mais felizes mais saudaveis, mais joviais, prodizindo, sonhando, construindo,claro que não concordo com certas cenhoras se passando por mocinhas, acho ridiculo, mais aprovo tudo dentro do equilibrio e bom senço, a velhice hoje em dia é viro mais um estado de espírito mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Somos um ser-para-morte.
    Esqueçamos a contagem..
    Belissimo texto, Re^.
    Muito bom!

    Eu, em novo espaço... ainda na procura.
    *risos
    Te espero lá, ta?

    beejo

    ResponderExcluir
  6. Que texto delicioso, eu estou entrando nos quarenta e que venha os cinquenta e tantos outros "enta"...
    Minha filha ouve Beatles e eu ouço Cold Play ...às vezes a acho madura de mais e ela me acha infantil,às vezes me acho velha demais e ela se acha tão criança...Mas, podemos ser: tudo junto e misturado.
    Adorei seu comentário sobre literatura, viu...
    Beijos!
    http://sifsussa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Apaixonar-se é a receita que nós os cinquentões usamos contra o tempo; e há tanta virtude nesse método, que voltamos a ser jovens enquanto o praticamos...

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  8. Regina, tentei 'imortalizar' minhas singelas palavritas, já que vc gostou tanto. Mas como te envio? Me dê uma luz...rsrsrs. Fiz uma montagenzinha, se gostar, use-a.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Sí..., es verdad...
    Como han cambiado las cosas y las personas...

    Saludos,

    Sergio.

    ResponderExcluir
  10. Fatinha, amada!
    Uma semana ILUMINADA e AFINADA procê!
    Beijuuss n.c.

    Rui, amado!
    Os tempos mudam...e de tudo há uma verdade: nossa expectativa de vida, longevidade, aumentou mesmo!!!
    Beijuuss n.c.

    Luís, amado!
    Sabe que essa não é a minha maior preocupação: vestir-se "inapropriadamente" para a idade? Me ocupo mais das atitudes, totalmente inapropriadas, sejam dos garotos de 18 ou dos cinquentões! Também tem mais uma coisa: essa "loucura" de se plastificarem, sejam homens ou mulheres, atrás da fonte da eterna juventude...TÔFORA!rsrs
    Beijuuss n.c.

    Marcos, amado!
    É como já publiquei aqui algumas postagens: não tem essa de "meia-idade" e sim de "inteira-idade" rsrs Como vc disse, antes um cara de 50 tava mais prá lááá do que prá cá... e hoje estão produzindo, fazendo, acontecendo, felizes!
    Tudo que é bem balanceado só pode dar bons resultados!!!
    Beijuuss n.c.

    Minina, amada!
    Vc me deixa doidinha rsrs Já fui lá! Quanto à contagem... é progressiva, pelo menos, para mim.
    Beijuuss n.c.

    Si, amada!
    É misturado, é balanceado, mas deve ser também "limitado" (às coisas, fases do desenvolvimento de uma criança estão muiiiiito aceleradas, há permissividade demais!). Que bom que gostou!
    Beijuuss n.c.

    Manuel, poeta, amado!
    CONCORDO... E não´inventaram, que eu saiba, receita melhor que essa, para a "eterna" juventude.
    Beijuuss n.c.

    Milene, Pétala, amada!
    Você tá perguntando prá euzinha???? Uma BIOS???rsrs Como não sei o que fez, a única idéia que tenho é me mandar por email (o meu ta aí no perfil).
    Beijuuss n.c.

    Sérgio, amado!
    Que bom vê-lo por aqui... Tudo, tudo mesmo, tem se modificado com tamanha rapidez que, não damos conta de acompanhar.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Rê!
    Já começou o dia (08:00hs)inspirada e inspirando, hein mulher!
    Gostei de lembrar de propagandas que nem lembrava que lembro! Tens razão em ter gostado da crônica, é muito boa!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  12. Adorei o post, ainda mais que faço níver no final deste mes. Bjs

    ResponderExcluir
  13. Legal demais! O Mario Prata sabe das coisas!
    E lá vou para o 5.4. Feliz e contente por ter amigos como você, querida!
    beijinho

    ResponderExcluir
  14. Rike, mininu, amado!
    Então tá... conta outra: vc se lembrando dessas propagandas???? rsrsrs Se euzinha era bem pequenininha e não me lembro (não dessas)você ainda não estava nem no planejamento familiar de papis e mamis rsrs.
    Beijuuss n.c.

    Kyria, seja muito bem-vinda!
    Quando é seu niver? Vai ter que voltar prá nos contar...
    Beijuuss n.c.

    Zé, amado!
    ALELUIA, ALELUIA...o bom amigo a casa volta! Dondé que vamos celebrar vida sua???
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  15. Ainda temos uma radiovitrola dessas, acredita, Rê?

    Mário Prata, um show de retrospectiva, num paralelo mais otimista, leve, bafejando o frescor da nossa maturidade. Tendo saúde, há vida, anos a serem gastos ganhando com a "expervivência", né amiga?
    Gostei de passear na saudade...bjos procê!!

    ResponderExcluir
  16. Amadaaaaaaaaaa!!!

    AMEI!!

    O texto do Mario Prata é genial e suas imagens maravilhosas!!!

    Um passeio no passado!

    Lembro quando minha avó materna (a nona) fez 50 anos! Eu achava ela tão velhinha!!!...rsss...E cá estou eu...cinquentona e vovó!!!

    E vamo que vamo, amiga!!!

    Beijocas mil...

    Lia

    ResponderExcluir
  17. Dê, moça linda de viverrr, amada!
    Se eu lhe contar a que tinha na casa de minha mãe, até o ano passado (agora está na casa de um sobrinho)não acreditaria!!! Gosto de antiguidades e principalmente das histórias guardadas em cada objeto. E é isso...SAÚDE, sem ela não conseguimos ir expervivendo!
    Beijuuss n.c.

    Lia,moça linda de viverrrr, amada!
    Você e a Dê são "phodas"... Acha que te chamo de moça linda de viverrr por conta só desses olhinhos azuis(?)???? Quando me tornar vovó quero ser quiném ocês: LINDONAS DIMAIIIISSSS!!!!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  18. Quer encontrar comigo lá pelos anos 2030? Pra falar do 'hoje' que será o nosso 'óntem'? Vamos cuidar com carinho, para acharmos que valeu a pena? Então tá combinado: já agendei! Viva a vida! Beijos carinhosos

    ResponderExcluir
  19. PUTZ será que as artroses vão deixar???rsrsrs Mas, tá fechado: DEAL, ok? Agora antes de 2030 chegar, que tal 2010 mesmo???? Seu ZÉLU deu um cano que nem te conto rsrs.
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  20. eu odiei mas preciso da figura pra fazer um trabalho

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget