Não importa onde estamos, numa mesa de bar ou no divã do analista, nossa mente nunca para e nossos medos e desejos nunca nos abandonam. Nem por um instante nos separamos do que realmente somos e, por mais difícil que seja, não controlamos cem por cento nossas atitudes. Se Freud, após 40 anos de estudo da mente humana, continuou com várias dúvidas sobre o ser humano, quem sou eu ou você para julgar as “crises histéricas” da melhor amiga? Só Freud explica!?!
Coisas simples que todos vivemos,pensamos,sentimos e nem sempre conseguimos partilhar. Assuntos, temas, extraídos da minha experiência clínica e do meu cotidiano. Em alguns você pensará: tô fora... Em outros: tô dentro...

terça-feira, 27 de julho de 2010

SÓ CORAÇÃO: DEZESSEIS ANOS DE SO/COR

Hoje meu coração está de luto. Hoje é o último dia de tantos outros, noites, madrugadas, sábados, domingos e feriados que ali estive. Sonho sonhado, acalentado e concretizado. Levado para além das quatro paredes do meu consultório e do meu coração sonhador. Ouvi muitos sinais, sintomas, cifrados em corpos. Decifrei histórias, juntei pedaços e cacos com mãos e almas atadas. E outra construção se fez possível, para nova história ser contada. Fui nomeada doutora, chamada tantas vezes de louca, mas como de “médico e louco cada um tem um pouco” continuei. Muitas vezes de maneira generosa fui também designada Anja. “Anja que D’US enviou para nos auxiliar nessa dor que temos que agüentar.” Assim recobrava minhas forças: imaginando asas e voando aonde havia tanta dor. Lutas enfrentei, inimigos - vejam só - criei. Das muitas, inúmeras batalhas dessa guerra não houve uma trégua sequer. Mas, aliados também conquistei: e serão para sempre os tais AMIGOS - de pós-guerra - que me orgulharei. Provei o quê me foi dito ser improvável, e probabilidades não cabem mais. Sonho novo, de novo, que “rê” ssurge. Louco? É bem provável! Investirei o tempo, minh'alma e coração que de mim demandar... para poder, novamente, realizar! Lá deixo, especialmente hoje, um tanto do meu coração e é nele que carrego - além de muitas lições - minha GRATIDÃO. Hoje sou só coração. Nome de batizado que aprisionou sua identidade e por dezesseis anos meu coração. SO-COR: UM JEITO ESPECIAL DE CUIDAR DE SUA SAÚDE! (Regina Rozenbaum)

12 comentários:

  1. Hola Regina,

    si bien entendi te jubilaste???
    Cambiaste de trabajo?

    Si es así..., siempre dejamos atrás alegrias, pero la vida siempre tiene algo nuevo para regalarnos... solo es necesario abrir la ventana o la puerta de nuestro corazón...!

    Te dejo saludos desde Argentina,

    Sergio.

    ResponderExcluir
  2. Rê, minha amiga querida, relendo, emocionada, este teu ato de amor - lindo de viver como vc! - fui me lembrando de que acasos não existem, mesmo.
    Recebi, pela manhã, um presente maravilhoso (que em fez chorar muito, de pura emoção) e que quero dividir com vc, pq acho que muitos, se não a maioria dos pacientes que passaram pelas mãos dessa doutora de alma, cantaria pra você.

    Fico feliz por entender que anjos sobrevoam nossos momentos mais especiais, e este meu-amigo-anjo-guardião me deu, com seu gesto maravilhoso, a possibilidade de compartilhar...
    Só não é mais linda a canção, do que esta tua trajetória de vida - que foi muito além do que chamamos "profissional".
    Parabéns pela doação deste amor fraterno - minha admiração e respeito, ANJO GUARDIÃO DE TANTAS ALMAS!!

    Com carinho pra vc, Te aplaudo em pé, Doutora Rê

    Beijo enoooorme!!

    *E pára de chorar, tá bom?...rsrs

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus RÊ, não é só hoje que és coração, tu és ... O CORAÇÃO e lindo, muito lindo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Num quarto vazio, ao lado do meu, tem um letreiro idêntico: NÃO INCOMODAR
    Um xi-coração
    J

    ResponderExcluir
  5. Fiquei um tanto confusa também sobre o real conteúdo desse texto?


    "si bien entendi te jubilaste???
    Cambiaste de trabajo?"

    Rsrs...

    Ah, o texto em si, a sensibilide, o coração ali explícito, não mais me surpreende...
    Abraços de admiração, doutora!

    ResponderExcluir
  6. Minha querida, antes de tudo, PARABÉNS !
    Compreendo que o coração esteja triste pelo encerramento de um capítulo de anos com muitas, boas e nobres recordações que não mais serão esquecidas.
    A nossa vida é a nossa memória !Que seriamos nós sem ela ?
    Mas a vida é assim mesmo. Tem que se caminhar em frente !
    Após um, novo capitulo se inicia e terás daqui a alguns anos os mesmos e outros novos motivos de orgulho pelo trabalho realizado !
    Continuarás a ser o anjo guardião de novas almas que te esperam e toda tu, ÉS CORAÇÃO E ENTREGA !
    Um beijo muito especial, Rê !
    .

    ResponderExcluir
  7. Regina, querida!

    Quando se fecha um ciclo, outro se inicia... encare-o com o coração aberto. A felicidade te espera!

    Joque este luto fora, amiga!! Guarde apenas as boas lembranças de tudo que foi vivido!

    Deixe o colorido entrar na nova vida! Você tem muita luz... não pode ficar no escuro!

    Receba meu abraço e o meu carinho...

    Beijos
    Lia

    ResponderExcluir
  8. Amiga Regina!

    Senti a emoção mal contida nas palavras deste belíssimo texto!
    Deixe que o coração fale tudo... ele comanda a vida! Afinal foram quantos anos de dedicação absoluta?
    Lembre-se contudo, que a vida não terminou, só mudou...
    Agora vai viver, tão intensamente ou se possível ainda mais, a sua outra forma de vida.
    Nada mais!!!

    Beijos

    Na casa do Rau

    ResponderExcluir
  9. Sérgio,Dê,Urbano,Jorge,Milene,Rui,Lia e Ná, amigos, AMADOS meus: Antes de qualquer palavra o meu OBRIAGADA pelo carinho, amizade, amor deixados em cada comentário...Senti com minha alma e coração!
    Não,não me aposentei/jubilei (ainda faltam bons anos rsrs). Foi um fechamento de ciclo, decisão que já deveria ter tomado a mais tempo. Mas, como membro fundadora da Clínica no hospital, estando na coordenação da equipe, e com tanto amor por esse hospital, amigos que lá estão, pacientes e familiares fui adiando... Sempre fui movida pelo novo, desafios, e já há algum tempo venho "ouvindo" outro chamado... Não há nada de nítido, claro, límpido nessa "voz", mas não poderia mais estar num lugar aonde percebia que ´minha presença já era dispensável... É como um filho, que criamos para alçar seu próprio voo! Claro que mesmo criando-o para tal, quando o vemos partindo, voando lá no céu, há um misto de alegria e tristeza. Missão cumprida,nos perguntamos? Não sei o quê, quando e como vou fazer (fico somente em meu consultório), mas sinto que tenho mais a descobrir e fazer... É como na música "ENCONTROS E DESPEDIDAS /NASCER E MORRER" (deixo a letra aqui) que ilustra e complementa meu OBRIAGADA a vocês:

    "Mande notícias do mundo de lá
    Diz quem fica
    Me dê um abraço, venha me apertar
    Tô chegando
    Coisa que gosto é poder partir
    Sem ter planos
    Melhor ainda é poder voltar
    Quando quero

    Todos os dias é um vai-e-vem
    A vida se repete na estação
    Tem gente que chega pra ficar
    Tem gente que vai pra nunca mais
    Tem gente que vem e quer voltar
    Tem gente que vai e quer ficar
    Tem gente que veio só olhar
    Tem gente a sorrir e a chorar
    E assim, chegar e partir

    São só dois lados
    Da mesma viagem
    O trem que chega
    É o mesmo trem da partida
    A hora do encontro
    É também de despedida
    A plataforma dessa estação
    É a vida desse meu lugar
    É a vida desse meu lugar
    É a vida"....

    BEIJUUSS, ESPECIAIS, NO CORAÇÃO DE CADA UM DE VOCÊS!!!
    Regina

    ResponderExcluir
  10. é a primeira vez que venho aqui, já sentí isto, digo que o tempo me curou, mas minha amiga me disse que não, que fui eu, mal sabe ela o quanto ela me ajudou........não sei de onde tirei forças.....bjks...Gil

    ResponderExcluir
  11. Decisão difícil de ser tomada, considerando a pessoa e profissional que você é.
    Mas sinceramente desejo toda a boa sorte do universo nessa sua nova empreitada.
    Bjs n. c.

    ResponderExcluir
  12. Gil, seja muito bem-vinda ao nosso Divã!
    Esse é um "luto" um cadim diferente... É vida que segue e nos chama para fazermos mais por mais! Volte sempre que quiser, puder... Terá sempre um lugar reservado, com amor, nesse nosso Divã.
    Beijuuss n.c.

    JC, de casa, amado!
    Que sôdade docê rsrs. Agradeço o elogio que, generosamente, me oferece e no estágio em que me encontro, realmente não sei se sou merecedora dele...Não, não pense que tô carecida de "alisamento egóico"(apesar que faz um bem danado rsrs) é por questionar messsmo todo o meu fazer! Quem me dera ter uma nova empreitada... estou sem norte, bússola que direcione o caminho. Só sei que era preciso caminhar, mesmo que perdida, e outra estrada, caminhos encontrar... aonde vou chegar? Não faço a mínima idéia! Adoreiiii sua visita, sinto sôdades como já disse...
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir

Passou por aqui? Deixa um recado. É tão bom saber se gostou, ou não...o que pensa, o que vc lembra...enfim, sua contribuição!

Ocorreu um erro neste gadget